Tag: vida

Ecologia

Olá, como sabemos a biologia está presente em nosso dia a dia de várias formas, sendo assim o demonstre hoje vem com uma lista de fatores que influenciam na biologia, e principalmente no modo de viver pelas pessoas.

E hoje vamos falar de Ecologia, onde baseado em estudos, vamos mostra como é o desenvolver desse processo biológico que envolve diversos fatores.

Ecologia

Projeto sem título 18

O que é ecologia e o que estuda

Resultado de imagem para ecologia

A ecologia estuda o meio ambiente e todos os seres vivos e não vivos que tem dentro dele, a ecologia tenta mostrar com o entendimento do funcionamento de toda a natureza, para que todos conheçam as suas especies e a diversidade da natureza.

Estudo do meio Ambiente

É o conjunto de fatores físicos, biológicos e químicos que cerca os seres vivos, influenciando-os e sendo influenciado por eles. Pode ser entendido também como o conjunto de condições que permitem abrigar e reger a vida em todas as suas formas – os ecossistemas que existem na Terra.

Videos sobre ecologia:

Teias e cadeias alimentares

Resultado de imagem para Teias e cadeias alimentares

A cadeia alimentar os organismos estabelecem relação de alimentação em um ecossistema. Sendo que a cadeia é composta por produtores, consumidores e decompositores. No meio ambiente, os seres vivos interagem entre si, transferindo matéria e energia por meio de nutrição. Em uma sequência de seres vivos em que um serve de alimento para o outro pode ser chamada tanto de cadeia alimentar quanto de teia alimentar, sendo essa última denominação no caso de cadeias alimentares interligadas.

Videos sobre Teias e cadeias alimentares:

Fluxo de energia

Resultado de imagem para Fluxo de energia e níveis tróficos

O fluxo de energia na cadeia alimentar é passado de um animal ao outro, de acordo com a cadeia, sendo que a cada etapa as energias diminuem de um animal para o outro, sendo um ecossistema é sempre unidirecional, e a cada nível trófico, menor é a energia disponível para o nível seguinte.

Níveis trópicos

A cada nível trófico, menos energia é passada. Normalmente, apenas 5% a 20% da energia é passada para o próximo nível trófico, sendo esse fenômeno chamado de eficiência ecológica. Diante dessa baixa quantidade de energia transferível, uma cadeia alimentar dificilmente possui mais de cinco níveis tróficos.

Videos sobre Fluxo de energia e níveis trópicos:

Ciclos biogeoquímicos

Resultado de imagem para Ciclos biogeoquímicos

É o percurso realizado no meio ambiente por um elemento químico essencial à vida. O termo é derivado do fato de que há um movimento cíclico de elementos que formam os organismos vivos e o ambiente geológico, onde intervêm mudanças químicas.

Importância dos ciclos biogeoquímicos

Os ciclos biogeoquímicos permitem que os elementos químicos não acabem na natureza. Através deles, os elementos passam pela atmosfera e entre os seres vivos, garantindo a manutenção da vida na Terra. Esses ciclos também tem papel no aquecimento global, sendo que a sua causa principal é a ação do homem, seja de maneira direta ou indireta.

Videos sobre Ciclos biogeoquímicos:

Características das populações

Imagem relacionada

Podemos dizer que os principais fatores que alteram o tamanho de uma população são: a natalidade, mortalidade e deslocamento. Populações aumentam quando a natalidade é maior que a mortalidade e/ou quando o número de indivíduos que imigra (entra na população) é maior do que os que emigram (saem da população) (Gotelli, 2009).

Videos sobre Características das populações:

Controle populacional

Resultado de imagem para Controle populacional animais

O controle populacional do meio ambiente é feito pelos próprios animais, sendo que cada especie tem sua função de controlar o animais para que não cresça desordenadamente, Assim quando uma especie entra em extinção, coloca a população ambiental em risco.

Videos sobre Controle populacional:

Competição intraespecífica

Resultado de imagem para Competição e cooperação intraespecífica

Competição intraespecífica propriamente dita: indivíduos da mesma espécie competem por um ou mais recursos que, na maioria das vezes, não estão disponíveis em quantidade suficiente no ecossistema. Pode delinear uma população, principalmente em seu tamanho.

