A raposa e a cegonha, são verdades em forma de fábula, as quais provocam uma profunda reflexão: Antes de pensar em trollar alguém para obter vantagens, é melhor entender um pouco sobre a lei do retorno, pois tudo o que vai, volta!

 Se fizermos o bem receberemos o bem, no entanto, se agirmos de má fé, pode ter certeza que a recompensa não demora! Bom, é melhor aprendermos com a lição da raposa, e pensar muitas vezes, antes de tentar passar alguém para trás.

raposinha 6025045
NNJ 226x300 2435254

A raposa e a cegonha – Fábula de Esopo

 Uma certa raposa, como é bem comum de sua espécie, tentou agir com esperteza. Fazendo uma suposta amizade, com a boa e tranquila cegonha. Pouco haviam se falado, entretanto, logo a convidou para um jantar em sua casa. Encantada com a cortesia da raposa, a cegonha aceitou o convite:

FOFA 300x246 7932506

– Como você é gentil cara raposa! Nunca poderia imaginar, que animais de espécies tão diferentes como a nossa, poderiam se dar bem!  Mas, como me convenceu, aceitarei o seu convite.

A esperta raposa, planejando pregar uma boa peça na cegonha, confirmou:

– Nunca pensei que teria um privilégio desses! Jantar com minha amiga cegonha será uma honra! Irei aguardá-la !

No dia seguinte, lá foi a cegonha, em direção a casa da raposa, acreditando que a mesma, realmente estava se portando com cordialidade. Ao bater na porta, a raposa veio atender:

– Entre dona cegonha, a casa é sua, pode se assentar aqui que já vou servir o jantar!

Com toda delicadeza, a convidada sentou-se à mesa, pensando:

– O que será que minha amiga raposa, preparou para celebrar nossa amizade?

A grande surpresa

Passado alguns momentos, lá vem a raposa!

JANTAR 300x219 5900494

– Já está pronto o jantar, sirva-se a vontade dona garça!

Pegando dois pratos rasos, colocou um para si e outro para a cegonha. Ao tentar tomar a sopa, com seu enorme bico, a pobre ave, nada conseguia apanhar. Fingindo de desentendida, a raposa falou:

TRISTE 300x253 9895076

– Está mesmo deliciosa essa sopa, não acha ? Mas você não comeu quase nada?

Desapontada e com fome, porém educadamente, a cegonha agradeceu:

– Obrigada pela consideração dona raposa! Você foi realmente simpática ao me convidar para jantar, mas já está na hora de ir.

– Já tão cedo? Não quer ficar mais um pouco? ( disse a raposa)

– Eu preciso ir,  mas, gostaria de agradece-la, retribuindo com um jantar em minha casa, você aceitaria?

Com muita esperteza a raposa disse:

– É claro! Nós agora somos amigas, não é?

 Após a saída da convidada, a raposa colocou-se a rir intensamente!

– Como ela é otária! Coloquei o prato raso de propósito, e ainda quer me retribuir, com um jantar em sua casa, que beleza!

A lei do retorno – A raposa e a cegonha

No dia seguinte, lá vai a raposa, imaginando pelo caminho, que prato extraordinário, a anfitriã teria preparado.

– Estou com tanta fome! Tomara que ela tenha preparado, aquele guisado maravilhoso! não vejo a hora de encher minha pança!

KKKJJ 300x225 2211352

 Chegando ao local bateu logo à porta. A cegonha toda atenciosa veio atender:

– Que bom que você veio dona raposa, entre logo, assente-se aqui, que já vou lhe servir!

 A raposa animada se sentou a mesa enquanto esperava, ansiosa pelo jantar! De repente, lá vem a cegonha, carregando, um par de jarros, com os bicos bem altos, repletos de algo que cheirava maravilhosamente bem!

TOMS 300x155 9795854

Colocando o vaso á frente da raposa, a mesma, embora desapontada, contudo, tentou enfiar o focinho, enquanto a ave tranquilamente sugava toda sopa com seu comprido bico.

Sem sucesso a raposa tentou subir até o bico da jarra derramando tudo sobre si. Com muita fome, e envergonhada com o que aconteceu, a raposa entendeu que toda ação sempre terá uma reação.

Moral da história “Tudo o que fizer, mais cedo ou mais tarde retornará para você”

Autor: Esopo – Adaptação: Eline costa

Autor da fábula: A raposa e a cegonha

Essa fábula é atribuída à Esopo, um sábio e velho escravo da Grécia antiga, que educava o povo por meio de suas histórias e fabulas. Ele viveu no 6º século antes de Cristo.

Esopo 300x300 2843931

Exercício de leitura para o fundamental I- A raposa e a cegonha

  1. Qual a lição que aprendemos com essa história
  2. Circule os adjetivos encontrados no texto
  3. Qual seria a intenção verdadeira da raposa?
  4. Por qual motivo a sopa acabou se derramando nela?
  5. Em sua opinião, a garça foi vingativa, ou apenas ofereceu a sopa para a raposa, na única vasilha que possuía?
  6. Que outro final essa fábula poderia ter?

Proposta de atividade/dinâmica – A raposa e a cegonha

Veja que o problema para conseguir se alimentar entre as personagens da fábula, estava na adaptação ao tamanho do focinho e do bico.  Todos nós possuímos limites em diversos aspectos.

Não se pode por exemplo desejar que um garoto aos dez anos de idade, use as mesmas roupas de quando tinha um ano de idade, certamente deverá usar roupas maiores concorda?

A dinâmica de hoje é simples e animada. Entretanto, nos fará refletir bem, sobre nossos limites. Portanto aí está o “aumenta, aumenta, uma brincadeira com corda, que pode nos mostrar  nossos limites, pelo menos, a altura que podemos alcançar pelo nosso tamanho, portanto vamos brincar?

  1. Basta que duas pessoas segurem as extremidades da corda
  2. As crianças deverão ir atravessando de um lado para outro, aquela que não forem alcançando a altura, irá se retirando, até ficar o último, ou seja, que consiga pular mais alto. Certamente deverá ser o maior da turma, será?

Embora seja uma fábula que sempre trará a mesma mensagem, entretanto, você poderá ainda , assistir uma outra versão dessa fábula, veja:

Fim

Gostou da fábula: A raposa e a cegonha?  Se desejar ler outras fábulas de Esopo, temos diversas  no blog, portanto, não perca tempo! Mergulhe no mundo de sabedoria! Ela pode ser encontrada, nas lições de moral que acompanham as fábulas.  Embora, sejam histórias infantis, entretanto, carregam um mundo verdades, das quais todos nós precisamos conhecer!

Se quiser conhecer muito mais, além de acessar as que já foram postadas, poderá nos acompanhar em outras, que certamente lhe trarão diversão e reflexão, ao mesmo tempo.

Um super abraço, e até a próxima!