in ,

Carmem Miranda – Melhores filmes

Carmem Miranda - Melhores filmes 1

Quem nunca ouviu falar de Carmem Miranda? Seja pelo visual, engraçado e extravagante, ou pela música animada, a artista ainda hoje é lembrada com carinho. Nesse texto, vamos falar, também dos filmes dos quais participou, portanto, nos acompanhe!

Carmem Miranda – Melhores filmes

A querida Carmem Miranda, trouxe inovação ao seu tempo, com uma linguagem diferente, e novas sonoridades, do lugar e da época, utilizava gírias, e expressões das rodas boêmias, que eram portanto, suas favoritas, acabou criando um personagem, que seria uma representação do século 20.

Carmem Miranda - Melhores filmes 1

Quem foi Carmem Miranda

Maria do Carmo Miranda da Cunha, nasceu em 9 de fevereiro de 1909, em Marco de Canaveses, Portugal. Embora, fosse portuguesa de nascimento, Carmen Miranda contudo, foi criada na Lapa carioca. Nas década entre 1910 e 1920, este local,  era um caldeirão cultural de artistas, portanto, ali haviam,malandros e gente de todo tipo.

Carmen, foi a primeira artista, multimídia do Brasil. Talentosa, não só cantava, dançava e atuava, mas sabia transitar com desenvoltura, pelo que viria a aquecer a indústria cultural.

Transformou-se num ícone das massas, ao mesmo tempo criando e sendo criada por esse novo mundo do entretenimento que se desenhava. Pioneira, foi a maior estrela do disco, do rádio, do cinema, dos teatros, da mídia, e dos cassinos brasileiros.

Hábitos e gestos que marcaram Carmem Miranda

Única no movimento das mãos e quadris e no revirar dos olhos verdes, estilizou a baiana, com badulaques, a boca pintada de vermelho, sempre sorridente e tão imitada, amada e parodiada em todos os cantos do mundo. Mais tarde, viraria boneca de papel e desenho animado da Disney.

Ela eternizou os mais importantes compositores de seu tempo da música brasileira, de Lamartine Babo a Ary Barroso, de Dorival Caymmi a Pixinguinha. Gostava de tango, mas investiu na gravação de marchinhas de carnaval e sambas, que tratava de cantar à sua maneira, muitas vezes trocando a letra das músicas, acrescentando uma bossa própria, um jeito de sublinhar as palavras com seus muitos erres vibrantes.

Pessoalmente, vivia rodeada pela família e era muito querida pelos amigos. Não teve filhos mas, à frente do seu tempo, foi uma mulher de grandes amores, namorou o atleta Mário Cunha, o industrial Carlos Alberto da Rocha Faria, o músico Aloysio de Oliveira e David Sebastian, o único com quem se casou.

Países onde Carmem Miranda ficou conhecida

Protagonista de uma carreira meteórica, Carmen conseguiu uma projeção internacional, como nenhuma outra artista do país, primeiro na Argentina e outros países da América Latina e depois nos Estados Unidos, Europa e em todo o mundo. É até hoje, a única latino-americana a gravar pés e mãos no cimento da calçada da fama de Los Angeles.

Nos Estados Unidos, cantou em português para um público que não entendia uma palavra do que ela dizia, mas como todo mito, foi alvo de polêmicas e controvérsias.

No cinema americano, teve a imagem portanto, atrelada à caricatura da mulher latina, ciumenta, irritada, de sotaque carregado e exagerado, o que era incentivado pelos produtores americanos, ainda que Carmen, na vida real, falasse inglês muito bem.

Do lado brasileiro, foi acusada de ser instrumento da estratégia americana, de boa vizinhança com os países latino-americanos antes da Segunda Guerra e também de servir ao populismo de Getúlio Vargas. Acusavam-na ainda de acentuar os estereótipos do Brasil, de rebuscar os gestos, de “americanizar-se”.

