in , , , ,

7 atividades com a Colonização Espanhola

7 atividades com a Colonização Espanhola 8

A colonização Espanhola foi responsável por hábitos, costumes, miscigenação, idioma ( de diversos países).Ocorreu uma mistura da prática europeia com os costumes dos povos que  já habitavam na América,  transformando  a cultura que vivenciamos hoje.

Índice: hide

7 atividades com a Colonização Espanhola

Para que tenhamos mais informações sobre esse assunto, vamos  pesquisar e  realizar alguma atividades de memorização, as quais por certo, nos auxiliará nos momentos de pesquisa.

Resumo sobre a Colonização Espanhola

A colonização espanhola na América se caracterizou pela modificação da estrutura política, econômica e religiosa das sociedades que habitavam naquele território.

Os espanhóis introduziram no continente americano uma nova religião, idioma, organização econômica e social.

Por sua parte, levaram uma série de produtos desconhecidos para Europa como a batata, o milho e o chocolate. Além disso, as fronteiras do mundo conhecido se alargaram e se modificaram para sempre.

Colonização Espanhola na América

Após a conquista era preciso ocupar o território americano. Afinal, os reis precisavam dominar mais regiões e mercados para legitimar sua existência. Igualmente, se queria expandir a fé católica.

O poder político garantia a difusão da fé, enquanto a Igreja Católica legalizava a apropriação dos territórios. Por sua parte, a burguesia financiava a tomada dos bens alheios em nome do rei.

A Capitulação era o instrumento que permitia a execução desses interesses. Neste documento, ficava estabelecido os deveres de cada uma das partes que participavam na ocupação do novo domínio.

Assim, estava especificado detalhes como o capital a ser empregado, as condições básicas da expedição e se definia o quanto de dinheiro seria aportado pela Coroa e pelos particulares.

Economia das Colônias Espanholas

Ao estabelecerem-se na América, os espanhóis se depararam com populações organizadas e regidas por leis há muito consagradas. Deste modo, além de suas próprias regras, como a “encomienda,” os colonizadores empregaram os costumes locais para aproveitar a mão de obra indígena, como a mita.

Encomienda

A encomienda era uma instituição em vigor nos reinos de Castela e foi adaptada nas Índias (América). Ela permitia ao encomendero, um fidalgo espanhol, a cobrar tributos na forma de trabalho ou de bens materiais à determinada população indígena. Em troca, o encomendero deveria evangelizá-las, cuidá-las e defendê-las.

As encomiendas eram hereditárias, mas não perpétuas. Os abusos cometidos por muitos encomenderos levou várias ordens religiosas a protestarem junto ao rei.

De fato, a Coroa espanhola tentou aboli-la cinquenta anos após sua instituição, gerando revolta em vários pontos dos Vice-Reinos.

Também a própria população indígena se rebelava contra este sistema, como foi o caso da revolta liderada pela indígena Bartolina Sisa (1750-1783), na atual Bolívia.

Mita

No Vice-Reino do Peru, principalmente, os colonizadores aproveitam a mita, uma criação inca, a fim de garantir o trabalho dos indígenas para seus propósitos.

A mita consistia numa prestação de trabalho que a população masculina fazia ao Inca. Geralmente, tratava-se de ajudar na construção de templos e caminhos. Em contrapartida, recebiam proteção e oferendas aos deuses.

Os espanhóis usaram esta mesma ideia em todo território do Vice-Reino do Peru. Desta maneira, as tribos indígenas eram confinadas às reduções e aí recebiam o catecismo. A fim de pagar por esses custos, deviam realizar a mita.

Esta, geralmente, consistia no emprego de parte da população na exploração de minas de prata durante um ano.

Embora o trabalho nas minas fosse regulado e deveria ser realizado apenas por três semanas, o fato é que as duras condições de trabalho mataram muitos indígenas que foram empregados ali como mão de obra.

Administração da América Espanhola

Para controlar o vasto território que conquistara, os espanhóis criaram, inicialmente, dois Vice-Reinos, diretamente ligados à Coroa: o Vice-Reino da Nova Espanha e o Vice-Reino do Peru. Também foram estabelecidas a Capitania Geral de Cuba, Capitania Geral de Porto Rico e a Capitania Geral de Santo Domingo.

