0 Shares 378 Views 5 Comments

Gwishin – Fantasma Coreano – Mitos e Educação

Bellini Bellini
dez 11, 2015
378 Views 5

Gwishin – Fantasmas Coreanos

Na cultura coreana os Gwishin, ou fantasmas, são muito comuns e aparecem em muitos filmes, séries e livros de terror e suspense. Neste texto vamos conhecer um pouco desse mito, entender as referências culturais e relacionar algumas maneiras de utilizar esse conhecimento em sala de aula, falando assim a língua dos jovens.

gwishin

Os gwishin são quase sempre mencionados como almas de pessoas que faleceram muito tristes e injustiçadas e não conseguem partir de nosso mundo até que se vinguem dos que os oprimiam. Eles são classificados sobre vários tipos, variando de acordo com as circunstâncias da morte de cada pessoa.

Gwishin Cheonyeo (fantasma virgem)

gwishin2

A lenda diz que há muito tempo atrás as mulheres nascidas na Coreia sofriam muito, sendo obrigadas desde pequenas a servirem os homens, como seu pai e seu marido. Por isso quando uma virgem morria, se tornava uma gwishin cheonyeo, ou fantasma virgem. Elas usam o sobok, uma roupa branca usada em ocasiões de luto, e têm os cabelos longos e despenteados, caídos sobre o rosto. O motivo de usarem o cabelo assim é que a tradição da época obrigava as moças virgens a cobrirem o rosto.

Por terem morrido virgens, as gwishin cheonyeo não cumpriram com seu objetivo na vida – o de servir a um marido – e por isso não podem deixar esse mundo.

Devido a essa crença, tornou-se costume entre algumas famílias coreanas fazer um “casamento fantasma” para supostamente unir duas pessoas que faleceram e assim poder permitir que eles possam partir desse mundo e ter seu descanso.

As Cheonyoeo Gwishin rondam por lugares grandes que estão velhos ou já abandonados como hospitais, escolas, bosques ou prédios e construções antigas.

Mul Gwishin (fantasma afogado)

mul_gwishin

Algumas lendas antigas contam que quando alguém morria afogado, sua alma solitária ficava vagando debaixo da água. Esses são os Mul Gwishin, que por não gostarem de ficar sozinhos no escuro e frio, eles costumavam arrastar nadadores desavisados para o fundo consigo.

Hoje em dia, porém, essas histórias foram deixadas de lado e o termo Mul Gwishin se tornou apenas uma expressão usada como forma de ameaça. É mais ou menos como dizer: “Se eu afundar, vou levar alguém pra baixo comigo.”

Gwishin Escolar

gwishin_escolar

Há ainda mais um tipo de Gwishin bastante famoso entre o povo coreano. Esses são almas de estudantes que foram assassinados ou cometeram suicídio em escolas e por isso ficaram presos entre as paredes do lugar e geralmente são garotas usando uniforme escolar.

As lendas urbanas sobre os Gwishin que rondam os colégios são muitas, devido ao teor assustador dessas histórias, já que as escolas normalmente são lugares muito grandes, cheios de corredores, salas e banheiros – o cenário perfeito para uma boa história de terror.

Além disso, em países como a Coreia é comum os estudantes ficarem até mais tarde na escola, estudando ou fazendo algum trabalho…

Outro triste motivo da popularidade dessas lendas é o alto número de assassinatos e suicídios que ocorreram em escolas do país.

Dalgyal GwishinDalgyal_Gwishin

Esse é considerado pela maioria dos coreanos o mais assustador dos Gwishin.

As lendas contam que o Dalgyal Gwishin vive nas montanhas e não tem rosto, e que apenas o fato de se olhar para ele é o suficiente para causar a morte de viajantes que se aventuram nas montanhas desertas na escuridão da noite.

Eles são gwishin de pessoas que não tinham nenhum parente próximo ou amigos e por isso nunca receberam a devida despedida por sua morte, e por isso vagam por esse mundo.

