Para explicar a magnitude de The Handmaiden de um modo fácil eu vou propor que nós possamos conversar um pouco de maneira bem honesta, papo limpo sabe. Falando a verdade sobre algumas coisas, sem muito receio de ofender.

Beleza? Então, vamos lá.

Eu sei que você também consegue sacar toda a história de certos filmes apenas pelo poster, vamos imaginar um aqui: um cartaz com a Jennifer Aniston acompanhada de uma criança loira de sei lá, 10 anos e alguém um tanto fora dos padrões de Macho Alpha, quem sabe o Seth Rogen. Certo, estão os três com aquela cara de Tumbler de Youtube e o nome do filme é “A Professora da Minha Filha”.

Fim, aposto que apenas com essa cena, sem falar mais nada, você pode imaginar que o Seth em algum momento vai perder (ou perdeu) a esposa. Que a criança tem éticas morais elevadíssimas e jamais força muito a barra do pai, apesar de bater a porta do quarto às vezes, e que, no fim, todos eles formarão uma família quando a incrível professora (Jennifer Aniston) amarrar todas as postas soltas do lar.

Já sabemos a história inteirinha desse filme fictício, mas assistiríamos mesmo assim, pois queremos saber como o que já sabemos vai acontecer.

Thehandmainden 1024x427 6183874

Mas o tesão dos filmes não está em já saber o que vai acontecer, não mesmo.

The Handmaiden é fantástico, pois brinca com as suas expectativas

O tesão está em assistir um filme que não se faz a menor ideia do que vai acontecer, das transformações necessárias aos personagens, dos caminhos que eles irão tomar, do ritmo que o filme irá adotar em determinado momento. É delicioso poder ver uma obra que tem a força para te surpreender de verdade.

Mas surpresa, por si só, também não representa, necessariamente, força. É como nós dizemos, e críticos muito melhores e muito mais competentes confirmam: fazer o novo apenas pelo novo não é garantia de uma grande obra.

Para ela surgir é preciso atar o incomum ao usual. Pegar algo que já esteja dentro dos padrões e transformar. Aí está a arte. Usar a jornada do herói, sempre ela, de uma maneira que ninguém mais teria a mesma visão ou abordagem.

Thehandmainden2 1024x683 5938877

Aí está toda a força de The Handmaiden, um filme que encaixa suas cenas com a perfeição de um detalhista. Se Chan-wook Park já havia feito dois trabalhos de mestre em Oldboy e Thirsty, nesse filme ele atinge níveis incomuns para o cinema.

Não fica devendo em nada aos grandes ídolos que nós temos (e eu tenho a minha lista e você certamente terá a sua), mas Chan-wook Park, as atrizes, a equipe e todos os envolvidos em The Handmaiden merecem que fiquemos em pé e batamos palmas.

Pois é um dos melhores filmes que eu já vi, não apenas nos últimos anos, mas sempre.

Sim, já sei, tem aquele que vai dizer “Não gostei, é lento, é chato, já vi melhor, não é nada disso, não é nada daquilo.” Tudo bem, eu ignoraria essas vozes e assistiria ao filme, quem aprecia o bom cinema irá agradecer, sem dúvidas.

5 estrelas, assista, mergulhe. Ou então aceite mesmo os filmes do tipo “A Professora da Minha Filha” e também seja feliz. Não há nada de errado nisso.

Thehandmainden4 1024x576 1228304

Avisos finais

Como gosto de falar e já peço nos meus últimos artigos. Estou completamente mergulhado no gênero de Terror. Então, se você quer ver a crítica de algum filme aqui na página, basta deixar o comentário no Facebook, que eu estou acompanhando todas as respostas.

Pode pedir daquele filme que você viu algum dia sem querer em um streaming qualquer da vida, esses são os mais interessantes.

Esse redator também é escritor. Se estiver com vontade de pegar uma leitura leve, rápida, com cenas marcantes e muitos assassinatos, conheça dois dos meus livros. Um Link está aqui, o outro aqui. Você também pode me seguir no Instagram, estou sempre postando contos de terror/suspense.

Abaixo o trailer