Olá pessoal, o post trará a lenda de Osíris. Espero que curtam as ilustrações e a lenda. Vamos lá?

A lenda de Osíris

Quando você ouve falar o nome Egito, o que lhe vem à mente? Não sei se já ouviu o nome de Osíris, mas provavelmente esteja visualizando as grandiosas pirâmides. Elas foram construídas milênios no passado, abrigando segredos inimagináveis e servindo de descanço final aos grandes faraós.

Ou pode ser que você esteja imaginando as grandes esfinges, com sua cabeça de homem e corpo de leão, deitadas eternamente sobre as areias do deserto.

Também talvez lhe venha à mente as palavras “múmia”, “faraó” ou Cleópatra.

Independente do que você esteja imaginando nesse momento, uma coisa é fato: o Egito é um dos lugares mais fascinantes. Ele é misterioso e capaz de fazer nossa imaginação voar alto!

Na lenda que veremos a seguir, conheceremos a história de um personagem chamado Osíris, o qual provavelmente você já deve ter ouvido falar.

Assim como na mitologia grega, o Egito também possui sua própria galeria de deuses mitológicos. Dentre eles nasceu, viveu e morreu a divindade de Osíris – considerado o deus principal da mitologia egípcia.

Resumo da lenda de Osíris

Filho do deus egípcio da terra, Geb, e de Nut, deusa do Céu, Osíris nasceu em Tebas, no Egito. Contam as lendas antigas, que no instante em que Osíris nasceu, foi ouvida uma voz vinda do céu declarando a chegada do “senhor universal”. Sua chegada deu início a muitas festas entre seu povo.

Porém, logo começaram a surgir previsões sobre um futuro sombrio. Anos mais tarde o avô de Osíris, Rê (também conhecido como Rá), lhe entregou o trono como herdeiro legítimo e assim Osíris começou a reinar.

Logo no início de seu reinado, Osíris realizou grandes mudanças entre o povo, aboliu o canibalismo, que era comum até então e emitiu várias leis visando o bem do seu povo. Ele ensinou aos seus súditos técnicas avançadas de agricultura, além de instituir entre eles o culto aos deuses. Graças a esse culto foram construídos grandes e magníficos templos e monumentos sagrados, as famosas pirâmides.

Além disso, Osíris também construiu diversas cidades, o que lhe valeu o título de Onofris, ou “o Generoso”. Ainda não satisfeito com o bem que fez ao seu reino, Osíris queria levar seu conhecimento pelo restante do mundo para ajudar o maior número de pessoas que pudesse.

O que aconteceu, então?

Assim, ele deixou seus domínios aos cuidados de Isis (a deusa guardiã da natureza e dos oprimidos). Em seguida, partiu em uma jornada pelo mundo acompanhado de Anúbis (deus egípcio dos mortos), Tot (deus do conhecimento) e Upuaut (deus da guerra).

A viagem de Osíris foi bastante produtiva: ele levou conhecimento e civilização por toda a terra, repreendendo a violência e recompensando as pessoas gentis. E então chegou o dia de voltar para seu reino no Egito.

Quando lá chegou, encontrou tudo em perfeita ordem mostrando que Isis havia feito um ótimo trabalho. Osíris estava satisfeito e feliz. Mas isso duraria pouco tempo, graças a seu invejoso e cruel irmão Set.

Set invejava muito seu irmão, que era belo, de bom coração e querido por todos. Por isso decidiu que o mataria e tomaria o trono. Seu plano foi colocado em prática durante um banquete, no qual matou Osíris e lançou seu corpo em pedaços nas águas do rio Nilo. Parecia que seu plano havia corrido bem e agora o trono era seu.

Mas Set não contava que os outros deuses, todos amigos de seu irmão, sentiriam falta dele. Foi quando Isis, ajudada por Tot e Anubis conseguiu trazer Osíris de volta à vida. Osíris porém, decidiu permanecer reinando sobre o mundo dos mortos, onde poderia receber com carinho as almas dos justos que ali chegavam.

Tempos depois Osíris e Isis tiveram um filho, Hórus, o qual se tornou o deus egípcio dos céus. Quando cresceu, tornando-se um belo e forte rapaz, Hórus matou seu tio Set – tanto por vingança pelo assassinato de seu pai, quanto pela disputa pelo comando do Egito.

Os antigos egípcios acreditavam que Osíris morria sempre que a primavera se iniciava a cada ano, por causa do período de secas, e voltava a renascer no outono, quando começava o período das plantações. Ele se tornou um símbolo dos nascimentos e dos renascimentos.

Curiosidades sobre a lenda de Osíris

  • Acredita-se que Osíris foi a primeira pessoa/deus a ser mumificada.
  • O nome “Osíris” significa “muitos olhos”, indicando alguém que é capaz de ver tudo.
  • Osíris aparece no quarto episódio da sétima temporada da série Sobrenatural.
  • Osíris é o deus mais famoso da mitologia egípcia.
  • A famosa personagem Lara Croft, da série de jogos Tomb Raider, ganhou uma aventura intitulada “Lara Croft and the Temple of Osiris”.
  • Na famosa trilogia Matrix, há uma nave com o nome Osíris.

Sites, textos e livros sobre a lenda de Osíris

Mais sobre Osíris: http://www.suapesquisa.com/egito/osiris.htm

Artigo na Wikipedia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Os%C3%ADris

Livro “Osíris – deus do Egito”: http://www.saraiva.com.br/osiris-deus-do-egito-2636666.html

Documentário sobre o Egito antigo: https://www.youtube.com/watch?v=z5_8TPrm4Hw

Sugestão de atividade para os professores utilizarem em sala de aula para fixar a lenda de Osíris

A mitologia egípcia tem muito em comum com a mitologia grega. Pode-se sugerir aos alunos que busquem nas duas mitologias os deuses que sejam parecidos. Por exemplo, quem é o deus da guerra em cada mitologia, ou quem é o deus do mar, do céu, etc.

FIM do post sobre a lenda de Osíris

A história de Osíris é realmente interessante, não? Já conhecia? Tem alguma dúvida ou algo a acrescentar? Não deixe de nos dar sua opinião e ficar de olho para conhecer as lendas dos mais diversos países do mundo! Até a próxima!

Você também pode gostar de:

Mitologia Brasileira

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.