Conteúdo ocultar

Alfred Hitchcock, é um clássico exemplo de que o tipo de criação a qual se tem na infância, influenciará o resto de sua vida. Criado rigorosamente com princípios católicos e doutrinas Jesuítas, esse ator trouxe para as telas expressões e sentidos agregados em sua personalidade.

Alfred Hitchcock – Melhores filmes

alfred-4926961-7039925-3137217

Quem assiste aos filmes de Alfred Hitchcock, percebe logo como os atos, considerados socialmente incorretos, são punidos. Tudo o que lhe aconteceu quando pequeno, o inspirou e por certo, foi responsável pela identidade artística de Hitchcock, levando a oferecer incrível filmes de suspense para os fãs.Portanto, que tal conhecermos um pouco sobre ele?

Quem foi Alfred Hitchcock

Alfred Joseph Hitchcock, nasceu em 13 de agosto de 1899, em Londres, Inglaterra, Reino Unido. Ele foi um cineasta britânico. Considerado o “Mestre dos filmes de suspense”, foi pioneiro em muitas técnicas do gênero, também foi um dos mais conhecidos e populares realizadores de todos os tempos.

Ele era filho de Emma e William Hitchcock, um vendedor de frutas e verduras os quais, além de Alfred tinha mais dois filhos. A figura de seu pai esteve sempre presente. Quando tinha cinco anos, ele o enviou à polícia com uma carta e um policial ao terminar de ler trancou Hitchcock em uma cela por alguns minutos, dizendo: “Isto é o que se faz com as crianças más.”

Hitchcock nunca entendeu a razão para esta piada, porque seu pai o chamava de seu “cordeiro sem manchas”. Sua infância foi disciplinada e um tanto solitária.

O impacto do catolicismo em sua vida ocorreu durante os seus anos de escola, no Convento Howrah, em Poplar.

Educação de Alfred hitchcock

O centro jesuíta deixou uma profunda impressão em Hitchcock. Hitchcock se explicaria anos depois:

“O método de punição, é claro, foi muito dramático. O aluno devia decidir quando ir para a punição imposta a ele. Devia se dirigir para a sala especial onde estava o sacerdote encarregado de aplicar a punição.

Era algo como ir para a sua execução. Eu acho que foi mau. Eles não usavam o mesmo tipo de cinto que assolavam as crianças em outras escolas, era um de borracha”.

Hitchcock lembrava desses anos com amargura e ao mesmo tempo como uma grande influência em seu trabalho. “Se você tiver sido educado com os jesuítas como eu fui, esses elementos seriam importantes. Eu me sentia aterrorizado pela polícia, pelos jesuítas, pela punição, por um monte de coisas. Estas são as raízes do meu trabalho.”

filme-8883271-4825512-9441016

 A inserção de Alfred hitchcock no cinema

Em 1920, aos vinte e um anos, o jovem Hitchcock leu em uma revista que uma empresa de cinema dos Estados Unidos, a Famous Players-Lasky Company, iria criar um estúdio em Londres.

Hitchcock apresentou-se nos escritórios da Famous, levando consigo alguns esboços de letreiros para filmes mudos, que tinha projetado com a ajuda de seu chefe, no departamento de publicidade da Henley. Imediatamente, a empresa o contratou como desenhista de letreiros.

No primeiro ano trabalhou como letrista, em vários filmes, e no ano seguinte passou a ser responsável por cenários, e pequenos diálogos em novos filmes. Ele escrevia sob a direção de George Fitzmaurice, que também lhe ensinou as primeiras técnicas de filmagem.

Seu primeiro amor

Nos estúdios, Hitchcock conheceu Alma Reville, uma rapariga da mesma idade, nascida em Nottingham. Extremamente pequena e magra, e grande fã de cinema, ela trabalhou nos estúdios de uma empresa londrina desde os 16 anos, a Film Company, e logo passou a trabalhar na Famous.

Alma e Hitchcock colaboraram em vários filmes dirigidos por Graham e Cutts, e em 1923 viajaram para a Alemanha para produzir um filme cujo roteiro ele mesmo havia escrito, The prude’s fall. No navio de retorno a Inglaterra, Hitchcock declarou-se a Alma e logo iniciaram um longo noivado.

Nos primeiros anos trabalharam juntos em filmes da produtora de Michael Balcon, a Gainsbouroug Pictures Ltda., como por exemplo The blackguard, um filme para o qual ele teve que viajar diversas vezes para a Alemanha, circustância em que aproveitou para conhecer a obra dos grandes diretores alemães da época, como Fritz Lang e Erich von Stronheim.

Primeiros filmes a dirigir

Em 1925, Balcon lhe propôs dirigir uma co-produção anglo-alemã intitulada The Pleasure Garden. Era sua primeira oportunidade como diretor. O resultado, agradou os dirigentes do estúdio e naquele mesmo ano ele veio a dirigir outros dois filmes:

The mountain eagle (que não existe mais, o que apenas sobrou foram seis fotos) The Lodger: A Story of the London Fog, foi seu início no suspense, que mostra a história de uma família que desconfia que seu inquilino seja Jack, o Estripador. O três filmes estrearam em 1927.

Em 2 de dezembro de 1926, casou-se com Alma de acordo com rituais católicos, e se estabeleceram em Cromwell Road, em Londres. Na estreia, os filmes foram bem recebidos pelo público e críticos. Neles, o diretor aparecia discretamente como figurante, sem ser incluído como parte do elenco ou roteiro, era a sua maneira de assinatura em seus filmes, que mais tarde se tornou tão popular.

Sucesso

Em 1929, Hitchcock obteve o seu primeiro sucesso no Reino Unido com Blackmail, filme este que abriria um período de vários clássicos do suspense dirigidos por ele ainda em solo britânico.

Em 1933 foi trabalhar na Gaumont-British Picture Corporation, e o seu primeiro filme para a companhia chamou-se The Man Who Knew Too Much (O Homem que Sabia Demais), de 1934, que seria refilmado em 1956 com outros atores.

Hitchcock estabeleceu algumas inovações que caracterizaram seu estilo, uma delas é a introdução de um recurso de roteiro que virou uma de suas marcas registradas, o personagem inocente que é perseguido ou punido por um crime que não cometeu.

Cidadania  EUA

Ele se mudou para Hollywood em 1939 e tornou-se um cidadão dos EUA em 1955. Durante uma carreira de mais de meio século, Hitchcock criou para si estilo de direção distinta e reconhecível.

Ele criava takes que maximizavam a ansiedade, o medo ou a empatia, e utilizou um sistema de edição inovador. Suas histórias, muitas vezes apresentam fugitivos no dentro da lei ao lado de personagens femininas “loiras frias”.

Filmes de Hitchcock também trazem muitos temas da psicanálise e apresentam fortes conotações sexuais. Através de suas aparições em seus próprios filmes , entrevistas, trailers, e o programa de televisão Alfred Hitchcock Presents, ele tornou-se um ícone cultural.

Hitchcock dirigiu mais de cinqüenta filmes em uma carreira de seis décadas. Muitas vezes considerado como o maior cineasta britânico, ele ficou em primeiro lugar em uma pesquisa de críticos de cinema de 2007 no jornal britânico Daily Telegraph, que afirmou:

Fim de carreira e partida

“Sem dúvida o maior cineasta a emergir destas ilhas, Hitchcock fez mais do que qualquer diretor na composição do cinema moderno, que seria totalmente diferente sem ele. Seu talento era para a narrativa, que cruelmente retinha as informações cruciais, e envolvia as emoções do público como nenhum outro”.

A revista MovieMaker o descreveu como o cineasta mais influentes de todos os tempos e é amplamente considerado como um dos artistas mais importantes do cinema.

Em 1980 Alfred Hitchcock recebeu a KBE da Ordem do Império Britânico, das mãos da Rainha Elizabeth II. Ele morreu quatro meses depois, de insuficiência renal, em sua casa em Los Angeles. O corpo de Hitchcok foi cremado, e suas cinzas espalhadas.

Confira a seguir, os seus melhores filmes.

Valsas de Viena (1934)- Alfred hitchcock

A paixão, o ciumes e a necessidade de expor o talento estão presentes nesse filme, portanto, vala a pena assistir.

valsa-300x262-2911973-6873744-5564908

Sinopse do filme Valsas de Viena Alfred Hitchcock

Johan Strauss Jr. é forçado por seu pai a esquecer a música e ir trabalhar em uma confeitaria. Lá ele se apaixona por Resi, uma ciumenta garota que tenta impedir que ele componha uma valsa para a rica condessa, após um pedido especial.

