0 Shares 373 Views

Como ensinar gentileza com música

Bellini Bellini
jul 15, 2016
373 Views

Como ensinar gentileza com música é o meu segundo texto dessa nova coluna de pensamentos que exponho aqui no Demonstre. Afinal, uma vez que meu aluno tem a doçura de perceber e se importar com o uso da empatia, nada mais justo que compartilhar com ele o caminho para expor essa energia boa através da gentileza.

Como ensinar sobre a gentileza?

Dicas de músicas sobre como trabalhara gentileza com os alunos em sala de aula

A correria do nosso dia a dia, principalmente nas grandes cidades, com seus engarrafamentos, a lotação dos coletivos e todo o estresse da rotina diária, faz com que muitas vezes não prestemos atenção na pessoa que está ao nosso lado. E assim, atos de gentileza como desejar um bom dia, abrir a porta para uma pessoa ou ceder o assento em um ônibus se tornaram raridade em nossos tempos.

como ensinar gentileza com música

Dessa forma, baseando-se nessa conjuntura preocupante, a apresentação e desenvolvimento do tema gentileza com os alunos se torna de real importância nos dias de hoje.

Assim, temos na canção “Rua da passagem”, de autoria de Arnaldo Antunes e Lenine, uma verdadeira cartilha sobre as atitudes que devemos atentar em sociedade, desde não avançar o sinal, não atropelar os cachorros e até mesmo não se esquecer de agradecer. Atitudes que a um primeiro momento podem ser tachadas como banais, mas que melhoram o humor de quem pratica e de quem recebe este tratamento de forma gradual.

E ao apresentar este “código de conduta” do trânsito, podemos mostrar a canção “Gentileza gera gentileza”, do Leoni, que agora trata sobre a perda da simpatia e da gentileza nos tempos atuais. Em uma sociedade no qual estamos conectados 24 horas por dia, imersos dentro dos celulares e rede sociais, se torna um importante alerta sobre o uso consciente da internet.

Ao mesmo tempo, pode-se trabalhar utilizando a questão histórica e geográfica de uma figura importante do cenário folclórico atual, que é o caso do profeta Gentileza, morador das ruas do Centro da cidade do Rio de janeiro. Neste exemplo temos duas canções que falam sobre a vida e obra do Profeta gentileza. As duas têm o mesmo nome, “Gentileza”, e abordam a rotina dessa personalidade ímpar da cidade do Rio de Janeiro. Nas duas canções, há a lembrança desta figura icônica, que escreveu diversas mensagens no cento da cidade do Rio de janeiro, procurando sempre levar uma palavra de carinho e paz em meio ao caos da cidade.

Entretanto, não devemos deixar que a gentileza seja apagada, assim como diz a canção “Eu acredito na gentileza”, do grupo Simplesmente Almas. De uma forma singela, reforça o quanto é importante ser gentil, e acreditar que as pessoas possam retribuir essa atitude.

Logo, através destas canções, desenvolvemos e reforçamos nos alunos o hábito de ser gentil e, assim como o profeta falou: Gentileza gera gentileza. Uma atitude boa que volta para nós na forma de amor, carinho e afeto. Espero que vocês tenham gostado dessa lista e que esse texto tenha feito algo bom para vocês.

Muito obrigado por tudo! Paz, amor e muita luz na vida de vocês e até o próximo texto.

You may be interested

Makarenko e a educação
Filósofos da Educação
67 views
Filósofos da Educação
67 views

Makarenko e a educação

Felipo Bellini - jul 23, 2017

  Makarenko e a educação Makarenko foi um filósofo da educação que ficou conhecido pelo sua proposta de modelo escolar baseada na vida em grupo e na autogestão,…

Datas Comemorativas
107 views

Dia do Agricultor – Atividade de data comemorativa

Felipo Bellini - jul 21, 2017

E aí, pessoal! O tema de hoje é o Dia do Agricultor, um profissional extremamente importante para a manutenção da sociedade. Para conferir mais datas comemorativas exclusivas do Demonstre é só…

Cem Anos de Solidão – Uma análise completa e resenha literária
Resenhas Literárias
125 views
Resenhas Literárias
125 views

Cem Anos de Solidão – Uma análise completa e resenha literária

Felipo Bellini - jul 19, 2017

Cem anos de solidão e Gabriel García Márques são nosso ponto de discussão hoje. Depois de uma leitura aprofundada, de muitos diálogos e conversas, estamos aqui para…

Deixe uma resposta