Cooperação intraespecífica

Colônia: indivíduos da mesma espécie que vivem e necessitam estar anatomicamente agrupados, interagindo de forma que proporciona vantagem a todos. Nesta, há divisões de trabalho, onde todos desempenham funções vitais para o grupo.

Videos sobre Competição e cooperação intraespecífica:

Relações ecológicas interespecíficas

Imagem relacionada

A relação ecológica intraespecífica ocorre entre indivíduos da mesma espécie, enquanto que a relação ecológica interespecífica ocorre entre indivíduos de espécies diferentes. O presente artigo abordará apenas as relações interespecíficas que ocorrem entre seres de diferentes espécies.

Competição, herbiovoria, predação, parasitismo, mutualismo

Mutualismo: também chamado por alguns autores como mutualismo obrigatório. O mutualismo é um tipo de relação ecológica interespecífica em que as duas espécies envolvidas se beneficiam.

Protocooperação, também é conhecido como cooperação ou mutualismo facultativo. Nesse tipo de relação ecológica interespecífica, as espécies associadas se beneficiam, mas conseguem viver isoladamente, não havendo nenhum tipo de dependência entre eles.

Comensalismo: associação entre dois indivíduos em que um se beneficia dos restos alimentares de outro, que não é prejudicado.

Inquilinismo: relação ecológica interespecífica na qual uma espécie, chamada de “inquilina”, fixa-se ou procura abrigo em outro organismo que chamamos de “hospedeiro”.

Videos sobre Relações ecológicas interespecíficas:

Grandes biomas do mundo

Resultado de imagem para Grandes biomas do mundo

No mundo existem diversos biomas onde se concentram uma diversidade muito de varias especies, que são pesquisadas constantemente e pessoas que observam a vida de animais e plantas, viajam muito para conhecer. Entre os mais famosos temos:

Tundra Situa-se nas regiões próximas ao Polo Ártico, norte do Canadá, da Europa e da Ásia. Apresenta temperaturas baixas durante todo o ano. O inverno é bastante severo e o verão é frio.

Taiga Também chamado de floresta de coníferas devido a predominância de pinheiros e abetos. Situa-se no hemisfério norte, ao sul da tundra ártica, em região de clima frio. Porém, possui uma estação quente mais longa e amena, comparada ao bioma tundra.

Biomas do Brasil

O bioma Amazônia corresponde a quase metade do território nacional. Abrange os estados brasileiros do: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima; parte de Rondônia, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins. O clima dessa região é quente e úmido e sua densa vegetação é caracterizada pela floresta amazônica com árvores de grande porte.

O Cerrado é considerado o segundo maior bioma do Brasil em extensão. Ele abrange os estados do: Maranhão, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Tocantins. Além disso, ocupa uma pequena área de outros seis estados.

A Caatinga ocupa grande parte da região nordeste do país. Ela abrange os estados do: Ceará, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe.

A Mata Atlântica ocupa a faixa litorânea de norte à sul do país. Assim, ela engloba a totalidade de três estados brasileiros: Espírito Santo, Rio de Janeiro e Santa Catarina; grande parte do Paraná e pequenas porções de onze estados.

O Bioma Pantanal, considerado o de menor extensão territorial do país, abrange dois estados brasileiros, a saber: Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Videos sobre Grandes biomas do mundo e do Brasil:

O que afeta os ecossistemas

Videos sobre O que afeta os ecossistemas:

FIM

Chegamos ao fim de mais uma lista de fatores que envolvem a biologia, e hoje falamos de Ecologia. Se você gosta de nossos trabalhos, ajude para que mais pessoas possam também conhecer do nosso conteúdo, compartilhe nas redes sociais, indique amigos.

Introdução a Genética

Olá, como sabemos a biologia está presente em nosso dia a dia de várias formas, sendo assim o demonstre hoje vem com uma lista de fatores que influenciam na biologia, e principalmente no modo de viver pelas pessoas.

