Buster Keaton, por ser filho de comediante e estar constantemente envolvido com a arte, não teria como escapar! Seja pela bagagem genética, o ambiente onde estava inserido, sua sina teria que certamente resultar em um grande astro!

Buster keaton – Melhores filmes

Aqui você irá conhecer alguns dos sucessos cômicos deste excelente ator, o qual desde cedo aprendeu a transformar criticas em meios de divertir! Então. vamos conhecer?

Quem foi Buster Keaton

Joseph Frank Keaton, ou ” Buster Keaton” nasceu em Piqua, Kansas em 4 de outubro de 1895, filho de Joe Keaton e Myra Keaton. Joe e Myra eram comediantes populares que viviam em constante mudança dando Keaton uma educação eclética e interessante. Nos primeiros dias no palco eles viajaram junto a um grupo de mágica que incluía um amigo da família, o ilusionista Harry Houdini.

Foi Holdini quem deu a Keaton seu apelido “Buster”, quando com três anos de idade, caiu um lance de escadas e foi pego por Houdini, que disse para o pai Joe Keaton, que a queda foi “um buster”. Showman experiente, Joe Keaton gostou do apelido, que ficou no garoto por toda a vida.

Com quatro anos Keaton já tinha começado a atuar com seus pais no palco. Sua peça logo ganhou a reputação como um dos mais agitados no país, por seus selvagens palhaçadas físicas no palco. Era normal para Joe jogar Buster ao redor do palco, elaborar manobras perigosas para o devaneio das audiências.

A juventude

Depois de vários anos no circuito de vaudeville, “The Three Keatons”, percorreu até Keaton precisando parar com o ato, devido à crescente dependência de álcool de seu pai, tornando-o um veterano no show business com apenas 21 anos de idade.

Em Nova York à procura de trabalho, Buster se encontrou com a estrela de cinema de grande sucesso e diretor Arbuckle ‘Fatty’ Roscoe, o encontro resultou em Arbuckle convidando-o para estar em seu próximo curta O Menino açougueiro (1917), o filme que lançou Keaton na carreira no cinema, e gerou uma amizade que durou até a morte repentina de Arbuckle em 1933.

Em 1920, depois de fazer vários curtas de sucesso juntos, Arbuckle mudou de ramo e Keaton herdou seu estúdio, permitindo-lhe a oportunidade de começar a produzir seus próprios filmes.

Até que em setembro de 1921, uma tragédia colocou Arbuckle no meio de um escândalo, onde foi julgado três vezes pelo assassinato de Virginia Rapp. Embora ele não fosse culpado das acusações, e nunca tenha sido condenado, ele não foi capaz de recuperar o seu status, e o público não tolerava mais a sua presença no filme.

Keaton ficou ao lado de seu amigo e mentor durante todo o incidente, apoiou-o financeiramente, encontrou trabalho como diretor, mesmo arriscando sua própria reputação se ofereceu para depor a favor de Arbuckle.


Primeiro casamento

Em 1921, Keaton também se casou com sua primeira esposa, Natalie Talmadge sob circunstâncias incomuns que nunca foram totalmente esclarecidas. Na época dizia-se que ele foi incentivado por Joseph M. Schenck para casar-se com a poderosa dinastia Talmadge, da qual ele próprio já fazia parte. A união deu a Keaton dois filhos.

Seus curtas independentes logo se tornaram muito limitados para seu crescimento profissional, e depois de uma série de filmes populares como Uma Semana (1920), The Boat (1921), e O Enrascado (1922), Keaton fez a transição para longas-metragens.

Seu primeiro longa, As Três Idades (1923), foi produzido de forma semelhante a seus filmes curtos, e era o alvorecer de uma nova era no cinema de comédia, onde se tornou evidente para Keaton que ele tinha que colocar mais foco na história.

