O violino tem longa história na execução de músicas de raiz popular, que vem desde os seus antecessores (como a vielle). A sua utilização tornou-se mais expressiva a partir da segunda metade do século XV.

Aula de Violino

Os primeiros violinos foram feitos na Itália entre os meados do fim do século XVI e o início do século XVII, evoluindo de antecessores como a rebec, a vielle e a lyra da braccio. A sua criação é atribuída ao italiano Gasparo de Salò. Durante duzentos anos, a arte de fabricar violinos de primeira classe foi atributo de três famílias de Cremona: Amati, Guarneri e Stradivarius. Toda a invenção do violino foi conduzida pelas raízes do instrumento milenar chinês erhu, as raízes deste instrumento foram os instrumentos de cordas friccionados por arco mais antigos já descobertos.

Untitled design 9 1 3824266

O violino propriamente dito manteve-se inalterado por duzentos anos. A partir do século XIX modificou-se apenas a espessura das cordas, o uso de um cavalete mais alto e um braço mais inclinado. Inclusive, a forma do arco consolidou-se aproximadamente nessa época. Originalmente com um formato côncavo, o arco agora tem uma curvatura convexa, o que lhe permite suportar uma maior tensão das crinas, graças às mudanças feitas pelo fabricante de arcos François Tourte, a pedido do virtuose Giovanni Battista Viotti, em 1782.

Introdução ao Violino

O violino foi a evolução da Lira de Braço, uma lira que se colocava ao ombro para tocar. Se misturando á instrumentos de arcos vindos da china, criou-se a rabiola. Da rabiola houve a variação do violino. As cordas eram feitas de tripa de carneiro (hoje cromadas ou de ferro), a queixeira não existia e o arco era côncavo. O violino é classificado como instrumento de cordas friccionadas, ficando á esquerda do maestro na orquestra. é responsável pela maior parte do som da música.

Como Aprender a Violino:

  • Primeiro conselho e certamente o mais importante é que você tem que praticar o máximo que você puder. Às vezes, gostaríamos de ir mais rápido e aprender depressa uma peça perfeitamente. Mas apenas a prática fará você progredir.
  • Estabeleça metas! Ao estabelecer passos a serem alcançados, você ganha motivação. Essa também é a técnica que os aplicativos usam para fazer os usuários quererem jogar. O desafio atrai muita gente. No entanto, tenha cuidado ao escolher metas atingíveis para o seu nível, para que você não fique desmotivado!
  • Seja paciente! O violino é um instrumento considerado difícil de aprender. Não desista na primeira dificuldade, porque você pode ter certeza de que haverá muitas. Será necessário saber como superá-las.
  • Estabeleça um programa adaptado às suas necessidades. Organizar sua aprendizagem é uma boa metodologia para saber onde ir e não regredir, progredindo passo a passo.

Variedades de Tipo de Violino:

O violino é o menor e mais agudo dos instrumentos de sua família, que ainda possui a:

Viola –  Muitos a utilizam na música popular, jazz, rock, sua utilização mais comum é na música clássica, principalmente em naipes de cordas de orquestras, ou em formações camerísticas como o quarteto de cordas.

Violoncelo – É um instrumento da família dos instrumentos de corda. O termo “violoncelo” foi introduzido na língua portuguesa no século XX. Até então, a designação do instrumento era rabecão, palavra que ainda se utiliza em muitos lugares.

Contrabaixo – É um cordofone, instrumento de cordas friccionadas por um arco, transpositor, também tocado por pizzicato, com os dedos.

Variedades de Uso do Violino:

Assim como outros instrumentos de cordas, os violinos também podem ser amplificados eletronicamente. A sua utilização mais comum é nos naipes de cordas das orquestras. O gênero mais comum é a música de concerto. Existem no entanto diversos músicos que o utilizam na música folclórica, popular, rock e outros gêneros .

Como o Violino Pode Ser Usado na Escola:

Além de auxiliar no desenvolvimento da motricidade (coordenação de movimentos, aumento da consciência corporal, postura física correta), o estudo do violino obriga o cérebro a desenvolver as mesmas habilidades de que necessita para aprender uma língua estrangeira, já que a música é uma linguagem, tanto quanto um idioma. Portanto, é um instrumento que deve ser introduzido na aula de música das escolas.

10 Aulas de Introdução Para Aprender Violino:

O timbre do violino é agudo, brilhante e estridente, mas dependendo do encordamento utilizado e da forma que é tocado, podem-se produzir timbres mais aveludados. O som geralmente é produzido pela ação de friccionar as cerdas de um arco de madeira sobre as cordas. Portanto, abordaremos em vídeos, explicações ao violino.

Violino Para Iniciantes:

Nesse vídeo do canal CURSOSEDON, traz essa aula de violino especialmente para iniciantes, com dicas e macetes.

Primeiros Passos Para um Som Bonito:

Nesse vídeo do canal Violin Hero, você vai aprender os primeiros passos de como ter um som bonito no violino.

Notas no Braço:

Nesse vídeo do canal TV Cifras, Aprenda onde ficam as principais notas no braço do violino neste tutorial completo com a instrutora Tata Raeder.

Música no Violino em 15 Minutos:

Nesse vídeo do canal Violin Hero,vai ensinar como tocar não só uma, mas duas músicas em menos de 15 minutos!

Como Ler Partituras:

Nesse vídeo do canal Violin Hero, você irá aprender de uma vez por todas a ler a partitura! De maneira fácil e rápida.

Exercícios Para Flexibilidade da Mão:

Nesse vídeo do canal Violino Didático, vai trazer exercícios para flexibilidade da mão direita.

Aula de Violino:

Nesse vídeo do canal Cordas Sonoras – CCB,  nessa aula teremos a prática das lições 9 a 22.

Violino com Robson Miguel:

Nesse vídeo do canal I love violin, A criatividade violinistica deste professor nos traz neste vídeo aula de violino, um inovador, prático e revolucionário método no qual lança uma nova linguagem e estilo próprio para o violino.

Vibrato no Violino:

Nesse vídeo do canal Ânima – Escola de Música Marcello Mello Franco, traz essa aula sobre vibrato no violino relembrando algumas técnicas já estudas mostradas na prática para você FAZER o VIBRATO!!!

Como Estudar Escalas no Violino:

Nesse vídeo do canal Para Violinistas, traz algumas dicas de como estudar escalas para violinistas intermediários. O segredo é variar: estude lento, rápido com e sem vibrato, em legato, staccato, spiccato, etc.

FIM

Abordamos hoje, aula de violino, esperamos que aproveite o post, e tire o máximo de proveito dele, se você gostou compartilhe em suas redes sociais com seus amigos. agradecemos por acompanhar o demonstre.