Jean Piaget tem uma relação intima, fazendo dele um dos três grande nomes por trás da psicologia da educação e o teórico mais lembrado por alunos em conjunto com Vygotsky.

Nesse artigo super completo, desenvolvido para professores, pedagogos e pais, apresento a teoria dele em um recorte da psicologia da aprendizagem e interface com a pedagogia.

Lembrando que outros textos como: o que é psicologia da educação, áreas da psicologia e história da psicologia já foram publicados aqui no blog trabalhando a temática.

Quem foi Jean Piaget?

Jean William Fritz Piaget, suíço natural de Genebra, nasceu em 1896, faleceu em 1980.

Possuiu um currículo exemplar, sendo biólogo, epistemologista e psicólogo. Vale ressaltar que não fez curso de psicologia e nem de epistemologia, também se formou em filosofia.  um fato curioso sobre a Piaget é que ele publicou um artigo aos 11 anos de idade.

quem foi jean piaget

Usou a metodologia clínica para tentar entender como funciona o desenvolvimento das pessoas e de como elas aprendem. O método funciona com base na observação, dando liberdade ao “paciente” para que se expresse, possibilitando que o profissional anote aquilo que demonstre como o indivíduo pensa e como seu pensamento foi desenvolvido.

Piaget crê que o desenvolvimento acontece sob uma perspectiva interacionista.

“A concepção interacionista de desenvolvimento apóia-se, portanto, na idéia de interação entre o sujeito e o meio, destacando, dessa forma, que o conhecimento é construído durante a vida do indivíduo, não estando pronto ao nascer nem sendo adquirido apenas com a influência do meio. Consideram-se, portanto, as experiências anteriores, as quais possibilitam novas construções que dependem da relação que o sujeito estabelece com o ambiente” (DAVIS, 1992,  apud MEURER et al.,2005).

a construção do conhecimento segundo piaget

O desenvolvimento humano possui Ligação direta com dois tipos de fatores: as predisposições hereditárias e a adaptação biológica, segmentos especiais que interagem entre si e que afetam de maneira significativa todo o crescimento do indivíduo e a formação do seu aspecto mental e comportamental.

Fases do desenvolvimento infantil segundo piaget

A teoria de Piaget sobre o desenvolvimento intelectual: o desenvolvimento começa desde que nascemos e vai se caminhando aos poucos, permitindo-nos processar, assimilar e acomodar o aprendizado, indo em direção ao equilíbrio e ao pensamento formal. Mas isto depende da assimilação e da acomodação.

Equilibração das estruturas cognitivas

A equilibração pode ser compreendida com a ideia de que o equilíbrio é móvel e estável. A cada momento da vida existem situações de desequilíbrio, que ocorrem em função das influências internas e externas, onde o sujeito naturalmente irá tentar restabelecer o equilíbrio. Isso funciona de maneira contínua por meio da a assimilação e acomodação, nas quais há a transição de um estágio de desenvolvimento para os próximos. Se analisarmos os processos mentais nas crianças, perceberemos estes acontecimentos.

Todas as pessoas possuem diversas fases e períodos dependentes exclusivamente das características do meio no qual estas pessoas estão inseridas, além é claro, dos fatores biológicos individuais.

Piaget desenvolvimento infantil

Período sensório motor

Período sensório motor: fase onde alguém entra em contato com tudo aquilo que o cerca; com o mundo, dando-se conta de seus movimentos e desenvolvendo a percepção. Neste momento há a diferenciação entre aquilo que é do indivíduo e do mundo ao redor deste.

Dentro do mundo afetivo essa diferenciação também existe; há uma transição entre as emoções primárias (como o medo) para a afinidade com objetos ou até pessoas. Isso se dá por volta dos 2 anos de idade, com atitudes participativas e ativas.

Primeira infância; período pré-operatório

Primeira infância; período pré-operatório: início do desenvolvimento da linguagem, o que afetará o intelecto e as relações sociais. No primeiro momento, o mundo interior ainda tem poder maior na criança em relação as ações cooperativas com outros indivíduos. Mas aos poucos surgem os primeiros sentimentos às outras pessoas; a maturação neurofisiológica se completa, promovendo novas habilidades, tal como a coordenação motora fina.

Período das operações concretas

Período das operações concretas: momento no qual a criança poderá fazer parte do processo de aprendizagem sistêmico. No campo dos relacionamentos e afeições, surge a habilidade de trabalhar com as outras pessoas e ainda manter a autonomia. À esta altura começam a ser desenvolvidos o companheirismo, o senso de justiça, as vontades e o respeito pelos indivíduos.

