Saber como ministrar uma boa aula, é um dos desafios mais difíceis de um professor, onde além de apresentar um bom conteúdo, ele deve se preocupar em como chamar a atenção de seu aluno e como cativá-los.

Veja como ministrar uma boa aula

Antes de qualquer coisa é muito importante que você conheça o meio social em que seu aluno está inserido, para que ao transmitir um conteúdo você consiga passar de acordo com a sua linguagem.

Além disso, é importante realizar uma pesquisa para saber quais foram os conteúdos que eles aprenderam nos anos anteriores, para que a aula não se torne cansativa e repetitiva. É claro que você deve relembrar os conteúdos já aprendidos, mas de uma forma mais rápida e menos detalhada.

É muito importante que no começo da sua aula, o aluno já consiga identificar o seu perfil e quais e como os conteúdos serão aplicados, não somente durante a aula, mas também durante o ano.

Quando começamos um ano novo, tanto para o professor quanto para o aluno, é uma surpresa, nenhum dos lados sabem a personalidade, opiniões e conceitos do outro. Por isso, logo de início é preciso que você professor, deixe claro como deseja que sua aula discorra e o que espera dos alunos, pois dessa forma, eles também saberão o que esperar de você.

Outro ponto fundamental é que seus alunos participem da aula, e que ela não se torne tão monótona a ponto de somente você falar e os alunos ficarem aflitos para chegar logo ao final da aula e poder ir para casa.

Sempre quando for preparar uma aula, pergunte a você mesmo o que e como você quer que o aluno aprenda. Coloque os conteúdos com um tema interessante e que chame a atenção do seu aluno. Não foque em títulos simples mais sim que os chame a atenção e desperte o interesse.

No momento de uma explicação use termos que os alunos conhecem e evite ficar dando voltas, seja direto e objetivo. Muitas vezes se você ficar enfeitando o conteúdo ou então falando sobre assuntos aleatórios, seu aluno perderá o interesse e mesmo que você volte ao assunto central, ele já estará perdido e não terá foco.

Por isso, é muito importante que ao planejar a sua aula, você leve em conta o tempo que você possui disponível e qual a extensão do seu conteúdo, para que tudo seja calculado e não sobre ou falte tempo para aplicação do seu conteúdo.

Por mais que você possua muita experiência e estudo, não é garantia de que isso irá chamar a atenção do seu aluno e fazer com que ele se envolva com o seu conteúdo. Há diversos fatores que influenciam nesse momento desde a postura do professor, até mesmo a como o aluno está se sentindo naquele momento da aula.

Há um estudo que afirma que uma boa aula depende de 55% de como você se apresenta, ou seja, como você se comporta diante do seu aluno, se possui ou não uma boa linguagem corporal. 38% de estímulos vocais, como você entona a sua voz e qual o timbre que você utiliza, se possui clareza ou não no momento da explicação. E por fim 7% do conteúdo verbal, isso mesmo, para que você consiga ministrar uma boa aula, somente 7% dependem do seu conteúdo.

Isso significa que você pode possuir o melhor conteúdo dos tempos, mas se pecar na sua apresentação e no seu timbre de voz, sua aula não será tão boa quanto você desejava.

É importante que você transmita o conteúdo da forma mais natural possível, então coloque narrativas na sua explicação, tome cuidado com os seus gestos e se preciso ensaie antes, mas o ideal é que você acha com naturalidade e desperte o interesse dos seus alunos.

Você precisa ter em mente que essa geração é baseada na tecnologia, em momento algum você deve enxergar isso como uma dificuldade, use os meios tecnológicos a seu favor, os inclua na sua aula usando como apoio visual, de áudio e até mesmo incluindo os computadores e smartphones.

Esteja preparado para qualquer imprevisto. Praticamente em todas as aulas terá um fator que irá atrapalhar e fazer com que a sua aula saia do seu planejamento original, seja por condições da escola, dos alunos, ou até mesmo por alguma condição técnica.

E para que sua aula seja boa é preciso que você saiba como reagir quando algum desses imprevistos acontecem. Nunca perca a calma, por mais que haja alunos querendo causar tumultuo procure sempre ser educado e responder a questão da melhor forma possível. É muito comum que haja algum aluno que queira te causar algum estresse.

E quando você reage de forma negativa a isso, não só o aluno, mas o restante da turma irá ficar do lado do aluno, independente se ele estiver errado. O importante é que você não foque sua atenção em um determinado aluno e inicie uma discussão, mova a sua atenção para os outros alunos que merecem a sua atenção.

Procure sempre praticar como será ministrada a sua aula, dessa forma você se sentirá mais preparado e confiante. Um hábito comum entre os professores é preparar o seu conteúdo e lê-lo ou ensaiá-lo uma vez só, ou até mesmo nenhuma vez. Dessa forma é mais arriscado ocorrer problemas como o ritmo da aula.

E para que acontecimentos como esse sejam evitados é importante que você treine antes de aplicar uma aula, seja com seus filhos, companheiro ou até mesmo na frente de um espelho. E sempre peça uma critica construtiva para você ter uma noção de como está o se desempenho.

Considerações finais sobre como ministrar uma boa aula

Parece complicado, mas se você seguir essas dicas ficará bem mais fácil desenvolver uma boa aula para os seus alunos. Se deseja se aprofundar ainda mais no assunto, te indico a realização do curso “como dar uma boa aula?”, ele é perfeito para os professores que desejam inovar e ministrar aulas com mais qualidade para os seus alunos.

Fonte: http://portal.metodista.br/atualiza/conteudo/material-de-apoio/dicas/7-dicas-para-dar-aulas-melhores

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here