0 Shares 149 Views

Beigoma – Brincadeiras Orientais

Bellini Bellini
abr 04, 2016
149 Views

Beigoma – uma brincadeira oriental

Hoje vamos falar da Beigoma – Se você, professor, tem entre seus 25 a 35 anos, com certeza deve ter assistido ou pelo menos ouvido falar de Beyblade, animação japonesa que mostrava disputas de jovens garotos com piões que guardavam criaturas lendárias dentro de si, seguindo fortes inspirações de outras histórias da época, como Pokémon, Digimon e Monster Hunter.

Beigoma

Certo, mas o que isto tem a ver com educação? Diretamente nada, mas na verdade Beyblade, que até hoje tem sua parcela de fãs aqui no Brasil, é inspirado em uma clássica brincadeira japonesa conhecia como Beigoma, com piões que remetem aos modelos estilizados do anime.

E você pode incluir esta brincadeira do Beigoma como uma tradições oriental e brasileira. Afinal, brincar de bater piões é algo tão típico daqui quanto em terras nipônicas.

Beigoma – Como Brincar?

  • Público alvo: geralmente o público alvo são meninos pequenos.
  • Idade: essa brincadeira poderá ser realizada a partir dos 6 anos.
  • Recursos: um pião normal, ou até mesmo um pião usado no Japão chamado de Beigoma. Pode ser usado um barbante para os lançamentos dos piões, ou um disparador especial para esse jogo.
  • Objetivo: o objetivo da brincadeira é encontrar os vencedores da disputa entre os beigoma, onde as crianças lançam seus piões e o que ficar mais tempo rodando no local específico será o vencedor.

Passo a passo:

  1. A brincadeira precisa ser realiza a partir de uma dupla e a mesma terá um pião ou mais em sua mão como for determinado logo no início da competição.
  2. Cada jogador deve lançar o seu pião em um local a qual foi escolhido para a realizar a competição a partir de um barbante e ou com outros disparadores.
  3. Ao lançar o pião, deve-se fazer com que ele fique mais tempo rodando do que o do adversário. O pião que permanecer por mais tempo rodando será o vencedor.

Se o professor preferir, pode-se permitir as crianças dar mais personalidade ao seu pião, pintando de outras cores, dando nomes, e buscando maneiras de tornar a brincadeira mais divertida sem perder o aprendizado nas aulas. Desta forma, eles ficarão muito mais animados!

You may be interested

Karl Mannheim e a Educação
Filósofos da Educação
58 views
Filósofos da Educação
58 views

Karl Mannheim e a Educação

Felipo Bellini - jun 25, 2017

Karl Mannheim e a Educação Karl Mannheim foi um sociólogo judeu que ficou conhecido pelas suas obras sobre reconstrução social e educação ocidental. O livro "Ideologia e…

Drácula de Bram Stoker: resumo e análise do livro
Resenhas Literárias
257 views
Resenhas Literárias
257 views

Drácula de Bram Stoker: resumo e análise do livro

Felipo Bellini - jun 21, 2017

Fala pessoal, tudo bem? Aposto que você já ouviu falar sobre... Nada mais nada menos do que, vampiros! Hoje iremos conhecer o pai de todos eles, o…

Montaigne e a Educação
Filósofos da Educação
154 views
Filósofos da Educação
154 views

Montaigne e a Educação

Felipo Bellini - jun 18, 2017

Hoje vamos falar sobre Montaigne e a Educação, relacionando as influências do ceticismo no âmbito educacional. Como sempre, a primeira parte do texto se refere a biografia do filósofo,…

Deixe uma resposta