Importante ressaltar que estes territórios eram considerados como uma própria extensão do reino espanhol, daí o nome de “vice-reino”.

A metrópole possuía as seguintes instituições para administrar a colônia:

Casa de Contratação

Responsável por registrar todas as pessoas que se dirigiam e se estabeleciam nas Índias (América). Igualmente, anotavam as mercadorias, provinham os pilotos de mapas de navegação e ainda exerciam a justiça. Inicialmente, tinha sua sede em Sevilha e, mais tarde, em Cádiz.

Conselho das Índias

Auxiliava o rei a tomar decisões relativas aos seus domínios na América em termos de justiça, economia e até durante a guerra.

Real Audiência

Eram os tribunais de justiça estabelecidos nos Vice-Reinos e que julgavam os crimes cometidos por seus habitantes.

Vice-Reinos e Capitanias Gerais

Com as reformas iluministas empreendidas pelo rei Carlos III (1716-1788), no século XVIII, os vice-reinos foram desmembrados em quatro e foram criadas mais Capitanias Gerais.

O objetivo era encontrar uma forma de melhorar a administração colonial.

Vice-Reinos: territórios de grande extensão e população, eram os mais rentáveis para a Coroa espanhola. Estavam governados por um vice-rei. Eram eles: Vice-Reino da Nova-Espanha, Peru, Nova-Granada e Prata.

Capitanias Gerais: foram estabelecidas em zonas de maior conflito com a população indígena ou que eram alvo de ataques de piratas. Foram elas: Guatemala (que abarcava os atuais países de Guatemala, Honduras, El Salvador e Costa Rica), Cuba, Venezuela, Chile, Santo Domingo e Porto Rico.

Cargos Políticos nas Colônias Espanholas

As colônias eram administradas por funcionários nomeados pelo próprio soberano.

  • Vice-Rei: era o cargo mais alto dentro desta estrutura e ocupado por um nobre ou fidalgo diretamente indicado pelo Rei. Possuía autoridade máxima e dele dependiam algumas Capitanias Gerais.
  • Capitão-Geral: título utilizado por quem estava à frente das Capitanias Gerais.
  • Governadores: auxiliavam o vice-rei ou o capitão-geral a administrar o território.
  • Cabildo: eram uma espécie de conselho formados pelos proprietários e homens de destaque da sociedade, inclusive o clero, e se reuniam num edifício de mesmo nome.

Sociedade nas Colônias Hispânicas

A sociedade colonial na América espanhola estava marcada pela cor da pele. Com o passar do tempo, devido às uniões inter-raciais, o local de nascimento seria mais importante que o grau de mestiçagem. Assim temos:

Chapetones

Assim chamados os espanhóis recém-chegados nas colônias hispânicas. Ocupavam os altos cargos como Vice-Rei, Capitães Gerais, Governadores, Alcades ou Intendentes (prefeitos), bispos e arcebispos, superiores de várias ordens religiosas.

o entanto, suas prerrogativas não eram hereditárias, pois se tivessem filhos nascidos fora da metrópole, estes seriam considerados criollos e não gozavam da mesma posição social que os progenitores.

Criollos

Eram os filhos de espanhóis nascidos na América. Não podiam ocupar os altos cargos, mas participavam do Cabildo e tinham uma posição social acomodada.

Os criollos exerciam várias atividades e eram profissionais como advogados, comerciantes, mas também encomenderos, exploradores de minas, fazendeiros, etc.

Ao contrário do significado em língua portuguesa, a palavra criollo, em espanhol, não representa uma pessoa de cor negra. Indica aqueles brancos que nasceram na América e não no Reino da Espanha.

Negros Escravizados

Os africanos escravizados eram trazidos por traficantes ingleses e portugueses que contavam com a participação de investidores espanhóis.

As pessoas escravizadas foram utilizadas como mão de obra para substituir a população indígena dizimada no Caribe e forçados a trabalhar nas plantações de cana-de-açúcar, tabaco, cacau, algodão, dentre outros cultivos.

A escravidão negra não foi homogênea nos domínios espanhóis na América. Foi intensamente empregada na região caribenha, mas com menos força no Vice-Reino do Peru, por exemplo.