E hoje vamos falar de Introdução a Genética, onde baseado em estudos, vamos mostra como é o desenvolver desse processo biológico que envolve diversos fatores.

Introdução a Genética

A Genética é uma área da biologia que estuda os mecanismos da hereditariedade ou herança biológica. Começando do processo que envolve os cromossomos falando da sua descoberta aos dias atuais, também temos a 1 lei de Mendel.

Projeto sem título 12

A genética está relacionada a biologia molecular, a ecologia, falando de diversos assuntos, como: genótipo e fenótipo, os alelos de um mesmo gene, a Herança sanguínea na espécie humana, o sistema MN e RH de grupos sanguíneos, e por ultimo a Probabilidade na genética .

Ideias e bases da hereditariedade

Resultado de imagem para bases da hereditariedade

Hereditariedade é o fenômeno em que os genes e as características dos pais são transmitidas aos seus descendentes. As características genéticas e fenotípicas transmitidas dessa forma, por sua vez, são chamadas de hereditárias.

Características hereditárias

A transmissão de características hereditárias nos seres humanos é conseguida graças à fusão dos gametas. O gameta masculino, o espermatozoide, e o gameta feminino, o ovócito secundário, contêm 23 cromossomos cada. Quando ocorre a fusão, os 23 cromossomos do pai juntam-se aos 23 cromossomos da mãe e passam a compor o conjunto cromossômico daquela nova célula.

Videos sobre Ideias e bases da hereditariedade:

A descoberta dos cromossomos

Resultado de imagem para A descoberta dos cromossomos

O primeiro investigador a observar cromossomas foi Karl Wilhelm von Nägeli em 1842 e o seu comportamento foi descrito em detalhe por Walther Flemming em 1882. Em 1910, Thomas Hunt Morgan provou que os cromossomas são os portadores dos genes, Edmund Beecher Wilson constatou que o comportamento dos cromossomos durante a meiose poderia ser responsável pela herança do sexo.

A descoberta de Theodor Boveri

Descreveu duas propriedades importantes dos cromossomas contidos dentro do núcleo. Um destes era a unicidade de cada cromossoma e do outro seu potencial para passar na informação cromossomática através das gerações. As massas de Wilhelm tinham sugerido previamente que cada cromossoma fosse original, mas era Boveri que controlou provar este facto em suas experiências.

Videos sobre cromossomos:

Quem foi Mendel

Foi um biólogo botânico, monge agostiniano e meteorologista austríaco. Durante sua vida, Mendel publicou dois grandes trabalhos agora clássicos: “Ensaios com plantas híbridas”, que não abrangia mais de trinta páginas impressas, e “Hierácias obtidas pela fecundação artificial”.

A primeira lei de Mendel

Também chamada de lei da Segregação dos Fatores ou Moibridismo, determina que cada característica é determinada por dois fatores, que se separam na formação dos gametas.

Mendel chegou a essa conclusão, quando percebeu que linhagens diferentes, com os diferentes atributos escolhidos, sempre geram sementes puras e sem alterações ao longo das gerações. Ou seja, plantas de sementes amarelas sempre produziam 100% dos seus descendentes com sementes amarelas.

Videos sobre Mendel:

Os conceitos de genótipo e fenótipo

Resultado de imagem para genótipo e fenótipo

Fenótipo é as características apresentadas por um indivíduo, sejam elas morfológicas, fisiológicas e comportamentais. Também fazem parte do fenótipo características microscópicas e de natureza bioquímica, que necessitam de testes especiais para a sua identificação.

Genótipo refere-se à constituição genética do indivíduo, ou seja, aos genes que ele possui. Estamos nos referindo ao genótipo quando dizemos, por exemplo, que uma planta de ervilha é homozigota dominante (VV) ou heterozigota (Vv) em relação à cor da semente.

Relação entre fenótipo e genótipo

A relação é que representam as características físicas e comportamentais dos indivíduos (fenótipo), bem como suas caraterísticas genéticas (genótipo).

