in

20 Plantas Ornamentais – Etapa 7

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 20

Como sabemos as plantas são de diferentes tipos e estão em diferentes lugares do planeta, e muita dessas plantas servem para uma grande quantidade de remédios, para diversas doenças.

Sendo um dos maiores e mais biodiversos grupos de seres vivos na Terra, as plantas verdes fornecem uma parte substancial do oxigênio molecular e são a base dos alimentos da maioria dos ecossistemas, especialmente dos terrestres.

Então o demonstre veio mostrar nesse poste uma lista recheada de “plantas Ornamentais“, que podem ajudar as pessoas em seus problemas de saúde chegando até a curar algumas doenças que as pessoas enfrentam.

Essa é a lista 4 de plantas ornamentais que mostra diversas especies que estão presentes em nosso dia a dia e as pessoas simplesmente não percebem, essas plantas decoram jardins, calçadas e outros mais.

Índice: hide

Plantas Ornamentais – Etapa 7

As plantas ornamentais são de uma grande diversidade, onde podem decorar diferentes locais, e transforma os lugares, essas plantas são de cores diferentes e tamanhos variados.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 1

A ornamentação é feita com base no local que se deseja transformar, e vai se procurar arvores que mais combinam, para deixar os lugares incriveis.

Bambu-japonês – Plantas Ornamentais

O bambu-japonês ou bambu-metake, como também é conhecido, é uma espécie ornamental, de textura semi-lenhosa e porte arbustivo, nativo do Japão e da Coréia. Ele é um bambu do tipo entouceirante, que forma densas touceiras sobre um forte rizoma. Apresenta colmos eretos a ligeiramente recurvadas, finos, cilíndricos, de cor verde e com bainhas persistentes.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 2

As hastes atingem de 2 a 4 metros de altura. Suas folhas são lanceoladas a lineares, acuminadas, brilhantes, verde-escuras na página superior e glaucas na inferior. As folhas do bambu-japonês são grandes se comparadas a outras espécies de bambu ornamentais. Raramente floresce, o que pode ocorrer em qualquer época do ano, despontando inflorescências do tipo panícula, compostas por pseudoespiguilhas, com flores hermafroditas e polinizadas pelo vento.

Bambu-japonês – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Pseudosasa japonica
  • Sinonímia: Arundinaria japonica, Arundinaria matake, Arundinaria metake, Arundinaria usawae, Bambusa japonica, Bambusa metake, Bambusa mete, Pleioblastus usawae, Pseudosasa japonica, Pseudosasa usawae, Sasa japonica, Yadakeya japonica
  • Nomes Populares: Bambu-japonês, Bambu-metake, Metake
  • Família: Poaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Cercas Vivas
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Ásia, Coréia do Norte, Coréia do Sul, Japão
  • Altura: 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bambu-japonês

No paisagismo, o bambu-japonês demonstra grande versatilidade e invariavelmente cria uma atmosfera zen e tropical. Ele pode ser utilizado isolado, como destaque, ou em grupos, formando pano de fundo para outras espécies. É bastante interessante também seu uso em renques, na forma de cercas-vivas de aspecto tanto informal, como formal, através de podas de formação.

Vídeo sobre Bambu-japonês:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Bambu-mossô – Plantas Ornamentais

O bambu-mossô é um tipo de bambu com rizoma leptomorfo (rizoma de bosque), ou seja, não forma touceiras como a maioria dos bambus, mas permite que se ande pelos espaços abertos. Os que formam touceiras têm o rizoma paquimorfo (rizoma de moita). Originário da Ásia (China), veio para o Brasil durante a colonização, razão pela qual pode ser encontrado em muitos lugares do país, ainda mais considerando que se adapta aos mais diversos climas e altitudes. Sua floração dificilmente pode ser vista. Nesta espécie, ocorre a cada 67 anos. Algumas outra espécies demoram mais de cem anos.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 3

O bambu-mossô prefere solos bem permeáveis e férteis, principalmente quando novos. Desenvolve-se melhor a sol-pleno e tolera interiores, desde que bem iluminados. As regas devem ser semanais. Reproduz-se pela emissão de novos colmos pelo rizoma, que interliga muitos colmos entre si. Por isso, os primeiros colmos são mais finos e à medida que o número de colmos aumenta, sua grossura e altura também aumentam. A grossura da base da nova brotação será sua grossura definitiva e, assim que soltar as primeiras folhas, não crescerá mais em altura.

