• Início
  • Cinema
  • Crítica | História de um casamento – Uma representação dolorosa sobre o divórcio

Quer ser feliz? Não case! Quer fazer o outro feliz? Case!“. Essa é uma frase do líder religioso japonês Masaharu Taniguchi. Além disso, é uma ótima forma de iniciar uma crítica sobre o filme História de um casamento.

Existe um mundo depois do tão esperado “sim… eu aceito“. O casamento é o maior passo em um relacionamento. É a partir dessa decisão que se constrói uma jornada que deveria durar para sempre, de acordo com os votos matrimoniais. Mas, nem sempre é assim. História de um casamento é um filme que expressa a ruptura matrimonial, de forma melancólica e tocante.

wordpress-1-1024x710-7743474-2571459
História de um casamento | Netflix

Sinopse História de um casamento:

Nicole e seu marido Charlie estão passando por muitos problemas e decidem se divorciar. Os dois concordam em não contratar advogados para tratar do divórcio, mas Nicole muda de ideia após receber a indicação de Nora Fanshaw, especialista no assunto. Surpreso com a decisão da agora ex-esposa, Charlie precisa encontrar um advogado para tratar da custódia do filho deles, o pequeno Henry.

Sabe aquele famoso ditado popular, se referenciando a vida dos outros e como ela sempre parece melhor que a nossa?

Por mais que as aparências indiquem que “a grama do vizinho é sempre mais verde“, História de um casamento aproveita essa percepção, inserindo-a dentro da narrativa de uma vida a dois. Logo nos primeiros 10 minutos de filme, recebemos um “soco no estômago“. A história faz o público se apaixonar pelo casal logo de cara. Entretanto, é ai que surge a parte dolorosa, quando a nossa visão do casal perfeito é destruída.

wordpress-4-1024x576-2430879-1478128
História de um casamento | Netflix

Noah Baumbach, além de dirigir, é responsável pelo roteiro, que acerta nos diálogos e nos monólogos profundos. O texto sempre consegue envolver, de forma natural, todas as consequências de um divórcio, utilizando os pontos mais afetados como a família, trabalho e o bem estar psicológico. Não apenas isso, o roteirista ainda abordou como a briga judicial é capaz de afetar a vida financeira de um ex-casal.

Baumbach, além de escrever um excelente roteiro, dirige muito bem os atores, principalmente em cenas com longa duração. Utilizando o potencial de um elenco de peso, o diretor acerta em dosar o drama, ao segurar os momentos de emoção explosiva, que acabam culminando em uma única cena que extrapola os sentimentos dos protagonistas (a melhor cena do longa!).

Em paralelo, cenas com um leve humor deixam a trama mais verdadeira. Utilizando todos os membros de uma família, seja pai, mãe, filho, irmã, avó, cunhada, genro e sogra, o diretor aproveita para destrinchar um pouco mais sobre como os familiares lidam com uma iminente separação.

Em determinado momento você vai se perguntar “eles eram O Casal Perfeito, como podem terminar assim?” e é com base nessa indagação, que o diretor prepara todo o terreno para entendermos como o casal dos sonhos rumou para um relacionamento desgasto.

wordpress-3-1-1024x576-8352935-3111739
História de um casamento | Netflix

Outro grande acerto do filme é a estética visual, que em muitas cenas coloca os protagonistas separados; o enquadramento do ex-casal é sempre filmado com algo entre eles, como objetos, pessoas, movimentações de câmera ou o próprio vazio. Uma sútil alusão ao “distanciamento” causado pelo divórcio (basta rever as imagens acima!). Tais cenas, sem trilha ou diálogos, carregam essa simbologia e são interrompidas por um corte brusco, depois que a melancolia já preencheu a tela.

Todo o elenco entrega atuações dignas. Scarlett Johansson (conhecida pela sua performance como Viúva Negra no UCM) cumpre muito bem esse trabalho, abraçando todos os mínimos detalhes de sua personagem. Ela emociona, diverte e encanta, até mesmo nas cenas simples e descontraídas do filme. Seu arco de personagem é convincente ao utilizar a árdua luta em recomeçar, quando não se terminou uma etapa anterior da vida, nesse caso, o casamento. Uma atuação repleta de verdade e naturalidade. Aliás, Scarlett possui muita química com seu parceiro de cena.

