• Início
  • Críticas
  • Crítica | “Me Chame Pelo Seu Nome” é tocante e emocionante

Crítica | “Me Chame Pelo Seu Nome” é tocante e emocionante

Quem assistiu ao filme Um Mergulho no Passado, do diretor italiano Luca Guadagnino, conhece bem os elementos da sua realização: A bela paisagem italiana, muita natureza, sol escaldante e personagens apaixonados pela cultura.

Este são os elementos presentes no seu novo Me Chame Pelo Seu Nome, que estreia nesta quinta-feira, 18 de janeiro, em circuito nacional. O longa-metragem mostra as descobertas homossexuais de um jovem italiano nos anos 1990.

Aclamado nos festivais de Berlim, Toronto, Rio, Sundance e um dos principais candidatos ao Oscar de 2018, o filme é baseado no romance homônimo escrito por André Aciman. No Brasil, o livro é publicado pela Editora Intrínseca.

No filme, o sensível e único filho da família americana com ascendência italiana e francesa Perlman, Elio (Timothée Chalamet), está enfrentando outro verão na afetuosa casa de seus pais na bela paisagem italiana. Mas tudo muda com a chegada de Oliver (Armie Hammer), um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai.

mcpsn-1024x683-8582657-6133370

Luca Guadagnino (Um Sonho de Amor) retorna com toda a sua sensibilidade neste drama, que encanta todos os espectadores. Independentemente do romance homoafetivo presente no seu longa, ele fala do amor e da paixão com a delicadeza vista por poucos. Guadagnino poderia retratar o romance entre o homem e uma mulher ou, até mesmo, com duas mulheres, e seu filme continuaria com o mesmo significado.

No roteiro escrito por outro grande diretor, James Ivory (Vestígios do Dia), tudo se encaixa. Bem pesquisado, com diálogos inteligentes, ambientações que combinam com toda a natureza da trama, o transforma em algo belo.

Somado a criação e realização, está a fotografia exuberante Sayombhu Mukdeeprom (Sombras do Além) enquadra com maestria todos os movimentos e a paradisíaca paisagem da Itália, ganha um toque especial nas lentes de Mukdeeprom.

Na atuação, a sensibilidade de Timothée Chalametde (Lady Bird – A Hora de Voar) e Armie Hammer (O Cavaleiro Solitário) chegam a emocionar. Não é possível imaginar a realização deste trabalho, sem a presença de ambos. Parece que tudo foi feito para a dupla.

Com a produção do brasileiro Rodrigo Teixeira, Me Chame Pelo Seu Nome tem sequência confirmada e é cotado para indicações em várias categorias do Oscar. Com paisagem exuberante, o filme é sensível e tocante. Nota máxima para este espetáculo!

Para mais informações, acesse: https://www.intrinseca.com.br/mechamepeloseunome/

Assista ao trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=7yCwv8FjidU

Divulgação

Texto escrito por Alyson Fonseca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20