Bambu-mossô – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Phyllostachys pubescens
  • Nomes Populares: Bambu-mossô, Mossô
  • Família: Poaceae
  • Categoria: Arbustos, Folhagens
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bambu-mossô

Seus brotos servem de alimento na cozinha oriental, principalmente os desta espécie. O prato se chama take-no-kô e é facilmente preparado após duas fervuras com trocas da água.

Vídeo sobre Bambu-mossô:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Bambuzinho-de-jardim – Plantas Ornamentais

De cor e textura espetacular, o bambuzinho só acrescenta vida aos nossos jardins. De folhagem fina e coloração amarelo-limão, vai muito bem em renques e muros, não podendo faltar no jardim japonês, para quebrar a austeridade. Multiplica-se pela divisão da touceira.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 4

Deve ser cultivado a pleno sol ou meia-sombra, em solo fértil enriquecido com composto orgânico, com regas periódicas. As podas regulares estimulam o adensamento da planta e ajudam a controlar o crescimento. Tolerante ao frio.

Bambuzinho-de-jardim – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Bambusa textilis gracilis
  • Nomes Populares: Bambuzinho-de-jardim, Bambu-de-jardim, Bambuza, Bambuzinho-amarelo
  • Família: Poaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Cercas Vivas
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia, China, Japão
  • Altura: 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bambuzinho-de-jardim

não se conhece benefícios da planta.

Vídeo sobre Bambuzinho-de-jardim:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Banana-d’água – Plantas Ornamentais

A banana-d’água é uma planta arbustiva, perene, aquática, de textura herbácea, que chega a atingir 4 metros de altura. O caule aparente da planta é na verdade um falso-caule, formado pelos pecíolos da folhas. O rizoma submerso e horizontal é o caule verdadeiro. As folhas são grandes, sagitado-cordiformes, coriáceas, com margens inteiras e dispostas em roseta.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 5

Com o tempo elas amarelecem e pendem, ficando ao longo do pseudocaule, à semelhança de palmeiras. Suas inflorescências são pedunculadas, do tipo espádice, com espata grande na cor branco-creme e espádice amarela, com as flores masculinas na porção superior e as femininas na inferior. Elas exalam aroma desagradável que atraem besouros, seus polinizadores. Os frutos são pequenas bagas amarelas e contêm uma semente cada.

Banana-d’água – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Typhonodorum lindleyanum
  • Nomes Populares: Banana-d’água, Bananeira-d’água, Tifonodoro
  • Família: Araceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Plantas Aquáticas, Plantas Marginais
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Madagascar
  • Altura: 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno

Para que serve Banana-d’água

É um elemento imponente no paisagismo tropical, seja plantada isolada ou em pequenos grupos, ao longo de espelhos-d’água, riachos calmos ou nas margens de lagos e tanques.

Vídeo sobre Banana-d’água:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

bananeira – Plantas Ornamentais

A bananeira é cultivada em quase o Brasil, por isso somos o 2º maior produtor. No panorama nacional destacam-se Bahia e São Paulo como os maiores produtores, com cerca de 23% da produção brasileira. A população brasileira consome mais de 40 kg por habitante de banana. É uma planta tropical muito rústica e produtiva, não tolera temperaturas muito baixas.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 6

Propaga-se vegetativamente, por meio de brotações de gemas laterais do rizoma, podendo ser compradas ou retiradas de pomares comerciais. Existem várias cultivares de banana no país mas poucas são cultivadas em quantidade: Prata, Nanica, Maçã e Pacovan.

bananeira – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Typhonodorum lindleyanum
  • Nomes Populares: Banana-d’água, Bananeira-d’água, Tifonodoro
  • Família: Araceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Plantas Aquáticas, Plantas Marginais
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Madagascar
  • Altura: 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve bananeira

No entanto todas são suscetíveis à doença mal-da-sigatoka-amarela que é atualmente a principal moléstia dessa frutífera.