Ficha técnica do filme: Valsas de Viana

Título: Valsas de Viena
Título Original: Waltzes from Vienna
Ano: 1934
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Claude Allain, Guy Bolton, H. Reichert, Alma Reville
Gênero: Comédia/Drama/Musical/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco:

Jessie Matthews

Rasi

Edmund Gwenn

Johann Strauss

Fay Compton

Condessa Helga von Stahl

Esmond Knight

Johann Strauss, novo

Frank Vosper

Principe Gustav

Robert Hale

Ebezeder

Charles Heslop

Valet

Hindle Edgar

Leopold

Marcus Barron

Drexter

Betty Huntley-Wright

Lady’s Maid

 

Motivos para ver o filme Valsas de Viana

Uma sensação de estar vivendo em um tempo  onde amor, arte e fantasia se encontra, e criam notas musicais. Por esses e outros motivos,você precisa assistir essa maravilha!

Os 39 Degraus (1935)- Alfred hitchcock

Os 39 Degraus é o segundo filme (depois do filme mudo The Lodger) em uma linha de filmes de Hitchcock com base em um homem inocente que é forçado a fugir. você precisa assisti-lo e saboreá-lo.

39-degraus-210x300-3999597-7764150-9537524

Sinopse do filme: Os 39 Degraus (1935)- Alfred hitchcock

Richard Hannay faz uma viagem a passeio do Canadá para Londres. Ele vai ao show “Mr memória” em um teatro, no final do show ele conhece Annabella Smith, uma mulher estranha que está sendo perseguida por agentes secretos.

Ele aceita esconde-la em seu apartamento, mas nessa noite ela é assassinada. Temendo ser acusado pelo assassinato da garota, Hannay corre para tentar quebrar a rede de espionagem.

Curiosidades:

  • O filme é baseado na obra homônima de John Buchan.
  • O filme estabeleceu o termo Inglês ‘Hitchcock Blonde’ Madeleine Carroll como sendo sua modelo fria e elegante, o crítico de cinema Roger Ebert escreveu: “As personagens femininas em seus filmes refletiram as mesmas qualidades.
  • Elas eram loira, geladas e distantes. Elas foram presas em trajes de moda, combinados com fetichismo. Fascinavam os homens, que muitas vezes tinham deficiências físicas ou psicológicas. Cedo ou tarde, todos as heroinas de Hitchcock passaram por alguma humilhação”.

Ficha técnica do filme os 39 degraus

Título: Os 39 Degraus
Título Original: The 39 Steps
Ano: 1935
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Charles Bennett, John Buchan
Gênero: Drama/Policial/Suspense
Nacionalidade: Inglaterra

Elenco

Robert Donat

Richard Hannay

Madeleine Carroll

Pamela

Lucie Mannheim

Srta. Annabella Smith

Godfrey Tearle

Professor Jordan

Peggy Ashcroft

Margaret

John Laurie

John

Helen Haye

Sra. Louisa Jordan

Motivos para ver o filme

Muito suspense, os mistérios para serem desvendados irão lhe surpreender, vale a pena assistir!

Agente Secreto (1936)- Alfred hitchcock

Para aqueles que são obcecados por filmes de agentes secretos, uma excelente opção para assistir e se divertir, vamos lá?

ss-300x237-9987054-7976161-4358706

Sinopse do filme: Agente secreto com Alfred hitchcock

Em meio à Primeira Guerra Mundial, o soldado Ashenden (John Gielgud) é convocado pelo Serviço Secreto Britânico para assassinar um espião alemão. Para ajuda-lo, entram em cena o General (Peter Lorre), e Elsa (Madeleine Carroll).

Enquanto procuram o inimigo, tanto Ashenden quanto Elsa, temerosos de matar um homem, ficam em dúvida se devem continuar a missão ou não.

Curiosidades:

  • O filme é baseado em dois dos sete contos do livro Ashenden, O traidor e O mexicano careca, e também de uma peça teatral de Campbell Dixon. Naquela época não era incomum que serviços de inteligencia contratassem escritores como agentes. Ashenden foi baseado em casos e pessoas reais.
  • O principal protagonista é identificado por uma única letra, uma ideia que foi usada décadas depois por Ian Fleming quando escreveu as histórias de James Bond.

Ficha técnica do filme Agente secreto

Título: Agente Secreto
Título Original: Secret Agent
Ano: 1936
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Campbell Dixon, W. Somerset Maugham, Charles Bennett, Ian Hay , Alma Reville, Jesse Lasky Jr.
Gênero: Mistério/Suspense
Nacionalidade: Inglaterra

Elenco

John Gielgud

Ashenden

Peter Lorre

O General

Madeleine Carroll

Elsa

Robert Young

Robert Marvin

Percy Marmont

Caypor

Florence Kahn

Sra. Caypor

Motivos para ver o filme Agente secreto

Geralmente os filmes com agentes secretos são fantásticos! Mas, para que assiste esse , se depara logo, com a ideia inspiradora, a qual posteriormente, permitiu a criação do James Bond !

A Dama Oculta (1938)- Alfred Hitchcock

Esse filme mostra, como imagens ocultas em nossa mente, podem parecer tão reais, que podem deixar uma pessoa confusa entre a fantasia e a realidade.

lady-300x225-1497145-4494443-9280611

Sinopse do filme: A dama oculta de Alfred Hitchcock

Em uma pequena cidade da Europa, um grupo de passageiros fica retido por causa de uma forte nevasca. Eles dormem em uma estalagem antiga e viajam no dia seguinte. Iris Matilda, uma jovem rica e atraente toma uma pancada na cabeça antes de embarcar no trem, quem a ajuda é a Srta. Froy.

As duas embarcam e passam um tempo juntas. Mais tarde, já casada, Iris dorme. Quando acorda não consegue mais encontrar a senhora que a ajudou e ao perguntar para os outros passageiros do trem sobre ela, é surpreendida com a resposta de que ninguém nunca viu e nem ouviu falar de tal mulher.

Prêmios:

  • Hitchocock recebeu o Prêmio NYFCC de 1939, do New York Film Critics Circle Awards, na categoria de melhor diretor.

Ficha técnica do filme ” A dama oculta”

Título: A Dama Oculta
Título Original: The Lady Vanishes
Ano: 1938
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Ethel Lina White, Sidney Gilliat, Frank Launder
Gênero: Comédia/Romance/Suspense
Nacionalidade: Inglaterra

Elenco

Motivos para ver o filme

O filme nos momentos iniciais, se parece com uma comédia, que transfigura-se em  thriller de suspense. Uma joia que deve ser avaliada por críticos, por conter mensagens do inconsciente humano.

A Estalagem Maldita (1939)- Alfred hitchcock

Último filme de Alfred Hitchcock feito no Reino Unido, antes de sua mudança para Hollywood. Quando Charles Laughton foi escalado para o filme, ele insistiu para que Maureen O’Hara fosse escalada para o papel de Mary.

estala-202x300-2855160-2801885-4243756

Sinopse do filme: A estalagem maldita de Alfred Hitchcock

Situado em Cornwall, onde uma jovem órfã, Maria, é enviada para viver com a tia Patience e o tio Joss que são os proprietários do Jamaica Inn. Mary logo percebe que estalagem do tio é a base de uma gangue de sabotadores que atraem os navios para seu naufrágio na costa rochosa. A menina começa a temer por sua vida.

Curiosidades:

  • Este foi o primeiro de três filmes que Alfred Hitchcock adaptou da obra literária de Daphne du Maurier.

Ficha técnica do filme: A estalagem maldita

Título: A Estalagem Maldita
Título Original: Jamaica Inn
Ano: 1939
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Sidney Gilliat, Joan Harrison, J.B. Priestley, Daphne Du Maurier
Gênero: Aventura/Drama/Policial
Nacionalidade: Reino Unido

Elenco

Charles Laughton

Sir Humphrey Pengallan

Horace Hodges

Mordomo

Maureen O’Hara

Mary

Hay Petrie

Noivo

Frederick Piper

Agente

Emlyn Williams

Harry the Peddler

Herbert Lomas

Locatário

Clare Greet

Locatário

William Devlin

Locatário

Motivos para ver o filme

Uma excelente fonte de analise, para mostrar como funciona certos tipos de camuflagem e tráfico.

Correspondente Estrangeiro (1940) – Alfred Hitchcock

Mistério, suspense e emoção nesse filme onde um assassinato é o auge da história…

correspondente-300x240-2573670-2900040-9504966

Sinopse do filme:Correspondente Estrangeiro –

Johnny Jones é o correspondente de um jornal de Nova Iorque que viaja para a Europa usando o pseudônimo de Huntley Haverstock, quando a segunda guerra era uma realidade cada vez mais iminente.

