10 Brincadeiras Indígenas

0
4272
10 Brincadeiras Indígenas 7

É interessante quando as pessoas passam a conhecer novas culturas e têm acesso a conhecimentos distintos através de brincadeiras.

Os indígenas são seres que possuem hábitos específicos e o que torna isso mais interessante é saber os detalhes sobre a sua cultura, que é justamente bem diferente dos outros.

Brincadeiras Indígenas

A cultura indígena se difere pela sua riqueza de detalhes e também devido a simplicidade que eles levam sua vida e convivem entre todos eles.

Assim, as brincadeiras indígenas também são vistas como detalhes interessantes para que crianças e adultos possam se divertir entre si.

Confira abaixo mais detalhes sobre as brincadeiras indígenas que podem divertir os seus dias.

Brincadeiras Indígenas: A corrida do Saci

  • Público alvo: As crianças, adolescentes e adultos que gostam de se divertir e tem folego suficiente para correr ao longo da brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como os adolescentes 16, além dos adultos 20.
  • Recursos: Não é preciso de muitos recursos, se estiver na terra basta traçar um linha nela, mas se for brincar no campo poderá usar a tinta branca para traçar a linha ou então uma corda para que se destaque.
  • Objetivo: A brincadeira a corrida do saci tem por objetivo que todos os competidores corram até o ponto específico com um único pé, se a pessoa chegar primeiro que todos os outros será de fato vencedor.

Passo a passo da brincadeira A corrida do Saci:

  1. A brincadeira pode ser realizada por várias pessoas, sendo que a linha de largada é responsável por reuni-los e deve ter uma outra linha para marcar a chegada.
  2. Todos os participantes devem fazer a corrida com um pé só e não poderá trocar esse pé ao longo do percurso.
  3. Os vencedores são aqueles que chegarem mais rápido na linha de chegada.

Brincadeiras Indígenas: Briga de galo

  • Público alvo: As crianças, adolescentes e adultos que gostam de se divertir e tem folego suficiente para correr ao longo da brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como os adolescentes 16, além dos adultos 20.
  • Recursos: Não é preciso de muitos recursos, pois todo o foco está no equilíbrio e na performance das pessoas. O único recurso que é mais que necessário é um local aberto com bastante espaço para brincar.
  • Objetivo: A brincadeira briga de galo pode ser realizada de maneiras diferentes, mas nessa versão os indígenas tem o hábito de deixar sua perna levantada e apoia as mãos na outra pessoa e tenta derrubá-la.

Passo a passo da brincadeira indígena Briga de galo:

  1. A brincadeira pode ser realizada em dupla, e a pessoa deve ficar apoiada em apenas uma perna.
  2. Enquanto isso ambos os participantes tem que apoiar os braços nos adversários, sendo que cada um tem de fazer o outro se desequilibrar sem encostar os dois pés no chão.
  3. Aquele que ter o pé encostado no chão e se desequilibre na brincadeira será o perdedor.

 Brincadeiras Indígenas: Adugo

  • Público alvo: As crianças, adolescentes e adultos que gostam de se divertir e tem folego sufiecinete para correr ao longo da brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como os adolescentes 16, além dos adultos 20.
  • Recursos: Um chão em que possa ser desenhado o tabuleiro do jogo e pedras que possam servir como as peças da brincadeira. São cerca de 14 pedras pequenas e apenas uma pedra que deve ser bem maior.
  • Objetivo: A brincadeira adugo tem por objetivo deixar a peça do seu adversário encurralada. No caso, a brincadeira é dividida entre peças pequenas que são os cachorros e as peças maiores que são as onças.

Passo a passo da brincadeira indígena Adugo:

  1. A brincadeira pode ser realizada em dupla, sendo que ele irá lembrar a dinâmica da disputa de damas.
  2. Com o tabuleiro desenhado e sua peça definida começa a brincadeira.
  3. O competidor que ficará com os cães deve fazer com que eles deixem a onça encurralada, já para a onça todo o seu trabalho é comer o máximo de cachorros que conseguir no tabuleiro.

Brincadeiras Indígenas: Tobdaé

  • Público alvo: As crianças, adolescentes e adultos que gostam de se divertir e tem folego suficiente para correr ao longo da brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como os adolescentes 16, além dos adultos 20.
  • Recursos: Um local que permita maior movimentação entre todos os participantes da brincadeira e uma peteca que pode ser feita a partir de materiais variados que irá servir como uma bola na brincadeira.
  • Objetivo: A brincadeira é a habitual queimada, mas ao invés de uma variedade de pessoas ocorre apenas entre duas pessoas e a intenção é queimar o adversário para eliminá-lo, além de desviar das petecas.

