As árvores e o machado, é uma singela amostra do que certas decisões podem ocasionar. Antes de desprezar um pedido de socorro, é melhor refletir, o que nossa omissão ou decisão poderá ocasionar.

Ao fechar os olhos, para não querer defender o que sofre perseguição, corremos o risco de estar colaborando para nossa própria destruição.

As árvores e o machado, fábula de Esopo

Um certo  homem, precisando de um cabo para seu antigo machado, foi até a floresta. Ali chegando, e pediu às árvores para que estas lhe cedessem um cabo para o seu machado novo.

As árvores se reuniram, entre as mais velhas e sábias ali existentes, e decidiram que uma jovem e pequena árvore fosse doada, já que era tenra e não tinha frutos nem sombra ainda, considerando que seriam generosas para com o homem. Portanto, não se importaram com as lágrimas e pedido de socorro, da árvore a ser sacrificada.

– Por favor! me socorram! eu ainda não dei meus frutos, sequer vivi o suficiente para que pássaros cantassem em minhas copas! Vejam que ainda sou muito jovem, e posso oferecer muito  para a humanidade, não permitam que me cortem!

No entanto, as árvores mais velhas, não desejando ouvi-la fizeram-se de surdas. Logo o homem dirigiu-se ao frágil tronco, o cortou e colocou em seu machado. Logo após começou a usá-lo, derrubando aos golpes as maiores, mais antigas e  nobres árvores daquele bosque.

Um velho Carvalho,se dando conta da destruição que acontecia à sua volta, comentou  desolado com um Cedro, o qual era seu vizinho:

– “O primeiro passo, este sim significou a perdição de todas nós. Se tivéssemos respeitado os direitos daquela jovem árvore, também teríamos preservado os nossos, e poderíamos ficar de pé ainda por muitos anos…”

Moral da História 1:
O verdadeiro sábio não menospreza, nem demonstra indiferença ou preconceito, e jamais cultiva o sentimento de superioridade em relação a nenhum ser vivo…

Moral da História 2:
O Maior problema do falso sábio é a dificuldade em reconhecer sua própria ignorância…

Fábula de Esopo – Adaptação: Elaine Costa

Autor da fábula: As árvores e o machado

Essa fábula é atribuída à Esopo, que se tratava de um sábio e velho escravo da Grécia antiga. O mesmo, educava o povo por meio de suas histórias e fabulas. Ele viveu no 6º século antes de Cristo, portanto se tratava de lições bem antigas!

Exercício de leitura para o fundamental I- As árvores e o machado

  1. Escreva em seu caderno qual o que você entendeu , qual a mensagem que esse texto lhe trouxe
  2. Por que será que as árvores mais velhas, não quiseram olhar para o pedido de socorro da árvore nova?
  3. O que você consegue entender com a moral dessa história
  4. Em sua opinião, o desejo da árvore nova era um desejo egoísta?
  5. Em seu caderno escreva essa história com um final que você acha que deveria ter.

Proposta de atividade/dinâmica – As árvores e o machado

Vamos fazer a árvore dos sonhos? Com ela você irá despertar seus alunos a correrem atrás de seus objetivos, vamos lá?

  1. Com uma caixa de papelão recorte um tronco grande e alguns galhos
  2. Recorte varias folhinhas e distribua entre seus alunos.
  3. Diga a eles que, cada um escreva em sua folhinha, um sonho ou desejo que eles possuem e desejam realizar um dia
  4. Dê oportunidade para que um a um cole as folhas na árvore.
  5. Comente com eles sobre a força de nossos desejos, e que muitos sonhos podem se tornar realidade.

A arvorezinha queria crescer e oferecer seus frutos para a humanidade, sua copa  para o pássaros e sombra para os homens, mas, devido a imprudência das árvores mais velhas, ela se tornou um instrumento de destruição. O que isso tem haver com crianças que se tornam delinquentes?

Vídeo com outra versão da Fábula : A árvore e o machado

Uma bela adaptação feita por Felipo Bellini, portanto aproveitem!

Fim

Gostaram da fábula: as árvores e o machado? Temos diversas outras histórias infantis para você contar para a turminha,portanto,  venha conferir em nosso blog e veja  quanta instrução e dicas diferentes existem aqui,  para fazer suas aulas muito divertida e lucrativas.

Um abraço e até breve!

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.