Conteúdo ocultar

Marlene Dietrich  foi uma atriz e cantora alemã, que recebeu diversos convites para atuação, sendo que até Adolf Hitler a solicitou. No entanto, ela decidiu se tornar cidadã americana, contrariando os planos nazistas.

Marlene Dietrich – Melhores filmes

A beleza de Marlene Dietrich era inquestionável, no entanto, há comentários sobre sua personalidade. A própria filha, alegou que a atriz, era bastante fria nos relacionamentos. Contudo, seu sucesso como atriz aconteceu, ainda que após cinco anos de anonimado no mundo do teatro.

mar-300x239-2446307-2069198-6387910

Quem foi Marlene Dietrich

Marie Magdalene Dietrich nasceu em 27 de dezembro de 1901 em Schöneberg, um distrito de Berlim, Alemanha. Ela era a mais nova das duas filhas. A mãe de Dietrich era de uma família abastada de Berlim que tinha uma fábrica de relógios e seu pai era um tenente da polícia.

Seu pai morreu em 1911, e seu melhor amigo, Eduard von Losch, um aristocrata primeiro tenente dos Granadeiros, cortejou a mãe de Dietrich e mais tarde se casou com ela em 1916, mas morreu logo depois, como resultado de ferimentos sofridos durante a Primeira Guerra Mundial. No entanto, seus parentes fugiram da guerra, indo para o Sul do Brasil.

Dietrich fez escola de artes cênicas e participou de filmes mudos até 1930. Em 1921, casou-se com um ajudante de diretor, chamado Rudolf Sieber, e teve uma única filha, Maria, nascida em 1924.

Sua entrada no teatro

Estreou no teatro aos vinte e três anos de idade, fazendo cinco anos de carreira apagada, até ser descoberta pelo diretor austríaco, Josef von Sternberg, que a convidou portanto, para protagonizar o filme Der Blaue Engel (1930), lançado no Brasil como O Anjo Azul, e baseado no romance de Heinrich Mann, Professor Unrat.

marlene-300x169-8556771-8247862-4712332

Foi o primeiro dos sete filmes, nos quais Marlene Dietrich e o diretor Josef von Sternberg trabalharam juntos. Os demais foram Marrocos (1930), Desonrada (1931), O Expresso de Shangai (1932), A Vênus Loira (1932), A Imperatriz Galante (1934) e Mulher Satânica (1935). Depois de trabalhar com von Sternberg, ela foi para Hollywood, onde trabalhou portanto, em filmes mais profundos e mais marcantes.

Foi convidada por Hitler para protagonizar filmes pró-nazistas, mas recusou o convite e tornou-se cidadã estadunidense, o que Hitler tomou como um desrespeito à pátria alemã, e chamou Dietrich de traidora Durante a Segunda Guerra Mundial, Marlene foi ao encontro das tropas aliadas, onde cantava para divertir e aliviar a dor dos soldados.

Marlene Dietrich como cantora

Condecorada com medalha após a guerra, Marlene descobriu um dom que poderia explorar: sua voz. Assim ela começou a cantar além de atuar. A partir de 1952, começa a se apresentar em espetáculos em Las Vegas, no Sahara Hotel.

mr-300x300-7689337-8970584-4251813

Em 1961, Marlene protagonizou um filme que quebraria barreiras e chocaria o mundo com um assunto que ainda assustava. O filme era Julgamento em Nuremberg, que tratava do holocausto, do nazismo, e do tumultuado julgamento que condenou os grandes líderes nazistas.

Em turnês mundiais, ela visitou inúmeros países, porém voltou para sua pátria, a Alemanha, apenas em 1962, e sua volta não agradou a todos, pois os nazistas remanescentes chamaram-na de traidora em pleno aeroporto. Marlene tinha em Berlim uma de suas melhores amigas, a também talentosa cantora e atriz Hildegard Knef.

Em 1978, Marlene protagonizou seu último filme, Apenas um Gigolô, onde contracenou com David Bowie. Porém, nesse meio tempo, ela fez várias participações em rádio e programas de televisão.

Marlene Dietrich em sua morte

Finalmente, escondeu-se em seu apartamento em Paris, onde morreu aos noventa anos de idade, de causas naturais. Porém, existem comentários de que Marlene se matou com calmantes, pois não suportava o fato de envelhecer. Outros dizem que ela tinha Mal de Alzheimer e, por isso, se matou, mas não existe nada que comprove esses comentários.

Em 2001, foi realizado um filme biográfico sobre a diva, dirigido pelo seu neto e com comentários de várias pessoas que conviveram com Dietrich, como sua filha Maria Riva, seu sobrinho, Hildegard Knef, Burt Bacharach, o filho de von Sternberg, entre outros.

Maria Riva escreveu um livro sobre sua mãe, no qual a declarava uma pessoa fria e autoritária. Foi a primeira mulher a usar calças publicamente, nos anos 1920. Encontra-se sepultada em Berlin-Schöneberg (Friedhof Schöneberg III), Friedenau, Berlim na Alemanha.

