Existe bullying na educação infantil?

O bullying na Ed. Infantil só é considerado dado de fato entre alunos na faixa etária de 3 e 4 anos de idade, isso porque na prática atual somente aos dois anos a criança inicia o processo para se tornar o “ser social” descobrindo a diferenciar o EU do OUTRO. É o que chamamos raciocínio concreto, conforme conferimos na pirâmide do desenvolvimento psicomotor a seguir:

desenvolvimento-motor-e-psicomotricidade-9-638

Existe bullying na educação infantil

Como podemos notar, até a fase dos dois anos os pequenos ainda estão descobrindo o mundo ao seu redor através dos seus sentidos antes de se descobrirem propriamente, antes de se reconhecerem no espelho por exemplo.

Então, quando ser social, quando indivíduo que se socializa entre os “outros” já é possível identificar atos (como certos graus de implicâncias) que descrevam o bullying entre os pequenos para tomada de iniciativa.
Neste caso, é de suma importância nosso papel como professores. É quando devemos atentar a relação da criança com seus familiares nas oportunidades que surgirem e caso necessário solicitar um momento com o pais para que esclareçam em conjunto ao educador as possíveis causas de tais comportamentos.

De onde vem a agressividade na educação infantil?

Se tratando de alunos da Educação Infantil a agressividade pode surgir de fatores tais como:

Cobranças e expectativas na vida da criança

Crianças com estresse elevado devida alta carga horária de atividades extracurriculares (cursinhos, aulas de dança, natação) onde devem seguir um ritmo rigoroso e exigente a sua idade e entendimento, onde normalmente são bombardeadas por palavras negativas e de desmotivação dos pais que se enganam ao tentarem transformar os filhos e prodígios. O que resulta em problemas psicológicos com baixa estima, inferioridade, incapacidade, dentre outros;

Limites e mimos na vida da criança

Na compulsividade atual, ainda que visando “o melhor” para os filhos é natural aos pais que trabalham excessivamente não tenho muito tempo durante a semana para simplesmente almoçar ou jantar com os filhos por exemplo, o que acaba sendo preenchido de maneira errônea com mimos (como presentes) e nenhum limite (a criança pode tudo, tem tudo a hora que deseja, conquista qualquer interesse com “pirraça”) amadurecendo uma criança que não aceita as regras da escola ou autoridade do professor, não cria respeito pelos demais colegas, não aceita ser frustrada ou acredita ser o motivo exclusivo de atenção na sala de aula;

O psicológico na vida da criança

Algumas formas “alteradas” no desenvolvimento cognitivo ou emocional que se reflitam em dificuldades de se relacionar ou experiências traumáticas (agressão ou abuso) geram comportamentos agressivos aos quais o educador deve atentar;

Em suma, devemos nos atentar a raiz do comportamento sugerindo desde reuniões com os pais a acompanhamento de um profissional especializado.

Educacao_Infantil

Mas como posso evitar bullying em minha turma de Educação Infantil?

Como o caráter de ser social da criança como indivíduo se forma até os 6 anos de idade, a Educação Infantil é o momento ideal para inserirmos nesse caráter a consciência e o envolvimento com temas como respeito e diálogo que em sua ausência principalmente caracterizam agressões de bullying  por meio de teatrinhos (que envolvem relacionamento, sem exclusão ou diferenciação), jogos cooperativos e rodas para leitura de contos por exemplo.

Fim

Bom, é isso, espero que você tenha gostado e amanhã trago outro texto bacana. Enquanto isso, porque você não da uma olhada no meu texto sobre como ensinar coragem com música? Acho que ele pode ajudar a pensar em diferentes temáticas para vencer o bullying entre adolescentes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here