Por outra parte, quase não se sente sua presença na região do rio da Prata.

Indígenas

A colonização espanhola supôs o desaparecimento da antiga forma de vida dos povos nativos.

A economia foi reorientada para o mercado externo e os indígenas trabalharam especialmente nas minas de prata, ouro e mercúrio, mas também eram empregados no serviço doméstico e na agricultura.

Com o passar do tempo, o idioma original foi sendo substituído pelo castelhano e a religião passou a ser o catolicismo. Igualmente, se desenvolve uma crença que mistura práticas pagãs com o cristianismo.

Mesmo com todas essas mudanças, alguns costumes se mantiveram e outros se mesclaram criando uma nova forma de pensar e viver. Outros, infelizmente, foram perdidos para sempre.

Mestiços

Esta era uma sociedade em que a cor da pele determinava seu lugar na hierarquia social.

Segundo os costumes coloniais, a união entre um espanhol e uma indígena davam origem ao mestiço. Apesar disso, os mestiços eram aceitos porque eram criados num ambiente culturalmente branco.

Com o passar do tempo, indígenas, brancos, negros foram se unindo e gerando filhos. Isso provocou o surgimento de pessoas que não se encaixavam em nenhuma das categorias citadas acima.

Assim, passou a surgir uma série de palavras específicas para cada uma dessas uniões. Podemos citar: mulato, torna-atrás, mourisco, lobo, zambaio, coiote, cambujo, chamizo, etc.

Era um modo de estabelecer novas categorias, mas ainda assim o status de cada mestiço era ambíguo e dependia de quão branca fosse a cor da pele e seus costumes.

Países Colonizados pela Espanha

São muitos os territórios que foram ocupados pelos espanhóis na América. Vejamos:

Uruguai, Paraguai, Bolívia, Argentina, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Panamá, Honduras, Cuba, República Dominicana, Costa Rica, Nicarágua, Guatemala e México.

Além disso, os espanhóis povoaram algumas ilhas do Caribe que depois passaram às mãos de outros colonizadores como Jamaica, Trindade e Tobago, Guadalupe ou São Cristóvão e Neves.

Igualmente, grande parte do que hoje se denomina Estados Unidos formava parte do Vice-Reino da Nova Espanha e englobava os atuais estados de Califórnia, Texas, Florida, Nevada, Colorado, Utah, Arizona, Texas, Oregon, Novo México, Washington, e partes de Idaho, Montana, Wyoming, Kansas, Oklahoma e Louisiana. ( Fonte do texto)

Características da Colonização Espanhola

  • Mudanças na antiga forma dos nativos viverem
  • Implantação da cultura e língua dos colonizadores nas colonias
  • Utilização da Mitae encomienda como forma de trabalho

7 atividades com a Colonização Espanhola

 1 – Atividades com a Colonização Espanhola – Mita e Ecomienda

Mita e  Ecomienda , era um tipo de exploração de trabalho, que os espanhóis utilizavam para com os nativos no tempo de colonização. Vamos entender mais?

Idade

A partir de 12 anos

Material necessário

  • Papel
  • Caneta

Passo a passo para a atividade: Mita e Ecomienda

  1. Após assistirem o vídeo acima, certamente entenderão um pouco mais, sobre a forma dos espanhóis fazerem com que os habitantes da  América se submetessem ao serviço produzindo riquezas para eles. Com base nesse entendimento respondam no caderno:
  2. Você se lembra de outra historia semelhante a essa? Conhece casos assim, onde a religião e usada para explorar pobres trabalhadores?
  3. Se você consegue pensar em algo semelhante, coloque no papel e vamos ao debate!
  4. Comente com a turma as diversas formas usadas por exploradores para aproveitar de pessoas com pouco conhecimento.
  5. Deixe que eles exponham sua opinião, e juntos, pensem formas diferentes de rebater o abuso.

