0 Shares 251 Views 5 Comments

Como fazer um plano de aula?

Bellini Bellini
jan 24, 2016
251 Views 5

Como fazer um plano de aula?

Neste artigo vamos falar sobre como fazer um plano de aula, mas antes de ir para o texto, quero pedir que se esse material te ajudar, não deixe de compartilhar nas redes sociais e deixar um comentário. Estou trabalhando fortemente para oferecer textos diários de qualidade e preciso muito do seu feedback para saber se estou no caminho certo.

plano de aulas

Querendo ou não, os planos de aula estão entre os instrumentos mais populares e úteis do dia a dia do professor. Ao entrar em uma sala de aula o educador terá que ter em mente tudo que irá lecionar de maneira adaptada aquele público e recursos oferecidos. É justamente com o plano de aula que o professor consegue planejar o que irá passar para os seus alunos dentro da sala de aula e definir um controle dos materiais necessários, conteúdos explorados e etapas de brainstorm, discussão e testagem, para que a aula sempre esteja bem elaborada.

Antes de tudo os professores precisam ver o plano de aula como uma necessidade, algo que irá auxiliar no seu trabalho e te fará ganhar tempo no decorrer dos anos, sendo não apenas uma obrigação que é imposta pelo sistema, mas um recurso útil e funcional onde o principal objetivo é justamente distribuir todo o conteúdo programado durante a aula, explicitando as etapas de modo a conter o tempo necessário para destrinchar o conteúdo, as atividades e os recursos necessários.

Encontrei este vídeo do professor Ricardo Alencar que oferece um bom passo a passo de como montar um plano de aula adequado, assim como seus objetivos e interesses:

Claro que não posso deixar de dar minhas já tradicionais dicas para te ajudar nessa missão. Então, seguem minhas observações de como elabora um bom plano de aula:

Desenvolva aulas Temáticas!

Defina qual será o tema que você irá trabalhar com a turma naquele momento, como por exemplo, nos meses que possuem datas comemorativas como páscoa, dia do índio, dia da independência, pois assim você terá um assunto para discutir com os alunos. – Aulas temáticas são sempre mais interessantes e te obrigam a gerar um contexto multi e interdisciplinar. Valorize, contextualize e encante seus alunos.

Crie algo customizado para seu público

Identifique qual serão a série e a turma que você estará trabalho, pois só assim você saberá como aplicar as atividades para os jovens e crianças de acordo com as suas necessidades. – Uma atividade que funciona com crianças não funciona tão bem com adolescentes, apesar da pouca diferença de idade as mudanças de comportamento são radicais. Conheça o seu público e crie algo dentro dos interesses dele.

Tenha noção do Tempo!

Saiba o tempo do início e do término de cada atividade, afinal pode ser que as atividades durem mais que o previsto ou menos, mas depende muito de como irá proceder cada atividade e como os alunos irão desenvolver. – A questão está em prever e saber prever, pois uma atividade fora de hora pode atrapalhar seus objetivos e te obrigar a modificar o planejamento das aulas seguintes.

Tenha sempre um objetivo em Mente!

Defina quais serão os objetivos, o que você pretende passar para os seus alunos, não precisa colocar grandes projetos mais sim qual será o conhecimento adquirido pelos seus alunos na sala de aula. – Toda a vez que temos um objetivo em mente, nosso corpo e cérebro reagem a isso e nos fazem ficar mais focado em alcança-lo. Ao criar o seu plano de aula, coloque pelo menos um objetivo como ponto central de seus esforços.

A chave está no desenvolvimento da aula!

Saiba como você irá desenvolver o tema que foi escolhido, se será feito através de teatro, música, dança, jogos, debate, filme…. Tenha em mente que tudo precisa ser feito para que a aula seja mais divertida e contagiante, promovendo memórias e sempre surpreendendo o estudante.

Veja essa super experiência da professora Andressa Machado que usa o recurso história para gerar uma ambientação e uma continuidade para desenvolver sua aula:

Liste seu material – Se prevenir nunca é demais!

Quais serão os materiais didáticos que serão necessários para desenvolver as atividades como cola, quadros, papéis, canetas, lápis de cor, glíter, som, fantoches etc. Lembre-se de que tudo precisa ser feito com antecedência para garantir alguns materiais na escola, que independente de ser pública ou privada deve oferecer todo o material sem gerar custos ao professor.

Sempre teste seus alunos, e teste muito!

A avalição é muito importante, pois ajudará você a perceber quais são as dificuldades do aluno ou se ele conseguiu desenvolver tudo o que foi proposto. Procure avaliar o trabalho individual e o trabalho em grupo, e qual o conhecimento adquirido por seu aluno durante o projeto. – Pessoalmente, eu gosto de testar os alunos em cada etapa, das mais variadas maneiras. Acredito que se produzimos muitos testes, encontramos mesmo que por sorte uma linguagem adaptada ao aluno, ao mesmo tempo que trabalhamos para fortalecer a famosa avaliação 360º que tanto nos sugerem nos processos de avaliação continuada.

Enfim, é claro que todos os planos de aula são diferentes uns dos outros e muito depende da escola que você está trabalhando e do desenvolvimento da turma, mas procure sempre inovar e fazer uso desse recurso para tornar a sua aula bem mais dinâmica e divertida ao mesmo tempo que documenta sua experiência docente, que é sempre muito valiosa.

Muita luz e paz! Espero vocês amanhã para mais um texto aqui no Demonstre. -Por favor não deixe de compartilhar e comentar o post para que eu continue produzindo textos e sempre melhorando a qualidade.

Referência: COMO FAZER UMPLANO DE AULA PARA O ENSINO INFANTIL Autora: Simone Helen Drumond http://simonehelendrumond.blogspot.com

You may be interested

Sala de recursos multifuncionais – ponto de partida da educação especial
Educação Especial
219 views1
Educação Especial
219 views1

Sala de recursos multifuncionais – ponto de partida da educação especial

Felipo Bellini - jun 26, 2017

Hoje vamos falar sobre a sala de recursos multifuncionais. Texto especial, dentro da série sobre Educação Especial que estamos desenvolvendo aqui no blog e patrocinada pelos queridos…

Karl Mannheim e a Educação
Filósofos da Educação
119 views1
Filósofos da Educação
119 views1

Karl Mannheim e a Educação

Felipo Bellini - jun 25, 2017

Karl Mannheim e a Educação Karl Mannheim foi um sociólogo judeu que ficou conhecido pelas suas obras sobre reconstrução social e educação ocidental. O livro "Ideologia e…

Drácula de Bram Stoker: resumo e análise do livro
Resenhas Literárias
275 views1
Resenhas Literárias
275 views1

Drácula de Bram Stoker: resumo e análise do livro

Felipo Bellini - jun 21, 2017

Fala pessoal, tudo bem? Aposto que você já ouviu falar sobre... Nada mais nada menos do que, vampiros! Hoje iremos conhecer o pai de todos eles, o…

5 Comentários

Deixe uma resposta