Vídeo sobre bananeira:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Bananeira-ornamental – Plantas Ornamentais

A bananeira-da-abissínia é uma planta herbácea interessante sob vários aspectos. Aparentada com as bananeiras (Musa sp), ela difere destas por apresentar pecíolos curtos e por ser bienal, isto é, ela morre após a frutificação e não emite novos brotos.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 7

Elas são dispostas em espiral, formando o pseudocaule, caracterizado por pecíolos sobrepostos. As inflorescências são vistosas, em longos cachos florais, com brácteas bronzeadas e duráveis, protegendo as delicadas flores de cor creme. Após o secamento completo da inflorescência, pode-se extrair as sementes, arredondadas e pretas, do tamanho de ervilhas.

Bananeira-ornamental – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Ensete ventricosum
  • Nomes Populares: Bananeira-da-abissínia, Bananeira-de-jardim
  • Família: Musaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Plantas Esculturais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: África
  • Altura: 4.7 a 6.0 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Bienal

Para que serve Bananeira-ornamental

Suas folhas são brilhantes e enormes, com mais de 3 metros de comprimento e um calibroso veio central avermelhado.

Vídeo sobre Bananeira-ornamental:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Bananeira-vermelha – Plantas Ornamentais

A bananeira-vermelha é uma planta herbácea, de porte arbustivo, entouceirada e com folhagem e florescimento ornamentais. Ela é originária de regiões tropicais da China e do Vietnã. Como em outras bananeiras, seu caule é subterrâneo, rizomatoso, e dele surgem os pseudocaules (falso tronco). As folhas são verde brilhantes e longas, chegando a 3 metros de comprimento. Elas apresentam nervura central clara, e são sustentadas por pecíolo e bainha rosbustos e rosados.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 8

A sobreposição das bainhas foliares é que forma o pseudocaule da planta. Na primavera e verão, surgem as inflorescências. Elas são terminais, eretas, com brácteas vistosas, de cor vermelho escarlate e flores amarelas. As flores vão se abrindo de baixo para cima, sucessivamente e as brácteas são bastante persistentes. A polinização é realizada por morcegos. As pequenas bananas formadas, de cor vermelha rosada, não são comestíveis.

Bananeira-vermelha – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Musa coccinea
  • Sinonímia: Quesnelia lamarckii
  • Nomes Populares: Bananeira-vermelha, Bananeira-florida, Banana-vermelha-chinesa
  • Família: Musaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia, China, Vietnã
  • Altura: 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bananeira-vermelha

Esta bananeira ornamental é ainda pouco utilizada por aqui. No entanto, ela se adapta muito bem a diversas regiões do Brasil. Com suas folhas largas e de cor vibrante, ela acrescenta tropicalidade a qualquer jardim.

Vídeo sobre Bananeira-vermelha:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Bananeirinha-de-jardim – Plantas Ornamentais

A bananeirinha-de-jardim é uma planta de folhagem bastante vistosa e verde, às vezes arroxeada ou variegada, composta de folhas coriáceas e grandes. Suas inflorescências são compostas de flores grandes de coloração rósea, vermelha, laranja, salmão ou amarela, que surgem na primavera e verão.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 9

Podem formar belos maciços e bordaduras, ao longo de muretas e como fundo para plantas menores. Devem ser cultivadas sob sol pleno ou meia-sombra, em solo rico em matéria orgânica e regadas com freqüência. Planta tipicamente tropical, não tolera frio ou geadas. Multiplica-se por divisão de touceiras ou rizomas.

Bananeirinha-de-jardim – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Canna x generalis
  • Nomes Populares: Bananeirinha-de-jardim, Beri, Birí, Cana, Cana-da-índia
  • Família: Cannaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Bulbosas, Flores Perenes, Plantas Aquáticas, Plantas Palustres
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Sul
  • Altura: 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bananeirinha-de-jardim

Sua utilização no paisagismo está ligada à sua adaptação à locais bastante úmidos a pleno sol, como áreas adjacentes à laguinhos e fontes.

Vídeo sobre Bananeirinha-de-jardim:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Barba-de-serpente – Plantas Ornamentais

A barba-de-serpente é uma planta herbácea, perene, estolonífera e de folhagem ornamental, semelhante a uma gramínea. Ela cresce em tufos (touceiras) baixos, de 20 a 40 cm de altura, e apresenta folhas longas e estreitas como fitas, coriáceas, glabras e recurvadas.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 10

A forma típica é de cor verde escura, mas a forma mais difundida e ornamental é a variegada, de folhas com estrias branco-creme ou amarelo-pálido. As inflorescências surgem no verão, em espigas com flores delicadas, em forma de sino, brancas ou arroxeadas. Apesar de bonitas, as flores são pequenas e acabam tendo importância ornamental secundária. Após a floração pode formar belos frutinhos do tipo baga, oblongos, de cor violácea a azul.

