6 Teóricos da educação infantil

0

Neste post vou apresentar para você 6 teóricos da educação infantil:

Teóricos da educação infantil

Teóricos da educação infantil

Diversos teóricos contribuíram para o desenvolvimento da educação moderna, tais quais a conhecemos hoje, assim, iremos relacionar a seguir alguns dos principais teóricos e seus principais conceitos que fundamentam a educação infantil:

Teóricos da educação infantil – Comênio (1592 – 1657)

Jan Amos Komensky é o nome verdadeiro de Comênio, sendo que este nome é uma derivação para o português do latim, Comenius. Nascido em, 28 de março de 1592, na cidade Nivnitz, região que atualmente integra a República Tcheca. Filho de um casal de membros de um grupo protestante, que era muito rígido em sua doutrina e conduta e, impunha aos seus seguidores uma vida rígida, com preces diárias e leitura da Bíblia, o que influenciou sua vida e seu método.

Comênio

Comênio é considerado um dos primeiros grandes nomes da educação e defendia uma pedagogia que fosse acessível a todos, pois segundo ele, esse seria o único meio do homem se posicionar perante a vida.

Comênio também foi um dos primeiro que começou a abordar a questão da didática, o tratando como uma verdadeira arte. Assim, as características fundamentais apresentadas por ele, são:

  • A utilização da escola formal para construção da infância moderna;
  • Trabalho de parceria entre a família e a escola;
  • A transmissão dos saberes de forma simultânea, ou seja, ensinar em grupo e em sala de aula;
  • A construção de um lugar para os educadores e mestre, o que hoje chamamos popularmente de “sala dos professores”.

Teóricos da educação infantil – Rousseau (1712-1778)

Jean-Jacques Rousseau nasceu em 1712, em Genebra, Suíça. Rousseau não teve muito convívio familiar, pois sua mãe morreu em seu parto e seu pai quando tinha 10 anos, indo morar com parentes até os seus 16 anos. Ainda adolescente, foi morar então em Paris, sendo neste período que conheceu um grupo de iluministas, que serviram de base para seus principais pensamentos.

Rousseau

Rousseau foi um dos maiores filósofos da soberania democrática, além de ser um dos precursores da psicologia na área de educação, sendo que sua principal teoria se baseia na questão que todo homem é bom por natureza, mas está submetido à influência corruptora da sociedade.

Nesse sentido, Rousseau, não estava preocupado apenas com métodos educacionais, mas sim estabelecer meios de criar um homem livre capaz de tomar as suas próprias decisões. Sendo que, sua principal contribuição do filósofo para a educação é o respeito com o desenvolvimento da criança, se preocupando com todas as fases, visando deixá-las autossuficientes, mas sem perder a sua essência.

Teóricos da educação infantil – Pestalozzi (1746-1827)

Johann Heinrich Pestalozzi é conhecido por humanizar a pedagogia, nascido em 1746 em Zurique, na Suíça. Pestalozzi não foi um iluminista típico, seguidor de Rousseau, dava importância à vivência e à experimentação, interessando mais na formação do caráter do que somente os conhecimentos adquiridos, no qual, segundo ele, o processo educativo deveria alcançar uma formação intelectual, física e moral.

Pestalozzi

Assim, não há como não falarmos em Pestalozzi ao nos referirmos à Pedagogia Moderna, pois o autor revolucionou todo o sistema educacional, já que foi o primeiro a usar lousas, giz e lápis, usava também cartões de madeira com as letras do alfabeto, tudo para estimular a observação sensorial dos alunos, além do que colocou em prática o método de instrução em classe.

Teóricos da educação infantil – Montessori (1870 – 1952)

Maria Montessori nasceu em 1870, em Chiaravalle, no norte da Itália, filha única de um casal de classe média. Desde pequena se interessou pelas ciências e decidiu estudar medicina na Universidade de Roma, sendo a primeira mulher a cursar medicina na Itália, o que na época era tido como profissão de homens.

Montessori

Montessori acreditava que, a educação é uma ferramenta que se deve buscar internamente, assim era necessário desenvolver a vontade de aprender nas crianças, desenvolvendo seu poder criativo, sua iniciativa, a independência, a disciplina interna e a confiança em si mesmo, com base nestes princípios foram elaborados seus métodos de ensino.

Estes métodos visam dá total liberdade à criança, aonde as elas podem conduzir seu próprio aprendizado, e ao professor caberia acompanhá-las para desenvolver seu potencial. Assim, os educadores teriam, acima de tudo, papel de observadores, sempre prontos para orientar e guiar, mas sem interferir no esforço individual.

Teóricos da educação infantil – Freinet (1896 – 1966)

Célestin Freinet nasceu no dia 15 de outubro de 1896, em uma cidadezinha rural chamada Gars, situada no sul da França, mas mudou-se para a cidade de Nice, para cursar o Magistério. Freinet foi um pedagogo autodidata e, embora não fosse nenhum acadêmico, seus estudos influenciaram a forma de se dar aulas no mundo todo, tanto que, atualmente, diversos pedagogos ainda utilizam seus métodos.

Freinet

A pedagogia de Freinet baseava-se no respeito à criança, no qual todas as propostas educacionais deveriam fazer com aluno tivesse vontade de aprender e de estar em sala de aula. Além disso, ele ia além dos métodos ou lugares tradicionais, e apostava em técnicas de desenho livre, texto livre, aulas-passeio, a correspondência interescolar, o jornal, o livro da vida, entre outras atividades, que visavam que as crianças aprofundassem seus conhecimentos.

Teóricos da educação infantil – Paulo Freire ( 1921- 1997)

Paulo Régis Neves Freire foi o mais conhecido educador brasileiro, sendo reconhecido internacionalmente e, tendo ainda influenciado diversos outros estudiosos. Nascido em 1921, em Recife, Pernambuco, filho de pai militar, concluiu seus estudos com o auxílio de uma bolsa atuando como professor auxiliar.

Paulo Freire

Uma das principais contribuições de Paulo Freire para educação foi seu método de alfabetização, no qual , segundo ele, não bastava apenas ensinar a ler e escrever, mas propor a inserção do adulto no seu contexto social e político, visando assim, uma transformação real na vida dessas pessoas.

Paulo Freire se tornou referência em educação, no Brasil e no mundo, mostrando que a educação tem um conceito muito mais amplo do que somente ensinar e a pedagogia é uma forma de libertação, sendo base para uma conscientização e revolução.

Fim dos teóricos da educação infantil deste post

Bom, por hoje é só. Acho que já foi um bom resumo e introdução a esses teóricos. Claro que você pode encontrar diferentes textos apresentando Jean Piaget, Freinet, Karl Marx e outros pensadores da educação aqui no blog.

Amanhã tem mais texto dentro da temática, pode esperar!