Inicialmente ele vai para Londres mas logo está em Amsterdã, onde acaba testemunhando o assassinato de Van Meer, um diplomata holandês que possuía muitos segredos.

Prêmios:

  • Indicado ao Oscar de 1941 nas categorias de melhor filme, melhor ator coadjuvante (Albert Bassermann), melhor fotografia – preto e branco (Rudolph Maté), melhor direção de arte – preto e branco (Alexander Golitzen), melhores efeitos especiais (Paul Eagler – efeitos visuais, e Thomas T. Moulton – efeitos sonoros) e melhor roteiro original (Charles Bennett e Joan Harrison).

Curiosidades:

  • O filme foi a segunda produção de Hitchcock em Hollywood depois de deixar o Reino Unido em 1939 (o primeiro foi Rebecca – A Mulher Inesquecível).
  • Foi baseado em livro de memórias político de Vincent Sheean História Pessoal (1935), os direitos a que foram comprados pelo produtor Walter Wanger por US $ 10.000.
  • Alfred Hitchcock desejava que Gary Cooper interpretasse o personagem Johnny Jones, mas este recusou o convite por não estar interessado em estrelar um filme de suspense.
  • O jornalista, humorista e ator Robert Benchley obteve permissão para escrever suas próprias falas no filme.
  • Em suas clássicas aparições, o diretor Alfred Hitchcock surge em cena com pouco mais de 12 minutos, lendo um jornal e usando um chapéu.

Ficha técnica

Título: Correspondente Estrangeiro
Título Original: Foreign Correspondent
Ano: 1940
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Charles Bennett, Joan Harrison
Gênero: Suspense
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

George Sanders

Scott Folliott

Joel McCrea

Johnny Jones

Laraine Day

Carol Fisher

Herbert Marshall

Stephen Fisher

Albert Bassermann

Van Meer

Robert Benchley

Stebbins

Edmund Gwenn

Rowley

Ian Wolfe

Stiles

Emory Parnell

Capitão Mohican

Motivos para ver o filme: Correspondente Estrangeiro

Para aqueles que gostam de jornalismo e investigação, esse filme é um prato cheio, repleto de surpresas e emoções.

Rebecca – A Mulher Inesquecível (1940) – Alfred hitchcock

Sinopse do filme: Rebecca- a mulher inesquecível

Uma jovem de origem humilde (Joan Fontaine) se casa com um riquíssimo nobre inglês (Laurence Olivier), que ainda vive atormentado por lembranças de sua falecida esposa. Após o casamento e já morando na mansão do marido, ela vai gradativamente descobrindo surpreendentes segredos sobre o passado dele.

Prêmios:

  • Venceu o Oscar de 1941 nas categorias de melhor filme e melhor fotografia em preto-e-branco.
  • Foi indicado nas categorias melhor diretor, melhor ator (Laurence Olivier), melhor atriz (Joan Fontaine), melhor atriz coadjuvante (Judith Anderson),melhor roteiro, melhor direção de arte – preto e branco, melhores efeitos especiais, melhor edição e melhor trilha sonora.

Curiosidades:

  • Rebecca, A Mulher Inesquecível foi o primeiro filme rodado pelo diretor Alfred Hitchcock em Hollywood e foi também o único dirigido por ele que ganhou o Oscar de melhor filme.

Ficha técnica do filme: Rebecca – a mulher inesquecível

Título: Rebecca – A Mulher Inesquecível
Título Original: Rebecca
Ano: 1940
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Daphne Du Maurier, Philip MacDonald, Michael Hogan, Robert E. Sherwood, Joan Harrison
Gênero: Drama/Suspense
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Laurence Olivier

Maxim’ de Winter

George Sanders

Jack Favell

Judith Anderson

Sra. Danvers

Nigel Bruce

Major Giles Lacy

Reginald Denny

Frank Crawley

C. Aubrey Smith

Coronel Julyan

Gladys Cooper

Beatrice Lacy

Florence Bates

Sra. Edythe Van Hopper

Melville Cooper

Corone

Motivos para ver o filme Rebecca -a mulher inesquecível

Surpresas podem acontecer a todo tempo, e segredos são revelados durante a vida.Esse filme é ótimo para quem aprecia enigmas.

Suspeita (1941) – Alfred hitchcock

O medo e mistério de um casamento, diante do caráter suspeito de um marido.

suspeita-199x300-6412011-3123247-6482176

Sinopse do filme: Suspeita

Johnny Aysgarth é um playboy viciado em jogos que vive pedindo dinheiro emprestado. Ele casa com a tímida Lina McLaidlaw, uma rica herdeira.

Mas é apenas após a lua-de-mel que ela começa a desconfiar do caráter do marido, quando o parceiro e amigo de Johnny é morto misteriosamente. Ela suspeita do marido e teme que possa ser a próxima vítima.

Prêmios:

  • Venceu o Oscar de 1942 na categoria de melhor atriz principal (Joan Fontaine).
  • Indicado na categoria de melhor filme e melhor trilha sonora de filme dramático.
  • Venceu o Prêmio NYFCC 1941 (New York Film Critics Circle Awards, EUA) na categoria de melhor atriz (Joan Fontaine).

Curiosidades:

  • Originalmente, o filme foi concebido para ser um filme-B estrelando George Sanders e Anne Shirley. Então, quando Alfred Hitchcock se envolveu no projeto, o orçamento aumentou e Laurence Olivier e Frances Dee foram cotados para os papéis principais. Posteriormente foi decidido lançar Cary Grant e Joan Fontaine, Fontaine havia acabado de participar de outro grande sucesso de Hitchcock “Rebecca – A Mulher Inesquecível (1940)”
  • Joan Fontaine tornou-se a única atriz a ganhar um Oscar (na categoria de melhor atriz principal) pela atuação num filme de Hitchcock.
  • As aparições do diretor Alfred Hitchcock eram a sua marca registrada em seus filmes. Em Suspeita, ele pode ser visto aos 45 minutos no filme, enviando uma carta no posto dos correios da cidade.
  • Uma das autoras do roteiro foi Alma Reville, mulher de Alfred Hitchcock e sua mais chegada colaboradora. Ela contribuiu em todos os filmes do marido, e geralmente não era creditada.
  • O roteiro foi baseado na novela Before the Fact, de Anthony Berkeley.
  • Suspeita foi o primeiro em que Hitchcock atuou como diretor e produtor

Ficha técnica do filme: Suspeita

Título: Suspeita
Título Original: Suspicion
Ano: 1941
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Anthony Berkeley, Samson Raphaelson, Joan Harrison, Alma Reville
Gênero: Suspense
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Joan Fontaine

Lina McLaidlaw Aysgarth

Cary Grant

Johnnie Aysgarth

Cedric Hardwicke

General McLaidlaw

Nigel Bruce

Gordon Cochrane Thwaite

Dame May Whitty

Sra. Martha McLaidlaw

Isabel Jeans

Sra. Newsham

Heather Angel

Ethel

Auriol Lee

Isobel Sedbusk

Leo G. Carroll

Capitão Melbeck

Lumsden Hare

Inspetor Hodgson

Billy Bevan

Bilheteiro

Motivos para ver o filme

Suspense e drama em uma história pra lá de misteriosa… Vale a pena assistir em filme sensacional

Sabotador (1942)- Alfred hitchcock

O filme é rápido, de alta tensão que segue em frente tão rapidamente que permite ligeira oportunidade para olharmos para trás.” Crowther observou que “…tão abundante são os eventos de tirar o fôlego que se pode esquecer, no burburinho, que não há lógica nesta caça ao ganso selvagem”.

sabote-300x235-2004502-6410903-4805666

Sinopse do filme: Sabotador

Harry Kane (Robert Cummings) é um operário de uma fábrica bombardeada por nazistas. Durante a mortífera explosão, o melhor amigo de Cummings morre e ele próprio é acusado de sabotagem. Para limpar o seu nome, Cummings inicia uma perseguição aos verdadeiros culpados através dos Estados Unidos.