O auge da popularidade

No auge de sua popularidade, ele estava fazendo dois filmes por ano, nessa época vieram Nossa Hospitalidade (1923), Marinheiro por Descuido (1924) e A Geral (1926), os dois últimos ele mesmo considerava como seus melhores filmes. A mais consagrada das comédias de Keaton é Sherlock Jr. (1924), na qual ele usou efeitos especiais de ponta. Estudiosos de cinema dão ao filme o mesmo patamar inovador do filme A Origem (2010) de Christopher Nolan.

Keaton fez em 1926 seu épico A General que deu ao público a maior e mais cara seqüência já vista no cinema na época, quando no climax uma ponte desmorona no momento da passagem do trem. Isso impressionou o público, mas o sucesso não foi grande. O público não respondem bem ao filme, não gostando do nível mais elevado de drama, e o personagem principal ser um soldado confederado.

 Obstáculos na carreira

Depois de mais alguns filmes mudos, incluindo Amores de Um Estudante (1927) e Marinheiro de Encomenda (1928), Keaton foi informado de que o seu contrato tinha sido vendido a MGM, pelo produtor Joseph M. Schenck. Keaton considerou o incidente como o pior erro profissional que ele já fez, que colocou sua carreira, legado, e vida pessoal em uma espiral descendente por muitos anos.

Seu primeiro filme com a MGM foi O Homem das Novidades (1928), que é considerado como um das suas melhores comédias silenciosas, mas o lançamento significou a perda de controle de Keaton sobre o filme e ele nunca mais recuperou sua antiga independência. Ele fez outro filme mudo na MGM chamado O Noivo Cara-Dura (1929) antes da era do som chegar.

Sua primeira aparição em um filme com som foi em Hollywood Revue (1929), mas apesar da popularidade dele e de seus filmes anteriores, a MGM nunca permitiu a Keaton sua própria unidade de produção, e cada vez reduziram seu controle criativo sobre seus filmes.

Vida pessoal e dependência

Em 1932, seu casamento com Natalie Talmadge tinha terminado e ela pediu o divórcio. Isso resultou na perda da casa que tinha construído para sua família chamada de Villa italiana, a maior parte de seus ativos, e o contato com seus filhos.

Natalie mudou seus sobrenomes de Keaton a Talmadge, e eles foram proibidos de falar sobre o seu pai ou vê-lo. Cerca de 10 anos mais tarde, eles reacenderam o relacionamento com Keaton. Suas dificuldades em sua vida profissional e privada chegaram a um momento critico no início dos anos 1930, resultando em sua própria dependência do álcool, e às vezes um comportamento violento. Deprimido e fora de controle, ele foi demitido pela MGM em 1933.

 Novos casamentos

Depois de passar um tempo em hospitais para tentar tratar seu alcoolismo, ele casou novamente com Mae Scrivens, uma enfermeira. Se casou às pressas com ela no México e também às pressas se divorciaram em 1935. Após sua demissão, ele fez vários curtas de baixo orçamento e passou os próximos anos de sua vida longe do contato com o público, procurando por trabalho onde pudesse.

Em 1936, sua carreira foi ligeiramente revigorada quando ele produziu o curta Grand Slam Opera, seus fãs o admiraram por ele ter conseguido um desempenho tão bom durante os anos mais difíceis e incontroláveis de sua vida.

Em 1940, ele conheceu e se casou com sua terceira esposa Eleanor Norris, que era profundamente dedicada a ele, e manteve-se sua companheira constante e parceira até a morte de Keaton.

A noiva desconhecida – sua morte

Depois de vários anos de dificuldades trabalhando e papéis mal pagos sem créditos para comediantes como os Irmãos Marx, ele foi consultado sobre fazer uma papel realista e cômico para o filme A Noiva Desconhecida (1949).

Sua presença reacendeu o interesse em seus filmes mudos, que o levaram a entrevistas, aparições na televisão, papéis no cinema e turnês mundiais que o mantiveram ocupado pelo resto de sua vida.

