• Início
  • Professores
  • As Realizações Educativas e Sistematizações Pedagógicas do Século XIX

As Realizações Educativas e Sistematizações Pedagógicas do Século XIX

Hoje vamos apresentar um texto onde mostra trabalhos de diferentes representações e neste poste vamos falar um pouco mais aprofundado de “As Realizações Educativas e Sistematizações Pedagógicas do Século XIX” mostrando seus pontos principais.

Os pontos principais do ensino e os métodos utilizados, mostrando como pode ser aplicados na educação de crianças e jovens.

As Realizações Educativas e Sistematizações Pedagógicas do Século XIX

A pedagogia, como teoria da educação, busca equacionar, de alguma maneira, o problema da relação educador-educando, de modo geral, ou, no caso específico da escola, a relação professor-aluno, orientando o processo de ensino e aprendizagem.

As realizações educativas e sistematizações pedagógicas do século xix

As modalidades de pedagogia tradicional, sejam elas situadas na vertente religiosa ou na leiga. No segundo grupo se situariam as diferentes modalidades da pedagogia nova.

Neo-Humanismo Social

Neo-humanismo é uma nova visão para um novo milênio. Alarga o nosso entendimento daquilo que é ser humano, ao promover uma consciência ecológica da nossa relação com todo o universo. Em suma, o Neo-humanismo é um convite a entrar nas profundezas e no mistério da vida. É uma filosofia de espírito revolucionário com orientação espiritual.

Neo-humanismo é o espírito de benevolência. Para ensinarmos o que é o amor, temos que o incorporar. Para incorporarmos o amor, temos que ver o divino em tudo. Para vermos o divino em tudo, temos que contemplar o divino dentro de nós.

O neo-humanismo pode ser trabalhado em sala de aula de uma maneira que se coloque em um ponto de partida, para trabalhar com as melhores ferramentas que contribuem para o desenvolver do aluno e de tudo a turma.

Pestalozzi

Pestalozzi afirmava que a função principal do ensino é levar as crianças a desenvolver suas habilidades naturais e inatas. “Segundo ele, o amor deflagra o processo de auto-educação”, diz a escritora Dora Incontri, uma das poucas estudiosas de Pestalozzi no Brasil.

ara ele, só o amor tinha força salvadora, capaz de levar o homem à plena realização moral – isto é, encontrar conscientemente, dentro de si, a essência divina que lhe dá liberdade. “Pestalozzi chega ao ponto de afirmar que a religiosidade humana nasce da relação afetiva da criança com a mãe, por meio da sensação de providência”.

Vídeo Sobre o neo-humanismo social:

O intelectualismo Pedagógico de Herbart

A estrutura teórica construída por Herbart se baseia numa filosofia do funcionamento da mente, o que a torna duplamente pioneira: não só por seu caráter científico mas também por adotar a psicologia aplicada como eixo central da educação.[

normal_herbart11900x328_579-9558860-7531869-8394153

Desde então, e até os dias de hoje, o pensamento pedagógico se vincula fortemente às teorias de aprendizagem e à psicologia do desenvolvimento – um exemplo é a obra do suíço Jean Piaget.

Pensamento de Herbart

Para Herbart, a mente funciona com base em representações – que podem ser imagens, idéias ou qualquer outro tipo de manifestação psíquica isolada. O filósofo negava a existência de faculdades inatas. A dinâmica da mente estaria nas relações entre essas representações, que nem sempre são conscientes.

Vídeo Sobre o intelectualismo Pedagógico de Herbert:

Froebel e os jardins da Infância

As técnicas utilizadas até hoje em Educação Infantil devem muito a Froebel. Para ele, as brincadeiras são o primeiro recurso no caminho da aprendizagem. Não são apenas diversão, mas um modo de criar representações do mundo concreto com a finalidade de entendê-lo.

1908-12_ico_ena-4047976-7320910-3876084

Com base na observação das atividades dos pequenos com jogos e brinquedos, Froebel foi um dos primeiros pedagogos a falar em auto-educação, um conceito que só se difundiria no início do século 20, graças ao movimento da Escola Nova, de Maria Montessori (1870-1952) e Célestin Freinet (1896-1966), entre outros.

Por meio de brinquedos que desenvolveu depois de analisar crianças de diferentes idades, Froebel previu uma educação que ao mesmo tempo permite o treino de habilidades que elas já possuem e o surgimento de novas.

Friedrich Froebel

Foi um dos primeiros educadores a considerar o início da infância como uma fase de importância decisiva na formação das pessoas – ideia hoje consagrada pela psicologia, ciência da qual foi precursor. Froebel viveu em uma época de mudança de concepções sobre as crianças e esteve à frente desse processo na área pedagógica, como fundador dos jardins-de-infância, destinado aos menores de 8 anos.

Vídeo Sobre Froebel e os jardins da Infância:

Cientificismo Pedagógico

Cientificismo ou cientismo é a tendência intelectual ou concepção filosófica de matriz positivista que afirma a superioridade da ciência sobre todas as outras formas de compreensão humana da realidade (religião, filosofia, metafísica etc.), por ser a única capaz de apresentar benefícios práticos e alcançar autêntico rigor cognitivo.

spencer-herbert-foto-5220838-scaled-3574476-3286413

Assim, preconiza o uso do método científico, tal como é aplicado às ciências naturais, em todas as áreas do saber (filosofia, ciências humanas, artes etc.).

Spencer

No domínio da lógica e da metodologia das ciências deve-se a Spencer importante contribuição, representada pela classificação das diversas áreas do saber. Objetando contra os critérios utilizados por Comte em sua classificação, Spencer propôs o critério do maior ou menor grau de abstração. Assim com esse critério, Spencer classifica as ciências em três grupos: 1) as ciências abstratas (que estudam a forma dos fenômenos: lógica e matemática); 2) as ciências concretas (que estudam os próprios fenômenos: astronomia, geologia, biologia e psicologia); 3) e as ciências concreto-abstratas (mecânica, física e química).

Vídeo Sobre o Cientificismo Pedagógico:

FIM

Chegamos ao fim de uma lista que foi recheada de conteúdos, e hoje falamos de As Realizações Educativas e Sistematizações Pedagógicas do Século XIX com suas características. Se você gostou do assunto e do texto, compartilha nas redes sociais, e ajude a divulgar nossos trabalhos. Você também pode acessar as nossas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Demonstre Atividades

Demonstre Atividades é um Portal Educacional focado em conteúdo e atividades para professores.