• Início
  • Dicas
  • Estes são os 4 melhores filmes no catálogo de setembro da Netflix

No mar de dramas coreanos e séries adolescentes que a Netflix se tornou, achar um lançamento interessante pode ser uma tarefa complicada. Algumas pessoas dizem que pagam a assinatura apenas para olhar o catálogo, sem assistir a nenhum filme ou série.

Mas setembro trouxe consigo sinais de mudança. Quatro deles, para ser mais exato. A lista nasce da surpresa que esses títulos geraram, e do risco que eles correm de não serem percebidos pela maioria das pessoas. Há tempos a plataforma não fazia tantas adições relevantes ao seu catálogo, simultaneamente.

Assunto de Família

film1-1-a9dcbd79db145888-6351377-8484367
Gaga Corporation

Um lindo filme. Nenhum outro adjetivo descreve Assunto de Família com tanta precisão. O longa japonês conta a história de uma família pobre que vive de furtos. Enquanto voltava de uma loja que acabara de furtar, o patriarca Osamu e seu filho se deparam com uma garotinha aparentemente abandonada. Eles questionam se deveriam, mas eventualmente decidem abrigar a menina na pequena casa onde moram. A vida segue feliz e tranquila, até que uma revelação testa a união da família.

Assunto de Família é daqueles filmes que não quer chegar a uma conclusão ou dar uma lição de moral no público, apenas conversar. Conversar sobre o significado de família e instituições morais através de uma família marginal, que faz questão de driblar a sociedade e o seu entendimento engessado de certo e errado. Além disso, a direção de Hirokazu Koreeda faz um uso incrível da linguagem cinematográfica, tornando cenários, personagens e emoções muito mais vivos e palpáveis.

Elena

elena-1024x721-7316016-5597305
Busca Vida Filmes

O documentário de Petra Costa (Democracia em Vertigem) refaz a trajetória de Elena, irmã da diretora que viajou à Nova York atrás do sonho de se tornar atriz de cinema. Através de registros e memórias, Petra reconstrói Elena como pessoa, ideia e sentimento, encontrando a irmã e a si mesma no processo.

Elena é o estudo emocionante e fundamentalmente intimista de uma pessoa brilhante (mesmo quando esmaecida pela melancolia) e das abstrações incompreensíveis da perda. O documentário é denso, dura apenas 82 minutos, mas suas conclusões sobre identidade e aceitação são invariavelmente arrebatadoras.

Climax

Estes são os 4 melhores filmes no catálogo de setembro da netflix
Wild Bunch AG

Este é o último filme lançado pelo diretor francês Gaspar Noé, famoso por obras absurdas e traumáticas como Irreversível e Viagem Alucinante. Aqui ele conta a história de um grupo de dançarinos que, nos anos 90, se reúne em um prédio isolado para ensaios e festas. Durante uma delas, o grupo percebe que foi drogado. Sem saberem o porquê ou por quem, eles sucumbem aos efeitos da droga, que para alguns é o paraíso e para outros, o inferno.

Além de ser uma maravilha técnica com planos-sequência inacreditáveis, o filme constrói sua atmosfera intoxicante através da dança, música (lê-se “french house”) e tensão sexual. Uma vez que os efeitos do LSD se consolidam, tudo isso explode em uma noite macabra e pervertida, onde praticamente toda ação tem uma consequência devastadora e irremediável.

Climax é como um sonho febril, daqueles que parecem não ter fim, mas do qual o espectador não conseguirá acordar ou desviar o olhar.

Procurando Dory

finding-dory1-2389660-4016935
Walt Disney Studios Motion Pictures

Para fecharmos em um tom alegre, Procurando Dory. Dory vive tranquilamente com seus amigos Nemo e Marlin em um recife. Durante uma viagem escolar onde acompanha Nemo, uma epifania faz com que ela lembre vagamente de seus pais e seja lançada em uma busca divertidíssima por seu passado perdido.

Procurando Dory é tudo que podemos esperar de um filme da Pixar. Apesar de não possuir o mesmo frescor de Procurando Nemo, o filme é um espetáculo engraçado, bonito aos olhos e, acima de tudo, uma jornada de descobrimento engrandecedora, tanto para os personagens, quanto para a família que assiste à animação.

No fim das contas, o mês de setembro tornou o catálogo da Netflix muito mais respeitável, interessante e diverso. Nos resta aproveitar as gratas surpresas e torcer para que elas se repitam com cada vez mais frequência.

