in

4º Período da História da Educação Brasileira

4º Período da História da Educação Brasileira

Hoje vamos apresentar um texto onde mostra trabalhos de diferentes representações e neste poste vamos falar um pouco mais aprofundado de “4º Período da História da Educação Brasileira” mostrando seus pontos principais.

Os pontos principais da História da Educação Brasileira, mostrando como pode ser aplicada na educação de crianças e jovens.

4º Período da História da Educação Brasileira

Foi um período onde  a organização escolar é atingida não só pelas críticas às deficiências constatadas como também pela proposição e até decretação de reforma.

4º Período da História da Educação Brasileira 1

Também teve o Aparecimento do ensino feminino em nível secundário, como resultado da iniciativa particular.

A tentativa de Industrialização

Nesta época se fazia restrição ao desenvolvimento de atividades industriais no Brasil. Apenas uma pequena indústria para consumo interno era permitida, devido às distâncias entre a metrópole e a colônia. Eram, principalmente, de fiação, calçados.

Imagem relacionada

Na segunda metade do século XVIII algumas indústrias começaram a crescer, como a do mármore e a têxtil. Portugal já possuía essas indústrias, abrindo assim uma concorrência ao comércio da corte e poderiam tornar a colônia independente financeiramente, adquirindo a possibilidade da independência política. Assim, em 5 de janeiro de 1785, D. Maria I assinou um alvará, extinguindo todas as manufaturas têxteis da colônia, exceto a dos panos grossos para uso dos escravos e trabalhadores.

A implantação das Industrias

Em 1808 chegando ao Brasil a família real portuguesa, D. João VI revogou o alvará, abriu os portos ao comércio exterior e fixou taxa de 24% para produtos importados, 15% para os ingleses e 16% para os produtos portugueses. Em 1810 através de um contrato comercial com a Inglaterra, foi fixada em 15% a taxa para as mercadorias inglesas por um período de 15 anos. Neste período, o desenvolvimento industrial brasileiro foi mínimo devido à forte concorrência dos produtos ingleses que, além de serem de melhor qualidade, eram mais baratos.

Vídeo Sobre a tentativa de industrialização:

A Política Educacional

Trazendo a memória alguns dos documentos que foram elementares a produção das Políticas Educacionais do nosso país, faz-se presente e ainda atual às dificuldades educacionais do Brasil o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova de 1932, marco na definição de prioridades e metas educacionais que necessitavam ser efetivadas.

Resultado de imagem para A Política Educacional brasileira

O documento, como o próprio título faz referência, foi o pioneiro e notável instrumento de regulamentação da situação educacional brasileira, não funcionando apenas como um alerta a sociedade, mas também, como inspiração ao surgimento das Leis que regem a nossa educação.

As Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

  • LEI Nº 4.024, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1961 – Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional.
  • LEI Nº 5.692, de 11 de agosto de 1971 – Fixa Diretrizes e Bases para o Ensino de 1º e 2º graus, e dá outras providências.
  • LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996 – Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

Vídeo Sobre política educacional:

A primeira Republica

Primeira República é o período da história no Brasil compreendido com o fim da monarquia em 15 de novembro de 1889 até a Revolução de 1930. Também foi denominada pelos historiadores de República Oligárquica, República dos Coronéis e República do Café com Leite.

4º Período da História da Educação Brasileira 2

Com a vitória da Revolução de 30 e a fim de reforçar a ideia que começava um novo tempo, passou a ser chamada pejorativamente de República Velha.

Reformas Educacionais

Propôs mudanças nos ensinos primário (de 7 a 13 anos) e secundário (de 13 a 15 anos) do Distrito Federal, priorizando disciplinas científicas como Matemática e Física, em detrimentos das humanas – que eram o foco das escolas de primeiras letras, criadas no Império.

Vídeo Sobre a primeira republica:

Aspectos qualitativos do Período

A ideia de uma Educação para todos só ganhou força na década de 1920. Nesse período, se destacaram os pioneiros da Escola Nova – Anísio Teixeira (1900-1971), Fernando de Azevedo (1894-1974), Lourenço Filho (1897-1970) e outros -, que defendiam a escola pública e laica, igualitária e sem privilégios (leia a frase de Teixeira na primeira página e a pergunta de concurso abaixo).

Imagem relacionadaO estopim das mudanças foi a Reforma Sampaio Dória, em São Paulo, em 1920, que leva o nome do então diretor-geral da Instrução Pública do estado, Antonio de Sampaio Dória (1883-1964).

Aspectos Quantitativos

Aspectos como a ampliação da rede de escolas e a reformulação curricular. Paralelamente, a corrente anarquista conquistou espaço e passou a influenciar a Educação. Foram fundadas escolas operárias em quase todos os estados, geridas pela comunidade. Tendo como base a Pedagogia libertária.

Vídeo Sobre aspectos da educação no 4 período:

O entusiasmo pela Educação

O entusiasmo pela educação, sendo o período em que se mais houve reformas pedagógicas e educacionais. Este trabalho possibilitará um entendimento sobre a discussão da educação brasileira e a introdução do escolanovismo no Brasil. Os procedimentos metodológicos utilizados são de natureza bibliográfica e baseada na análise de obras acadêmicas com a finalidade de problematizá-la a luz dos objetivos da pesquisa.

Resultado de imagem para O entusiasmo pela Educação

Nesta comunicação pretende-se expor principais temáticas relacionadas à educação e reformas que foram implantadas durante o período da primeira república e os principais movimentos relacionados às mudanças sofridas no âmbito educacional. Ao término deste ensaio, espera-se contribuir através de reflexões e de analises sobre o tema proposto, dando um embasamento ao leitor sobre os aspectos da educação brasileira.

Vídeo Sobre o entusiasmo pela educação:

FIM

Chegamos ao fim de uma lista que foi recheada de conteúdos, e hoje falamos de — com suas características. Se você gostou do assunto e do texto, compartilha nas redes sociais, e ajude a divulgar nossos trabalhos. Você também pode acessar as nossas redes sociais.

Aula de Libras

Aula de Libras

Como lidar com pessoas difíceis?  

Como lidar com pessoas difíceis?