Morte de Carmem Miranda

Massacrada por inúmeros compromissos de trabalho, por pílulas para dormir e para acordar, pela engrenagem de Hollywood, morreu na madrugada de 5 de agosto de 1955, após a gravação de um programa de televisão em Los Angeles, com apenas 46 anos.

Serenata tropical – Carmem Miranda melhores filmes

“Serenata Tropical” é marcado pela participação especial de Carmen Miranda em seu primeiro filme nos Estados Unidos. Doente na época, Alice Faye foi substituída por Betty Grable, esse seria o primeiro grande papel da atriz, que já havia feito participações, em filmes da RKO Pictures e Paramount.

Carmem Miranda - Melhores filmes 2

Sinopse  do filme Serenata tropical – Carmem Miranda – Melhores filmes

Na Argentina, vivia Diego Quintana (Henry Stephenson), um criador de cavalo que ficou irritado, quando descobriu que Binnie Crawford (Charlotte Greenwood), a qual queria comprar seus cavalos, era parente de seu adversário.
No passado Diego teve uma séria briga com o irmão de Binnie, o que faz com que Ricardo (Don Ameche), seu filho, diga que não há problema no interesse, pois não venderá a ninguém daquela família.
Acontece que Ricardo, atraído por Glenda Crawford (Betty Grable), prometeu vender a ela um animal, sem saber que ela era sobrinha, do inimigo do seu pai. Ao tomar conhecimento do parentesco, ele inventou uma desculpa, e cancelou a venda, dando início a uma série de confusões.

Prêmios:

  • Indicado ao Oscar de 1941, nas categorias de melhor fotografia, melhor canção original, e melhor direção de arte.

Curiosidades:

  • Cesar Romero, com Febre paratifoide, foi substituído por Leonid Kinskey. A ausência desse ator, em Serenata Tropical, reduziu o número de membros, do elenco latino-americanos, deixando apenas Carmen Miranda para dar uma sensação de autenticidade no primeiro filme do ciclo latino que a 20 th Century Fox produziria.
  • O filme de 1940 é o retrato de uma época: a Argentina era um país rico, tinha a maior economia da América Latina, e um PIB quatro vezes maior do que o do Brasil.
  • Lançado nos Estados Unidos, em 11 de outubro de 1940, o filme foi um grande sucesso comercial, e arrecadou $2 milhões de dólares, naquele ano.

Ficha técnica

Título: Serenata Tropical
Título Original: Down Argentine Way
Ano: 1940
Direção: Irving Cummings
Roteiro: Darrell Ware, Karl Tunberg, Rian James, Ralph Spence
Gênero: Comédia/Romance/Musical
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Don Ameche

Ricardo Quintana

Betty Grable

Glenda Crawford

Carmen Miranda

Carmen Miranda

Kay Aldridge

Helen Carson

Charlotte Greenwood

Binnie Crawford

J. Carrol Naish

Casiano

Henry Stephenson

Don Diego Quintana

Leonid Kinskey

Tito Acuna

Chris-Pin Martin

Esteban

Robert Conway

Jimmy Blake

Gregory Gaye

Sebastian

Bobby Stone

Panchito

 Motivos para ver o Filme: Serenata tropical com Carmem Miranda

Bom motivo para ver esse filme, é que demostra bem, como questões particulares podem afetar os negócios. Após assisti-lo, convidar a turma para uma reflexão sobre isso irá ajudar muito, a compreender problemas de relacionamento.

Uma noite no rio – Carmem Miranda melhores filmes

Este foi o primeiro papel com falas de Carmen Miranda no cinema americano, e sua estreia como uma atriz reconhecida.

Depois do fiasco de Serenata Tropical na America Latina, a preocupação da 20th Century Fox seria portanto, agradar tanto aos sul-americanos, quanto aos norte-americanos, e isso levou portanto, o estúdio a submeter o script de Uma Noite no Rio à Embaixada brasileira, que, de fato, censurou várias cenas consideradas “pouco convincentes”.