Curiosidades sobre os Fantasmas Coreanos

gwishin_escolar2

1 – Muitas das lendas sobre os Gwishin escolares, contam sobre fantasmas que habitam os banheiros das escolas. Histórias como essas inspiram muitas outras em todo o mundo, como no caso da famosa “loira do banheiro” aqui no Brasil.
2 – A aparência do Dalgyal Gwishin e o fato de ele ser capaz de matar alguém apenas por olhar para ele podem ter servido de inspiração para uma lenda urbana muito famosa nos últimos anos: o Slenderman.
3 – Existem lendas sobre a existência de uma versão masculina da Gwishin virgem, chamado Chonggak Gwishin.

Sugestões de Atividades

As Gwishin são um ótimo ponto de partida para dialogar sobre cultura local e pop com seus alunos adolescentes. Se formos reparar, todo folclore urbano possui suas Gwishin, Chonggak ou Dalgyal, e por isso, uma ótima atividade é buscar os correspondentes populares dentro das narrativas que seus alunos já ouviram, comparando semelhanças e diferenças.

Outra atividade, ainda no contexto das narrativas, está em propor que seus alunos criem sua própria história de terror, se apropriando dos espaços escolares. Um exercício de performances das estórias também é sempre bem vindo, principalmente se criar um clima para isso.

Galeria de Imagens

Sites, textos e livros sobre o assunto:

gwishin_virgem

Chonggak Gwishin (versão masculina da Gwishin virgem):
Mul Gwishin (Gwishin afogado):
Death Bell (um filme de terror coreano sobre Gwishins escolares):

https://www.youtube.com/watch?v=eFsjzI_nZLc

Um pouco mais sobre o assunto:

You may be interested

Dia do Eclipse Solar 2017 – 21 de agosto (guia de atividades)
Datas Comemorativas
39 views
Datas Comemorativas
39 views

Dia do Eclipse Solar 2017 – 21 de agosto (guia de atividades)

Felipo Bellini - ago 16, 2017

Fala, pessoal! O tema da vez é o Dia do Eclipse Solar 2017. Para conferir mais datas comemorativas exclusivas do Demonstre é só clicar nos links. Espero que gostem! Dia do…

Dia de São Bernardo – Guia de atividades
Datas Comemorativas
30 views
Datas Comemorativas
30 views

Dia de São Bernardo – Guia de atividades

Felipo Bellini - ago 15, 2017

Fala, pessoal. Tudo bem? O tema que será abordado hoje é o Dia de São Bernardo. Para conferir mais datas comemorativas exclusivas do Demonstre é só clicar nos links. Espero que…

Dia do Historiador – Plano de aula
Datas Comemorativas
42 views
Datas Comemorativas
42 views

Dia do Historiador – Plano de aula

Felipo Bellini - ago 14, 2017

Olá, pessoal! O tema que será abordado hoje é o Dia do Historiador. Para conferir mais datas comemorativas exclusivas do Demonstre é só clicar nos links. Desde já, lhe desejo uma…

5 Comentários

  1. Esses fantasmas coreanos são bem sinistros. Não sabia que os coreanos têm esse fraco por fantasmas. Eles têm fantasmas para todas as ocasiões. Cada um mais sinistro que o outro, vá de retro…

    Reply
    • Luísa, a cultura coreana tem mesmo muitas histórias de espíritos e também demônios. Eu fiquei muito surpresa também ao conhecer um pouco mais da Coreia. Acho que é sempre interessante conhecer outras culturas mais profundamente, ver outras perspectivas, sabe? Espero que continue acompanhando o blog e conhecendo um pouco mais de muitas outras culturas! Hasta! 😀

      Reply
  2. Talvez a Samara do ‘o chamado’ tenha sido inspirada no fantasma virgem, ela tem o rosto coberto pelos cabelos e tem aquele mesmo olhar penetrante e meio cara de paisagem dos fantamas dos filmes coreanos.

    Reply

Deixe uma resposta