Passo a passo da brincadeira indígena Tobdaé:

  1. A brincadeira é realizada em dupla e não mais do que isso.
  2. A intenção é que cada um dos jogadores tenha uma peteca em mãos para ter que atingir o adversário e no meio disso tentar desviar de todas as petecas que são jogadas diretamente nele.
  3. Aquele jogador que for atingido será um eliminado da rodada, dando espaço para que outro jogador entre no jogo.

Brincadeiras Indígenas: Marimbondo

  • Público alvo: As crianças e principalmente adolescentes que gostam de se divertir e ter folego para correr durante toda a brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como ocorre com os adolescentes de 16 anos.
  • Recursos: Um local que permita maior movimentação entre todos os participantes da brincadeira que geralmente ocorre na beira do riu. É usado também terra ou areia para criar todas casas de marimbondo.
  • Objetivo: A brincadeira tem por objetivo criar casas de marimbondo com a areia ou a terra, sendo que os adversários não podem permitir que a casa seja construída, tendo que impedi-los igual marimbondo.

Passo a passo da brincadeira indígena Maribondo:

  1. A brincadeira é realizada em dois grupos, onde precisam ter um ligado no outro grupo para impedir que crie a casa de marimbondo.
  2. Se o grupo se aproximar de sua casa quase pronta de marimbondos deve agir e impedir que eles se aproximem ou destruam toda a sua casa.
  3. O grupo que tiver a casa pronta em primeiro lugar sem sofrer uma destruição irá ganhar.

Anúncios do Demonstre que vão te interessar:

Primeiro anúncio:

Estamos com o nosso aplicativo de formação de professores baseado em QUIZ já na Google Play. Baixe agora e teste suas habilidade docentes.

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.demonstre.quizapp

O aplicativo é gratuito e recebe um teste novo por semana. Ideal para quem quer revisar o conteúdo ou estudar para concurso.

Obs: o aplicativo é preparado com uma metodologia baseada em reflexão de tarefa, então, cada questão e resposta são apresentadas de maneira a validar e construir o conhecimento do usuário.

Segundo anúncio:

O grande sonho da maior parte dos docentes é passar em um concurso, e sem dúvidas a maior dificuldade está em entender a prova e aprender a estudar para o certame. Por isso, sendo eu concursado e tendo passado por isso, quero indicar um curso que realmente faz a diferença:

Centro do ConcurseiroClique aqui para fazer o curso do Pietro Frazon e conquiste sua vaga.

Terceiro anúncio:

Continuamos com o projeto Poema de bom dia firme e forte, com mais de 30 publicações. Para ter acesso basta visitar o canal do Demonstre no Youtube: https://www.youtube.com/user/demonstrec ou clicar no play aqui na nossa playlist:

Para enviar o seu poema, basta encaminha o mp3 + o texto para o e-mail: [email protected].

Brincadeiras Indígenas: PeixePacu

  • Público alvo: As crianças e principalmente adolescentes que gostam de se divertir e ter folego para correr durante toda a brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como ocorre com os adolescentes de 16 anos.
  • Recursos: A brincadeira precisa ser realizada em um ambiente com o espaço bem amplo para poderem correr ao longo de toda extensão. Além disso, será necessário uma vara para fingir pescar os jogadores.
  • Objetivo: A brincadeira tem como intuito “pescar” os jogadores com um pedaço de pau, ou com uma vara de pescar enquanto todos eles correm em grupo para fugir, o que for pescado perde a brincadeira.

Passo a passo da brincadeira indígena PeixePacu:

  1. A brincadeira do peixe pacu consiste em um grupo do qual é composto por até 8 ou 10 pessoas, sendo que um dos participantes será o escolhido para ser o pescador que terá que correr atrás dos jogadores para conseguir pescá-los.
  2. Os jogadores devem correr para não serem atingidos pela vara.
  3. A brincadeira acaba quando todos os jogadores forem atingidos.

Brincadeiras Indígenas: Gavião e Passarinhos

  • Público alvo: As crianças e principalmente adolescentes que gostam de se divertir e ter folego para correr durante toda a brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como ocorre com os adolescentes de 16 anos.
  • Recursos: A brincadeira precisa ser realizada em um ambiente com o espaço bem amplo para poderem correr ao longo de toda extensão. Além de ser em um ambiente com terra para desenhar as limitações.
  • Objetivo: A brincadeira tem como intuito capturar os passarinhos e eles devem fugir do gavião ou distraí-lo para não sofrer a captura. Ao final da brincadeira ganhará quem for o último passarinho capturado.