Depois de vários outros filmes, televisão e aparições em palcos pela década de 1960, ele escreveu sua autobiografia Meu Maravilhoso Mundo de Pancadaria. Completou cerca de 150 filmes na extensão de sua carreira. Sua última aparição no cinema foi em 1966 na comédia Um Escravo das Arábias em Roma, que estreou sete meses depois da morte de Keaton por câncer de pulmão.

Desde sua morte, o legado de Keaton está sendo descoberto por novas gerações de espectadores a cada dia, muitos de seus filmes estão disponíveis no YouTube, DVD e Blu-Ray, onde ele, como todos os artistas dos anos dourados podem viver e ser prestigiados para sempre.

Buster keaton – Melhores filmes

Vamos conhecer alguns dos engraçados filmes encenados por esse admirável comediante?

Nossa Hospitalidade (1923) – Buster keaton

Imaginem só: durante as filmagens da cena em que Buster Keaton é carregado pelas águas da cachoeira, ele estava preso em um cabo que ficava escondido no rio. Nas filmagens o cabo quebrou e Keaton foi arremessado, batendo nas pedras. Isso não foi nada engraçado!

Sinopse do filme com Buster Keaton: Nossa Hospitalidade

Um homem retorna para sua cidade natal, onde terá que enfrentar uma tradição entre sua família e outra família rival: seus antepassados tinham o costume de matarem-se. As coisas complicam quando ele apaixona-se pela filha do chefe da família rival, sem saber de sua procedência.

Curiosidades:

  • As cenas do resgate na cachoeira foram filmadas em um set construído em cima de uma piscina. A estrutura ainda incluía um vale em miniatura, construído perto da piscina, para as cenas em plano aberto. Mesmo décadas após o lançamento do filme, a produção ainda manteve segredo sobre como ele foi construído.
  •  Ele conseguiu se segurar em um galho até que a equipe fosse ajudá-lo. Buster Keaton engoliu tanta água que teve que ser levado ao pronto socorro.
  • Joe Roberts fez sua última aparição da carreira nesse filme. Big Joe sofreu um infarto durante as filmagens e foi para o hospital. Mesmo assim, ele insistiu em voltar ao trabalho, mas acabou morrendo pouco depois que as filmagens terminaram.

Ficha Técnica do filme de Buster Keaton

Título: Nossa Hospitalidade
Título Original: Our Hospitality
Ano: 1923
Direção: John G. Blystone, Buster Keaton
Roteiro: Clyde Bruckman, Jean C. Havez, Joseph A. Mitchell
Gênero: Comédia
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme com Buster Keaton

Joe Roberts

Joseph Canfield

Ralph Bushman

Clayton Canfield

Craig Ward

Lee Canfield

Buster Keaton

Willie McKay

Natalie Talmadge

Virginia Canfield

Kitty Bradbury

Tia Mary

Reginald Sheffield

Cyril Dunsford

Reginald Owen

Thorpe Altheny

Desmond Roberts

Dr. Jacobs

Tempe Pigott

Agnes Hollett,senhoria de Philip

Frank Baker

Policial que leva Mildred

Porque devo assistir o filme com Buster keaton: Nossa hospitalidade

Ele é um filme engraçado, e mostra que fatos inesperados, podem ocorrer, em meio a tantas rixas.

Sherlock Jr. (1924) – Buster keaton

Ao adormecer, o jovem enamorado, projeta um filme, ele sonha e começa um filme dentro do filme. É informado então que o filme foi produzido por “Veronal Film Company”, um nome bastante apropriado pois Veronal foi o primeiro remédio para dormir do mundo.

Sinopse do filme com Buster Keaton: Sherlok Jr.

Um projecionista (Buster Keaton) está estudando para ser detetive e também está apaixonado. Quando ele faz o pedido de casamento, seu rival rouba a corrente do relógio do pai da menina e o incrimina.

O desapontado projecionista volta ao seu trabalho e, enquanto projeta o filme, acaba por dormir. Ele sonha que é o detetive Sherlock Jr., o segundo maior do mundo, e que está investigando um roubo. Enquanto isso, sua namorada descobre a verdade e conta tudo ao seu pai.

