• Início
  • Cinema
  • Dom Salvador e Abolição – Documentário (2020)

Dom Salvador e Abolição – Documentário (2020)

A cidade desempenha um papel fundamental neste documentário “Dom Salvador e Abolição”, que se abre não só com a figura de Salvador (Dom Salvador), mas também com o cotidiano de Nova York. Antes de ver um músico sentado em frente ao piano pela primeira vez, o metrô, ruas enormes e multidões encheram as fotos.

Dom Salvador e Abolição - Documentário (2020)
Dom Salvador e Abolição – Documentário (2020)

O documentário dirigido por Artur Ratton e Lilka Hara é principalmente sobre como criar uma atmosfera, e esse ritmo e esse ritmo regular podem sugerir a música criada por brasileiros.

Embora ocasionalmente mencione a infância do filme e explique resumidamente o período da ditadura militar, o filme não é tão dedicado a treinar sua vida quanto a vida atual do artista nos Estados Unidos, onde ainda se apresenta com frequência em restaurantes.

Os produtores não estão tão interessados ​​em ídolos quanto em apoiar os ídolos, então eles não estão interessados ​​em manter uma carreira musical que valha a pena assistir por décadas.

A velhice pode dar aos discursos um tom nostálgico ligado ao passado, ou um dos muitos testamentos cinematográficos pode ser usado para elogiar as grandes conquistas de pessoas importantes nos estágios posteriores da vida.

Dom Salvador e Abolição – Argumento

Diante do estilo rude, quase amador, de pegar na rua, ou conhecer Don Salvador onde encontramos outros artistas e produtores musicais, muitos recursos de imagem são curiosos. Após cada vídeo pop-up, o vídeo limpo irá reiniciar sem contraste e saturação, e uma captura borrada aparecerá, a gravação da qual não está longe da imagem tirada pela câmera do celular.

Conforme a foto se desdobra, a imagem será excessivamente abalada para encontrar o melhor ângulo e é impossível determinar o enquadramento correto. Mesmo enquanto entrevistava Harry Belafontein sentado em silêncio em um estúdio silencioso, a câmera tremia em todos os lugares.

Agora, em tal situação controlada, por que é urgente? Há um grande antagonismo entre a gráfica super estruturada e composicional e o passeio de Dom Salvador por parques e ruas, que devem ser amadores. Esses dois registros são contraditórios.

Dom Salvador e Abolição - Documentário (2020)
Dom Salvador e Abolição – Documentário (2020)

É uma escolha estética para radicais? Isso pode provar a má voz de algumas entrevistas em estúdio de gravação? O filme ainda apresenta filmes noturnos de mergulho. À noite, a cidade se torna um cenário assustador em preto e branco, que é uma espécie de ficção científica.

Ratton e Hara estão interessados ​​nos aspectos mais extremos do naturalismo e do humanismo, e não há compromisso entre os dois.

Dom Salvador e Abolição – Enredo

Ao mesmo tempo, alguns aspectos dos retratos são questionáveis. Este filme evita elegantemente os problemas espinhosos da vida dos músicos. O fim do filme da abolição é um mistério que os diretores não querem explicar: os ex-integrantes do grupo disseram que até agora não sabiam o motivo da dissolução do grupo e que o filme não buscou respostas por conta própria.

Nos últimos quinze minutos, Belafonte disse que Don Salvador teve dificuldade em perder a paciência na vida da equipe e no trabalho, mas não xingou nos primeiros sessenta minutos de seu discurso. O próprio artista dirá aos seus filhos que a sua primeira prioridade é a música, “depois a tua mãe, depois tu”.

Um discurso extremamente forte como esse terá um leve impacto no enredo, mas a cena logo para e o filme muda para outro tema. É louvável que essa história evite interferir em sua vida pessoal, mas também roube suas qualidades psicológicas.

Conhecemos os resultados exatos de Don Salvador, mas nada sabemos sobre sua dor, trauma, saudade, arrependimento e saudade. O diretor prefere fatos e métodos precisos – esta é uma instituição comovente para a cidade de Nova York, e os nova-iorquinos ainda se sentam ao piano e tocam com habilidade.

Dom Salvador e Abolição – Análise Final

A impressão que ficou é que não há mudança na história. Conquiste a performance no famoso Carnegie Hall, descubra que a esposa doente desmaiou em casa, pode se tratar sem câmera interesse. Embora a imagem seja muito ágil e a música soe linda, ainda é um retrato frio e distante.

Depoimentos de Elza Soares, Toni Tornado, Ed Motta e Belafonte ajudaram a colocar o personagem na base e a elogiá-lo – a montagem incluiu até uma relação tensa com Elza Soares, cheia de problemas de captação de som e imagem, talvez porque ele quisesse ter um personagem é tão importante quanto um cantor no testemunho.

Dom Salvador e Abolição - Documentário (2020)
Dom Salvador e Abolição – Documentário (2020)

O diretor se afasta do músico, não fala com ele e nem captura o protagonista em momentos pessoais e emocionais. A migração o levará a uma gravadora ou restaurante, e você deve concluir a apresentação em 15 minutos. Dom Salvador e Abolição é um filme de ação que envolve as etapas e ações subsequentes do personagem.

Para projetos musicais, quase não há espaço para considerar obras alongadas. No entanto, os produtores ainda buscam metáforas visuais para a performance do jazz, a fim de buscar a liberdade profunda do jazz, o que torna a prática formal mais interessante do que o estudo dos personagens.

Perguntas frequentes sobre o tema:

Quando nasceu Dom Salvador ?

Nascimento: 12 de setembro de 1938 (idade 82 anos), São Paulo, São Paulo

Quem é Dom Salvador ?

Dom Salvador, nome artístico de Salvador da Silva Filho, é um instrumentista, arranjador e compositor brasileiro

Espero que tenha tirado boas ideias do post Dom Salvador e Abolição – Documentário (2020), sempre estou trazendo resenhas, resumos e análises interessantes sobre filmes badalados ou até mesmo sobre filmes nacionais que merecem mais atenção.

Gostou do post sobre Dom Salvador e Abolição – Documentário (2020)

Continue nos acompanhando e interagindo com a gente, gostaria que comentasse qual filme marcou a sua vida, assim como esse foi marcante para mim! irei trazer mais filmes antigos e também filmes que foram marcantes na épica sessão da tarde.

Sua avaliação e sua interação são de suma importância pra conseguirmos trazer o que é interessante pra você leitor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20