Barba-de-serpente – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Ophiopogon jaburan
  • Nomes Populares: Barba-de-serpente, Ofiopógão, Ofiopogo
  • Família: Ruscaceae
  • Categoria: Folhagens, Forrações à Meia Sombra, Forrações ao Sol Pleno
  • Clima: Continental, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia, Japão
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Barba-de-serpente

No paisagismo, a barba-de-serpente presta-se como excelente forração, em locais ensolarados ou semi-sombreados como sob a copa das árvores por exemplo.

Vídeo sobre Barba-de-serpente:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Bardana – Plantas Ornamentais

A bardana é uma planta herbácea, bastante popular no mundo todo por suas características nutricionais e fitoterápicas. Sua utilização na alimentação e medicina remonta à Grécia Antiga. A bardana apresenta caule robusto, alto, capaz de alcançar 2 metros de altura, podendo ser verde ou arroxeado de acordo com a variedade. Suas folhas são alternas, grandes, cordiformes, com pecíolos longos e pubescentes na página inferior.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 11

As inflorescências são capítulos globulares que reúnem graciosas flores róseas a arroxeadas. A inflorescência é protegida por um invólucro de brácteas que terminam em gancho, resultando em uma forma espinhuda capaz de se dispersar por longas distâncias, presas na pelagem dos animais. Fibras semelhantes ao algodão se formam entorno dos “espinhos”. Os frutos são do tipo aquênio, com sementes castanhas, alongadas, lisas e pequenas, envoltas em pelos urticantes. As raízes são carnosas, adocicadas e levemente amargas e atingem cerca de 50 cm de comprimento. Elas são geralmente de cor clara, mas oxidam rapidamente em contato com o ar.

Bardana – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Arctium lappa
  • Nomes Populares: Bardana, Baldrana, Bardana-maior, Carrapicho-de-carneiro, Carrapicho-grande, Erva-dos-pega-massos, Erva-dos-tinhosos, Gobô, Labaca, Lapa, Orelha-de-gigante, Pega-nossa, Pegamassa, Pegamasso, Pegamoço, Pejamaço, Perga-masso
  • Família: Asteraceae
  • Categoria: Folhas e Flores, Medicinal, Plantas Hortícolas, Raízes e Rizomas
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Europa
  • Altura: 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Bienal

Para que serve Bardana

A bardana é planta indispensável em qualquer horta, pois é atóxica, nutritiva e com muitos poderes medicinais. Diz-se até que é uma farmácia completa.

Vídeo sobre Bardana:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Barléria – Plantas Ornamentais

Planta de textura herbácea e muito florífera. A barléria é assim! Flores para quase todo o ano, com uma bela folhagem. Apresenta flores pequeninas e delicadas, de cor roxa, rosa ou branca, de acordo com a cultivar, em forma de trombeta.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 12

Deve ser cultivada sob pleno sol ou meia-sombra, com solo drenável, bem adubado e irrigações regulares. Não tolera o frio. Seu esplendor é observado nas épocas mais quentes, principalmente no verão.

Barléria – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Barleria cristata
  • Nomes Populares: Barléria, Violeta-filipina
  • Família: Acanthaceae
  • Categoria: Flores Perenes
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia, Índia
  • Altura: 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Barléria

Sua utilização no paisagismo é bastante versátil, podendo ser plantada em vasos e bordaduras. Multiplica-se por sementes ou estaquia.