Videos sobre genótipo e fenótipo:

Interação entre alelos de um mesmo gene

Resultado de imagem para alelos de um mesmo gene

A interação entre alelos do mesmo gene é o tipo de herança na qual a expressão do fenótipo de uma característica é condicionada pela ação conjunta de dois ou mais pares de genes com segregação independente. Esta interação resulta em um efeito que difere daquele produzido por ambos individualmente.

Videos sobre Interação entre alelos de um mesmo gene:

Variação como os genes se expressam

Resultado de imagem para Variação como os genes

Os genes para a cor das sementes em ervilhas manifestam-se com fenótipos bem definidos, sendo encontradas sementes amarelas ou verdes. A essa manifestação gênica bem determinada chamamos de variação gênica descontínua, pois não há fenótipos intermediários.

Videos sobre Variação como os genes se expressam:

Herança sanguínea na espécie humana

Resultado de imagem para Herança sanguínea

A herança sanguínea na espécie humana conta com os tipos sanguíneos que são divididos em grupos que podem ser combinamos geneticamente. O grupo sanguíneo dos filhos sofrem influencia do grupo dos pais. O grupo sanguíneo é também chamado de Fenótipo. Para cada fenótipo pode existir mais de um Genótipo, ou correspondente. As pessoas podem ter sangue do grupo A, B, AB ou O, de acordo com a presença de antígenos nos glóbulos vermelhos.

Videos sobre Herança sanguínea na espécie humana:

Sistema MN

Resultado de imagem para Sistema MN

Em 1927, Landsteiner e Levine descobriram dois aglutinogênios nas hemácias humanas, que foram denominados M e N. Eles verificaram que algumas pessoas apresentavam um desses antígenos, enquanto outras apresentavam os dois juntos. Assim, consideraram três fenótipos: grupo M, grupo N e grupo MN, determinados por um par de alelos, sem relação de dominância: gene LM (ou M) – condiciona a produção do antígeno M; gene LN (ou N)- condiciona a produção do antígeno N.

RH de grupos sanguíneos

O sistema Rh é controlado por genes independentes dos genes do sistema ABO. Neste, considera-se um par de genes alelos: “R” e “r”, sendo o primeiro o dominante e com presença de antígeno e o segundo, recessivo e sem antígeno. Indivíduos com antígeno são pertencentes ao grupo Rh+ e os não portadores, do grupo Rh-.

Videos sobre Sistema MN e RH de grupos sanguíneos:

Teoria das probabilidades aplicada a genética

Resultado de imagem para Teoria das probabilidades aplicada a genética

A probabilidade aplicada a genética é imprescindível, sendo que serve para fazer diversos estudos, e trabalhos, como exame laboratorial, resultados de DNA, entre outros diversos.

Probabilidades na genética

Por exemplo, qual a probabilidade de uma casal ter dois filhos, um do sexo masculino e outro do sexo feminino? Como já vimos, a probabilidade de uma criança ser do sexo masculino é ½ e de ser do sexo feminino também é de ½. Há duas maneiras de uma casal ter um menino e uma menina: o primeiro filho ser menino E o segundo filho ser menina (1/2 X 1/2 = 1/4) OU o primeiro ser menina e o segundo ser menino (1/2 X 1/2 = 1/4). A probabilidade final é 1/4 + 1/4 = 2/4, ou 1/2.

Videos sobre Teoria das probabilidades aplicada a genética:

FIM

Chegamos ao fim de mais uma lista de fatores que envolvem a biologia, e hoje falamos de Introdução a Genética. Se você gosta de nossos trabalhos, ajude para que mais pessoas possam também conhecer do nosso conteúdo, compartilhe nas redes sociais, indique amigos.

Citoplasma e suas organelas – biologia

Olá, como sabemos a biologia está presente em nosso dia a dia de várias formas, sendo assim o demonstre hoje vem com uma lista de fatores que influenciam na biologia, e principalmente no modo de viver pelas pessoas.

E hoje vamos falar de Citoplasma e suas organelas, onde baseado em estudos, vamos mostra como é o desenvolver desse processo biológico que envolve diversos fatores.