Período de operações formais

Período de operações formais: período caracterizado pela contestação de absolutamente tudo. As crianças começam a criar suas próprias teorias sobre o universo, principalmente acerca de coisas que gostariam de reformar. Gradualmente aparece o avanço das capacidades de generalização e a abstração. Piaget diz que a personalidade começa a ser formada durante o final da Infância, entre os 8 e 12 anos de idade, com a organização autônoma das regras e a afirmação da vontade.

desenvolvimento infantil segundo piaget

Piaget e a educação: modelo de ensino

Foi criado um modelo de ensino baseado nas teorias de Jean Piaget. Confira abaixo:

Objetivos: desenvolver o raciocínio intelectual e moral, proporcionar adaptação ao contexto social, além de desenvolver a inteligência.

Diferenças individuais: para Jean Piaget cada um de nós tem a sua própria maneira de encarar o mundo e de agir, por isso, a aprendizagem é individual. Devido a isso, já que a inteligência é adquirida individualmente, a instrução também precisa acontecer de tal modo.

Motivação: se dá em função de estímulos no contexto social e ambiental, sempre haverá a busca orgânica pelo equilíbrio entre as expectativas ambientais e sua estrutura.

Sequência e reestruturação: estão ligadas aos estágios de desenvolvimento.

Seleção dos meios: tem de ser realizada em coesão com os objetivos educacionais. O contexto do meio deve impulsionar na criança a vontade de criar, de descobrir e de experimentar. Atividades que estimulam a discussão, brincadeiras e jogos interessantes, questionamentos e exposição das experiências de vida são fundamentais.

Procedimentos do professor e do aluno no modelo Piaget

professor piaget

Procedimentos do professor: faz-se necessário o completo domínio dos conteúdos da disciplina a ser ministrada; assim traremos situações que desequilibrem a percepção dos alunos para fazer com que eles tenham interesse em buscar o equilíbrio, que ocorrerá ao aprender e descobrir novos conhecimentos.

Atinge-se os feitos acima descritos através da interação com o meio no qual o indivíduo está inserido, além de permitir a resolução de problemas, incitar a participação e instigar a curiosidade. Se você simplesmente traz o conhecimento para um aluno sem nenhum estímulo, estará minando sua criatividade e vontade de descobrir o novo.

Os procedimentos do aluno: é essencial que seja curioso, por isso, o processo educacional deve instigar a busca, a procura por soluções; não com definições simples ou nomenclaturas e fórmulas prontas já resolvidas.

Avaliação: no modelo de Jean Piaget é um diagnóstico do que está acontecendo e do que está sendo aprendido. É essencial que seja um processo para saber que o indivíduo já assimilou o conhecimento e construiu o aprendizado em relação à matéria específica.

Para Ries (2001):

“O objetivo da educação é desenvolver a razão intelectual e moral. Cabe a educação encontrar os métodos adequados […]. “É papel da escola avaliar a estrutura do pensamento da criança  e apresentar” as matérias de ensino de acordo como o “seu nível de pensamento”.

Atentemo-nos em relação as singularidades: cada pessoa evolui e se desenvolve de maneiras diferentes. Cada um tem o seu próprio ritmo. Por mais que uma turma seja constituída de diversos indivíduos em uma mesma faixa etária, é preciso levar em consideração as particularidades individuais.

FIM

Bom, é isso. Depois de quase 1 mês escrevendo esse artigo acredito que consegui uma boa síntese sobre as contribuições de Jean Piaget para psicologia da educação.

Meu próximo texto será sobre Carl Rogers, mas enquanto isso sugiro que você veja alguns de meus últimos textos aqui no blog:

  1. Resenha do livro Lolita
  2. Existe bullying na educação infantil
  3. Teorias da psicologia educacional
  4. Um não tão feliz dia dos professores
  5. Teoria comportamental na educação

Não deixe de compartilhar, ok? Abraço!

COMPARTILHE
Artigos anterioresDia da Consciência Negra – Plano de aula
Próximo artigoDia da Proclamação da República – Roteiro de atividades

Professor de inglês e tradutor. Leciono na educação básica como concursado pelo governo do estado do Rio Grande do Norte atuando no: Ensino Fundamental II, Ensino Médio regular e na Educação de Jovens e Adultos – EJA; gerencio a empresa Traduza, onde me responsabilizo tanto pela tradução de livros e artigos científicos, como orientação da equipe; e sou mestrando do programa de pós graduação em linguagem da UFRN.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here