Passo a passo da brincadeira indígena Gavião e passarinhos:

  1. A brincadeira do gavião e passarinhos ocorre na terra, onde terá que desenhar árvores com galhos para os passarinhos ficarem no chão
  2. Um dos participantes é escolhido como gavião que terá que pular nos galhos para a captura dos passarinhos.
  3. Os demais são passarinhos, que por sua vez devem fazer manobras e desviar o gavião e não serem capturados e ficar no refúgio escolhido pelo o gavião.

Brincadeiras Indígenas: Derruba Toco

  • Público alvo: As crianças, adolescentes e adultos que gostam de se divertir e tem folego suficiente para correr ao longo da brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como os adolescentes 16, além dos adultos 20.
  • Recursos: A brincadeira precisa ser realizada em um ambiente com o espaço bem amplo para poderem lutarem ao longo de sua tentantiva para pegar o toco, que pode ser feito com uma madeira ou o tronco.
  • Objetivo: A brincadeira tem como intuito derrubar o toco, mas não a partir do seu próprio corpo e sim com alguma parte do corpo do seu adversário. Por isso há muita luta e força ao longo da brincadeira.

Passo a passo da brincadeira indígena Derruba toco:

  1. A brincadeira do derruba toco pode ser realizado entre duas pessoas, apenas.
  2. A dupla deve lutar entre si com o objetivo de fazer um dos jogadores tocar no toco e então derrubar.
  3. Por isso há muitos tombos para que consiga atingir seu objetivo.
  4. A brincadeira pode terminar quando toco for de fato tocado por um dos jogadores e claro, ele precisa ser derrubado.

Brincadeiras Indígenas: Arco e Flecha

  • Público alvo: As crianças e principalmente adolescentes que gostam de se divertir e ter folego para correr durante toda a brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como ocorre com os adolescentes de 16 anos.
  • Recursos: A brincadeira precisa ser realizada em um ambiente com o espaço bem amplo para poderem atingir um ponto do qual pode ser o seu objetivo, além de um arco e uma flecha usado como sua ‘arma’.
  • Objetivo: A brincadeira tem como objetivo atingir ao centro ou até o máximo possível do ponto principal de um objeto. Tem indígenas que mira a flecha no chão, depois de criar qual o ponto a ser atingindo.

Passo a passo da brincadeira indígena Arco e flecha:

  1. A brincadeira do arco e flecha pode ser vista como quase o treinamento dos pequenos, e pode também ser uma distração para atingir o objetivo que mais lhe agrada.
  2. A ideia é fazer com que a pessoa atinja seu ponto principal o máximo que puder, e pode criar uma competição entre os outros participantes.
  3. Quem conseguir atingir mais pontos, será o ganhador.

Brincadeiras Indígenas: Zarabatana

  • Público alvo: As crianças e principalmente adolescentes que gostam de se divertir e ter folego para correr durante toda a brincadeira.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e também as pessoas de idade mais avançada como ocorre com os adolescentes de 16 anos.
  • Recursos: A brincadeira é realizada a partir do seu brinquedo do qual será chamado de zarabatana. Ela é composta por canudos de talos de mamoeiro, mamona ou até mesmo por finos bambus para soprá-los.
  • Objetivo: A brincadeira feita com a zarabatana tem por objetivo que os participantes atinjam uma pessoa ou um objeto apenas usando o brinquedo. Para isso basta soprar esse canudo e apontar para o alvo.

Passo a passo da brincadeira indígena Zarabatana:

  1. A brincadeira da zarabatana não tem regras ou uma forma a qual deve ser seguida.
  2. Pode ser realizada com várias pessoas e até mesmo sozinho.
  3. Para isso basta a pessoa mirar no seu alvo, assoprar o instrumento ou no caso, o brinquedo zarabatana para que consiga atingi-lo.
  4. Toda essa a sua brincadeira pode ser feita como uma competição entre outras pessoas.

FIM

Bom, espero do fundo do coração que vocês tenham gostado dessa lista. Ela deu muito trabalho para ser selecionada, e acredito que por isso merecemos o seu like na nossa fanpage.

Confira também nosso última lista de brincadeiras aqui no blog:

11 Brincadeiras com Papel

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here