Sinopse do filme: Uma noite no Rio

No Rio de Janeiro, o barão Manuel Duarte, um homem pervertido, ao se encontrar em sérias dificuldades financeiras, precisaria viajar, até Buenos Aires, para que pudesse, conseguir um empréstimo.

Na tentativa de evitar suspeitas, do que o barão estaria fazendo, seus sócios contrataram como sósia Larry Martin, um ator, muito parecido com o barão.

A baronesa Cecilia Duarte fica sabendo da história.Desta forma,acaba pedindo para que Martin,continue se apresentando como seu marido. Portanto, é aí que começam as complicações.

Prêmios:

  • Indicado para o Oscar de 1941, na categoria de melhor trilha sonora original.

Curiosidades:

  • A Fox também requisitou, junto ao Departamento de Imprensa e Propaganda do governo Vargas, fotografias do Rio de Janeiro para assegurar uma recriação fiel dos sets.
  • Uma Noite no Rio marcou o sexto e último trabalho de Faye e Don Ameche.
  • Faye e Ameche gravaram uma versão de Chica, Chica Boom Chic, como um número de dança, mas apenas a sequência com Carmen Miranda e Ameche foi liberada para o filme.
  • O roteiro foi apresentado ao embaixador do Brasil em Washington, DC, que o aprovou e declarou que seria “um tipo de filme útil para as relações das América do Norte e do Sul”.

Ficha Técnica do filme : Uma noite no Rio

Elenco:

Alice Faye

Baronesa Cecilia Duarte

Don Ameche

Larry Martin / Barão Manuel Duarte

Carmen Miranda

Carmen

S.Z. Sakall

Arthur Penna

J. Carrol Naish

Machado

Curt Bois

Felicio Salles

Leonid Kinskey

Monsieur Pierre Dufond

Frank Puglia

Pedro

Lillian Porter

Luiza

Maria Montez

Inez

Georges Renavent

Embaixador

Eddie Conrad

Alfonso

Fortunio Bonanova

Pereira

Motivos para ver o Filme: Uma noite no Rio com Carmem Miranda

Esse filme destaca bastante o Rio de Janeiro na concepção americana. Fala de oportunismo e infidelidade, e ainda da malandragem ali. Muito bom para ser usado para analise critica sobre a cultura carioca.

Minha secretária brasileira – Carmem Miranda melhores filmes

Como ocorreu com os outros filmes hollywoodianos de Carmen Miranda, Minha Secretária Brasileira foi recebido com uma oscilação entre fascínio e repulsa pelo público e pela crítica no Brasil.Carmem Miranda - Melhores filmes 3

Sinopse do filme: Secretária brasileira com Carmem Miranda

A estrela de teatro Vicky Lane (Betty Grable), acreditando ter sido traída, pelo seu parceiro e namorado Dan Christy (John Payne), foge para o Canadá e volta a fazer shows de danças com seu velho companheiro, Victor Prince (Cesar Romero). Querendo reconquista-la Dan terá a ajuda de Rosita Murphy (Carmen Miranda), sua recém contratada secretária brasileira.

Curiosidades:

  • Os registros legais revelam que, em 1946, o estúdio pretendia filmar um outro remake, intitulado Autumn in Acapulco, mas essa versão nunca foi produzida.
  • Grable estrelaria junto com Dick Powell uma versão deste filme no programa Lux Radio Theatre em 1944 pela CBS Radio. Carmen Miranda também participou desta versão, nele ela apresenta a canção Tico-tico no Fubá, que se tornaria uma de suas mais conhecidas canções.
  • Lançado nos cinemas em 11 de novembro de 1942, o filme arrecadou US$ 2 milhões somente nos Estados Unidos.