Citoplasma e suas organelas – biologia

Projeto sem título 4 1

O citoplasma, localizado entre a membrana celular e o núcleo, é o espaço intra-celular em que as organelas – como complexo de golgi, mitocôndria e ribossomo. As células se diferenciam em eucariótica (ou eucariontes) e procariótica (ou procariontes), sendo que a primeira tem núcleo e organelas, enquanto a segunda não possui núcleo organizado e o material genético não é delimitado por uma membrana.

O que é o citoplasma

Resultado de imagem para O que é o citoplasma

O citoplasma é o espaço entre um célula e outra que, nas células eucariontes, representa a região entre a membrana plasmática e o envoltório nuclear.

Características do citoplasma

O citoplasma abriga o citoesqueleto, as organelas citoplasmáticas e algumas substâncias contidas ali de maneira, geralmente, temporária, como proteínas, lipídios e pigmentos.

Videos sobre o citoplasma:

Características da células

As células são a menor unidade estrutural e funcional de um ser vivo, e podem ser procariotas ou eucariotas, odas elas possuem membrana plasmática, estrutura esta que dá forma, protege e seleciona a entrada e saída de substâncias pela célula; citoplasma, região fluida na qual ocorre a maioria dos processos metabólicos e produção de diversas substâncias; e material genético, onde estão registradas instruções que controlam o funcionamento celular.

Citoplasmas nas células procariontes e eucariontes

Células procarióticas podemos encontrar ribossomos dispersos no citoplasma, organelas estas responsáveis pela síntese proteica. Já as células eucarióticas seu citoplasma é interconectado por uma rede de tubos e canais membranosos e é onde, além de ribossomos.

Videos sobre citoplasmas nas células:

Organelas citoplasmáticas

Resultado de imagem para Organelas citoplasmáticas

As organelas citoplasmáticas são formadas por:

Lisossomos – São pequenas vesículas com enzimas digestivas que atuam para digerir substâncias que penetram na célula por fagocitose ou pinocitose. Também são responsáveis por digerir estruturas celulares desgastadas.

Complexo de Golgi – É um conjunto de membranas em forma de sacos. É responsável por armazenar as substâncias produzidas no interior da célula.

Retículo endoplasmático – É um sistema de membranas em formato de tubos e sacos, que atuam na síntese de esteróides e na desabilitação de hormônios e substâncias nocivas à saúde.

Ribossomos – São estruturas encontradas de forma livre no hialoplasma ou no retículo endoplasmático. Eles atuam em sínteses proteicas no interior da célula.

Mitocôndrias – São estruturas membranosas, responsáveis pela respiração celular.

Cloroplastos – São estruturas membranosas, responsáveis pela fotossíntese. Estão presentes apenas nas células de plantas e algas. Não se encontram em células animais.

Centríolos – São cilindros tubulares relacionados com a divisão celular.

Peroxissomos – São bolsas membranosas que contêm alguns tipos de enzimas digestivas, semelhantes aos lisossomos. São responsáveis por eliminar gorduras e aminoácidos e atuam no processo de desintoxicação das células.

Videos sobre Organelas citoplasmáticas:

Retículo endoplasmático

Reticulo Endoplasmatico 8747570 7568449 7464332

O retículo endoplasmático, ou ergastoplasma, é um organelo exclusivo de células eucariontes. Formado a partir da invaginação da membrana plasmática, é constituído por uma rede de túbulos e vesículas achatados e interconectados, que comunicam-se com o envólcro nuclear.

Tipos de Retículo endoplasmático

Rugoso: é formado por sistemas de vesículas achatadas com ribossomos aderidos à membrana, o que lhe confere aspecto granular. Participa da síntese de proteínas, que serão enviadas para o exterior da célula. Esse tipo de retículo é muito desenvolvido em células com funções secretoras. São os casos, por exemplo, das células do pâncreas, que secretam enzimas digestivas, das células caliciformes da parede do intestino, que secretam muco, e das células secretoras tipo II, nos alvéolos pulmonares, que produzem lipoproteína surfactante .

liso: é formado por sistemas de túbulos cilíndricos e sem ribossomas aderidos à membrana. Participa principalmente da síntese de esteroides, fosfolípidos e outros lípidos.