Curiosidades:

  • Saboteur foi muito bem nas bilheterias, mesmo possuindo um elenco não considerado como de ponta, ele deu um ótimo lucro para todos os envolvidos.
  • Hitchcock fez uso da ironia em várias ocasiões. No início do filme, as autoridades são vistas como ameaçadoras, enquanto o fazendeiro muito respeitado e avô amável é um agente inimigo. Em contraste, apenas pessoas comuns e humildes percebem a inocência de Kane e lhe oferecem ajuda. A batalha final simboliza a tirania contra a democracia ocorrendo na tocha da Estátua da Liberdade.
  • Hitchcock faz sua tradicional aparição no filme cerca de uma do

Ficha técnica do filme

Título: Sabotador
Título Original: Saboteur
Ano: 1942
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Peter Viertel, Joan Harrison, Dorothy Parker, Alfred Hitchcock
Gênero: Suspense/Guerra
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Otto Kruger

Charles Tobin

Robert Cummings

Barry Kane

Ian Wolfe

Robert

Priscilla Lane

Patricia ‘Pat’ Martin

Norman Lloyd

Frank Fry

Clem Bevans

Neilson

Alan Baxter

Freeman

Alma Kruger

Sra. Sutton

Vaughan Glaser

Phillip Martin

Pat Flaherty

George, ascensorista

Billy Curtis

Anão

Murray Alper

Caminhoneiro

Emory Parnell

Henry – Marido no filme

Motivos para ver o filme

Excelente para testar suas habilidades , enquanto assiste o filme.

A Sombra de uma Dúvida (1943)- Alfred hitchcock

Existem muitos mistérios na cabeça de alguém que passa da infância para a vida adulta, e nesse filme é possível identificar.

a-sombra-de-uma-duvida-201x300-4749777-3670263-2052590

Sinopse do filme: A sombra de uma dúvida

A jovem Charlotte “Charlie” Newton vive junto de seu tio Charlie, bastante querido por ela, por seus familiares e pela comunidade na cidade em que vivem. No início, a sobrinha idolatra o tio, mas começa a achar estranho seu comportamento quando dois investigadores, que dizem ser um entrevistador e um fotografo, chegam a casa da família para entrevistar e tirar fotos para uma pesquisa. Ao decorrer do filme Charlie descobre que seu tio tem um interesse especial por viúvas.

Prêmios:

  • Indicado ao Óscar de 1944 na categoria de melhor roteiro original.

Curiosidades:

  • Após a estréia, o filme foi um sucesso de crítica. Bosley Crowther do New York Times afirmou que havia amado o filme e disse que “Hitchcock pode levantar mais arrepios por polegada quadrada de carne da platéia do que qualquer outro diretor em Hollywood”. Time Magazine chamou o filme de “excelente” enquanto Variety afirmou que “Hitchcock tinha um talento especial com personagens de pequenas cidades e ambientes caseiros”.
  • Em uma entrevista de 1964 com Fletcher Markle, Markle observou, “Sr. Hitchcock, a maioria dos críticos sempre consideraram A Sombra de uma Dúvida, que você fez em 1943, como seu melhor filme.” Hitchcock imediatamente respondeu: “Eu também.” Markle, em seguida, perguntou: “Qual é sua opinião sobre isso ainda?” Hitchcock respondeu: “Sem dúvidas”. Em outras entrevistas posteriores Hitchcock voltou a confirmar que este era seu favorito.
  • Hoje, o filme ainda é considerado uma obra-prima. O crítico contemporâneo Dave Kehr chamou de “primeira obra-prima indiscutível.” de Hitchcock.
  • Em 1991, A Sombra de uma Dúvida foi selecionado para preservação no National Film Registry dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso como sendo “culturalmente, historicamente ou esteticamente significativo”.

Ficha técnica do filme: A sombra de uma dúvida

Título: A Sombra de uma Dúvida
Título Original: Shadow of a Doubt
Ano: 1943
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Thornton Wilder, Sally Benson, Alma Reville, Gordon McDonell
Gênero: Suspense
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Motivos para ver o filme: A sombra de uma dúvida

A  Sombra de uma Dúvida, está entre os melhores filmes de Alfred. Nele é possível encontrar  um estudo sobre a perda de inocência , e a descoberta da sexualidade, pela visão  de uma menina em sua fase de transição entre a infância e a vida adulta. Vale a pena assistir.

Quando Fala o Coração (1945)- Alfred hitchcock

Nem sempre a ciência consegue mostrar o que há na profundidade dos pensamentos.

Alfred hitchcock – melhores filmes

Sinopse do filme: Quando fala o coração

A linda e fria Dra. Constance (Ingrid Bergman) é uma psiquiatra que conhece muito bem o ser humano, ao menos era o que pensava até conhecer o sinistro Dr. Anthony Edwardes (Gregory Peck).

Ele  foi nomeado como substituto do diretor da clinica psiquiátrica Green Manors, onde ela trabalha. Dra. Constance começa a perceber que os comportamentos do famoso médico Dr. Edwardes estão bastante estranhos.

Ficha técnica do filme: Quando fala o coração

Titulo: Quando Fala o Coração
Titulo Original: Spellbound
Ano: 1945
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: John Palmer, Hilary St. George Sanders, Angus MacPhail, Ben Hecht, May E. Romm
Gênero: Suspense/Noir/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Curiosidade

Spellbound causou grande disputa entre Alfred Hitchcock e o produtor David O. Selznick. O contrato de Hitchcock com Selznick começou em março de 1939, mas apenas resultou em três filmes: Rebecca (1940) e The Paradine Case (1947) (Notorious foi vendido para RKO).

Selznick queria que Hitchcock fizesse um filme com base na própria experiência positiva dele com a psicanálise. Selznick trouxe até seu próprio terapeuta, Romm M.D., que foi creditado no filme como um conselheiro técnico. Dr. Romm e Hitchcock entraram em confronto várias vezes.

Elenco

Ingrid Bergman

Dra. Constance Petersen

Gregory Peck

John Ballantine / Dr. Anthony Edwardes

Michael Chekhov

Dr. Alexander (Alex) Brulov

Leo G. Carroll

Dr. Murchison

Rhonda Fleming

Mary Carmichael

John Emery

Dr. Fleurot

Norman Lloyd

Sr. Garmes

Steven Geray

Dr. Graff

Donald Curtis

Harry

Addison Richards

Capitão da polícia

Wallace Ford

Estranho no Saguão do Hotel

Alfred Hitchcock

Homem deixando o elevador

Edward Fielding

Dr. Anthony Edwards

Regis Toomey

Detetive GIllespie

Victor Kilian

Xerife

Dave Willock

Mensageiro do hotel

Motivos para ver o filme : Quando fala o coração

Esse file mostra que não podemos conhecer completamente as pessoas. Há sempre um mistério a ser resolvido.

Interlúdio (1946)- Alfred hitchcock

Amar a uma pessoa e casar-se com outras, são contratempos que levarão à continuas confusões. Interlúdio é assim, um filme para suspirar!

inter-300x204-9541463-5635771-5580473

Sinopse do filme: Interlúdio

Após seu pai alemão ser condenado como espião, uma jovem mulher (Ingrid Bergman) passa a se refugiar em bebida e homens. É assim que se aproxima de um agente do governo (Cary Grant), que pergunta se ela concorda em ser uma espiã americana no Rio de Janeiro, onde nazistas amigos do pai dela estão operando.

Ela acaba se casando com um espião nazista, mas se apaixona pelo seu contato no governo americano.

Ficha técnica do filme Interlúdio de Alfred Hitchcock

Título: Interlúdio
Título Original: Notorious
Ano: 1946
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Ben Hecht, Alfred Hitchcock, Clifford Odets
Gênero: Suspense/Noir/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Cary Grant

T.R. Devlin

Ingrid Bergman

Alicia Huberman

Claude Rains

Alexander Sebastian

Louis Calhern

Capitão Paul Prescott

Leopoldine Konstantin

Madame Anna Sebastian

Reinhold Schünzel

Dr. Anderson

Moroni Olsen

Walter Beardsley

Ivan Triesault

Eric Mathis

Wally Brown

Sr. Hopkins

Charles Mendl

Comodoro

Virginia Gregg

Arquivista

Ricardo Costa

Dr. Julio Barbosa

Eberhard Krumschmidt

Emil Hupka

Alexis Minotis

Joseph

Fay Baker

Ethe

Motivos para ver o filme interlúdio

Esse filme mostra que paixão e responsabilidade por estar inseridos em lugares completamente diferentes. Pode  escolher a quem se unirá, mas, não se sabe por quem se apaixonará. Um filme que vale a pena assistir.

Fim

Terminamos aqui mais um catálogo dos melhores filmes de Alfred Hitchcock. Se você aprecia essas sensacionais produções, e deseja conhecer outros catálogos, esteja ligado na Demonstre, sempre teremos muito mais para você!

