10 lendas de lobisomem 2

10 lendas de lobisomem

lendas de lobisomem

As lendas de lobisomem estão presentes nas mais diversas culturas. Por isso é possível encontrar qualquer história correspondente em qualquer localidade. Além disto, elas descrevem desde façanhas singelas como ataques vorazes e mortais.

Os lobisomens são figuras temidas principalmente nas áreas rurais. A vegetação mais vasta seria mais propícia para camuflagem do monstro que nos centros urbanos.

Lendas de lobisomem incluem sempre outros elementos como moças apaixonadas que ignoram a condição do mesmo enquanto se mostre homem. Outros são igrejas, cemitérios, munições de prata, etc. contudo, alguns detalhes sempre se modificam de localidade para localidade.

Conheça agora 10 lendas de lobisomem ao redor do mundo

lendas de lobisomem

Lobisomem português

As lendas de lobisomem em Portugal têm como característica principal o fato de o monstro não ser necessariamente um lobo. Portanto, após a metamorfose o homem pode assumir a forma de outros bichos como um burro ou um cavalo.

Assim, ele pode assumir na verdade forma de animais comuns de fazenda, o que inunda o imaginário popular de possibilidades. O final do lobisomem por lá nem sempre termina com a morte da criatura.

Acredita-se que ele sofra de uma maldição, divina ou satânica. Entretanto ela pode ser quebrada com um simples ferimento que faça o monstro sangrar.

Lobisomem indígena

Na lenda indígena o lobisomem também não assume a forma de lobo, mas sim de um porco comum de enorme tamanho. Da mesma forma ele é capaz de atacar pessoas e animais para se alimentar.

Quem já o ouviu diz que o som é sempre de um animal se alimentando ou roendo ossos. Ficaria sempre à espreita nos caminhos usados pelos habitantes, sempre após a meia-noite em dias de lua cheia.

Lobisomem grego

As lendas de lobisomem grego remetem obrigatoriamente às histórias envolvendo deuses e homens. Assim sendo, não poderia ser diferente com a lenda do homem lobo.

Segundo a mesma, Licáon, um homem de passado primitivo se tornou culto e religioso fundando a cidade de Licosura. Porém, sua religiosidade extremista o levou a realizar sacrifícios humanos. Assim, estrangeiros que chegavam à sua casa eram sacrificados em honra aos deuses.

Zeus, ao saber desta aberração, disfarçado foi até o palácio. No momento em que seria sacrificado revelou-se e transformou Licáon em um lobo. O mesmo destino tiveram seus quase 50 filhos que também pactuavam de sacrifícios e serviam os hóspedes como refeição.

Lobisomem alemão

Conta-se que a cidade alemã de Greifswald começou a sofrer ataques constantes de um certo animal selvagem. Certamente os moradores creditavam os ataques a alguma fera da floresta.

Contudo, estes ataques tornaram-se cada vez mais frequentes e cruéis. E o número das bestas começou a crescer. Com isto acreditou-se que quem sofria os ataques estava se tornando uma das criaturas.

Um grupo de caçadores foi organizado pela igreja que conseguiu matar boa parte das criaturas. Desta forma a paz voltou a reinar na localidade.

A mulher lobo

Para quem pensava que apenas homens podiam assumir a forma do lobo, esta lenda modifica conceitos. Segundo contam, uma mulher chamada Claudia Gaillard foi torturada após uma testemunha afirmar que a viu assumir a forma de um lobo na floresta.

Lobisomem italiano

Esta é uma das lendas de lobisomem que realmente perturbam pela possibilidade da dúvida. Um fazendeiro teria enlouquecido, se colocou na posição de quatro e atacou diversos homens. Ao ser capturado ele afirmou ser realmente um lobo.

Lobisomens franceses

Em 1521 três homens foram acusados de terem feito pacto com o demônio a fim de adquirir habilidade de metamorfose. Após um ataque sem sucesso um deles foi ferido.

O viajante que conseguiu se defender seguiu-o e encontrou um homem numa cabana sendo tratado por sua esposa.  O ferimento que ele apresentava era igual ao que ele tinha feito em sua defesa.

Capturado ele delatou os outros dois homens e o trio foi condenado à morte.

Da transformação

Em tempos antigos havia quem quisesse se transformar em lobisomem. Isto se deve ao fato de sua astúcia e virilidade serem exaltadas. Portanto, muitas pessoas acreditavam que seguindo um certo ritual era possível assumir a forma de lobo.

Para isto era preciso em noite de lua cheia despir-se e virar suas roupas do avesso com nós. Após isto espojar-se em algum local onde animal tivesse feito o mesmo, um burro, cavalo ou outro.

Uma provável origem

Era comum que alguns guerreiros europeus utilizassem a carcaça de lobos caçados para se aquecer no inverno. Desta forma, a aparência que estes homens assumiam aterrorizavam as comunidades. Dai pode ter partido também a ideia do homem-lobo.

O canibal

Por volta do ano de 1500, um homem chamado Gilles matou, abusou e esquartejou dezenas de crianças. Quando foi preso ele confessou seus crimes e assumiu cometê-los por conta de ser um lobisomem.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.