Vídeo sobre Barléria:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Baobá – Plantas Ornamentais

O baobá é uma árvore majestosa, decídua e de porte elevado, que pode alcançar facilmente 25 metros de altura e 6 metros de diâmetro. Ela é originária da África Central, sul do Saara até o norte da região do Transvaal na África do Sul, mas atualmente encontra-se difundida em todo mundo, em diferentes regiões tropicais. Seu tronco é cilíndrico, calibroso e de interior esponjoso, que serve como uma importante reserva de água, sendo capaz de armazenar milhares de litros.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 13

Bastante ramificada, apresenta ramos próximos à base ou somente no alto. Uma impressão comum que esta árvore passa, principalmente quando está desprovida de folhas, é de que foi plantada de “cabeça para baixo”, visto que sua intrincada ramagem lembra o sistema radicular. As folhas surgem tarde na primavera, e são palmadas, divididas em cinco a sete folíolos elípticos. No inverno a árvore despe-se completamente das suas folhas.

Baobá – Ficha da Planta

  • Nome Científico:Adansonia digitata
  • Sinonímia: Adansonia bahobab, Adansonia baobab, Adansonia integrifolia, Adansonia scutula, Adansonia situla, Adansonia somalensis, Adansonia sphaerocarpa, Adansonia sulcata, Baobabus digitata, Ophelus sitularius
  • Nomes Populares:Baobá, Árvore-da-vida, Embondeiro, Imbondeiro, Calabaceira, Árvore-dos-mil-anos, Árvore-garrafa
  • Família: Malvaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Semi-árido, Tropical
  • Origem: África
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Baobá

É também uma árvore de extrema versatilidade. Podendo servir de reserva de água, alimento (frutos e folhas), medicinal, melífera e até mesmo como abrigo. Na áfrica podem ser encontrados baobás servindo como moradia, santuário, bar, banheiro, prisão e até mesmo ponto de ônibus. Ela é doce, comestível, nutritiva e encerra as sementes, pardacentas e reniformes.

Vídeo sobre a Baobá:

Vídeo sobre a planta no Youtube.

Baru – Plantas Ornamentais

O baru é uma árvore frutífera e ornamental, nativa do cerrado e zonas de transição deste com a mata atlântica e conhecida por suas deliciosas amendoas. Ela atinge até cerca de 25 metros de altura e ocorre no Brasil, Paraguai, Perú e Bolívia. Seu tronco é calibroso, e alcança 70 cm de diâmetro. Muitas vezes é curto, ramificando a poucos metros do solo.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 14

A casca é suberosa, escamosa, espessa, áspera e levemente fissurada, de cor castanha, com cerne amarelado. A copa é arredondada e densa. As folhas são compostas imparipinadas, alternas, com folíolos oblongos, glabros e de cor verde escura. As inflorescências surgem em cachos terminais, de meados da primavera até o início do verão, com delicadas flores verde-amareladas, de centro cor-de-rosa, que parecem borboletas.

Baru – Ficha da Planta

  • Nome Científico:Dipteryx alata
  • Sinonímia:Coumarouna alata, Dipteryx pteropus, Dipteryx pterota
  • Nomes Populares:Baru, Cumaru, Barujo, Bugueiro, Cambaru, Castanha-de-bugre, Coco-feijão, Cumari, Cumarurana, Cumbaru, Feijão-baru, Feijão-coco, Imburana-brava, Pau-cumaru, Emburana-brava, Feijão-coco, Baruzeiro, Chuva-de-ouro, Guaiçara, Sucupira-branca
  • Família: Fabaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas, Árvores Ornamentais
  • Clima: Continental, Mediterrâneo, Tropical
  • Origem: América do Sul, Bolívia, Brasil, Paraguai, Peru
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Baru

É indicado para doenças como: Reumatismo, Infertilidade, Baixa-libido.

Vídeo sobre a Baru:

Vídeo sobre a planta no Youtube.

Bastão-do-imperador – Plantas Ornamentais

O bastão-do-imperador é uma espécie de gengibre, com flores muito chamativas e vistosas. A folhagem é tipicamente tropical, com hastes longas e folhas largas e coriáceas. A inflorescência, que dá o nome a planta, caracteriza-se por apresentar brácteas vermelhas, com flores vermelhas e lábio amarelo, sustentadas por uma haste longa e robusta.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 15

Floresce na primavera e verão. Também é excelente como flor-de-corte, compondo arranjos florais muito elegantes e duráveis. Ocorrem ainda variedades de flores róseas e brancas. Deve ser cultivado sob meia sombra, em solo fértil e rico em matéria orgânica, irrigado com freqüência. Não é tolerante às geadas, ao frio e ventos fortes. Multiplica-se pela divisão da touceira, rizomas e por sementes.