Curiosidades:

  • Buster Keaton também fez papel de dublê para Ford West, o ator que interpreta Gillete na cena em que a moto que ele está dirigindo (Keaton está no guidão) bate em um buraco.
  • O livro 1001 Filmes Para Ver Antes de Morrer considera que o filme encanta não só pelas acrobacias de Keaton, mas também por causa do cárater social da película. É uma análise das fantasias sobre ascensão social nos Estados Unidos que dá especial atenção ao aspecto psicológico, já que o personagem do sonho de Keaton é que obtém sucesso, uma vez que ele próprio não consegue alcançar o que deseja na realidade tangível.
  • Em 1991, Sherlock Jr. foi selecionado para preservação no United States National Film Registry da Livraria do Congresso dos Estados
  • Eleita pelo American Film Institute como uma das 100 melhores comédias de todos os tempos (62ª posição).
  • Keaton passou mais tempo rodando este filme do que a maioria de seus outros, devido às acrobacias e efeitos elaborados. Mas devido à má recepção nos previews, Keaton cortou algumas partes do filme. Assim, Sherlock Jr. é mais curto do que seus outros filmes.

Ficha Técnica do filme de Buster Keaton – Sherlok Jr.

Título: Sherlock Jr.
Título Original: Sherlock Jr.
Ano: 1924
Direção: Buster Keaton, Roscoe Arbuckle
Roteiro: Clyde Bruckman, Jean C. Havez, Joseph A. Mitchell
Gênero: Comédia/Fantasia/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme com Buster Keaton

Buster Keaton

Sherlock Jr./O projecionista

Kathryn McGuire

A garota

Joe Keaton

O pai da garota

Erwin Connelly

O homem contratado

Ward Crane

O Vilão

Porque devo assistir o filme com Buster keaton – Sherlok Jr.

Ele mostra que quando somos inocentes, até dormindo alguém trabalha para nos justificar.

Marinheiro por Descuido (1924) – Buster keaton

Marinheiro por Descuido foi considerado pelo American Film Institute como uma das 100 maiores comédias do cinema americano, ficando na 81° posição.

Sinopse do filme com Buster Keaton: Marinheiro por descuido

Rollo (Buster Keaton) decide se casar com sua namorada Betsy e navega para Honolulu. Quando ela o rejeita ele decide ir embora sozinho, mas embarca no navio errado, o “Navigator” de propriedade do pai de Betsy. Sem saber disso, Betsy embarca no navio para procurar seu pai. Os dois acabam ficando juntos a deriva no mar.

Curiosidades:

  • Marinheiro por Descuido contém algumas das acrobacias mais bem elaborados e conhecidas de Keaton.
  • De acordo com Robert Osborne da Turner Classic Movies, Keaton destinou a Donald Crisp dirigir as cenas dramáticas, deixando-o livre para se concentrar com as partes cômicas. No entanto, quando Crisp quis também trabalhar na comédia, Keaton decidiu dirigir tudo ele mesmo.

Ficha Técnica do filme de Buster Keaton – Marinheiro por descuido

Título: Marinheiro por Descuido
Título Original: The Navigator
Ano: 1924
Direção: Donald Crisp, Buster Keaton
Roteiro: Clyde Bruckman, Jean C. Havez, Joseph A. Mitchell
Gênero: Comédia
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme com Buster Keaton – Marinheiro por descuido

Buster Keaton

Rollo Treadway

Kathryn McGuire

Betsy O’Brien

Frederick Vroom

John O’Brien

Clarence Burton

Espião

Noble Johnson

Cannibal

Porque devo assistir o filme com Buster keaton – Marinheiro por descuido

Porque ele traz uma engraçados contratempos e encontros inesperados, para muita diversão. Ele mostra que poderemos até mesmo fugir em direção a nossa própria sorte.