Um super abraço, e até breve!

Alfred Hitchcock, é um clássico exemplo de que o tipo de criação a qual se tem na infância, influenciará o resto de sua vida. Criado rigorosamente com princípios católicos e doutrinas Jesuítas, esse ator trouxe para as telas expressões e sentidos agregados em sua personalidade.

Alfred Hitchcock – Melhores filmes

alfred-4926961-7039925-3137217

Quem assiste aos filmes de Alfred Hitchcock, percebe logo como os atos, considerados socialmente incorretos, são punidos. Tudo o que lhe aconteceu quando pequeno, o inspirou e por certo, foi responsável pela identidade artística de Hitchcock, levando a oferecer incrível filmes de suspense para os fãs.Portanto, que tal conhecermos um pouco sobre ele?

Quem foi Alfred Hitchcock

Alfred Joseph Hitchcock, nasceu em 13 de agosto de 1899, em Londres, Inglaterra, Reino Unido. Ele foi um cineasta britânico. Considerado o “Mestre dos filmes de suspense”, foi pioneiro em muitas técnicas do gênero, também foi um dos mais conhecidos e populares realizadores de todos os tempos.

Ele era filho de Emma e William Hitchcock, um vendedor de frutas e verduras os quais, além de Alfred tinha mais dois filhos. A figura de seu pai esteve sempre presente. Quando tinha cinco anos, ele o enviou à polícia com uma carta e um policial ao terminar de ler trancou Hitchcock em uma cela por alguns minutos, dizendo: “Isto é o que se faz com as crianças más.”

Hitchcock nunca entendeu a razão para esta piada, porque seu pai o chamava de seu “cordeiro sem manchas”. Sua infância foi disciplinada e um tanto solitária.

O impacto do catolicismo em sua vida ocorreu durante os seus anos de escola, no Convento Howrah, em Poplar.

Educação de Alfred hitchcock

O centro jesuíta deixou uma profunda impressão em Hitchcock. Hitchcock se explicaria anos depois:

“O método de punição, é claro, foi muito dramático. O aluno devia decidir quando ir para a punição imposta a ele. Devia se dirigir para a sala especial onde estava o sacerdote encarregado de aplicar a punição.

Era algo como ir para a sua execução. Eu acho que foi mau. Eles não usavam o mesmo tipo de cinto que assolavam as crianças em outras escolas, era um de borracha”.

Hitchcock lembrava desses anos com amargura e ao mesmo tempo como uma grande influência em seu trabalho. “Se você tiver sido educado com os jesuítas como eu fui, esses elementos seriam importantes. Eu me sentia aterrorizado pela polícia, pelos jesuítas, pela punição, por um monte de coisas. Estas são as raízes do meu trabalho.”

filme-8883271-4825512-9441016

 A inserção de Alfred hitchcock no cinema

Em 1920, aos vinte e um anos, o jovem Hitchcock leu em uma revista que uma empresa de cinema dos Estados Unidos, a Famous Players-Lasky Company, iria criar um estúdio em Londres.

Hitchcock apresentou-se nos escritórios da Famous, levando consigo alguns esboços de letreiros para filmes mudos, que tinha projetado com a ajuda de seu chefe, no departamento de publicidade da Henley. Imediatamente, a empresa o contratou como desenhista de letreiros.

No primeiro ano trabalhou como letrista, em vários filmes, e no ano seguinte passou a ser responsável por cenários, e pequenos diálogos em novos filmes. Ele escrevia sob a direção de George Fitzmaurice, que também lhe ensinou as primeiras técnicas de filmagem.

Seu primeiro amor

Nos estúdios, Hitchcock conheceu Alma Reville, uma rapariga da mesma idade, nascida em Nottingham. Extremamente pequena e magra, e grande fã de cinema, ela trabalhou nos estúdios de uma empresa londrina desde os 16 anos, a Film Company, e logo passou a trabalhar na Famous.

Alma e Hitchcock colaboraram em vários filmes dirigidos por Graham e Cutts, e em 1923 viajaram para a Alemanha para produzir um filme cujo roteiro ele mesmo havia escrito, The prude’s fall. No navio de retorno a Inglaterra, Hitchcock declarou-se a Alma e logo iniciaram um longo noivado.

Nos primeiros anos trabalharam juntos em filmes da produtora de Michael Balcon, a Gainsbouroug Pictures Ltda., como por exemplo The blackguard, um filme para o qual ele teve que viajar diversas vezes para a Alemanha, circustância em que aproveitou para conhecer a obra dos grandes diretores alemães da época, como Fritz Lang e Erich von Stronheim.

Primeiros filmes a dirigir

Em 1925, Balcon lhe propôs dirigir uma co-produção anglo-alemã intitulada The Pleasure Garden. Era sua primeira oportunidade como diretor. O resultado, agradou os dirigentes do estúdio e naquele mesmo ano ele veio a dirigir outros dois filmes:

The mountain eagle (que não existe mais, o que apenas sobrou foram seis fotos) The Lodger: A Story of the London Fog, foi seu início no suspense, que mostra a história de uma família que desconfia que seu inquilino seja Jack, o Estripador. O três filmes estrearam em 1927.

Em 2 de dezembro de 1926, casou-se com Alma de acordo com rituais católicos, e se estabeleceram em Cromwell Road, em Londres. Na estreia, os filmes foram bem recebidos pelo público e críticos. Neles, o diretor aparecia discretamente como figurante, sem ser incluído como parte do elenco ou roteiro, era a sua maneira de assinatura em seus filmes, que mais tarde se tornou tão popular.

Sucesso

Em 1929, Hitchcock obteve o seu primeiro sucesso no Reino Unido com Blackmail, filme este que abriria um período de vários clássicos do suspense dirigidos por ele ainda em solo britânico.

Em 1933 foi trabalhar na Gaumont-British Picture Corporation, e o seu primeiro filme para a companhia chamou-se The Man Who Knew Too Much (O Homem que Sabia Demais), de 1934, que seria refilmado em 1956 com outros atores.

Hitchcock estabeleceu algumas inovações que caracterizaram seu estilo, uma delas é a introdução de um recurso de roteiro que virou uma de suas marcas registradas, o personagem inocente que é perseguido ou punido por um crime que não cometeu.

Cidadania  EUA

Ele se mudou para Hollywood em 1939 e tornou-se um cidadão dos EUA em 1955. Durante uma carreira de mais de meio século, Hitchcock criou para si estilo de direção distinta e reconhecível.

Ele criava takes que maximizavam a ansiedade, o medo ou a empatia, e utilizou um sistema de edição inovador. Suas histórias, muitas vezes apresentam fugitivos no dentro da lei ao lado de personagens femininas “loiras frias”.

Filmes de Hitchcock também trazem muitos temas da psicanálise e apresentam fortes conotações sexuais. Através de suas aparições em seus próprios filmes , entrevistas, trailers, e o programa de televisão Alfred Hitchcock Presents, ele tornou-se um ícone cultural.

Hitchcock dirigiu mais de cinqüenta filmes em uma carreira de seis décadas. Muitas vezes considerado como o maior cineasta britânico, ele ficou em primeiro lugar em uma pesquisa de críticos de cinema de 2007 no jornal britânico Daily Telegraph, que afirmou:

Fim de carreira e partida

“Sem dúvida o maior cineasta a emergir destas ilhas, Hitchcock fez mais do que qualquer diretor na composição do cinema moderno, que seria totalmente diferente sem ele. Seu talento era para a narrativa, que cruelmente retinha as informações cruciais, e envolvia as emoções do público como nenhum outro”.

A revista MovieMaker o descreveu como o cineasta mais influentes de todos os tempos e é amplamente considerado como um dos artistas mais importantes do cinema.

Em 1980 Alfred Hitchcock recebeu a KBE da Ordem do Império Britânico, das mãos da Rainha Elizabeth II. Ele morreu quatro meses depois, de insuficiência renal, em sua casa em Los Angeles. O corpo de Hitchcok foi cremado, e suas cinzas espalhadas.

Confira a seguir, os seus melhores filmes.

Valsas de Viena (1934)- Alfred hitchcock

A paixão, o ciumes e a necessidade de expor o talento estão presentes nesse filme, portanto, vala a pena assistir.

valsa-300x262-2911973-6873744-5564908

Sinopse do filme Valsas de Viena Alfred Hitchcock

Johan Strauss Jr. é forçado por seu pai a esquecer a música e ir trabalhar em uma confeitaria. Lá ele se apaixona por Resi, uma ciumenta garota que tenta impedir que ele componha uma valsa para a rica condessa, após um pedido especial.