Marlene Dietrich – Melhores filmes

Confiram a seguir, os melhores filmes , lançados no cinema com Marlene Dietrich.

Marrocos (1930) – Marlene Dietrich

Em 1992 Marrocos foi selecionado para preservação no National Film Registry dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso como sendo “culturalmente, historicamente ou esteticamente significante”.

maroco-209x300-2981055-1902162-3864299

Sinopse do filme com Marlene Dietrich – Marrocos

Em plena Guerra contra os marroquinos, um legionário francês e uma cantora de cabaré se apaixonam, mas o relacionamento é complicado pois o legionário é um mulherengo e devido ao aparecimento de um homem rico que quer a cantora para si.

Prêmios:

  • Foi indicado para o Óscar de 1931 nas categorias de melhor atriz para Marlene Dietrich, melhor direção artística, melhor fotografia e melhor diretor para Josef von Sternberg.

Curiosidades:

  • De acordo com Robert Osborne da Turner Classic Movies, Cooper e von Sternberg não se davam bem. Por isso Von Sternberg filmava de forma a sempre colocar Dietrich acima de Cooper, enaltecendo-a às suas custas, portanto, Cooper queixou-se a seus chefes de estúdio e conseguiu com que Sternberg parasse.
  • Quando Dietrich veio para os EUA, von Sternberg congratulou-a com presentes, incluindo um verde Rolls-Royce Phantom II, que apareceu portanto, em algumas cenas de Marrocos.
  • Marrocos foi entretanto, o segundo de sete filmes da dupla Sternberg e Dietrich.

Ficha técnica do filme:Marrocos

Título: Marrocos
Título Original: Morocco
Ano: 1930
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Benno Vigny, Jules Furthman
Gênero: Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme: Marrocos

Gary Cooper

Tom Brown

Marlene Dietrich

Amy Jolly

Adolphe Menjou

Sr. La Bessiere

Ullrich Haupt

Adjunto Caesar

Eve Southern

Madame Caesar

Paul Porcasi

Proprietário

Emil Chautard

General Francês

Juliette Compton

Anna Dolores

Motivos para ver o filme:Marrocos

É um filme considerado como patrimônio histórico, o que o torna portanto, um documentário da época. Contudo, é um filme que foi feito para divertir o público.

O Anjo Azul (1930)- Marlene Dietrich

O Anjo Azul foi o 1º dos 7 filmes em que a atriz Marlene Dietrich e o diretor Josef von Sternberg trabalharam juntos.

o-an-300x300-5128042-5314797-2035992

Sinopse do filme com Marlene Dietrich – O anjo azul

O professor Immanuel Rath (Emil Jannings) ensina inglês e literatura. Ele descobre contudo, que muitos de seu alunos estão com fotografias de Lola Lola (Marlene Dietrich), uma atriz de um cabaré local, denominado Anjo Azul, embora Immanuel não a conheça.

Ao perguntar a um de seus alunos que possuía as fotos,  ele revelou que foi ao local, e a conheceu no cabaré. Naquela noite, Immanuel vai até o Anjo Azul, para pedir à Lola que pare de seduzir seus alunos. Mas inesperadamente, ele acaba se apaixonando pela atriz.

Curiosidades:

  • O Anjo Azul é o primeiro longa-metragem alemão completamente sonoro, e é o responsável por tornar Dietrich uma estrela internacional.
  • O filme foi filmado simultaneamente em alemão e inglês. Porém a versão alemã é considerada portanto, superior em qualidade por ser mais longo e não marcado por atores que lutam para pronunciar o inglês corretamente.
  • Sternberg reestruturou a história para adequá-la aos seus gostos, simplificando temas morais e enfatizando a angústia do professor. Como resultado, a segunda metade do livro não foi muito utilizada e foi criado um final inteiramente novo.

Ficha técnica do filme: Anjo azul

Título: O Anjo Azul
Título Original: Der blaue Engel
Ano: 1930
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Heinrich Mann, Carl Zuckmayer, Karl Vollmöller, Robert Liebmann, Josef von Sternberg
Gênero: Drama/Musical
Nacionalidade: Alemanha

Elenco do filme: Anjo azul

Marlene Dietrich

Lola Lola

Emil Jannings

Prof. Immanuel Rath

Kurt Gerron

Kiepert

Rosa Valetti

Guste

Hans Albers

Mazeppa

Reinhold Bernt

O palhaço

Charles Puffy

Wirt,diretor do Anjo Azul

Eduard von Winterstein

O diretor da escola

Carl Balhaus

Erztum,aluno

Robert Klein-Lörk

Goldstaub,aluno

Roland Varno

Lohmann,aluno

Rolf Müller

Angst,aluno

Gerhard Bienert

O policial

Wilhelm Diegelmann

O capitão do navio

Motivos para ver o filme: Anjo azul

Ele mostra como uma paixão pode pegar um individuo de surpresa! Portanto, nunca brinque com sentimentos, você pode se enrolar! Quer mais motivos para ver esse filme?