Sete Oportunidades (1925) – Buster keaton

A cena mais famosa desse filme aconteceu por acaso. Nas filmagens de uma cena de perseguição em uma ladeira íngreme, Buster Keaton sem querer desalojou algumas pedras que caíram e desceram a ladeira atrás dele como se tivessem perseguindo Keaton. Para se esquivar, ele precisou correr das pedras e depois se esconder atrás delas.

Sinopse do filme com Buster Keaton: Sete oportunidades

Passando por muitas dificuldades financeiras, Jimmie fica sabendo que seu avô lhe deixou uma herança de sete milhões de dólares. Mas, para receber o dinheiro, ele terá que se casar até as 19h do dia do seu 27º aniversário.

Curiosidades:

  •  No pré-lançamento, ele viu que esse acidente arrancou as maiores gargalhadas da plateia. Aí Buster decidiu regravar a cena com uma centena de “pedras” de papel machê em diversos tamanhos.
  •  A cena final é Buster Keaton tendo que correr de uma avalanche de pedras.
  • Uma lista das sete oportunidades de Keaton inclui nomes como Eugenia Gilbert, Judy King, Hazel Deane e Bartine Burkett, o nome real de diversas atrizes que aparecem no filme.
  • A produção original da Broadway de “Sete Oportunidades” de Roi Cooper Megrue foi no Teatro George M. Cohan em 8 de agosto de 1916 e teve 151 apresentações.

Ficha Técnica do filme de Buster Keaton -Sete oportunidades

Título: Sete Oportunidades
Título Original: Seven Chances
Ano: 1925
Direção: Buster Keaton
Roteiro: David Belasco, Roi Cooper Megrue, Clyde Bruckman, Jean C. Havez, Joseph A. Mitchell
Gênero: Comédia/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme com Buster Keaton- Sete oportunidades

Buster Keaton

James ‘Jimmie’ Shannon

T. Roy Barnes

Billy Meekin

Snitz Edwards

Advogado

Ruth Dwyer

Mary Jones

Frances Raymond

Mãe, Sra Jones

Jean Arthur

Recepcionista

Porque devo assistir o filme com Buster keaton- Sete oportunidades

Porque irá  liberar dopamina no cérebro, fazendo você  rir bastante, e ficar de bem com vida!

A General (1926) – Buster keaton

Buster Keaton queria usar a verdadeira locomotiva General que estava em Nashville, e a companhia da ferrovia inicialmente permitiu que ele usasse. Entretanto, quando se ficou sabendo que o filme era uma comédia, a ferrovia retirou a permissão, e Keaton teve que procurar por um trem em outro lugar.

Sinopse do filme com Buster Keaton: A general

Johnnie é apaixonado por sua locomotiva, a General, e também pela bela Annabelle Lee. Quando a Guerra Civil Americana tem início, ele não é aceito como combatente porque seria mais útil como maquinista.

Porém, Annabelle, seu irmão e o pai passam a considerá-lo um covarde por não lutar.

Curiosidades:

  • Buster Keaton sempre disse que esse era seu filme favorito..
  • A primeira tentativa de fazer a bala de canhão disparar do canhão até o táxi deu errado, porque a bala entrou com muita força. Para conseguir exatamente como queria, Keaton teve que retirar grãos de pólvora com pinças.
  • Na cena em que Johnny e Annabelle enchem o reservatório de água do trem, Marion Mack disse em uma entrevista anos depois que ela não tinha a mínima ideia de que seria ensopada. Buster Keaton não a contou que isso aconteceria, para que o choque da atriz fosse bem genuíno.