Adam Driver (indicado ao Oscar por Infiltrado na Klan) está em um dos seus melhores papéis. As nuances de seu personagem são colocadas de forma crua e singela, por intermédio de uma interpretação carregada de dilemas e emoções (muitas vezes contidas!). O olhar, às vezes distante, os trejeitos, a seriedade profissional e o jeito um pouco desengonçado tornam a atuação de Driver espetacular; as cenas levemente bem humoradas também adicionam muita naturalidade ao protagonista.

Não é somente em Big Little Lies que Laura Dern dá um show na tela. Sua personagem — uma feroz e astuta advogada — convence muito através dos diálogos nada fáceis, utilizados para explanar críticas sociais a respeito do papel materno em um relacionamento.

v19marriage01-9926330-3820084-7131093
História de um casamento | Netflix

Em suma, História de um casamento é uma abordagem dolorosa sobre a falsa imagem do “casal feliz”, cutucando essa visão otimista que a sociedade tem acerca dos relacionamentos. Quem observa “de fora” nunca entenderá a situação dos que estão “dentro”.

Usando o dia a dia de um casamento em ruínas, a busca por novos sonhos e a desistência dos objetivos profissionais, o diretor entrega um filme tocante e verdadeiro. O desfecho é muito corajoso, ao fazer uma conexão simples com o início.

Se no começo do longa-metragem sentimos uma emoção doce com o relacionamento dos protagonistas, no final sobra apenas o gosto amargo na boca. Apesar das promessas feitas em um casamento, como amar e cuidar, nos maus e bons momentos, na saúde e na doença e na riqueza e na pobreza, nem sempre a morte é a responsável pela separação.

Com 6 indicações ao Globo de Ouro e 8 indicações ao Critics’ Choice Awards, o filme está disponível na Netflix.

Veja também: Crítica | Parasita – Instigante E Visceral, Eis O Melhor Filme De 2019.

Ouça o nosso podcast:

Quer ser feliz? Não case! Quer fazer o outro feliz? Case!“. Essa é uma frase do líder religioso japonês Masaharu Taniguchi. Além disso, é uma ótima forma de iniciar uma crítica sobre o filme História de um casamento.

Existe um mundo depois do tão esperado “sim… eu aceito“. O casamento é o maior passo em um relacionamento. É a partir dessa decisão que se constrói uma jornada que deveria durar para sempre, de acordo com os votos matrimoniais. Mas, nem sempre é assim. História de um casamento é um filme que expressa a ruptura matrimonial, de forma melancólica e tocante.

wordpress-1-1024x710-7743474-2571459
História de um casamento | Netflix

Sinopse História de um casamento:

Nicole e seu marido Charlie estão passando por muitos problemas e decidem se divorciar. Os dois concordam em não contratar advogados para tratar do divórcio, mas Nicole muda de ideia após receber a indicação de Nora Fanshaw, especialista no assunto. Surpreso com a decisão da agora ex-esposa, Charlie precisa encontrar um advogado para tratar da custódia do filho deles, o pequeno Henry.

Sabe aquele famoso ditado popular, se referenciando a vida dos outros e como ela sempre parece melhor que a nossa?

Por mais que as aparências indiquem que “a grama do vizinho é sempre mais verde“, História de um casamento aproveita essa percepção, inserindo-a dentro da narrativa de uma vida a dois. Logo nos primeiros 10 minutos de filme, recebemos um “soco no estômago“. A história faz o público se apaixonar pelo casal logo de cara. Entretanto, é ai que surge a parte dolorosa, quando a nossa visão do casal perfeito é destruída.

wordpress-4-1024x576-2430879-1478128
História de um casamento | Netflix

Noah Baumbach, além de dirigir, é responsável pelo roteiro, que acerta nos diálogos e nos monólogos profundos. O texto sempre consegue envolver, de forma natural, todas as consequências de um divórcio, utilizando os pontos mais afetados como a família, trabalho e o bem estar psicológico. Não apenas isso, o roteirista ainda abordou como a briga judicial é capaz de afetar a vida financeira de um ex-casal.

