Alfabetização e letramento: 3 boas práticas

0

Hoje vamos falar sobre alfabetização e letramento,  apresentando três boas práticas para que você possa tratar a questão em sala de aula e promover o melhor processo de ensino e aprendizagem para os seus alunos.

O aluno ser educacional precisa compreendido em sua dimensão humana como um ser em formação, e que precisa passar não apenas por um processo de alfabetização mas por um verdadeiro letramento para ter autonomia na sociedade.

Em todas as etapas escolares Esse é o entendimento muito importante que todos os professores, mesmo aqueles que não  trabalham com a disciplina língua portuguesa, precisam ter um pouco de conhecimento para favorecer o processo de ensino e aprendizagem. 

Acompanhe.

Alfabetização e letramento no dia a dia

Existe uma diferença entre alfabetização e letramento que precisa ser compreendida pelos professores para que eu possa entender a amplitude do tema e melhor conduzir o processo de aprendizagem de seus alunos. 

Alfabetização e letramento
Imagem ilustrativa. Foto: Freepik.

O Ministério da Educação elenca Através dos documentos que regulam a Educação Nacional como a Base Nacional Curricular Comum diversos  prefeitos que se coadunam para o mesmo objetivo: compreendendo a criança como um ser integral, considerando a sua relação com a sociedade,  a cultura e todo o mundo ao seu redor, para se promover uma aprendizagem mais significativa e eficaz. 

Por  isso hoje vamos tratar de alfabetização e letramento,  apresentando não apenas a diferença básica entre esses conceitos mas também três boas práticas que vão ajudá-los você, professor ou até mesmo pai e mãe de uma criança em idade de alfabetização, a entender melhor de tudo isso.

1. Alfabetização e letramento: entenda as diferenças fundamentais

De uma forma simples, pode dizer que a alfabetização é o processo de ensinar a codificar e decodificar o código da língua escrita. Dito de outro modo, é ensinar as características da prática empírica da escrita, como as letras, números, acentuação, etc., e a forma como ela é estruturada.

Imagem ilustrativa. Foto: Freepik.

Por sua vez, o processo de letramento, é mais amplo, indo além da pura codificação e decodificação da escrita. 

O letramento se refere aos sentidos e usos que os textos adquirem na vida social dos usuários da língua. Portanto, o ensino do letramento apresenta para o aluno as formas como a língua escrita é usada no dia a dia.

Entender essa diferença fundamental  permite que possamos compreender o processo de letramento como muito mais amplo do que a alfabetização. 

Contudo,  é Importante dizer que nem uma pessoa pode ser letrada sem antes ser alfabetizada.

Retomando.

O que é a alfabetização, para que eu compreenda melhor a alfabetização e letramento?

Para dar um exemplo prático, podemos dizer que alfabetizar é apresentar a criança mostrar como as sílabas se juntam formando palavras, como as palavras formam sentenças, como sentenças formam parágrafos e como os parágrafos formam um texto. Em outras palavras, alfabetizar ;e ensinar  aprendizado mecânico da leitura e da escrita.

O que é letramento para que eu entenda melhor a alfabetização e letramento?

Para darmos um exemplo prático, podemos dizer que o letramento acontece ao apresentarmos para uma criança um texto e ensinarmos a ele como e por quem ele foi produzido, quais são as suas formas de leitura, onde esse texto circula, quais são os seus objetivos comunicativos e quais são os sentidos que ele pode veicular e assumir.

2.  Alfabetização e letramento: de valor os diferentes tipos de aprendizagem

No processo de alfabetização e letramento  é importante que o professor compreenda que as crianças podem aprender de diferentes maneiras não apenas a tradicional cópia de conteúdo da lousa.

Imagem ilustrativa. Foto: Freepik.

Os exercícios repetitivos de gramática também não são a única forma de uma promover o aprendizado em alfabetização, na verdade, embora seja importante inserir alguns exercícios para a prática do aluno, se isso for feito com muita frequência e a prática não foi variada a criança pode perder o interesse pelo aprendizado da língua.

O docente deve saber identificar a forma como o aluno aprende e  entender que existem formas alternativas de fazer alfabetização e letramento ser mais satisfatória  para o estudante conforme identifica a forma que ele aprende. 

Como tornar alfabetização e letramento um processo mais eficiente na educação infantil?

A melhor forma de promover a alfabetização e letramento de um modo eficaz é inferir o estudo da língua dentro de práticas que atraiam a atenção da criança e façam com que ela quer participar das atividades propostas. Um dos meios mais eficazes e conseguiram esse interesse espontâneo do aluno em qualquer etapa de aprendizagem é através dos jogos de alfabetização e letramento.

Quais outras práticas de alfabetização e letramento eu posso inserir dentro da sala de aula educação infantil?

A criança na Educação Infantil ainda está em formação, e seu desenvolvimento  psicológico, motor e cognitivo ainda não lhe permite tomar parte em atividades intelectuais complexas como aquelas que são feitas durante as etapas posteriores de ensino. Diante disso o professor pode buscar alternativas que se voltem para o lúdico e trabalho a imaginação da criança como contar histórias infantis, brincadeiras de roda e outras atividades similares. 

3. Alfabetização e letramento:  identifique a fase em que está o aluno

Outra questão muito importante para trabalhar com alfabetização e letramento nas séries iniciais e mesmo na educação infantil é identificar em qual fase da alfabetização está está a criança. 

Imagem ilustrativa. Foto: Freepik.

Cada criança tem seu próprio ritmo de aprendizado, existem aquelas crianças que já chegam na escola mais adiantadas, seja  porque aprenderam em casa, sendo ensinadas pela família, ou até mesmo porque tem uma maior capacidade espontânea aprendizado.

E existem aquelas crianças que demandam mais cuidado,  pois elas têm dificuldades de aprendizagem e tem um ritmo de aprendizado mais lento.

Portanto,  o professor  deve identificar em que fase d de alfabetização está a criança,  e também deve Identificar qual o ritmo de aprendizado do aluno, para que possa fazer com que esse processo seja mais eficiente propondo atividades específicas para trabalhar as dificuldades da criança e potencializar as suas habilidades.

O que devo fazer  para promover uma melhor aprendizagem do aluno com dificuldade em alfabetização e letramento?

Todos os professores tem aqueles alunos com maiores dificuldades  em aprender, nesse caso, uma boa ideia é procurar atividades diferenciadas para crianças,  com um método de ensino diferente, que seja mais adequado as dificuldades que ela apresenta e ao seu ritmo de aprender. Diversificar o leque de recursos didáticos é uma boa ideia mesmo para quem não tem alguns com grandes dificuldades em sala, pois  vai tornar o aprendizado mais dinâmico e atrair uma maior atenção dos Estudantes.

O que posso fazer para aprender novos métodos de ensino para alfabetização e o letramento?

O professor deve estar sempre cuidando da sua formação continuada,  especialmente em um contexto social onde as transformações acontecem rapidamente e as crianças apresentam novas demandas ensino com frequência. Para aprender novos métodos de ensino o melhor é fazer cursos  específicos para esta questão, ou até mesmo investir em uma formação acadêmica mais profunda como uma pós-graduação. 

Alfabetização e letramento: dicas finais

Lembre-se que o melhor processo de ensino e aprendizagem aquele que está centrado no aluno, considerando  suas características e sua vivência pessoal, para construir uma aprendizagem sólida.

 Essas são as nossas dicas de hoje,  até a próxima!