Neste artigo vou entrar mais a fundo nas teorias da psicologia educacional, ainda a título de preparo para falarmos de cada teoria e pensador de maneira mais detalhada nos próximos artigos.

Lembrando que já foram postados outros três textos sobre psicologia da educação: o que é psicologia escolar, história da psicologia, linhas da psicologia.

O que é uma teoria

A Teoria é composta por conceitos que estão relacionados de maneira lógica entre si. Eles (os conceitos) possuem o objetivo de demostrar e explicar comportamentos. Com base em teorias temos grande abrangência de dados, o que potencializa a capacidade de criar hipóteses.

teorias da psicologia

A teoria proporciona conhecimento para os fenômenos e comportamentos analisados tornem-se compreensíveis, sendo que nestes fenômenos e comportamentos haverá aspectos universais, além de particularidades contextuais e individuais.

As teorias, em grande parte, abrangem primeiramente o indivíduo, a cultura, as visões e os modelos de mundo e de sociedade.

Teorias da aprendizagem: resumo

Com base nisso, existem três linhas de pensamento psicológico inseridas no mundo educacional: inatismo, ambientalismo, interacionismo.

teorias de aprendizagem

 

Inatismo

Tem ênfase na hereditariedade e acredita que existem características inatas ao indivíduo. Assim que uma criança nasce, ela já carrega em si a herança genética que trará capacidades e qualidades básicas. O ambiente social é menos poderoso do que as qualidades herdadas, mas poderá permitir ou suprimir o desenvolvimento das aptidões inatas.

Ambientalismo

Na teoria ambientalista os fatores objetivos (interferências do meio social e externas) são mais importantes do que as subjetivas (características internas do indivíduo). Para essa corrente, o comportamento pode ser moldado pela transmissão cultural. A visão ambientalista corresponde ao behaviorismo.

Interacionismo

Possui perspectiva interativa, sendo o comportamento e o desenvolvimento humano o resultado entre suas qualidades e aptidões internas combinadas com o ambiente no qual o indivíduo vive. O ser humano interage com o meio, que o responde, e faz com que ele construa sua aprendizagem por meio da tentativa e correção de erros.

Com base nessas três linhas de pensamento, existem abordagens diferentes nos métodos de ensino: tradicional, cognitivista, comportamentalista, humanista e sociocultural.

Resumo dos principais autores sobre o pensamento psicológico

principais teoricos da educação e suas teorias

Seguindo a linha de raciocínio, temos os principais pensadores aplicados a psicologia educacional, divididos em suas respectivas tradições epistemológicas:

Interacionistas

Jean Piaget estudou o desenvolvimento intelectual e Vygotsky buscou compreender o desenvolvimento das funções psicológicas superiores.

Behaviorismo

Skinner entende os comportamentos percebidos são consequência previsível da experiência vivenciada. Para ele, o ambiente tem grande influência sobre o comportamento. Seguindo este raciocínio, com base em eventos é possível verificar se um comportamento poderá ou não ocorrer novamente.

Humanismo

A corrente humanista não acredita que as pessoas são resultado do inconsciente, dos poderes exteriores e do contexto. Eles acreditam, sobretudo, em valores, esperanças e nos sentimentos humanos.

Psicanálise

Freud acredita que o ser humano é influenciado por forças que voam abaixo do radar comandado pela lógica. Ou seja, o inconsciente tem papel crucial em todos os aspectos da vida sem que as pessoas sequer se deem conta.

Como estudar as teorias da psicologia da educação?

Bom, chegando ao fim do artigo, cabe responder como estudar essas teorias para então aplicar a sala de aula. Vamos então abordar de maneira sistêmica e buscar o caráter didático no espaço pedagógico. Em cada um dos nossos futuros textos, levaremos em conta os seguintes critérios:

  • Objetivos;
  • Diferenças individuais;
  • Motivação;
  • Estruturação e sequencialidade dos materiais de ensino;
  • Busca por aprimoramento durante o processo instrucional;
  • Procedimentos a serem adotados pelo docente;
  • Procedimentos do aluno;
  • Avaliação.

Fim

Bom, é isso. Espero que você tenha gostado. Lembrando que amanhã já começo a postar sobre as teorias e pensadores para valer.

Enquanto isso, da uma olhada nesse texto sobre como ensinar coragem com música e nos conheça um pouco mais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here