O nosso planeta como um todo é predominado por diversos tipos de relevo, ou seja, características de solo que possuem divisões de acordo com a aparência que o solo apresenta.

Tipos de relevo

O relevo, então corresponde a variação superficial terrestre, apresentando diferentes fisionomias. Mais acidentadas em determinadas regiões, mais planas em outras.  

Tipos de Relevo

Definições dos quatro tipos de relevo para aulas de geografia

Hoje mostraremos como podemos reconhecer as diferentes formas dos terrenos de acordo com as suas características.  

No território brasileiro e sul americano, possuímos o equivalente a quatro tipos de terreno, sendo eles: planície, planalto, depressão e montanhas.  

Tipos de relevo: Planaltos 

Os planaltos também conhecidos como platôs são terrenos que possuem altitudes variadas e limitadas, porem nunca passando da altitude de 300 metros.  

Esse tipo de terreno possui uma superfície quase nivelada. Sua criação se deve a longa exposição do terreno a erosões de água, vento, emersão de magma ou derretimento de geleiras.   

Sua principal predominância está nos estados do distrito federal, Minas Gerais, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.  

Tipos de relevo: Planícies 

As planícies são caracterizadas por terrenos relativamente planos ou com pouca variação de altitude.  

Seu desenvolvimento de deu pelo acumulo de rochas sedimentares ou acúmulo de sedimentos, estando localizada sempre próximo a rios e mares.  

As planícies mais populares conhecidas são: rio Araguaia, Planície Amazônica, Pantanal e planícies litorâneas.  

Tipos de relevo: Depressão 

As depressões são regiões geográficas caracterizadas por serem mais baixas do que as áreas a sua volta.  

São causadas por intemperismo de vento e agua, podendo chegar a 500 metro de profundidade.   

Sua constituição pode ser de rochas cristalinas ou rochas sedimentares. Quando estiverem localizadas abaixo do nível do mar são chamadas de depressão absoluta.  

Quando forem apenas, mais baixas do que as áreas ao redor, são chamadas de depressão relativa. 

São exemplos de depressões as crateras e a depressão sul amazônica. 

Tipos de relevo: Montanhas 

As montanhas originam-se a partir do choque entre placas tectônicas. Este fenômeno de grande impacto do solo eleva a superfície e fica conhecido como montanhas de dobramento.  

As formações montanhosas menos comuns são aquelas originadas a partir de erupções vulcânicas.  

Há também grandes conjuntos de região montanhosa, a este fenômeno dá-se o nome de cordilheiras.  

As regiões montanhosas que podemos citar como exemplo são: o Pico da Neblina e o monte Everest. Já para cordilheiras temos a cordilheira dos Andes localizada no Chile e em alguns outros países da América do Sul como a Argentina e o Perú.  

Vídeo sobre os tipos de relvo

As características dos relevos brasileiros são assuntos muito decorrentes em avaliações de diversas instituições.

http://https://www.youtube.com/watch?v=3AHQZB2-cnA

Exercícios de fixação sobre os tipos de relevo

  1. Assinale a alternativa que indica as formas de relevo onde predominam os processos de erosão em detrimento do acúmulo da sedimentação:

a) Montanhas e planaltos

b) Planícies e depressões

c) Planícies e planaltos

d) Montanhas e planícies

e) Planaltos e depressões

2. “No território brasileiro, as estruturas e as formações litológicas são antigas, mas as formas do relevo são recentes. Estas foram produzidas pelos desgastes erosivos que sempre ocorreram e continuam ocorrendo, e com isso estão permanentemente sendo reafeiçoadas”.

(ROSS, J. S. (org). Geografia do Brasil. 5ª ed. EdUSP, 2005. p.45). 

Conforme as descrições realizadas pelo texto acima, o relevo brasileiro é de origem antiga, sendo muito trabalhado pelos agentes exógenos de modelagem. Essa dinâmica implica: 

a) na constituição de formações orogenéticas

b) na ausência de cadeias montanhosas no território nacional

c) na existência de imensas áreas de planície

d) na elevada amplitude altimétrica do país

e) nas zonas de planalto ao longo do leito do rio Amazonas

3. Regiões que apresentam níveis muito elevados de altitude costumam apresentar climas mais frios, em função da menor pressão atmosférica existente nesse tipo de ambiente.

O tipo de relevo que registra a ocorrência dos fenômenos acima apresentados é: 

a) Depressões relativas

b) Depressões absolutas

c) Planaltos

d) Cadeias de montanhas

e) Planície

4. Sobre as formas de relevo existentes na superfície terrestre, assinale a alternativa INCORRETA:

a) Os planaltos são mais elevados que as planícies e menos do que as montanhas. Podem apresentar composições cristalinas, sedimentares e basálticas.

b) A depressão, quando abaixo do nível do mar, é chamada de absoluta, mas acima do nível do mar e abaixo da região de entorno, é chamada de relativa.

c) Nas planícies, o processo de erosão não é muito acentuado, havendo uma deposição de sedimentos em menor grau em comparação com as demais formas de relevo.

d) As cadeias montanhosas encontram-se, geralmente, nas mais recentes formações geológicas.

5. Sobre o domínio amazônico, assinale a alternativa falsa:

a)Compõe-seem sua maior parte por baixos planaltos e planícies.

b) A hidrografia é riquíssima, com furos, igarapés, paranás-mirins e lagos da várzea.

c) Devido a riqueza mineral orgânica das águas dos rios é grande a viscosidade.

d) Devido à exportação de peixes a matança tem-se descontrolado, colocando em risco várias espécies.

e) O solo amazônico tem-se mostrado fertilíssimo, prestando-se a grande monocultura exportadora. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here