Ficha técnica do filme: Valsas de Viana

Título: Valsas de Viena
Título Original: Waltzes from Vienna
Ano: 1934
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Claude Allain, Guy Bolton, H. Reichert, Alma Reville
Gênero: Comédia/Drama/Musical/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco:

Jessie Matthews

Rasi

Edmund Gwenn

Johann Strauss

Fay Compton

Condessa Helga von Stahl

Esmond Knight

Johann Strauss, novo

Frank Vosper

Principe Gustav

Robert Hale

Ebezeder

Charles Heslop

Valet

Hindle Edgar

Leopold

Marcus Barron

Drexter

Betty Huntley-Wright

Lady’s Maid

 

Motivos para ver o filme Valsas de Viana

Uma sensação de estar vivendo em um tempo  onde amor, arte e fantasia se encontra, e criam notas musicais. Por esses e outros motivos,você precisa assistir essa maravilha!

Os 39 Degraus (1935)- Alfred hitchcock

Os 39 Degraus é o segundo filme (depois do filme mudo The Lodger) em uma linha de filmes de Hitchcock com base em um homem inocente que é forçado a fugir. você precisa assisti-lo e saboreá-lo.

39-degraus-210x300-3999597-7764150-9537524

Sinopse do filme: Os 39 Degraus (1935)- Alfred hitchcock

Richard Hannay faz uma viagem a passeio do Canadá para Londres. Ele vai ao show “Mr memória” em um teatro, no final do show ele conhece Annabella Smith, uma mulher estranha que está sendo perseguida por agentes secretos.

Ele aceita esconde-la em seu apartamento, mas nessa noite ela é assassinada. Temendo ser acusado pelo assassinato da garota, Hannay corre para tentar quebrar a rede de espionagem.

Curiosidades:

  • O filme é baseado na obra homônima de John Buchan.
  • O filme estabeleceu o termo Inglês ‘Hitchcock Blonde’ Madeleine Carroll como sendo sua modelo fria e elegante, o crítico de cinema Roger Ebert escreveu: “As personagens femininas em seus filmes refletiram as mesmas qualidades.
  • Elas eram loira, geladas e distantes. Elas foram presas em trajes de moda, combinados com fetichismo. Fascinavam os homens, que muitas vezes tinham deficiências físicas ou psicológicas. Cedo ou tarde, todos as heroinas de Hitchcock passaram por alguma humilhação”.

Ficha técnica do filme os 39 degraus

Título: Os 39 Degraus
Título Original: The 39 Steps
Ano: 1935
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Charles Bennett, John Buchan
Gênero: Drama/Policial/Suspense
Nacionalidade: Inglaterra

Elenco

Robert Donat

Richard Hannay

Madeleine Carroll

Pamela

Lucie Mannheim

Srta. Annabella Smith

Godfrey Tearle

Professor Jordan

Peggy Ashcroft

Margaret

John Laurie

John

Helen Haye

Sra. Louisa Jordan

Motivos para ver o filme

Muito suspense, os mistérios para serem desvendados irão lhe surpreender, vale a pena assistir!

Agente Secreto (1936)- Alfred hitchcock

Para aqueles que são obcecados por filmes de agentes secretos, uma excelente opção para assistir e se divertir, vamos lá?

ss-300x237-9987054-7976161-4358706

Sinopse do filme: Agente secreto com Alfred hitchcock

Em meio à Primeira Guerra Mundial, o soldado Ashenden (John Gielgud) é convocado pelo Serviço Secreto Britânico para assassinar um espião alemão. Para ajuda-lo, entram em cena o General (Peter Lorre), e Elsa (Madeleine Carroll).

Enquanto procuram o inimigo, tanto Ashenden quanto Elsa, temerosos de matar um homem, ficam em dúvida se devem continuar a missão ou não.

Curiosidades:

  • O filme é baseado em dois dos sete contos do livro Ashenden, O traidor e O mexicano careca, e também de uma peça teatral de Campbell Dixon. Naquela época não era incomum que serviços de inteligencia contratassem escritores como agentes. Ashenden foi baseado em casos e pessoas reais.
  • O principal protagonista é identificado por uma única letra, uma ideia que foi usada décadas depois por Ian Fleming quando escreveu as histórias de James Bond.

Ficha técnica do filme Agente secreto

Título: Agente Secreto
Título Original: Secret Agent
Ano: 1936
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Campbell Dixon, W. Somerset Maugham, Charles Bennett, Ian Hay , Alma Reville, Jesse Lasky Jr.
Gênero: Mistério/Suspense
Nacionalidade: Inglaterra

Elenco

John Gielgud

Ashenden

Peter Lorre

O General

Madeleine Carroll

Elsa

Robert Young

Robert Marvin

Percy Marmont

Caypor

Florence Kahn

Sra. Caypor

Motivos para ver o filme Agente secreto

Geralmente os filmes com agentes secretos são fantásticos! Mas, para que assiste esse , se depara logo, com a ideia inspiradora, a qual posteriormente, permitiu a criação do James Bond !

A Dama Oculta (1938)- Alfred Hitchcock

Esse filme mostra, como imagens ocultas em nossa mente, podem parecer tão reais, que podem deixar uma pessoa confusa entre a fantasia e a realidade.

lady-300x225-1497145-4494443-9280611

Sinopse do filme: A dama oculta de Alfred Hitchcock

Em uma pequena cidade da Europa, um grupo de passageiros fica retido por causa de uma forte nevasca. Eles dormem em uma estalagem antiga e viajam no dia seguinte. Iris Matilda, uma jovem rica e atraente toma uma pancada na cabeça antes de embarcar no trem, quem a ajuda é a Srta. Froy.

As duas embarcam e passam um tempo juntas. Mais tarde, já casada, Iris dorme. Quando acorda não consegue mais encontrar a senhora que a ajudou e ao perguntar para os outros passageiros do trem sobre ela, é surpreendida com a resposta de que ninguém nunca viu e nem ouviu falar de tal mulher.

Prêmios:

  • Hitchocock recebeu o Prêmio NYFCC de 1939, do New York Film Critics Circle Awards, na categoria de melhor diretor.

Ficha técnica do filme ” A dama oculta”

Título: A Dama Oculta
Título Original: The Lady Vanishes
Ano: 1938
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Ethel Lina White, Sidney Gilliat, Frank Launder
Gênero: Comédia/Romance/Suspense
Nacionalidade: Inglaterra

Elenco

Motivos para ver o filme

O filme nos momentos iniciais, se parece com uma comédia, que transfigura-se em  thriller de suspense. Uma joia que deve ser avaliada por críticos, por conter mensagens do inconsciente humano.

A Estalagem Maldita (1939)- Alfred hitchcock

Último filme de Alfred Hitchcock feito no Reino Unido, antes de sua mudança para Hollywood. Quando Charles Laughton foi escalado para o filme, ele insistiu para que Maureen O’Hara fosse escalada para o papel de Mary.

estala-202x300-2855160-2801885-4243756

Sinopse do filme: A estalagem maldita de Alfred Hitchcock

Situado em Cornwall, onde uma jovem órfã, Maria, é enviada para viver com a tia Patience e o tio Joss que são os proprietários do Jamaica Inn. Mary logo percebe que estalagem do tio é a base de uma gangue de sabotadores que atraem os navios para seu naufrágio na costa rochosa. A menina começa a temer por sua vida.

Curiosidades:

  • Este foi o primeiro de três filmes que Alfred Hitchcock adaptou da obra literária de Daphne du Maurier.

Ficha técnica do filme: A estalagem maldita

Título: A Estalagem Maldita
Título Original: Jamaica Inn
Ano: 1939
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Sidney Gilliat, Joan Harrison, J.B. Priestley, Daphne Du Maurier
Gênero: Aventura/Drama/Policial
Nacionalidade: Reino Unido

Elenco

Charles Laughton

Sir Humphrey Pengallan

Horace Hodges

Mordomo

Maureen O’Hara

Mary

Hay Petrie

Noivo

Frederick Piper

Agente

Emlyn Williams

Harry the Peddler

Herbert Lomas

Locatário

Clare Greet

Locatário

William Devlin

Locatário

Motivos para ver o filme

Uma excelente fonte de analise, para mostrar como funciona certos tipos de camuflagem e tráfico.

Correspondente Estrangeiro (1940) – Alfred Hitchcock

Mistério, suspense e emoção nesse filme onde um assassinato é o auge da história…

correspondente-300x240-2573670-2900040-9504966

Sinopse do filme:Correspondente Estrangeiro –

Johnny Jones é o correspondente de um jornal de Nova Iorque que viaja para a Europa usando o pseudônimo de Huntley Haverstock, quando a segunda guerra era uma realidade cada vez mais iminente.

