Você sabe o que é autismo? Neste post será possível conhecer um pouco sobre o tema. Boa leitura!

autismo

O Transtorno do Espectro Autista (TEA), popularmente conhecido como Autismo e sendo atualmente classificado no DSM-V de acordo com o nível de gravidade em torno dos comprometimentos com relação à comunicação, reúne implicações em vários aspectos da vida do sujeito com autismo, como por exemplo em sua fala e interação social, podendo também apresentar padrões de comportamento que se repetem.

Autismo – O que é?

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um transtorno do desenvolvimento em que costuma aparecer logo no início da infância, acarretando implicações principalmente nas habilidades da fala e de interação social do indivíduo.

O autismo pode se apresentar da forma mais leve a forma mais grave, entretanto, apesar disso, a condição compromete o que diz respeito à interação social e comunicação.

De acordo com dados do Center of Deseases Control and Prevention (CDC), o autismo acomete 1 a cada 110 pessoas. Sendo assim, considerando que o Brasil tem 200 milhões de habitantes, a estimativa é que o país tenha pelo menos em torno de 2 milhões de autistas.

Como identificar

O autismo não é uma condição fácil de ser identificada, sobretudo porque costuma surgir nos primeiros anos de vida do sujeito em que as habilidades sociais não foram ainda estimuladas e estabelecidas, apesar disso, há casos em que os sintomas são observados posteriormente, no início da vida escolar ou durante a adolescência.

Para diagnosticar, é realizada uma avaliação clínica por meio de observações do comportamento da criança e entrevistas com os responsáveis, precisando levar em consideração também os critérios estabelecidos no DSM-5 (Manual de Diagnóstico e Estatística da Sociedade Norte-Americana de Psiquiatria) e pelo CID-10 (Classificação Internacional de Doenças da OMS).

O que é Autismo?: Causas

Ao se pensar nas causas do autismo, pensa-se também nas múltiplas possibilidades, entre elas fatores biológicos, fatores ambientais e fatores genéticos. No entanto, para a ciência, o funcionamento cerebral das pessoas com o transtorno ainda é uma incógnita.

O que é Autismo?: Cura e tratamento

Apesar de a cura para a condição neurológica ainda ser desconhecida, o tratamento é possível através de uma equipe multidisciplinar que pode ser acionada para trabalhar todas as áreas comprometidas. Vale ressaltar ainda que não há um padrão de comportamento para todos os indivíduos que portam a doença, sendo assim, o tratamento para cada sujeito deve ser único e pensado de acordo com o nível apresentado, histórico do paciente e aspectos comprometidos.

Neste contexto, a família pode operar como apoiadora e facilitadora, pois é de extrema importância que a família conheça sobre a doença e suas implicações, contribuindo também para facilitar o relacionamento da criança com outras pessoas que ela convive.

Pensando nisso, em 1983 foi criada a AMA – Associação de Amigos do Autista, primeira instituição de autismo no país, que promove qualidade de vida para os autistas, dedica-se à pesquisas e oferece atendimentos gratuitos e instrumentos para melhorar a convivência familiar.

Conseguiu saber mais sobre o Autismo?

É válido ressaltar a importância de dar atenção aos sintomas para evitar um diagnóstico e tratamento tardios. Procure um profissional qualificado para fazer a avaliação de forma efetiva.

Obrigada por nos acompanhar até aqui! Fique de olho em mais textos do Blog Demonstre, separei um especialmente para você: Stop – Atividades para pessoas com autismo.