Bastão-do-imperador – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Etlingera elatior
  • Nomes Populares: Bastão-do-imperador, Flor-da-redenção, Flor-de-cera, Gengibre-tocha
  • Família: Zingiberaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Flores Perenes
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: Indonésia
  • Altura: 3.6 a 4.7 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bastão-do-imperador

Valoriza jardins tropicais e contemporâneos, plantado isoladamente ou em grupos.

Vídeo sobre Bastão-do-imperador:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Bauhinia-trepadeira – Plantas Ornamentais

A bauhinia-trepadeira é uma planta perenifólia, lenhosa, relacionada com a Pata-de-vaca (Bauhinia variegata), mas que ao invés de ter o porte arbóreo, sobe sobre os suportes através de gavinhas especializadas. Seus ramos são arqueados, flexíveis, finos e ramificados, com brotações de tonalidade inicialmente avermelhadas, e folhas pequenas, bilobadas e arredondadas, como borboletas.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 16

Na primavera e outono desponta lindos rácemos de flores delicadas, pentâmeras, rosadas, de pétalas franjadas e estames vermelhos, com característico perfume de chocolate. Após a floração surgem frutos do tipo legume (vagem), achatados, avermelhados e com sementes oblongas. Há uma confusão com o nome científico desta planta que torna difícil classificá-la. Diversas fontes internacionais a consideram como Bauhinia corymbosa, enquanto que no Brasil e México, é mais comum a denominação de Bauhinia scandens.

Bauhinia-trepadeira – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Bauhinia scandens
  • Sinonímia: Bauhinia corymbosa, Phanera corymbosa, Bauhinia parvifolia, Phanera scandens, Lasiobema scandens, Bauhinia anguina, Bauhinia debilis, Bauhinia piperifolia
  • Nomes Populares: Bauhinia-trepadeira, Trepadeira-de-orquídeas, Pata-de-vaca-trepadeira
  • Família: Fabaceae
  • Categoria: Trepadeiras
  • Clima: Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia, China
  • Altura: 3.6 a 4.7 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bauhinia-trepadeira

No paisagismo pode ser utilizada na cobertura de diferentes suportes, como cercas, treliças, caramanchões, postes, pérgolas, entre outros. Também se presta ao coroamento de muros, arcos e pórticos. Além da floração encantadora, se destaca pela fina textura de suas folhagem.

Vídeo sobre Bauhinia-trepadeira:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Bauínia-de-hong-kong – Plantas Ornamentais

A bauínia-de-hong-kong é uma bela árvore semi-decídua, estéril, resultante provavelmente da hibridização entre as espécies Bauhinia variegata e Bauhinia purpurea. Ela é endêmica e originária de Hong Kong, além de sua flor ser o símbolo que estampa a bandeira da cidade. Seu porte é médio e o crescimento é rápido, alcançando de 6 a 12 metros de altura por 3 a 8 metros de largura de copa. Sua madeira é mole, tornando-a suscetível a quebras em temporais e ataques de pragas.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 17

Suas folhas são simples, lobadas, com cerca de 10 a 15 cm de diâmetro e dispostas alternadas ao longo dos ramos. Elas chamam a atenção pelo formato peculiar que pode ser comparado ao casco de uma vaca ou a uma borboleta. As flores se assemelham às flores de orquídeas, são perfumadas, de coloração rosa púrpura, com 5 pétalas, sendo que uma destas é modificada apresentando coloração mais forte.

Bauínia-de-hong-kong – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Bauhinia blakeana
  • Nomes Populares: Bauínia-de-hong-kong, Árvore-de-orquídeas, Árvore-orquídea, Bauínia, Bauínia-blaqueana, Pata-de-vaca, Unha-de-vaca
  • Família: Fabaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Ásia, China
  • Altura: 9.0 a 12 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bauínia-de-hong-kong

A bauínia-de-hong-kong é uma árvore indicada para o paisagismo de áreas grandes e médias, como parques e sítios, assim como jardins industriais, comerciais e residenciais maiores.