Videos sobre Retículo endoplasmático:

Complexo golgiense

Complexo Golgiense, é uma organela de células eucariontes, composta de discos membranosos achatados e empilhados. Tem a função de modificar, armazenar e exportar proteínas sintetizadas no retículo endoplasmático rugoso e além disso, origina os lisossomos e os acrossomos dos espermatozoides.

Estrutura do Complexo de Golgi

O Complexo de Golgi é composto de estruturas chamadas dictiossomas. Cada uma dessas estruturas é constituída por dobras de membrana que formam pequenos sacos achatados e empilhados chamados cisternas. As cisternas possuem duas faces: cis e trans.

Videos sobre Complexo golgiense:

Lisossomos

Resultado de imagem para Lisossomos

O lisossomo é uma organela membranosa presente nas células eucariontes. Sua função é digerir substâncias para a célula, processo que ocorre graças às inúmeras enzimas digestivas que contem.

Função dos lisossomos

Tem a função de fazer a digestão intracelular, que pode ser por fagocitose ou autofagia. Quando a célula precisa digerir substâncias vindas do meio externo, ela realiza fagocitose. Por exemplo, no caso das células do sistema imunitário humano que atacam células inimigas chamadas antígenos

Videos sobre Lisossomos:

Peroxíssomos

Resultado de imagem para Peroxíssomos

Peroxissomos, também chamado de peroxissoma, é uma organela celular esférica, limitada por membrana, presente no citoplasma, principalmente de células de animais, que possuem um diâmetro de 0,5 a 1,2 µm.

Videos sobre Peroxíssomos:

Vacúolos da célula vegetal

Resultado de imagem para Vacúolos da célula vegetal

O vacúolo é um espaço grande presente na célula vegetal. Neste espaço, que é uma espécie de bolsa, há um fluido aquoso conhecido como suco celular. E possuem uma importante função para o funcionamento da célula. Além de atuarem como reservatório de substâncias, também fazem a regulação das trocas de água que ocorrem no processo de osmose.

Videos sobre Vacúolos da célula vegetal:

Citoesqueleto

Resultado de imagem para Citoesqueleto

O citoesqueleto estabelece, modifica e mantém a forma das células. Sendo o responsável pelos movimentos celulares e deslocamento de organelas, cromossomos, vesículas e grânulos diversos. Seus principais componentes são os microtúbulos, filamentos de actina e filamentos intermediários.

Videos sobre Citoesqueleto:

Centríolos

Resultado de imagem para Centríolos

Centríolo é uma organela celular cilíndrica composta principalmente por uma proteína chamada tubulina. Os centríolos são encontrados na maioria das células eucarióticas.

flagelos e cílios

Os cílios são curtos e podem ser relacionados à locomoção e a remoção de impurezas. Nas células que revestem a traqueia humana, por exemplo, os batimentos ciliares empurram impurezas provenientes do ar inspirado, trabalho facilitado pela mistura com o muco que, produzido pelas células da traqueia, lubrifica e protege a traqueia. Os flagelos são longos e também se relacionam a locomoção de certas células, como a de alguns protozoários, em alguns organismos pluricelulares, por exemplo, nas esponjas, o batimento flagelar cria correntes de água que percorrem canais e cavidades internas, trazendo, por exemplo, partículas de alimento.

Videos sobre Centríolos, flagelos e cílios:

FIM

Chegamos ao fim de mais uma lista de fatores que envolvem a biologia, e hoje falamos de Citoplasma e suas organelas. Se você gosta de nossos trabalhos, ajude para que mais pessoas possam também conhecer do nosso conteúdo, compartilhe nas redes sociais, indique amigos.

O papel das instituições

Olá pessoal hoje o demonstre traz um trabalho diferenciado, onde fala das teorias da sociologia, e neste dia vamos falar da história da sociologia, com dos 10 Fundamentos da sociologia

Onde vamos falar sobre “O papel das instituições”, do inicio ao fim falando e mostrando todas as etapas do processo da criação da sociologia até os dias atuais, baseado nas origens.