Ficha Técnica do filme de Buster Keaton : A general

Título: A General
Título Original: The General
Ano: 1926
Direção: Buster Keaton, Clyde Bruckman
Roteiro: Buster Keaton, Clyde Bruckman, Al Boasberg, Charles Henry Smith , William Pittenger, Paul Girard Smith
Gênero: Aventura/Comédia/Guerra/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme com Buster Keaton – A general

Buster Keaton

Johnny Gray

Charles Henry Smith

Sr. Lee

Marion Mack

Annabelle Lee

Glen Cavender

Capitão Anderson

Jim Farley

General Thatcher

Frederick Vroom

Um General do Sul

Frank Barnes

O irmão de Annabelle

Porque devo assistir o filme com Buster keaton

Siga o conselho do ator Orson Welles! Ele dizia que este filme era “a melhor comédia que já foi feita, o melhor filme sobre a Guerra Civil que já foi feito e talvez o melhor filme que já foi feito”. É considera pelo AFI o 18° melhor filme americano de todos os tempos.

Marinheiro de Encomenda (1928)- Buster keaton

Esse é o último dos nove projetos independentes de Buster Keaton para o produtor Joseph Schenk.

Sinopse do filme com Buster Keaton: Marinheiro de encomenda

William Canfield Jr. é um jovem bem-educado e simplório que reencontra seu pai, o bronco capitão de um barco a vapor.

Ele se vê forçado a enfrentar um magnata que pretende controlar toda a navegação ao longo do rio Mississípi. Mas os problemas realmente começam quando Willian apaixona-se pela filha do rival.

Curiosidades:

  • Apesar de não levar crédito por seu trabalho como co-diretor e co-roteirista, Capitão Vill, Traz a marca de Keaton registrada em cada fotograma: gags visualmente elaboradas conduzidas com timing preciso, e a elegância do humor físico que lhe é característica, estão presentes neste que é seu penúltimo longa-metragem da era do cinema mudo.

Ficha Técnica do filme de Buster Keaton: Marinheiro de encomenda

Título: Marinheiro de Encomenda
Título Original: Steamboat Bill, Jr.
Ano: 1928
Direção: Charles Reisner, Buster Keaton
Roteiro: Carl Harbaugh
Gênero: Ação/Comédia
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme com Buster Keaton: Marinheiro de encomenda

Buster Keaton

William Canfield Jr.

Tom McGuire

John James King

Ernest Torrence

William Canfield Sr.

Tom Lewis

Tom Carter

Marion Byron

Marion King

Porque devo assistir o filme com Buster keaton : Marinheiro de encomenda

Ele mostra que as circunstancias, podem nos levar a tomar decisões diferentes das que estavam programadas.

O Noivo Cara-Dura (1929) – Buster keaton

Uma loucura só , poderá desencadear uma série de outras  loucuras.

Sinopse do filme com Buster Keaton: O noivo cara dura

Elmer (Buster Keaton), um humilde trabalhador de uma empresa de limpeza a seco, idolatra a atriz Trilby Drew (Sebastian). Ela, por sua vez só tem olhos para o colega ator Lionel Benmore (Edward Earle). Quando Lionel a rejeita para ficar com uma mulher mais jovem, ela impulsivamente pede Elmer em casamento, só para se arrepender quase imediatamente.

Curiosidades:

  • Este é o segundo filme que Keaton fez para MGM e seu último filme mudo, embora ele tivesse a intenção de que fosse um filme sonoro.

Ficha Técnica do filme de Buster Keaton: O noivo cara dura

Título: O Noivo Cara-Dura
Título Original: Spite Marriage
Ano: 1929
Direção: Buster Keaton, Edward Sedgwick
Roteiro: Lew Lipton, Ernest Pagano, Richard Schayer
Gênero: Comédia
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme com Buster Keaton

Buster Keaton

Elmer

Dorothy Sebastian

Trilby

Edward Earle

Lionel

Leila Hyams

Ethyl

William Bechtel

Nussbaum

John Byron

Scarzi

Porque devo assistir o filme com Buster keaton : O noivo cara dura

Fim

Aqui está  mais uma lista de filmes antigos, agora com Buster Keaton. Continue nessa viagem cultural conosco, sua presença aqui nos impulsiona ir além. Buscamos compartilhar conhecimento cultural por meio dos filmes, na certeza de que sempre serão uteis para você!

Um grande abraço e até breve!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.