A genialidade por trás de Community [Review]

Em 2009, foi lançada a série televisiva Community. Criada pelo escritor e produtor americano Dan Harmon, essa sitcom (com formato alternativo) conquistou muitos fãs por todo o mundo, ainda que não muito conhecida no Brasil.

community-logo-5501-300x134-5055394-4105377

A inteligência da série está principalmente na construção dos personagens. Harmon conseguiu criar pessoas completamente diferentes que por motivos alternos têm de atender à uma faculdade comunitária chamada Greendale Community College. Cada personagem tem sua personalidade única, mas uma coisa lhes aparece em comum: são um “bando de desajustados”, estudando juntos na faculdade mais desajustada do país.

Faculdades comunitárias nos EUA são faculdades mais acessíveis, com preços econômicos para quem não consegue pagar uma grande universidade. Assim, é uma espécie de colégio transitório, com matérias secundárias para obtenção de créditos para o curso de uma maior graduação. O problema é que o diretor do lugar leva esse lema de acessibilidade longe demais, como podemos ver até mesmo no slogan da escola:

“Greendale: You’re already accepted.”

“Greendale: Você já foi aceito.

Descrever o cotidiano em Greendale é impossível. E grande parte do humor da série está nesse lugar. É randômico, é louco, é non-sense, e apresenta desde aulas de Sorvete e Como Segurar Sua Respiração, até uma espécie de máfia secreta de Reparadores de Air Condicionado. Tudo isso administrado pelo reitor Craig (Dean, para os íntimos), um homem sensível e com uma opção sexual realmente questionável.

flag-300x170-6083519-8105269

Apesar disso, o foco da série está no grupo de estudos formado para estudar Espanhol, e que se torna em algo muito maior. Essa união se dá quando o narcisista e mulherengo Jeff Winger, um respeitável advogado que perdeu sua carreira brilhante ao descobrirem que seu diploma era falso, finge ser professor de Espanhol para chamar a atenção da Britta Perry, uma ativista (conhecida por ser chata) que se envolve em qualquer causa para satisfazer seu desejo pessoal de (achar que) ajuda a humanidade. Porém, ao chegar na sala de estudos, percebe que Britta chamou mais pessoas e seu plano vai por água a baixo. Mas com certeza, nenhum deles algum dia imaginou que virariam tão amigos.

2x22_jeff_and_britta-300x168-6878048-7799868

Um grande diferencial da série, é a gigantesca quantidade de referências nerds e cinematográficas, trazidas por Abed Nadir, um cinéfilo ferrenho que acha que vive numa sitcom (olhe só), que tem dificuldades sociais e Síndrome de Asperger. Isso o faz criar todo um mundo dentro de sua cabeça, com teorias inimagináveis e a capacidade de imitar e compreender qualquer ator (exceto pelo Nicolas Cage). Tem um bromance com Troy Barnes, um ex-jogador de futebol americano, não muito inteligente, mas que partilha das aventuras mentais e cômicas de Abed.

tumblr_inline_nxkczcpbet1qgp297_540-300x169-9755022-8400459

Ainda temos Shirley Bennett, uma mulher com dois filhos, altamente religiosa e manipuladora, Pierce Hawthorne, um velho rico, tarado, racista e xenófobo, dono de uma indústria de lenços, e Annie Edison, uma jovem ingênua e inteligente, que perdeu sua carreira brilhante porque ficou viciada em Adderall, e teve a chance de recuperar indo pra Greendale.

1x22-pierce_kicked_out_britta_jeff_abed_annie_guitar-300x225-6544114-5980589

Talvez você conheça esse chinês do grande Se Beber Não Case; sim, esse comediante/ator é presente nessa série também. Chang é um professor/ditador de Greendale, definitivamente o mais non-sense, maléfico, randômico e insano personagem de toda a televisão. Dono de algumas melhores cenas da série, e também responsável pelo viral meme: “Haa, Gaaaay!”

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=YaG5SAw1n0c]

Community é uma série que apresenta quebra da 4ª parede, e cada episódio é diferente um do outro. Os temáticos são ainda mais fenomenais, alguns tratando-se de diferentes temas aonde muda-se o formato do próprio episódio, com especiais de RPG’s, Stop-Motion, Halloween, linhas de tempo, Guerras de Paintball, fortes de travesseiros, universos paralelos, e todo um aparato de ideias canalizadas em diferentes histórias vivenciadas por esses exóticos personagens.

E você, o que tá faltando pra começar essa hilária série?

Community se encerrou em 2015, mas a produção de um filme está a caminho.

community-s1-232x300-9563069-1727494

Equipe Cinerama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20