O papel das instituições

No mundo atual é bem grande a quantidade de pessoas que são manipuladas por outras pensando que estão vivendo uma vida boa porque estão satisfazendo outras pessoas com o que estão fazendo, uma grande vilão dessa situação é a religião que as vezes tentar interromper o modo de viver das pessoas.

Projeto sem título 7

Como a anomia é um estado de falta de objetivos, onde as pessoas vivem por viver sem saber onde querem chegar, tornado uma perda de identidade própria. Os padrões de vidas vividos atualmente por parte das pessoas, aliena as pessoas a viver sem sentido.

Já uma pequena parte da população mundial escolhe viver de maneira abundante, fazendo o que gosta, fazendo o que quer sem ninguém interferir na vida dessas pessoas, que muitas vezes são chamadas de loucas.

Religião

Religião é um conjunto de sistemas culturais e de crenças, além de visões de mundo, que estabelece os símbolos que relacionam a humanidade com a espiritualidade e seus próprios valores morais, onde a maioria das pessoas se deixam viver pelo o que a religião prega.

Resultado de imagem para Religião

Karl Marx

Karl Marx foi um filósofo, sociólogo, jornalista e revolucionário socialista. Nascido na Prússia, mais tarde se tornou apátrida e passou grande parte de sua vida em Londres, no Reino Unido.

Vídeo sobre Religião:

Anomia ou teoria da tensão

A anomia é um estado de falta de objetivos e regras e de perda de identidade, provocado pelas intensas transformações ocorrentes no mundo social moderno. A partir do surgimento do capitalismo e da tomada da razão como forma de explicar o mundo, há um brusco rompimento com valores tradicionais, fortemente ligados à concepção religiosa.

Resultado de imagem para Anomia

Robert K. Merton

Robert King Merton, nascido Meyer R. Schkolnick, foi um sociólogo estadunidense considerado um teórico fundamental da burocracia, da sociologia da ciência e da comunicação de massa.

Vídeo sobre Anomia ou teoria da tensão:

Institucionalização

Institucionalização é o termo usado para descrever tanto o processo de, quanto os prejuízos causados a seres humanos pela aplicação opressiva ou corrupta de sistemas de controle sociais, médicos ou legais inflexíveis por instituições públicas, ou sem fins lucrativos criadas originalmente com fins e razões benéficas.

Resultado de imagem para Institucionalização

Erving Goffman

Erving Goffman foi um cientista social, antropólogo, sociólogo e escritor canadense. Foi considerado “o sociólogo norte-americano mais influente do século XX”.

Vídeo sobre Institucionalização:

Governamentalidade

É o processo de analisar genealogicamente como ocorreram os processos históricos que transformaram a questão política da soberania real em governo estatal na modernidade. Sendo mais específico, é possível designar três coisas por governamentalidade.

Michel Foucault

Michel Foucault; Poitiers, 15 de outubro de 1926 — Paris, 25 de junho de 1984 foi um filósofo, historiador das ideias, teórico social, filólogo, crítico literário e professor da cátedra História dos Sistemas do Pensamento, no célebre Collège de France, de 1970 até 1984.

Vídeo sobre Governamentalidade:

Secularização. Deus está morto?

A secularização é um processo através do qual a religião perde a sua influência sobre as variadas esferas da vida social. Em outras palavras, está relacionado com o surgimento de um modo de vida que não mais está estruturado em torno de uma visão firmada em hábitos ligados à religiosidade.

Resultado de imagem para Secularização

Bryan Wilson

Brian Douglas Wilson é um músico dos Estados Unidos. Ele foi o fundador, em 1961, dos Beach Boys. Foi o principal compositor americano na década de 1960 e um dos músicos mais criativos da música popular do século XX.

Vídeo sobre Secularização:

Teoria do rótulo

Esta teoria dá uma outra explicação para o processo desviante, onde o núcleo explicativo deve ser encontrado não nesses factores, mas nas normas que definem dado comportamento como desviante. Nenhum comportamento é desviante, mas torna-se desviante a partir do momento, em que ele é assim definido.