Baumbach, além de escrever um excelente roteiro, dirige muito bem os atores, principalmente em cenas com longa duração. Utilizando o potencial de um elenco de peso, o diretor acerta em dosar o drama, ao segurar os momentos de emoção explosiva, que acabam culminando em uma única cena que extrapola os sentimentos dos protagonistas (a melhor cena do longa!).

Em paralelo, cenas com um leve humor deixam a trama mais verdadeira. Utilizando todos os membros de uma família, seja pai, mãe, filho, irmã, avó, cunhada, genro e sogra, o diretor aproveita para destrinchar um pouco mais sobre como os familiares lidam com uma iminente separação.

Em determinado momento você vai se perguntar “eles eram O Casal Perfeito, como podem terminar assim?” e é com base nessa indagação, que o diretor prepara todo o terreno para entendermos como o casal dos sonhos rumou para um relacionamento desgasto.

wordpress-3-1-1024x576-8352935-3111739
História de um casamento | Netflix

Outro grande acerto do filme é a estética visual, que em muitas cenas coloca os protagonistas separados; o enquadramento do ex-casal é sempre filmado com algo entre eles, como objetos, pessoas, movimentações de câmera ou o próprio vazio. Uma sútil alusão ao “distanciamento” causado pelo divórcio (basta rever as imagens acima!). Tais cenas, sem trilha ou diálogos, carregam essa simbologia e são interrompidas por um corte brusco, depois que a melancolia já preencheu a tela.

Todo o elenco entrega atuações dignas. Scarlett Johansson (conhecida pela sua performance como Viúva Negra no UCM) cumpre muito bem esse trabalho, abraçando todos os mínimos detalhes de sua personagem. Ela emociona, diverte e encanta, até mesmo nas cenas simples e descontraídas do filme. Seu arco de personagem é convincente ao utilizar a árdua luta em recomeçar, quando não se terminou uma etapa anterior da vida, nesse caso, o casamento. Uma atuação repleta de verdade e naturalidade. Aliás, Scarlett possui muita química com seu parceiro de cena.

Adam Driver (indicado ao Oscar por Infiltrado na Klan) está em um dos seus melhores papéis. As nuances de seu personagem são colocadas de forma crua e singela, por intermédio de uma interpretação carregada de dilemas e emoções (muitas vezes contidas!). O olhar, às vezes distante, os trejeitos, a seriedade profissional e o jeito um pouco desengonçado tornam a atuação de Driver espetacular; as cenas levemente bem humoradas também adicionam muita naturalidade ao protagonista.

Não é somente em Big Little Lies que Laura Dern dá um show na tela. Sua personagem — uma feroz e astuta advogada — convence muito através dos diálogos nada fáceis, utilizados para explanar críticas sociais a respeito do papel materno em um relacionamento.

v19marriage01-9926330-3820084-7131093
História de um casamento | Netflix

Em suma, História de um casamento é uma abordagem dolorosa sobre a falsa imagem do “casal feliz”, cutucando essa visão otimista que a sociedade tem acerca dos relacionamentos. Quem observa “de fora” nunca entenderá a situação dos que estão “dentro”.

Usando o dia a dia de um casamento em ruínas, a busca por novos sonhos e a desistência dos objetivos profissionais, o diretor entrega um filme tocante e verdadeiro. O desfecho é muito corajoso, ao fazer uma conexão simples com o início.

Se no começo do longa-metragem sentimos uma emoção doce com o relacionamento dos protagonistas, no final sobra apenas o gosto amargo na boca. Apesar das promessas feitas em um casamento, como amar e cuidar, nos maus e bons momentos, na saúde e na doença e na riqueza e na pobreza, nem sempre a morte é a responsável pela separação.

Com 6 indicações ao Globo de Ouro e 8 indicações ao Critics’ Choice Awards, o filme está disponível na Netflix.

Veja também: Crítica | Parasita – Instigante E Visceral, Eis O Melhor Filme De 2019.

Ouça o nosso podcast:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20