No mar de dramas coreanos e séries adolescentes que a Netflix se tornou, achar um lançamento interessante pode ser uma tarefa complicada. Algumas pessoas dizem que pagam a assinatura apenas para olhar o catálogo, sem assistir a nenhum filme ou série.

Mas setembro trouxe consigo sinais de mudança. Quatro deles, para ser mais exato. A lista nasce da surpresa que esses títulos geraram, e do risco que eles correm de não serem percebidos pela maioria das pessoas. Há tempos a plataforma não fazia tantas adições relevantes ao seu catálogo, simultaneamente.

Assunto de Família

film1-1-a9dcbd79db145888-6351377-8484367
Gaga Corporation

Um lindo filme. Nenhum outro adjetivo descreve Assunto de Família com tanta precisão. O longa japonês conta a história de uma família pobre que vive de furtos. Enquanto voltava de uma loja que acabara de furtar, o patriarca Osamu e seu filho se deparam com uma garotinha aparentemente abandonada. Eles questionam se deveriam, mas eventualmente decidem abrigar a menina na pequena casa onde moram. A vida segue feliz e tranquila, até que uma revelação testa a união da família.

Assunto de Família é daqueles filmes que não quer chegar a uma conclusão ou dar uma lição de moral no público, apenas conversar. Conversar sobre o significado de família e instituições morais através de uma família marginal, que faz questão de driblar a sociedade e o seu entendimento engessado de certo e errado. Além disso, a direção de Hirokazu Koreeda faz um uso incrível da linguagem cinematográfica, tornando cenários, personagens e emoções muito mais vivos e palpáveis.

Elena

elena-1024x721-7316016-5597305
Busca Vida Filmes

O documentário de Petra Costa (Democracia em Vertigem) refaz a trajetória de Elena, irmã da diretora que viajou à Nova York atrás do sonho de se tornar atriz de cinema. Através de registros e memórias, Petra reconstrói Elena como pessoa, ideia e sentimento, encontrando a irmã e a si mesma no processo.

Elena é o estudo emocionante e fundamentalmente intimista de uma pessoa brilhante (mesmo quando esmaecida pela melancolia) e das abstrações incompreensíveis da perda. O documentário é denso, dura apenas 82 minutos, mas suas conclusões sobre identidade e aceitação são invariavelmente arrebatadoras.

Climax

Estes são os 4 melhores filmes no catálogo de setembro da netflix
Wild Bunch AG

Este é o último filme lançado pelo diretor francês Gaspar Noé, famoso por obras absurdas e traumáticas como Irreversível e Viagem Alucinante. Aqui ele conta a história de um grupo de dançarinos que, nos anos 90, se reúne em um prédio isolado para ensaios e festas. Durante uma delas, o grupo percebe que foi drogado. Sem saberem o porquê ou por quem, eles sucumbem aos efeitos da droga, que para alguns é o paraíso e para outros, o inferno.

Além de ser uma maravilha técnica com planos-sequência inacreditáveis, o filme constrói sua atmosfera intoxicante através da dança, música (lê-se “french house”) e tensão sexual. Uma vez que os efeitos do LSD se consolidam, tudo isso explode em uma noite macabra e pervertida, onde praticamente toda ação tem uma consequência devastadora e irremediável.

Climax é como um sonho febril, daqueles que parecem não ter fim, mas do qual o espectador não conseguirá acordar ou desviar o olhar.

Procurando Dory

finding-dory1-2389660-4016935
Walt Disney Studios Motion Pictures

Para fecharmos em um tom alegre, Procurando Dory. Dory vive tranquilamente com seus amigos Nemo e Marlin em um recife. Durante uma viagem escolar onde acompanha Nemo, uma epifania faz com que ela lembre vagamente de seus pais e seja lançada em uma busca divertidíssima por seu passado perdido.

Procurando Dory é tudo que podemos esperar de um filme da Pixar. Apesar de não possuir o mesmo frescor de Procurando Nemo, o filme é um espetáculo engraçado, bonito aos olhos e, acima de tudo, uma jornada de descobrimento engrandecedora, tanto para os personagens, quanto para a família que assiste à animação.

No fim das contas, o mês de setembro tornou o catálogo da Netflix muito mais respeitável, interessante e diverso. Nos resta aproveitar as gratas surpresas e torcer para que elas se repitam com cada vez mais frequência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20