Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, é um drama tanto quanto controverso onde, Clara (Sônia Braga), da vida a uma personagem de 65 anos, jornalista, viúva e aposentada, tem filhos adultos e netos.

aquarius-2016-1024x684-5063066-5910887-6092883
Aquarius (2016)

Possui cinco apartamentos, porém se recusa a vender para a construtora, o qual onde cresceu e ainda habita.

O Filme Aquarius

A película trabalha bem com o afeto pela memória do ambiente, exibindo ligação forte com a personagem, a trama se passa em Recife, sendo maior parte no edifício na orla de Boa Viagem.

Clara, pelo seu apego a residência, termina tendo problemas de desconforto, com a construtora, que a todo custo e momento, tenta fazer com que ela não consiga mais suportar a pressão de, continuar morando no lugar que tanto gosta.

Exibir os vínculos desde o princípio é de suma relevância neste filme, ora, apesar de tratar-se sobre conservação de memórias, encontra-se um desassossego de não fazer da memória uma veda, retrógrada.

Sentimentos

Não é bem sobre algo conservador, como Clara fala em sua entrevista, que não tem nada contra Streaming e coisas atuais, ela tem um certo apego ao passado porém passa um pouco longe do saudosismo.

São momentos emocionais que fazem ela se agarrar ao sentimento, ao local, aos objetos, músicas, etc. Momentos como aniversários, passeios e reuniões familiares. São fatores que dão matéria para a trama.

O cenário tem um peso narrativo enorme, com memórias boas e ruins para clara porém não é uma personagem presa no seu mundinho.

A película tem uma boa finalização, narrativa e fatores bem pensados e trabalhados, poucas coisas que incomodam, apesar disso foi algo ciente, com uma ótima atuação da personagem que soube exibir de uma forma agradável os sentimentos com o cenário.

Espero ter ajudado e tirado todas as suas dúvidas sobre o filme.

Fim da matéria sobre Aquarius

Gostou? Compartilhe!