2 Atividades com a Colonização Espanhola – Descubra a sentença falsa, dentre as verdadeiras

 

Idade

A partir de 12 anos

Material necessário

  • Papel
  • Caneta

Passo a passo para atividades com a Colonização espanhola – Descubra a sentença falsa dentre as verdadeiras

  1. Nessa atividade iremos expor diversas sentenças, as quais deverão ser analisadas pelos alunos.
  2. Eles deverão dizer se elas são falsas ou verdadeiras.

a) Os africanos escravizados eram trazidos por traficantes ingleses e portugueses que contavam com a participação de investidores espanhóis.

b)Parte do que hoje se denomina Estados Unidos formava parte do Vice-Reino da Nova Espanha e englobava os atuais estados de Califórnia, Texas, Florida, Nevada, Colorado, Utah, Arizona, Texas, Oregon, Novo México, Washington, e partes de Idaho, Montana, Wyoming, Kansas, Oklahoma e Louisiana.

c) Os escravos eram utilizadas como mão de obra para substituir a população indígena dizimada no Caribe e forçados a trabalhar nas plantações de cana-de-açúcar, tabaco, cacau, algodão, dentre outros cultivos.

d)Naquela  sociedade, não havia racismo, portanto, a cor da pele não determinava o lugar  do sujeito na hierarquia social.

e) Segundo os costumes coloniais, a união entre um espanhol e uma indígena davam origem ao mestiço. Com o passar do tempo, indígenas, brancos, negros foram se unindo e gerando filhos.

f) Assim, passou a surgir uma série de palavras específicas para cada uma dessas uniões. Podemos citar: mulato, torna-atrás, mourisco, lobo, zambaio, coiote, cambujo, chamizo, etc.

3 Atividades com a Colonização Espanhola – Diário de um pré colombiano

Desafio você a se passar por pré colombiano ( em pensamento é claro!)  e colocar no papel tudo o que está vendo e vivendo com relação a Mita. Vamos tentar?

Idade

A partir de 12 anos

Material necessário

  • Papel
  • Caneta

Passo a passo para atividades com a Colonização espanhola – Diário de um pré colombiano

  1. Convide a turma para que peguem um caderno e caneta
  2. Após algumas pesquisas sobre o que vem a ser Mita, sugira que o aluno,tente se passar por um habitante da América, o qual vivia aqui, nos tempos em que os colonizadores chegaram.
  3. Eles devem imaginar que já estavam acostumados a trabalhar de acordo com o Mita, e por isso os colonizadores se aproveitaram para fazê-lo trabalhar.
  4. Para que consiga narrar um dia de trabalho, e o momento da recompensa, o aluno precisará entrar na história e vivê-la ( despertar a imaginação) e assim contar o que vê e sente.
  5. Após escreverem, convide aos voluntários que desejarem, para que leiam seu diário para a turma. Surpreenda-se!

Essa será uma oportunidade de ouro para aqueles que imaginam tanto, mas não sabem o que fazer com suas imaginações! É fácil! Façam livros!

4 – Atividades com a Colonização Espanhola –  Encontre as palavras intrusas

Já se pegou falando algo que não tem nada haver, com o assunto  que está sendo tratado? Pois é !   Tem palavra que não se encaixa no vocabulário de forma alguma, vamos denunciá-las?

Idade

A partir de 12 anos

Material necessário

  • Papel
  • Folha de exercício
  • Caneta

Passo a passo para atividades com a Colonização espanhola – Encontre as palavras intrusas

  1. Abaixo teremos uma lista de palavras relacionadas aos texto, contudo, há 10 delas que não tem nada haver  com o assunto.
  2. Teste sua atenção e habilidade, encontrando as intrusas e riscando-as do mapa!
  3. Confira depois com os colegas, se foram encontrados os intrusos certos.

economia  –  mercado externo –   indígenas – Green Card- minas de prata, ouro e mercúrio -empregados – sabonete -serviço doméstico – agricultura – passar do tempo –  idioma original  castelhano – religião – fiação- catolicismo – mistura – iogurte – práticas pagãs – budismo- cristianismo- caneta – Estados Unidos – Colorido – Vice-Reino – Nova Espanha Califórnia – Texas – Japão- Florida -Nevada – Colorado – Utah -Arizona – Texas – Oregon – Novo México- Austrália- Washington – Idaho – Montana – Wyoming – Kansas – Oklahoma – Louisiana- Bradesco-

Encontre a resposta dessa atividade no final da 7ª atividade !

