O Século XVIII e o Iluminismo

Hoje vamos apresentar um texto onde mostra trabalhos de diferentes representações e neste poste vamos falar um pouco mais aprofundado de “O Século XVIII e o Iluminismo” mostrando seus pontos principais.

Os pontos principais das técnicas da educação e a história mostrando como pode ser aplicada na educação de crianças e jovens.

O Século XVIII e o Iluminismo

O século XVIII iniciou no dia 1 de Janeiro de 1701 e acabou no dia 31 de Dezembro de 1800, segundo o Calendário gregoriano. O século XVIII ficou conhecido como o Século das Luzes, pois as ideias iluministas promovidas na Europa por filósofos se espalharam pelo mundo e inspiraram revoluções como a Revolução Francesa em 1789. Foi o último século da Idade Moderna.

O século xviii e o iluminismo

Neste mesmo século houve a Revolução Industrial que iniciou na Inglaterra, que inovou os métodos de produção até então conhecidos. Os produtos começaram a ser produzidos em maior escala e menor tempo.

Iluminismo

Iluminismo é um movimento cultural que se desenvolveu na Inglaterra, Holanda e França, nos séculos XVII e XVIII. Nessa época, o desenvolvimento intelectual, que vinha ocorrendo desde o Renascimento, deu origem a idéias de liberdade política e econômica, defendidas pela burguesia.

iluminismo1-3239193-6771736-7590075

Os filósofos e economistas que difundiam essas idéias julgavam-se propagadores da luz e do conhecimento, sendo, por isso, chamados de iluministas.

Iluminismo e Relações com a Educação

O iluminismo ajudou na educação de diversas formas e em diversas disciplinas:

A Biologia progrediu também no estudo do homem, com a identificação dos vasos capilares e do trajeto da circulação sanguínea. Descobriu-se também o princípio das vacinas — a introdução do agente causador da moléstia no organismo para que este produza suas próprias defesas.

Na Química, a figura mais destacada foi Antoine Lavolsier (1743-1794), famoso pela precisão com que realizava suas experiências. Essa característica auxiliou-o a provar que, “embora a matéria possa mudar de estado numa série de reações químicas, sua quantidade não se altera, conservando-se a mesma tanto no fim como no começo de cada operação”.

urgiu mesmo uma nova ciência — a Geologia —, a partir da qual se desenvolveu uma teoria que explicava a formação da Terra, refutando a versão bíblica da criação do mundo em sete dias.

Vídeo Sobre o iluminismo e as Relações com a Educação:

A Resolução Coperniciana

A Resolução Coperniciana foi a transformação na concepção do universo, ocorrida no início da Idade Moderna, com a proposição de um sistema planetário heliocêntrico (“centrado no Sol”, da palavra grega para Sol, helios) em lugar do modelo geocêntrico (“centrado na Terra”, da palavra grega para Terra, geo).

umarevoluc3a7c3a3ocopernicana-4882044-5428001-9138382

Foi a revolução científica foi iniciada pelo trabalho do astrônomo e cônego polonês Nicolau Copérnico (1473-1543), o primeiro a propor um modelo heliocêntrico com detalhes matemáticos bem desenvolvidos.

Nicolau Copérnico

Nicolau Copérnico foi um importante matemático e astrônomo polonês. Pode ser chamado de “pai” da astronomia moderna, pois foi ele quem, através de seus estudos e cálculos, percebeu e defendeu a tese de que a Terra, assim como os demais planetas, gira em torno do Sol, em uma teoria chamada de Heliocentrismo. Foi Copérnico quem deduziu, também, que a Terra gira em torno de seu próprio eixo. Até então, acreditava-se que a Terra era o centro do Universo, segundo teoria do grego Ptolomeu.

Vídeo Sobre a resolução coperniciana:

Naturalismo Pedagógico

O naturalismo pedagógico de Rousseau vê na natureza o fim e o método de ensino no século XVIII, pois está enraizado no Iluminismo, em que o fundamental era o uso da razão, nesta fase aparecem John Locke e David Hume. que dão a base teórica ao naturalismo; Rousseau com respeito a isso em sua tese pedagógica levanta: Natureza define os estágios do aluno.

1200px-d09dd196d0b6d0bdd0b8d0b9_d180d0b0d0bdd0bad0bed0b2d0b8d0b9_d181d0b2d196d182d0bbd0be-7770271-3269931-6678683

A educação naturalista tem objetivos que vão além de uma imposição, esta deve visar o desenvolvimento pessoal e o desenvolvimento de todas as capacidades da criança para alcançar uma maior perfeição. Formar a criança como um ser social pensando no bem-estar dos outros, como pensar na educação de outros usando métodos úteis criados pelo educador; Rousseau propõe, o caminho da transformação interna para o homem através da educação, eis a importância das ideias pedagógicas.

Emílio

Emílio, ou Da Educação é uma obra filosófica sobre a natureza do homem, escrita por Jean-Jacques Rousseau em 1762, que disse “Emílio foi o melhor e mais importante de todas minhas obras,” aborda temas políticos e filosóficos referentes à relação do indivíduo com a sociedade, particularmente explica como o indivíduo pode conservar sua bondade natural (Rousseau sustenta que o homem é bom por natureza), enquanto participa de uma sociedade inevitavelmente corrupta. No Emílio, Rousseau propõe, mediante a descrição do homem, um sistema educativo que permita ao “homem natural” conviver com essa sociedade corrupta.

Rousseau

Jean-Jacques Rousseau, também conhecido como J.J. Rousseau ou simplesmente Rousseau, foi um importante filósofo, teórico político, escritor e compositor autodidata suíço. É considerado um dos principais filósofos do iluminismo e um precursor do romantismo.

Vídeo Sobre o naturalismo pedagógico:

Revolução Francesa

Na revolução francesa se deu a proclamada a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. Fortemente inspirada pelo movimento iluminista, o documento estabelecia a liberdade e a igualdade de todos perante a lei, além de estabelecer a presunção de inocência e liberdade de opinião.

Um dos temas mais fascinantes colocados pela revolução de 1789 foi a questão da educação popular. De certa forma até hoje ainda se tenta, particularmente nos países do Terceiro Mundo, levar adiante o programa dos revolucionários franceses, especialmente o do filósofo Condorcet.

Educação Nacional

É bom lembrar que a idéia de que todos nós, independentemente de sexo, religião, raça, nascimento ou situação social, devemos ter acesso à mesma educação foi um dos mais significativos e duradouros legados da Revolução Francesa de 1789. Chegar a ela, a essa conquista, realmente não tem sido fácil, mas o primeiro passo foi inquestionavelmente dado pela proclamação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, de 26 de agosto de 1789, e reafirmado por uma outra declaração de direitos, a de 1793, em seu artigo 22.

Vídeo Sobre revolução francesa:

FIM

Chegamos ao fim de uma lista que foi recheada de conteúdos, e hoje falamos de O Século XVIII e o Iluminismo com suas características. Se você gostou do assunto e do texto, compartilha nas redes sociais, e ajude a divulgar nossos trabalhos. Você também pode acessar as nossas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Demonstre Atividades

Demonstre Atividades é um Portal Educacional focado em conteúdo e atividades para professores.