It: A coisa é uma obra clássica de Stephen King adaptada para o cinema, contando a história sobre desaparecimentos de crianças na cidade de Derry no Maine, sendo que um grupo de crianças chamado “perdedores” se juntam para enfrentar o problema, o que eles não contavam era qual coisa que causava os acontecimentos tocando o terror por toda a cidade.

A adaptação teve seu marco no cinema, mas com ela muitas diferenças entre o livro e o filme muito importantes.

Confira pontos diferentes dos dois capítulos completos:

*Contém spoilers *

It realmente é um palhaço?

Livro: Ele não é necessariamente um palhaço e, sim uma entidade que mostra de acordo com o medo mais atual dessa pessoa.

Filme: O filme mostra várias entidades, mas quem ganha muita atenção é o palhaço um apelo maior devido ao marketing que isso foi o natural por mais que gostemos da história ela precisa convencer e ser vendida de alguma forma.

Richie, por exemplo, no livro seu medo é de lobisomem, porque passava na época um filme sobre o ser sobrenatural e, no filme eles fazem de fato ele ter medo de palhaços.

Ben também, no livro ele tem medo de múmias que se passava também no ano em quem a Múmia estava em cartaz, eles mudaram isso, acredito que pela cronologia, pois, o filme se passa na década de 80 e o livro na década de 50, fazendo o garoto ter medo de vítimas da explosão que houve na siderúrgica de Derry.

Mike é o bibliotecário

Livro: Mike é o único que permanece em Derry de todos os outros e, vira bibliotecário fazendo ele se aprofundar mais na história da cidade e acaba sabendo tudo.

Filme: No lugar de Mike quiseram colocar o Ben como o garoto que pesquisou tudo sobre os acontecimentos. Uma possível teoria é que no capítulo dois quem fique em Derry seja Ben e não Mike.

Para não deixar Mike muito fora de contexto eles colocaram que o que assombra o garoto é a morte de seus pais que morreram queimados, enfim como não tinha condições de contar a história de cada um bem detalhadamente, eles mudaram o foco.

Só no final da luta entre o palhaço que aparece para Ben uma múmia- possível easter egg? Talvez!

Morte de Henry Bowers e Patrick Hockstetter em vão

Livro: Por mais que Patrick Henry sejam adolescentes psicopatas e de personalidade muito ridícula de caráter eles aprontam muito com o clube, sendo importante para vários desfechos dos capítulos, tanto é que Henry volta a perturbar os perdedores na fase adulta e, isso se torna importante.

Filme: Foi muito em vão a morte dos personagens, cortaram totalmente os problemáticos e, logo de cara morreram- se Henry estiver vivo depois daquela bela queda no poço isso vai ter que ser bem explicado.

Descobrindo a origem da coisa

Livro: Eles acabam descobrindo a origem da coisa, através de uma fumaça alucinógena, no abrigo mesmo e passam a ter visões e começam a descobrir tudo- é uma parte que se entende pelo fato de “oh meu Deus, são drogas e isso pega mal para as crianças”, mas é importante pro desfecho e não ter isso no filme causou uma decepção.

Filme: Ficou meio despercebido isso no filme, no mais eles descobrem seu esconderijo e o que houve na explosão da siderúrgica porém, fica apagado a real história.

A orgia das crianças

Livro: O ato é bem polêmico e acontece quando as crianças estão no esgoto logo que derrotam Pennywise, eles começam a se desunir e queriam se conectar de novo, porque sabiam que se isso os acontecesse não iriam sair vivos, então a Bervely cria uma ideia: fazer sexo com todos os garotos e isso acontece realmente no livro.

Stephen King teve uma justificativa de que Bervely estava passando pela adolescência para a vida adulta e queria se livrar daquela corrente com o pai dela que a abusava constantemente, e no esgoto eles queriam se conectar. Todo esse fator até acaba tendo sentido, mas sinceramente foi uma cena desnecessária e que King colocou isso só pra chocar os leitores, porque tinha muitos fatores X para ocorrer outro plano.

*Essa parte não afeta o restante do livro em nenhum momento.

Filme: O diretor (Andy Muschietti) deixou claro que iria ficar muito polêmico a cena e, sem necessidade no enredo. Uma forma muito mais prestativa de usar Bervely, foi ela ser pega por Pennywise logo após a cena do banheiro e levado ela para o poço-esse ponto foi a chave para os meninos se unirem novamente e irem resgatá-la e em minha opinião se encaixaria melhor com o livro do que o capítulo da orgia e, sendo outra alternativa muito melhor.

Tartaruga do bem

Livro: A figura de uma tartaruga é tão poderosa quanto Pennywise, uma entidade sendo a única capaz de derrotar a coisa, sendo que essa tartaruga é mencionada no livro inteiro.

Filme: Não falam nada ou sequer aparece a tartaruga, só ocorre alguns easter eggs, como no lago que Bill diz que tem uma tartaruga perto deles e quando o próprio vai para o quarto de Georgie e pega uma espécie de brinquedo lego no formato de uma tartaruga e, acabam derrotando o palhaço por luta corporal mesmo- possivelmente pode ter essa entidade do bem no capítulo dois.

De outras e muitas formas o livro sempre vai ser mais interessante porém, faço um apelo ao filme por vários fatores, mesmo mudando a cronologia eles não esqueceram de mudar os pontos e também a famosa cena polêmica, a conclusão é que de um fator contribuiu para uma boa produção com a ajuda real do livro.

