Alfabetização digital

Olá, pessoal! Hoje vamos falar sobre um conceito relativamente novo, a alfabetização digital. Já falamos sobre letramento digital aqui no Demonstre e hoje vamos dar um complemento a esse assunto, acompanhe!

O termo alfabetização digital

O termo alfabetização digital tem sido usado para denotar um tipo de aprendizado de escrita que envolve sinais, gestos e comportamentos necessários para a leitura e escrita em computadores e outros dispositivos digitais.

colegas-que-trabalham-em-conjunto_1098-2588-3916422-4841926

Podemos pensar em alfabetização usando ferramentas digitais no contexto do ambiente digital e da alfabetização digital. Os instrumentos musicais digitais trouxeram novas formas de produção, divulgação, circulação e divulgação de obras. No caso da alfabetização digital, o uso de ferramentas de gravação, o uso social da escrita, os sistemas de representação (letras, sinais gráficos, ícones, cores, sons, imagens fixas e dinâmicas) estão entrelaçados no mesmo meio, e essas formas estão relacionadas a função de escrita do pensamento interferem entre si.

Os dispositivos da alfabetização digital

Algumas pesquisas realizadas por Emília Ferreiro mostraram que os computadores não interferem no conceito de representação escrito em letras. No entanto, seu uso afeta os alunos das seguintes maneiras: o conceito de espaçamento e decisões sobre o layout do texto na página; experimentação de formas, cores e tamanhos de fonte; identificação de marcas e correções ortográficas automáticas.

Considerando que a multimodalidade foi bastante aprimorada no ambiente digital, a inter-relação entre som, linguagem e símbolos visuais pode exigir uma expressão mais clara entre os sistemas ideográficos e alfabéticos. Com a nova função de voz, a criança pode explorar a relação simultânea entre o que disse e / ou disse e o resultado final escrito. No futuro, isso pode interferir ainda mais no aprendizado do sistema de escrita.

As crianças e a alfabetização digital

A escrita por computador parece fazer parte do conhecimento que a escola não ensinou. No entanto, as crianças precisam e podem dominar diferentes tecnologias relacionadas à chamada usabilidade: aprender a lidar com ferramentas do sistema conectadas à máquina, além de digitar letras, também entender o teclado, seus símbolos e a função de cada tecla; Operar a tela, interagir com ícones, localizar programas, manusear o mouse adulto com mãos pequenas (saiba que possui várias funções), arrastar, clicar e desenvolver operações cognitivas que permitem a memória internalizar essas operações.

criancas-trabalhando-na-sala-de-aula_1308-41958-8067604-3701028

Essas operações podem afetar a escrita e as telas, o que, por sua vez, pode afetar o conhecimento sobre as funções mais técnicas das novas ferramentas de escrita. Esse tipo de alfabetização digital é um dos componentes do letramento digital e ambos precisam ser ensinados na escola.

Ferramentas como quadros, canetas de ganso, lápis, cadernos e pratos finos causaram pequenas alterações nos métodos de escrita e ensino. O ambiente digital mudou as habilidades contemporâneas de alfabetização, e essa nova configuração de tecnologia e escolas fizeram uma tremenda contribuição para isso.

Gostou ?

Se Gostou dessa matéria você pode ver mais sobre o assunto no nosso site Demonstre, provavelmente você verá varias matérias que te interesse, procure sempre melhorar a si mesmo, obrigado por ler ate aqui.

Ate a Próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Demonstre Atividades

Demonstre Atividades é um Portal Educacional focado em conteúdo e atividades para professores.