Vídeo sobre Bauínia-de-hong-kong:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Baunilha – Plantas Ornamentais

Baunilha é o nome popular dado às orquídeas do gênero Vanilla. Elas são plantas herbáceas, terrestres e trepadeiras, conhecidas mundialmente pelo aroma de seus frutos. Em geral, estas orquídeas apresentam caule verde, cilíndrico, de crescimento monopodial, podendo alcançar 20 a 30 metros de comprimento, dependendo do suporte em que estão apoiadas.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 18

Além das raízes terrestres, elas também emitem raízes adventícias ao longo do caule, que aderem no suporte e são responsáveis pela sua fixação. Suas folhas são alternadas, ovais a lanceoladas, coriáceas, verde-escuras, reduzidas em algumas espécies. As flores não são o principal atrativo deste gênero, ao contrário de outras orquídeas. Ela são bonitas e grandes, solitárias ou em rácemos, mas pouco duráveis, apresentam coloração amarela ou esverdeada, com o labelo de tonalidade amarela mais forte.

Baunilha – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Vanilla sp
  • Nomes Populares: Baunilha, Vanila
  • Família: Orchidaceae
  • Categoria: Frutas e Legumes, Orquídeas, Plantas Hortícolas
  • Clima: Equatorial, Tropical
  • Origem: América Central, América do Norte, América do Sul
  • Altura: 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Baunilha

As favas de baunilha são largamente utilizadas na culinária, aromatizando sobremesas como cremes, sorvetes, bolos e tortas. Seu aroma também é aproveitado na confecção de perfumes, cosméticos e produtos de higiene pessoal.

Vídeo sobre Baunilha:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Begônia – Plantas Ornamentais

Delicadas e suculentas, estas begônias híbridas estão entre as flores envasadas mais comercializadas no país. Apresentam raízes tuberosas e folhagem suculenta, com bordas recortadas, e podem ser verdes ou avermelhadas. As flores são muito vistosas, parecendo rosas pois são dobradas e de cores variadas, entre o branco, o rosa, o amarelo, o salmão e o vermelho, além de tonalidades intermediárias e combinações de cores.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 19

Devem ser cultivadas em ambientes protegidos, sob intensa luz difusa, em vasos com substrato apropriado, rico em matéria orgânica, com regas regulares. Não tolera o frio ou geadas. Multiplica-se pela divisão da planta.

Begônia – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Begonia elatior
  • Nomes Populares: Begônia, Begônia-elatior
  • Família: Begoniaceae
  • Categoria: Bulbosas, Flores Perenes
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América Central, América do Sul
  • Altura: 0.3 a 0.4 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Begônia

As begônias parecem buquês de flores e sua delicadeza a torna própria para o cultivo em vaso, para a decoração de interiores, durante sua floração.

Vídeo sobre Begônia:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Begônia-asa-de-anjo – Plantas Ornamentais

Um planta bastante tradicional nos jardins brasileiros, a begônia-asa-de-anjo encanta as crianças com suas flores em forma de coração. As folhas desta begônia são espessas, tem o formato de asas, e apresentam coloração verde com uma leve tonalidade avermelhada; as bordas são onduladas e de coloração mais clara. Suas flores surgem em cachos pendentes durante o ano todo, são róseas, com pétalas cerosas.

20 Plantas Ornamentais - Etapa 7 20

O caule é ereto e pouco ramificado, de textura semi-herbácea. Devem ser cultivadas a pleno sol ou meia-sombra, em canteiros, vasos ou jardineiras com terra rica em matéria orgânica, irrigada a intervalos regulares. Não tolera o frio extremo. Multiplica-se por estaquia.

Begônia-asa-de-anjo – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Begonia coccinea
  • Nomes Populares: Begônia-asa-de-anjo,
  • Família: Begoniaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Flores Perenes
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Sul, Brasil
  • Altura: 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Begônia-asa-de-anjo

Não se conhece benefícios da planta.

Vídeo sobre Begônia-asa-de-anjo:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Fim do poste sobre as plantas Ornamentais

Então estamos chegando ao film de mais uma lista de conteúdos, e nesse poste trabalhamos com “plantas ornamentais – etapa 7”. Assim se você achou esse poste legal, e conhece alguém que está precisando ler isso, compartilhe com elas e também se possível em suas redes sociais, para que as pessoas possam desfrutar de mais conteúdos.

Receitas de Bolo de Mandioca Fácil

Receitas de Bolo de Mandioca Fácil

Receitas de Purê de Mandioca

Receitas de Purê de Mandioca