5- Atividades com a Colonização Espanhola – Desfile da nações

Os países colonizados pelos espanhóis naturalmente  fala o espanhol. Possuem uma cultura interessante, embora nem em todos países sejam idênticos, pois cada um terá uma exclusividade.  Que tal promovermos um desfile e uma feira de talentos?

Idade

A partir de 12 anos

Material necessário

  • Papel
  • Caneta
  • Trajes específicos

Passo a passo para atividades com a Colonização espanhola – desfile das nações

  1. Cada aluno poderá representar um dos países:
  2. Uruguai, Paraguai, Bolívia, Argentina, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Panamá, Honduras, Cuba,
  3. República Dominicana, Costa Rica, Nicarágua, Guatemala e México. Providencie vestimentas conforme cada país
  4. Organize um desfile, onde os 17 alunos passem mostrando as vestimentas e bandeiras, enquanto outros, possam falar de forma reduzida as principais características de cada um deles, a medida que vão passando.
  5. é possível também, de se realizar uma feira, onde os principais produtos ou culinárias sejam expostos.

Essa sem dúvidas é uma das atividades da qual boa parte dos alunos amam fazer, além de permitir um aprendizado maior.

6- Atividades com a Colonização Espanhola – Como falar espanhol  fácil

O espanhol é um idioma bastante solicitado, logo depois do Inglês. Que tal uma brincadeira descontraída para saber o quanto você sabe desse idioma?

Idade

A partir de 12 anos

Material necessário

  • Papel cartão
  • Caneta
  • Tesoura

Passo a passo para atividades com a Colonização espanhola- Como falar espanhol  fácil

  1. Essa atividade servirá até mesmo para quem quer aprender falar espanhol , mas, tem dificuldades.
  2. Separe um grupo de alunos para serem os jurados, uma dupla para apresentar os catões e um aluno para ser o tradutor.
  3. Recorte o papel cartão em vários quadradinhos.
  4. De um lado escreva frases interessantes, do outro lado sua tradução em espanhol
  5. Os candidatos ( alunos) poderão se voluntariar para tentarem  falar a frase em português da forma correta traduzi-lo para o espanhol.
  6. O aluno tradutor levantará o dedo polegar em sinal de aprovação quando a pronuncia da frase em português, traduzida pelo aluno, que a leu em espanhol estiver certa.
  7. Ele deverá abaixar o dedo em sinal de negativo, quando a tradução estiver errada.
  8. os jurados irão anotando os resultados, elegendo o aluno que fizer o maior numero de traduções de forma correta para o espanhol .

Aprender pode ser muito divertido!

7 -Atividades com a Colonização Espanhola: O que é que a Espanha tem?

É uma tremenda confusão quando se torna necessário separar usos, costumes, e diferenciar de onde veio certas formas de agir, vestir e a culinária. A Espanha espalhou sua cultura na América, e o que dela ainda permanece aqui, você sabe ? Eu não sei de tudo, portanto, para conhecê-los, vamos pesquisar?

Idade

A partir de 12 anos

Material necessário

  • Papel
  • Caneta

Passo a passo para atividades com a Colonização espanhola – O que é que a Espanha tem?

  1. Essa atividade é especulativa!  Vamos vasculhar a Europa e conhecer de perto a Espanha. Vamos saber como é sua cultura, culinária, brincadeiras, jogos, diversões, música… os costumes que perduraram durante os séculos.
  2. Desta forma entenderemos, o quê na  América Latina, tem sua origem na Espanha.
  3. A turma poderá se dividir em grupos, assumindo cada um deles uma parte da pesquisa.
  4. Após concluírem, juntem-se para que se faça uma grande apresentação.

Conhecimento sempre será bem vindo!

Resposta da atividade 4: ( Gren Card – sabonete- fiação- iogurte – budismo- colorido – caneta -Japão – Austrália – Bradesco).

Fim

Que tal? Gostou das atividades com a colonização espanhola? Se desejar mais atividades como essa, estamos com várias delas aqui no Demonstre. Acesse e fique por dentro de várias atividades que te ajudarão a memorizar, de forma descontraída , questões que facilmente são cobradas em  concursos, vestibulares … Fique conosco!

Abraço e até breve