Veja: It: A coisa 2 tem a cena mais sangrenta vista num filme de terror

It: A coisa é uma obra clássica de Stephen King adaptada para o cinema, contando a história sobre desaparecimentos de crianças na cidade de Derry no Maine, sendo que um grupo de crianças chamado “perdedores” se juntam para enfrentar o problema, o que eles não contavam era qual coisa que causava os acontecimentos tocando o terror por toda a cidade.

A adaptação teve seu marco no cinema, mas com ela muitas diferenças entre o livro e o filme muito importantes.

Confira pontos diferentes dos dois capítulos completos:

*Contém spoilers *

It realmente é um palhaço?

Livro: Ele não é necessariamente um palhaço e, sim uma entidade que mostra de acordo com o medo mais atual dessa pessoa.

Filme: O filme mostra várias entidades, mas quem ganha muita atenção é o palhaço um apelo maior devido ao marketing que isso foi o natural por mais que gostemos da história ela precisa convencer e ser vendida de alguma forma.

Richie, por exemplo, no livro seu medo é de lobisomem, porque passava na época um filme sobre o ser sobrenatural e, no filme eles fazem de fato ele ter medo de palhaços.

Ben também, no livro ele tem medo de múmias que se passava também no ano em quem a Múmia estava em cartaz, eles mudaram isso, acredito que pela cronologia, pois, o filme se passa na década de 80 e o livro na década de 50, fazendo o garoto ter medo de vítimas da explosão que houve na siderúrgica de Derry.

Mike é o bibliotecário

Livro: Mike é o único que permanece em Derry de todos os outros e, vira bibliotecário fazendo ele se aprofundar mais na história da cidade e acaba sabendo tudo.

Filme: No lugar de Mike quiseram colocar o Ben como o garoto que pesquisou tudo sobre os acontecimentos. Uma possível teoria é que no capítulo dois quem fique em Derry seja Ben e não Mike.

Para não deixar Mike muito fora de contexto eles colocaram que o que assombra o garoto é a morte de seus pais que morreram queimados, enfim como não tinha condições de contar a história de cada um bem detalhadamente, eles mudaram o foco.

Só no final da luta entre o palhaço que aparece para Ben uma múmia- possível easter egg? Talvez!

Morte de Henry Bowers e Patrick Hockstetter em vão

Livro: Por mais que Patrick Henry sejam adolescentes psicopatas e de personalidade muito ridícula de caráter eles aprontam muito com o clube, sendo importante para vários desfechos dos capítulos, tanto é que Henry volta a perturbar os perdedores na fase adulta e, isso se torna importante.

Filme: Foi muito em vão a morte dos personagens, cortaram totalmente os problemáticos e, logo de cara morreram- se Henry estiver vivo depois daquela bela queda no poço isso vai ter que ser bem explicado.

Descobrindo a origem da coisa

Livro: Eles acabam descobrindo a origem da coisa, através de uma fumaça alucinógena, no abrigo mesmo e passam a ter visões e começam a descobrir tudo- é uma parte que se entende pelo fato de “oh meu Deus, são drogas e isso pega mal para as crianças”, mas é importante pro desfecho e não ter isso no filme causou uma decepção.

Filme: Ficou meio despercebido isso no filme, no mais eles descobrem seu esconderijo e o que houve na explosão da siderúrgica porém, fica apagado a real história.

A orgia das crianças

Livro: O ato é bem polêmico e acontece quando as crianças estão no esgoto logo que derrotam Pennywise, eles começam a se desunir e queriam se conectar de novo, porque sabiam que se isso os acontecesse não iriam sair vivos, então a Bervely cria uma ideia: fazer sexo com todos os garotos e isso acontece realmente no livro.

Stephen King teve uma justificativa de que Bervely estava passando pela adolescência para a vida adulta e queria se livrar daquela corrente com o pai dela que a abusava constantemente, e no esgoto eles queriam se conectar. Todo esse fator até acaba tendo sentido, mas sinceramente foi uma cena desnecessária e que King colocou isso só pra chocar os leitores, porque tinha muitos fatores X para ocorrer outro plano.

*Essa parte não afeta o restante do livro em nenhum momento.

Filme: O diretor (Andy Muschietti) deixou claro que iria ficar muito polêmico a cena e, sem necessidade no enredo. Uma forma muito mais prestativa de usar Bervely, foi ela ser pega por Pennywise logo após a cena do banheiro e levado ela para o poço-esse ponto foi a chave para os meninos se unirem novamente e irem resgatá-la e em minha opinião se encaixaria melhor com o livro do que o capítulo da orgia e, sendo outra alternativa muito melhor.

Tartaruga do bem

Livro: A figura de uma tartaruga é tão poderosa quanto Pennywise, uma entidade sendo a única capaz de derrotar a coisa, sendo que essa tartaruga é mencionada no livro inteiro.

Filme: Não falam nada ou sequer aparece a tartaruga, só ocorre alguns easter eggs, como no lago que Bill diz que tem uma tartaruga perto deles e quando o próprio vai para o quarto de Georgie e pega uma espécie de brinquedo lego no formato de uma tartaruga e, acabam derrotando o palhaço por luta corporal mesmo- possivelmente pode ter essa entidade do bem no capítulo dois.

De outras e muitas formas o livro sempre vai ser mais interessante porém, faço um apelo ao filme por vários fatores, mesmo mudando a cronologia eles não esqueceram de mudar os pontos e também a famosa cena polêmica, a conclusão é que de um fator contribuiu para uma boa produção com a ajuda real do livro.

Veja: It: A coisa 2 tem a cena mais sangrenta vista num filme de terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20