Inicialmente ele vai para Londres mas logo está em Amsterdã, onde acaba testemunhando o assassinato de Van Meer, um diplomata holandês que possuía muitos segredos.

Prêmios:

  • Indicado ao Oscar de 1941 nas categorias de melhor filme, melhor ator coadjuvante (Albert Bassermann), melhor fotografia – preto e branco (Rudolph Maté), melhor direção de arte – preto e branco (Alexander Golitzen), melhores efeitos especiais (Paul Eagler – efeitos visuais, e Thomas T. Moulton – efeitos sonoros) e melhor roteiro original (Charles Bennett e Joan Harrison).

Curiosidades:

  • O filme foi a segunda produção de Hitchcock em Hollywood depois de deixar o Reino Unido em 1939 (o primeiro foi Rebecca – A Mulher Inesquecível).
  • Foi baseado em livro de memórias político de Vincent Sheean História Pessoal (1935), os direitos a que foram comprados pelo produtor Walter Wanger por US $ 10.000.
  • Alfred Hitchcock desejava que Gary Cooper interpretasse o personagem Johnny Jones, mas este recusou o convite por não estar interessado em estrelar um filme de suspense.
  • O jornalista, humorista e ator Robert Benchley obteve permissão para escrever suas próprias falas no filme.
  • Em suas clássicas aparições, o diretor Alfred Hitchcock surge em cena com pouco mais de 12 minutos, lendo um jornal e usando um chapéu.

Ficha técnica

Título: Correspondente Estrangeiro
Título Original: Foreign Correspondent
Ano: 1940
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Charles Bennett, Joan Harrison
Gênero: Suspense
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

George Sanders

Scott Folliott

Joel McCrea

Johnny Jones

Laraine Day

Carol Fisher

Herbert Marshall

Stephen Fisher

Albert Bassermann

Van Meer

Robert Benchley

Stebbins

Edmund Gwenn

Rowley

Ian Wolfe

Stiles

Emory Parnell

Capitão Mohican

Motivos para ver o filme: Correspondente Estrangeiro

Para aqueles que gostam de jornalismo e investigação, esse filme é um prato cheio, repleto de surpresas e emoções.

Rebecca – A Mulher Inesquecível (1940) – Alfred hitchcock

Sinopse do filme: Rebecca- a mulher inesquecível

Uma jovem de origem humilde (Joan Fontaine) se casa com um riquíssimo nobre inglês (Laurence Olivier), que ainda vive atormentado por lembranças de sua falecida esposa. Após o casamento e já morando na mansão do marido, ela vai gradativamente descobrindo surpreendentes segredos sobre o passado dele.

Prêmios:

  • Venceu o Oscar de 1941 nas categorias de melhor filme e melhor fotografia em preto-e-branco.
  • Foi indicado nas categorias melhor diretor, melhor ator (Laurence Olivier), melhor atriz (Joan Fontaine), melhor atriz coadjuvante (Judith Anderson),melhor roteiro, melhor direção de arte – preto e branco, melhores efeitos especiais, melhor edição e melhor trilha sonora.

Curiosidades:

  • Rebecca, A Mulher Inesquecível foi o primeiro filme rodado pelo diretor Alfred Hitchcock em Hollywood e foi também o único dirigido por ele que ganhou o Oscar de melhor filme.

Ficha técnica do filme: Rebecca – a mulher inesquecível

Título: Rebecca – A Mulher Inesquecível
Título Original: Rebecca
Ano: 1940
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Daphne Du Maurier, Philip MacDonald, Michael Hogan, Robert E. Sherwood, Joan Harrison
Gênero: Drama/Suspense
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Laurence Olivier

Maxim’ de Winter

George Sanders

Jack Favell

Judith Anderson

Sra. Danvers

Nigel Bruce

Major Giles Lacy

Reginald Denny

Frank Crawley

C. Aubrey Smith

Coronel Julyan

Gladys Cooper

Beatrice Lacy

Florence Bates

Sra. Edythe Van Hopper

Melville Cooper

Corone

Motivos para ver o filme Rebecca -a mulher inesquecível

Surpresas podem acontecer a todo tempo, e segredos são revelados durante a vida.Esse filme é ótimo para quem aprecia enigmas.

Suspeita (1941) – Alfred hitchcock

O medo e mistério de um casamento, diante do caráter suspeito de um marido.

suspeita-199x300-6412011-3123247-6482176

Sinopse do filme: Suspeita

Johnny Aysgarth é um playboy viciado em jogos que vive pedindo dinheiro emprestado. Ele casa com a tímida Lina McLaidlaw, uma rica herdeira.

Mas é apenas após a lua-de-mel que ela começa a desconfiar do caráter do marido, quando o parceiro e amigo de Johnny é morto misteriosamente. Ela suspeita do marido e teme que possa ser a próxima vítima.

Prêmios:

  • Venceu o Oscar de 1942 na categoria de melhor atriz principal (Joan Fontaine).
  • Indicado na categoria de melhor filme e melhor trilha sonora de filme dramático.
  • Venceu o Prêmio NYFCC 1941 (New York Film Critics Circle Awards, EUA) na categoria de melhor atriz (Joan Fontaine).

Curiosidades:

  • Originalmente, o filme foi concebido para ser um filme-B estrelando George Sanders e Anne Shirley. Então, quando Alfred Hitchcock se envolveu no projeto, o orçamento aumentou e Laurence Olivier e Frances Dee foram cotados para os papéis principais. Posteriormente foi decidido lançar Cary Grant e Joan Fontaine, Fontaine havia acabado de participar de outro grande sucesso de Hitchcock “Rebecca – A Mulher Inesquecível (1940)”
  • Joan Fontaine tornou-se a única atriz a ganhar um Oscar (na categoria de melhor atriz principal) pela atuação num filme de Hitchcock.
  • As aparições do diretor Alfred Hitchcock eram a sua marca registrada em seus filmes. Em Suspeita, ele pode ser visto aos 45 minutos no filme, enviando uma carta no posto dos correios da cidade.
  • Uma das autoras do roteiro foi Alma Reville, mulher de Alfred Hitchcock e sua mais chegada colaboradora. Ela contribuiu em todos os filmes do marido, e geralmente não era creditada.
  • O roteiro foi baseado na novela Before the Fact, de Anthony Berkeley.
  • Suspeita foi o primeiro em que Hitchcock atuou como diretor e produtor

Ficha técnica do filme: Suspeita

Título: Suspeita
Título Original: Suspicion
Ano: 1941
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Anthony Berkeley, Samson Raphaelson, Joan Harrison, Alma Reville
Gênero: Suspense
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Joan Fontaine

Lina McLaidlaw Aysgarth

Cary Grant

Johnnie Aysgarth

Cedric Hardwicke

General McLaidlaw

Nigel Bruce

Gordon Cochrane Thwaite

Dame May Whitty

Sra. Martha McLaidlaw

Isabel Jeans

Sra. Newsham

Heather Angel

Ethel

Auriol Lee

Isobel Sedbusk

Leo G. Carroll

Capitão Melbeck

Lumsden Hare

Inspetor Hodgson

Billy Bevan

Bilheteiro

Motivos para ver o filme

Suspense e drama em uma história pra lá de misteriosa… Vale a pena assistir em filme sensacional

Sabotador (1942)- Alfred hitchcock

O filme é rápido, de alta tensão que segue em frente tão rapidamente que permite ligeira oportunidade para olharmos para trás.” Crowther observou que “…tão abundante são os eventos de tirar o fôlego que se pode esquecer, no burburinho, que não há lógica nesta caça ao ganso selvagem”.

sabote-300x235-2004502-6410903-4805666

Sinopse do filme: Sabotador

Harry Kane (Robert Cummings) é um operário de uma fábrica bombardeada por nazistas. Durante a mortífera explosão, o melhor amigo de Cummings morre e ele próprio é acusado de sabotagem. Para limpar o seu nome, Cummings inicia uma perseguição aos verdadeiros culpados através dos Estados Unidos.

