Anna Freud: teoria e psicologia infantil

0
1763
Anna Freud: teoria e psicologia infantil 1

Hoje vamos falar de Anna Freud, filha de Freud e importante cientista que ajudou a desenvolver a educação a partir de uma perspectiva psicológica.

Lembrando que já temos outros links sobre o tema psicologia da educação, caso queira se aprofundar no tema:

  1. Teoria Comportamental: Behaviorismo
  2. Teorias da psicologia educacional
  3. Áreas da psicologia
  4. História da psicologia
  5. O que é psicologia da educação?

Anna Freud: teoria

Anna Freud (1895-1982) foi, além de professora do primário, pedagoga; ministrou aulas durante o período da 1ª Guerra Mundial.  Quando ocorreu a 2ª Guerra, a Áustria foi dominada pelos nazistas, o que fez a família Freud abandonar país e ir para o reino Unidos, em meados de 1938. Passadas as turbulências, no ano de 1952, Anna criou uma clínica, na qual exerceu a função de diretora até o fim sua vida.

anna-freud-teoria

Admiradora entusiasmada: essa é a definição de Anna à respeito de Freud. E por tais sentimentos, ela contribuiu com a obra de Sigmund ao trazer novos conhecimentos e enfatizando explanações sobre os mecanismos de defesa. Como você deve estar se perguntando, qual seria o parentesco de Anna com Sigmund Freud?

É simples, Anna uma das filhas do renomado psicanalista, que teve outros cinco irmãos. A Dra. lecionou de 1914 a 1920, além de traduzir artigos científicos do Reino Unido. O conteúdo destas traduções, obviamente eram sobre sua grande paixão: a psicanálise.

A promissora psicanalista carregou uma grande preocupação em relação a análises feitas por pessoas que não eram médicos, já que essa seria uma função exclusiva deles. Devido a esta preocupação, Anna ela mantinha-se sempre atenta à formação e de analistas. Em 1927 ela recebeu a nomeação de secretária geral da associação internacional psicanálise.

Anúncios do Demonstre que vão te interessar:

Primeiro anúncio:

Estamos com o nosso aplicativo de formação de professores baseado em QUIZ já na Google Play. Baixe agora e teste suas habilidade docentes.

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.demonstre.quizapp

O aplicativo é gratuito e recebe um teste novo por semana. Ideal para quem quer revisar o conteúdo ou estudar para concurso.

Obs: o aplicativo é preparado com uma metodologia baseada em reflexão de tarefa, então, cada questão e resposta são apresentadas de maneira a validar e construir o conhecimento do usuário.

Segundo anúncio:

O grande sonho da maior parte dos docentes é passar em um concurso, e sem dúvidas a maior dificuldade está em entender a prova e aprender a estudar para o certame. Por isso, sendo eu concursado e tendo passado por isso, quero indicar um curso que realmente faz a diferença:

Centro do ConcurseiroClique aqui para fazer o curso do Pietro Frazon e conquiste sua vaga.

Terceiro anúncio:

Continuamos com o projeto Poema de bom dia firme e forte, com mais de 30 publicações. Para ter acesso basta visitar o canal do Demonstre no Youtube: https://www.youtube.com/user/demonstrec ou clicar no play aqui na nossa playlist:

Para enviar o seu poema, basta encaminha o mp3 + o texto para o e-mail: [email protected].

Criação da psicologia infantil

Pode-se dizer que a psicologia infantil foi praticamente criada por Anna Freud. A Dra. acreditava que a criança em si não poderia ser analisada, por isso o que tem de ser analisado é o contexto e as relações que pudessem marcá-las.

psicologia infantil

Diferentemente do adulto, a criança não compreende as suas relações afetivas porque tais relações ainda estão acontecendo e a personalidade está em processo de construção. Partindo desse pressuposto, é impossível compreender uma personalidade que ainda não foi formada.

Sendo assim, a dinâmica pedagógica é essencial para realizar a terapia. É preciso trabalhar a psicanálise na educação. Se os pais conhecessem um pouco mais sobre a psicanálise, poderiam compreender e educar seus filhos com base nos conhecimentos adquiridos, sendo o educador um contribuinte.

Porém, Anna adverte que pais ou professores não devem possuir exclusividade no processo de educar, pois muitas vezes são eles mesmos que deixam as crianças neuróticas devido ao excesso de repressão. Deve-se transcender o princípio do prazer, de modo saudável, pois ele é a primeira realidade na vida de alguém.

Ao nascer, todo indivíduo busca satisfazer os impulsos e desejos fisiológicos e biológicos. Mas para evoluir, cada um de nós deve abandonar este princípio inicial e partir para o princípio de realidade, onde é possível equilibrar as frustrações causadas pela não satisfação de certos impulsos.

A dra. Freud percebeu que pais e professores deveriam ajudar a criança a se tornar autônoma e criativa.

A tarefa de direcionamento de uma criança tem de ser do analista, para que ela não possa regredir a níveis mais baixos de desenvolvimento. O profissional necessita decifrar se certas tendências sexuais infantis precisam ser controladas, subjugadas ou mesmo vistas como um comportamento inútil no contexto social civilizado, ou então, até que ponto aquele impulso pode ser satisfeito durante o desenvolvimento da criança.

Mecanismos de defesa: Anna Freud

A pulsão pode passar por algumas variações, sendo elas: o Retorno em direção ao próprio self do indivíduo, reversão ao oposto, depressão, sublimação.

Já a análise do Ego para Anna Freud são métodos de defesas os processos de pulsão que são vistos como vicissitudes: reversão é inversão contra o eu.

“toda e qualquer vicissitude a que as pulsões possam estar sujeitas, tem sua origem em alguma atividade do ego. Não fosse a intervenção do ego ou daquelas forças externas que ele representa, todas as pulsões conheceriam um único destino: o da gratificação”. (p. 56). Freud, Anna.

Usando o mundo da psicanálise e todos os estudos até então realizados, Anna Freud tirou o máximo proveito desta ciência, tornando-se uma grande pedagoga que ampliou o legado de seu pai. No ano de 1937 ela publicou o livro O ego e os mecanismos de defesa.

Freud e a Educação

Todo trabalho realizado por Anna Freud é visto na comunidade científica como curativo pois proporcionou à muitas pessoas a superação de dores e sofrimentos, além de possibilitar a remodelagem de valores que propiciam a melhor qualidade de vida.

A sra. Freud era uma pessoa muito ativa. Na década de 1960,  promoveu na Universidade de Yale diversas conferências com o tema A criança e o direito. Não obstante, em 1965 publicou também Infância normal e patológica.

Em Londres, 1982, Anna faleceu, tornando eternas as suas contribuições para a educação e a psicanálise. Apesar disso, já fazia algum tempo que ela havia abandonado seu vínculo direto e trabalhos realizados na Hampstead Clinic, que após sua morte recebeu o título de Centro Anna Freud.

Anna Freud na Internet

Psicanálise de crianças

 Vídeos em português:


Vídeo em inglês:

Referência da citação

Freud, Anna. O ego e os mecanismos de defesa. Rio de Janeiro: BUP, 1968. (originalmente publicado em 1946).

Fim

Bom, é isso. Espero de verdade que você tenha gostado desse texto. Se você gostou desse texto e acha que ele contribuiu por favor comente, assim, em breve teremos mais, ok?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.