0 Shares 630 Views 2 Comments

Dia da vacina BCG – Um roteiro de atividades

Bellini Bellini
May 30, 2017
630 Views 2

Olá pessoal, hoje trago um roteiro de atividades para o Dia da Vacina BCG. Quero com esse post reatar o meu compromisso com os posts aqui aliados as datas comemorativas, que a um tempo vinham esquecidos aqui no Demonstre. Agora é questão de honra, teremos textos – um para cada data comemorativa – na medida que minha criatividade permitir. =)

dia da vacina BCG

Para quem ainda não saiba, no dia 1º de julho comemora-se o Dia da Vacina BCG (Bacilo de Calmette e Guérin), que além de nos dar uma marca charmosa no braço direito é o único remédio capaz de criar imunidade contra a famigerada Tuberculose, doença causada pelo bacilo de Koch e altamente contagiosa.

A divulgação desse assunto nas escolas é de vital inportância, pois a vacina deve ser aplicada nos primeiros dias de vida da criança, uma vez que em adultos os efeitos colaterais são terríveis.

Sendo assim, perceba a importância de tratar do tema, lembrando que a opção comum é ter filhos com idades próximas, não passando de 10 anos de diferença entre o 1º, 2º e 3º filho. O que faz com que essa campanha na escola tem um efeito muito bacana na comunidade familiar do estudante.

Bom, vamos a atividade que planejei para alunos do ensino fundamental 1 e 2:

O dia da  vacina BCG

Penso que o dia da vacina BCG é um ótimo período para tratar com os alunos alguns dos gêneros textuais presentes no meio hospitalar, isso porque o dia seguinte é o dia do hospital e é justamente nesse período que a cidade se enche de campanhas sobre a vacina e a saúde.

Nesta atividade vamos mostrar os panfletos, cartazes, informativos e campanhas comuns nos postos de saúde. Aspectos do nosso sistema imunológico podem ser trabalhados nos diferentes momentos dessa atividade, podendo ela ser conduzida por professores de português, ciências e pedagogos.

Brainstorm ou oficina de ideias

Para o nosso brainstorm é interessante reunir os alunos em círculo e perguntar sobre a vacina BCG e a tuberculose.

Elementos visuais como panfletos atuais, vacina, cartazes das primeiras campanhas, e informativos sobre a tuberculose, que eles possam pegar e passar de um para o outro são interessantes. Outro aspecto importante é sinalizar o gênero, guiando os alunos sobre as diferentes partes, funções e estratégias comunicativas dos panfletos e cartazes.

Uma vez que tenha ocorrido a roda de perguntas, os alunos devem anotar no caderno tudo o que sabem sobre a vacina e o que gostariam de aprender sobre o tema, montando assim um roteiro de estudos.

Atividade de Leitura

Passar para os alunos textos sobre a descoberta da vacina BCG e os aspectos de saúde envolvidos nesta imunização, assim como textos que falem sobre a história das vacinas. Se possível é legal deixar que eles pesquisem também em seus celulares, ou fazer uma visita ao laboratório de informática para uma pesquisa online.

Essa atividade deve ser proposta com o caderno de anotações ao lado, para que o aluno anote informações que considere relevante.

Indico dois textos:

  1. O primeiro é um texto sobre a BCG e sua história, da eHealth Latin America e traduzido pelo site BoaSaúde.
  2. O segundo que é um encarte em PDF do Centro Cultural do Ministério da Saúde, que conta a história das primeiras vacinas.

Produção Escrita

Nesta etapa devemos convidar os alunos a fazer uma campanha na escola. Para isso, a produção escrita e o conhecimento devem se concretizar no uso e função social.

Separe os alunos em grupos, onde serão trabalhados gêneros informativos no formato de cartaz e panfleto. Distribua revistas, cartolinas e material de desenho. Os alunos devem confeccionar os cartazes com figuras diferentes, falando sobre a importância da vacina BCG.

Durante a confecção dos cartazes devemos incentivar os grupos a compartilhar seus materiais, gerando feedback constante uns para os outros de como melhorar seus cartazes. Dessa maneira, criamos um clima de projeto compartilhado e encorajamos a turma à exposição, na medida que os trabalhos são reforçados pela ajuda dos demais.

Feedback

Cada grupo deverá apresentar para a turma o seu cartaz sobre o Dia da Vacina BCG de forma preliminar, e em seguida escolher pontos estratégicos para expor na escola. Durante o intervalo, distribuir fichas verdes e amarelas para que os demais alunos avaliem os trabalhos dos colegas como ótimo e nem tão bom, pode ser uma alternativa interessante para aumentar o engajamento e explicações de cada grupo.

Bom, é isso. Espero que este material te ajude a criar uma atividade ainda mais incrível para esse 1º de junho. <3

Este e mais 30 materiais ainda mais completos para o mês de julho, com esquemas e fotos, por apenas 10 reais. Compre agora e receba o ebook completo! <3

APENAS 10 REAIS!


Obrigado por ter lido té aqui, não esqueça de compartilhar e comentar sugestões para futuros textos. Até a próxima!

You may be interested

Como ensinar coragem com música
Lista de Músicas
11 views
Lista de Músicas
11 views

Como ensinar coragem com música

Felipo Bellini - Oct 17, 2017

Como ensinar coragem com música, é mais um artigo sobre como ensinar princípios aos nossos alunos através das músicas.  É muito importante que nossos alunos aprendam a…

Dia Nacional da Vacinação – Plano de aula
Datas Comemorativas
16 views
Datas Comemorativas
16 views

Dia Nacional da Vacinação – Plano de aula

Felipo Bellini - Oct 17, 2017

Olá pessoal, hoje é o Dia nacional da Vacinação e o Demonstre praparou uma série muito legal de atividades que pode-se fazer nesse dia! Para conferir mais datas …

Dia Mundial da Alimentação – Roteiro de atividades
Datas Comemorativas
22 views
Datas Comemorativas
22 views

Dia Mundial da Alimentação – Roteiro de atividades

Felipo Bellini - Oct 16, 2017

Olá, pessoal! Tudo bem? O tema da vez é o Dia mundial da Alimentação. Para conferir mais datas comemorativas exclusivas do Demonstre é só clicar nos links. Espero que gostem! 16…

2 Comentários

  1. Muito bom! Hoje em dia, principalmente, nunca é demais ressaltar a importância da vacina BCG. Pessoas que conheço estão preferindo acreditar em pseudo-ciências sobre vacinas na internet do que ouvir experts no tema. Por exemplo, ainda hoje existe gente que acredita na história de que vacinas causam autismo, quando já foi provado que não existe correlação nenhuma entre os dois. Bom trabalho!

    Reply
    • Pois é Felipe, uma situação chata e que precisa ser combatida. Semana passada fui surpreendido por um grupo de militantes anti-vacina em plena universidade. O discurso era tão fundamentalista e radical que mais parecia religião. :/

      A escola é uma grande aliada nessas horas. <3

      Reply

Leave a Reply