Ficha Técnica do filme : Minha secretária brasileira

Título: Minha Secretária Brasileira
Título Original: Springtime in the Rockies
Ano: 1942
Direção: Irving Cummings
Roteiro: Walter Bullock, Ken Englund, Jacques Théry, Philip Wylie
Gênero: Musical
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco:

Betty Grable

Vicky Lane

Carmen Miranda

Rosita Murphy

John Payne

Dan Christy

Cesar Romero

Victor Prince

Charlotte Greenwood

Phoebe Gray

Edward Everett Horton

McTavish

Harry James e Music Makers

Eles mesmos

Bando da Lua

Os seis irmãos de Rosita

 

 

Motivos para ver o Filme:

Dentre os motivos para ver esse filme, está o de ele é bem interessante, para mostrar ao publico,o sacrifício que alguém pode fazer para se dar bem na vida. Você precisa assisti-lo

Copacabana -Carmem Miranda melhores filmes

Esse  filme foi idealizado, quando os diretores da United Artists, sugeriram  a companhia, devia tratar da produção de alguns filmes musicais, para aquele ano. Foi então que George Frank, com os dirigentes do Copacabana, resolveu que Carmen Miranda apareceria  no  filme, e que o importante Night club, deveria servir de cenário para a mesma.

Carmem Miranda - Melhores filmes 4

Sinopse do filme: Copacabana com Carmem Miranda

O eterno anarquista Groucho Marx contracena com a Pequena Notável numa divertida comédia musical sobre o empresário espertalhão que consegue arrumar dois empregos para sua única cliente. Mas, para isso, ela terá que se disfarçar e agir como duas pessoas distintas, pois o emprego é no mesmo Night-club.

Curiosidades:

  • O filme marca a primeira aparição de Groucho Marx sem seus irmãos, esse seria também o seu último; com o fim das gravações de “Copacabana”, Groucho faria apenas participações especiais em alguns outros longas-metragens, e iria pouco tempo mais tarde iniciar sua extensa carreira na televisão.
  • Desesperada para mudar sua imagem e assumir outros papeis no cinema, a atriz e cantora Carmen Miranda comprou seu contrato com a 20th Century Fox por 75 mil dólares no ano de 1946, ela queria romper com o estereótipo da “Brazilian Bombshell” que havia sido criado pelo estúdio ao longo dos anos da Política de Boa Vizinhança.
  • Em meados de fevereiro 1947, o produtor Sam Coslow estava considerando refilmar as cenas em que Carmen Miranda aparece loura, por causa de cartas de fãs brasileiros, afirmando que eles prefeririam ela morena. As cenas foram refeita e inserida apenas para exibição do filme na América do Sul. O filme foi relançado em julho de 1972.

Ficha Técnica do filme : Copacabana com Carmem Miranda

Titulo: Copacabana
Titulo Original: Copacabana
Ano: 1947
Direção: Alfred E. Green
Roteiro: László Vadnay, Howard Harris, Allen Boretz, Sydney Zelinka
Gênero: Comédia/Musical
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco:

Carmen Miranda

Carmen Novarro / Mademoiselle Fifi

Groucho Marx

Lionel Q. Deveraux

Steve Cochran

Steve Hunt

Andy Russell

Ele mesmo

Gloria Jean

Anne Stuart

Abel Green

Ele mesmo (colunista)

Louis Sobol

Ele mesmo (colunista)

Earl Wilson

Ele mesmo (colunista)

Ralph Sandford

Liggett, agente

De Castro Sisters

Elas mesmas

Motivos para ver o Filme:

Fantástico, bem humorado e criativo, esse filme portanto, mostra entradas e saídas em situações difíceis, tais quais muitas pessoas enfrentam ao longo da vida. Você não pode perder.

Fim

Aqui terminamos mais um catálogo dos melhores filmes, agora com Carmem Miranda. Se você está gostando de ossas postagens, e deseja conhecer mais sobre o universo dos filmes antigos e marcantes, continue nos acompanhando no Demonstre. Temos muito mais para você!

Um grande abraço, e até breve!

Vídeo: Póstumos - Numo Rama - Entrevista

Vídeo: Póstumos – Numo Rama – Entrevista

10 Brincadeiras para Fazer com o Namorado 1

10 Brincadeiras para Fazer com o Namorado