Resultado de imagem para Teoria do rótulo

Howard Saul Becker

Howard Saul Becker é um sociólogo americano que fez importantes contribuições para a sociologia do desvio, sociologia da arte e sociologia da música. Becker também escreveu extensivamente sobre estilos e metodologias de escrita sociológica.

Vídeo sobre Teoria do rótulo:

Crise da legitimação

legitimação é a ação de conferir legitimidade a um ato, um processo ou uma ideologia, de modo que se torne aceitável para uma comunidade. O poder é habitualmente legitimado através da autoridade. Enquanto “legitimidade” pressupõe consenso mais ou menos generalizado, a legitimação refere-se ao modo de obtenção desse consenso entre os membros de uma coletividade.

Resultado de imagem para Crise da legitimação

Jürgen Habermas

Jürgen Habermas é um filósofo e sociólogo alemão que participa da tradição da teoria crítica e do pragmatismo, sendo membro da Escola de Frankfurt. Dedicou sua vida ao estudo da democracia, especialmente por meio de suas teorias do agir comunicativo, da política deliberativa e da esfera pública.

Vídeo sobre Crise da legitimação:

O currículo oculto

É um efeito colateral de uma educação, “lições aprendidas, mas não abertamente intencionadas”, como a transmissão de normas, valores e crenças transmitidos na sala de aula e no ambiente social. Deve ser mencionado que o intervalo é uma parte importante do currículo oculto.

curriculo1 6713410 6849675 3221188

Samuel Bowles e Herbert Gintis

Samuel Stebbins Bowles é um economista estadunidense e professor Emérito da Universidade de Massachusetts Amherst, onde ele ministra cursos de microeconomia e a teoria das instituições.

Herbert Gintis é um economista americano, cientista comportamental e educador conhecido por suas contribuições teóricas para a sociobiologia, especialmente altruísmo, cooperação, teoria dos jogos epistêmicos, coevolução gene-cultura, salários de eficiência, forte reciprocidade e teoria do capital humano.

Vídeo sobre O currículo oculto:

Reprodução cultural e educação

A reprodução cultural, tal como a reprodução social, respeita à renovação da cultura ou das relações sociais, sem que haja uma modificação. A reprodução cultural é, frequentemente, tratada no âmbito das funções de reprodução do sistema escolar. É o caso de Bourdieu, que se interessou pelas funções do sistema escolar na reprodução cultural e também pelos efeitos de diferenciação cultural provocados igualmente pela escola.

Resultado de imagem para Reprodução cultural e educação

Paul Willis

Paul Willis é um cientista social britânico conhecido por seu trabalho em sociologia e estudos culturais. O trabalho de Paul Willis é amplamente lido nos campos da sociologia, antropologia e educação, seu trabalho enfatizando a cultura de consumo, socialização, música e cultura popular.

Vídeo sobre Reprodução cultural e educação:

https://youtube.com/watch?v=9OBGlGqxLXU

Pânicos morais

É o processo daqueles que a sociedade considera fora de seus padrões criando a imagem de “demônios populares”, o que resulta em uma reação desproporcional e contraprodutiva dessa mesma sociedade

Stanley Cohen

Stanley Cohen foi um sociólogo e escritor consagrado no campo da criminologia crítica. É a ele creditado o termo “pânico moral”, usado no estudo Folk Devils and Moral Panics, publicado em 1972, no qual analisa os meios de comunicação em massas do Reino Unido e a reação social ao fenômeno “mods e rockers” na década de 1960.

Vídeo sobre Pânicos morais:

FIM

Chegamos ao fim da lista que fala sobre O papel das instituições, falando e explicando como foi feito até os dias atuais, assim tanto nos negócios quanto na vida pessoal. Se você gostou compartilhe nas redes sociais.

Demonstre Atividades

Demonstre Atividades é um Portal Educacional focado em conteúdo e atividades para professores.

Demonstre Atividades - 2020 | Desenvolvido por Nixem Dev