Curiosidades:

  • Saboteur foi muito bem nas bilheterias, mesmo possuindo um elenco não considerado como de ponta, ele deu um ótimo lucro para todos os envolvidos.
  • Hitchcock fez uso da ironia em várias ocasiões. No início do filme, as autoridades são vistas como ameaçadoras, enquanto o fazendeiro muito respeitado e avô amável é um agente inimigo. Em contraste, apenas pessoas comuns e humildes percebem a inocência de Kane e lhe oferecem ajuda. A batalha final simboliza a tirania contra a democracia ocorrendo na tocha da Estátua da Liberdade.
  • Hitchcock faz sua tradicional aparição no filme cerca de uma do

Ficha técnica do filme

Título: Sabotador
Título Original: Saboteur
Ano: 1942
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Peter Viertel, Joan Harrison, Dorothy Parker, Alfred Hitchcock
Gênero: Suspense/Guerra
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Otto Kruger

Charles Tobin

Robert Cummings

Barry Kane

Ian Wolfe

Robert

Priscilla Lane

Patricia ‘Pat’ Martin

Norman Lloyd

Frank Fry

Clem Bevans

Neilson

Alan Baxter

Freeman

Alma Kruger

Sra. Sutton

Vaughan Glaser

Phillip Martin

Pat Flaherty

George, ascensorista

Billy Curtis

Anão

Murray Alper

Caminhoneiro

Emory Parnell

Henry – Marido no filme

Motivos para ver o filme

Excelente para testar suas habilidades , enquanto assiste o filme.

A Sombra de uma Dúvida (1943)- Alfred hitchcock

Existem muitos mistérios na cabeça de alguém que passa da infância para a vida adulta, e nesse filme é possível identificar.

a-sombra-de-uma-duvida-201x300-4749777-3670263-2052590

Sinopse do filme: A sombra de uma dúvida

A jovem Charlotte “Charlie” Newton vive junto de seu tio Charlie, bastante querido por ela, por seus familiares e pela comunidade na cidade em que vivem. No início, a sobrinha idolatra o tio, mas começa a achar estranho seu comportamento quando dois investigadores, que dizem ser um entrevistador e um fotografo, chegam a casa da família para entrevistar e tirar fotos para uma pesquisa. Ao decorrer do filme Charlie descobre que seu tio tem um interesse especial por viúvas.

Prêmios:

  • Indicado ao Óscar de 1944 na categoria de melhor roteiro original.

Curiosidades:

  • Após a estréia, o filme foi um sucesso de crítica. Bosley Crowther do New York Times afirmou que havia amado o filme e disse que “Hitchcock pode levantar mais arrepios por polegada quadrada de carne da platéia do que qualquer outro diretor em Hollywood”. Time Magazine chamou o filme de “excelente” enquanto Variety afirmou que “Hitchcock tinha um talento especial com personagens de pequenas cidades e ambientes caseiros”.
  • Em uma entrevista de 1964 com Fletcher Markle, Markle observou, “Sr. Hitchcock, a maioria dos críticos sempre consideraram A Sombra de uma Dúvida, que você fez em 1943, como seu melhor filme.” Hitchcock imediatamente respondeu: “Eu também.” Markle, em seguida, perguntou: “Qual é sua opinião sobre isso ainda?” Hitchcock respondeu: “Sem dúvidas”. Em outras entrevistas posteriores Hitchcock voltou a confirmar que este era seu favorito.
  • Hoje, o filme ainda é considerado uma obra-prima. O crítico contemporâneo Dave Kehr chamou de “primeira obra-prima indiscutível.” de Hitchcock.
  • Em 1991, A Sombra de uma Dúvida foi selecionado para preservação no National Film Registry dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso como sendo “culturalmente, historicamente ou esteticamente significativo”.

Ficha técnica do filme: A sombra de uma dúvida

Título: A Sombra de uma Dúvida
Título Original: Shadow of a Doubt
Ano: 1943
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Thornton Wilder, Sally Benson, Alma Reville, Gordon McDonell
Gênero: Suspense
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Motivos para ver o filme: A sombra de uma dúvida

A  Sombra de uma Dúvida, está entre os melhores filmes de Alfred. Nele é possível encontrar  um estudo sobre a perda de inocência , e a descoberta da sexualidade, pela visão  de uma menina em sua fase de transição entre a infância e a vida adulta. Vale a pena assistir.

Quando Fala o Coração (1945)- Alfred hitchcock

Nem sempre a ciência consegue mostrar o que há na profundidade dos pensamentos.

Alfred hitchcock – melhores filmes

Sinopse do filme: Quando fala o coração

A linda e fria Dra. Constance (Ingrid Bergman) é uma psiquiatra que conhece muito bem o ser humano, ao menos era o que pensava até conhecer o sinistro Dr. Anthony Edwardes (Gregory Peck).

Ele  foi nomeado como substituto do diretor da clinica psiquiátrica Green Manors, onde ela trabalha. Dra. Constance começa a perceber que os comportamentos do famoso médico Dr. Edwardes estão bastante estranhos.

Ficha técnica do filme: Quando fala o coração

Titulo: Quando Fala o Coração
Titulo Original: Spellbound
Ano: 1945
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: John Palmer, Hilary St. George Sanders, Angus MacPhail, Ben Hecht, May E. Romm
Gênero: Suspense/Noir/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Curiosidade

Spellbound causou grande disputa entre Alfred Hitchcock e o produtor David O. Selznick. O contrato de Hitchcock com Selznick começou em março de 1939, mas apenas resultou em três filmes: Rebecca (1940) e The Paradine Case (1947) (Notorious foi vendido para RKO).

Selznick queria que Hitchcock fizesse um filme com base na própria experiência positiva dele com a psicanálise. Selznick trouxe até seu próprio terapeuta, Romm M.D., que foi creditado no filme como um conselheiro técnico. Dr. Romm e Hitchcock entraram em confronto várias vezes.

Elenco

Ingrid Bergman

Dra. Constance Petersen

Gregory Peck

John Ballantine / Dr. Anthony Edwardes

Michael Chekhov

Dr. Alexander (Alex) Brulov

Leo G. Carroll

Dr. Murchison

Rhonda Fleming

Mary Carmichael

John Emery

Dr. Fleurot

Norman Lloyd

Sr. Garmes

Steven Geray

Dr. Graff

Donald Curtis

Harry

Addison Richards

Capitão da polícia

Wallace Ford

Estranho no Saguão do Hotel

Alfred Hitchcock

Homem deixando o elevador

Edward Fielding

Dr. Anthony Edwards

Regis Toomey

Detetive GIllespie

Victor Kilian

Xerife

Dave Willock

Mensageiro do hotel

Motivos para ver o filme : Quando fala o coração

Esse file mostra que não podemos conhecer completamente as pessoas. Há sempre um mistério a ser resolvido.

Interlúdio (1946)- Alfred hitchcock

Amar a uma pessoa e casar-se com outras, são contratempos que levarão à continuas confusões. Interlúdio é assim, um filme para suspirar!

inter-300x204-9541463-5635771-5580473

Sinopse do filme: Interlúdio

Após seu pai alemão ser condenado como espião, uma jovem mulher (Ingrid Bergman) passa a se refugiar em bebida e homens. É assim que se aproxima de um agente do governo (Cary Grant), que pergunta se ela concorda em ser uma espiã americana no Rio de Janeiro, onde nazistas amigos do pai dela estão operando.

Ela acaba se casando com um espião nazista, mas se apaixona pelo seu contato no governo americano.

Ficha técnica do filme Interlúdio de Alfred Hitchcock

Título: Interlúdio
Título Original: Notorious
Ano: 1946
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Ben Hecht, Alfred Hitchcock, Clifford Odets
Gênero: Suspense/Noir/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Cary Grant

T.R. Devlin

Ingrid Bergman

Alicia Huberman

Claude Rains

Alexander Sebastian

Louis Calhern

Capitão Paul Prescott

Leopoldine Konstantin

Madame Anna Sebastian

Reinhold Schünzel

Dr. Anderson

Moroni Olsen

Walter Beardsley

Ivan Triesault

Eric Mathis

Wally Brown

Sr. Hopkins

Charles Mendl

Comodoro

Virginia Gregg

Arquivista

Ricardo Costa

Dr. Julio Barbosa

Eberhard Krumschmidt

Emil Hupka

Alexis Minotis

Joseph

Fay Baker

Ethe

Motivos para ver o filme interlúdio

Esse filme mostra que paixão e responsabilidade por estar inseridos em lugares completamente diferentes. Pode  escolher a quem se unirá, mas, não se sabe por quem se apaixonará. Um filme que vale a pena assistir.

Fim

Terminamos aqui mais um catálogo dos melhores filmes de Alfred Hitchcock. Se você aprecia essas sensacionais produções, e deseja conhecer outros catálogos, esteja ligado na Demonstre, sempre teremos muito mais para você!

Um super abraço, e até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20