O Expresso de Shangai (1932) – Marlene Dietrich

marli-3845102-3481676-7840739

Sinopse do filme com Marlene Dietrich – O Expresso Shangai

Em 1931, durante a Guerra Civil Chinesa, embarcam no expresso de Xangai o capitão britânico Donald ‘Doc’ Harvey e a notória cortesã “Shanghai Lily”, conhecida por ter arruinado financeiramente com seus caprichos, cinco homens. Doc a reconhece como Magdalen, uma antiga amante de quem se separara havia cinco anos.

Eles são surpreendidos durante a viagem quando outro passageiro, Sr. Chang, se revela um comandante rebelde e resolve tomar o comboio com suas tropas.

Prêmios:

  • Venceu o Oscar de 1932 na categoria de melhor fotografia em preto e branco (Lee Garmes)
  • Indicado na categoria de melhor diretor (Josef von Sternberg) e melhor filme

Curiosidades:

  • O roteiro foi de Jules Furthman baseado em história de Harry Hervey. Foi o quarto filme da colaboração da atriz Marlene Dietrich com o diretor von Sternberg.
  • O filme teve dois “remakes”: em 1942, com o título de Night Plane from Chungking; e em 1951 como Peking Express.
  • Inicialmente a China baniu o filme, pedindo a retirada de circulação em todo o mundo. A proibição foi retirada quando a Paramount disse que não voltaria a fazer outro filme envolvendo a política chinesa.
  • Na sua autobiografia, Marlene Dietrich disse que foi Von Sternberg quem fez a maior parte da direção de fotografia, e não Lee Garmes que ganhou um Oscar pelo seu trabalho no filme.

Ficha técnica do filme: O Expresso Shangai

Título: O Expresso de Shangai
Título Original: Shanghai Express
Ano: 1932
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Harry Hervey, Jules Furthman
Gênero: Aventura/Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme: O Expresso Shangai

Marlene Dietrich

Shanghai Lily

Clive Brook

Capitão Donald ‘Doc’ Harvey

Anna May Wong

Hui Fei

Warner Oland

Sr. Henry Chang

Eugene Pallette

Sam Salt

Lawrence Grant

Reverendo Carmichael

Louise Closser Hale

Sra. Haggerty

Gustav von Seyffertitz

Eric Baum

Emile Chautard

Major Lenard

Leonard Carey

Carey

Wong Chung

Oficial chinês

Herbert Evans

Oficil britânico

Willie Fung

Engenheiro do trem

Tom Gubbins

Oficial chinês

Motivos para ver o filme:

Emoção, romance e ação em um só filme. O Expresso Shangai é um filme  que vai mover a locomotiva dentro de você.

A Vênus Loura (1932) – Marlene Dietrich

Helen (Marlene Dietrich) já brilhou nos clubes noturnos, mas agora está casada com um cientista, Edward Farady (Herbert Marshall), diagnosticado com um envenenamento. Ele precisa conseguir dinheiro para encontrar a cura, que está na Europa. Para isto, Helen volta a se apresentar nos palcos como a “Vênus loura”, tornando-se novamente um grande sucesso.

a-venus-loira-200x300-4751428-6594273-1781484

Sinopse do filme com Marlene Dietrich –

Helen (Marlene Dietrich) já brilhou nos clubes noturnos, mas agora está casada com um cientista, Edward Farady (Herbert Marshall), diagnosticado com um envenenamento. Ele precisa conseguir dinheiro para encontrar a cura, que está na Europa. Para isto, Helen volta a se apresentar nos palcos como a “Vênus loura”, tornando-se novamente um grande sucesso.

Curiosidades:

  • A história original “Mother Love” foi escrita pela própria Marlene Dietrich.
  • Dietrich executa três números musicais neste filme, incluindo o obscuro “You Little So-and-So” (música e letra de Sam Coslow e Leo Robin) e “I Could not Be Annoyed” (música e letras de Leo Robin E Richard A. Whiting).
  • O destaque é o infame “Hot Voodoo” (música de Ralph Rainger, letra de Sam Coslow), que tem quase 8 minutos de duração e é principalmente instrumental, com trompete de jazz e bateria.
  • A história original “Mother Love” foi escrita pela própria Marlene Dietrich.
  • Dietrich executa três números musicais neste filme, incluindo o obscuro “You Little So-and-So” (música e letra de Sam Coslow e Leo Robin) e “I Could not Be Annoyed” (música e letras de Leo Robin E Richard A. Whiting). O destaque é o infame “Hot Voodoo” (música de Ralph Rainger, letra de Sam Coslow), que tem quase 8 minutos de duração e é principalmente instrumental, com trompete de jazz e bateria.

Ficha técnica do filme: A Vênus Loura

Título: A Vênus Loura
Título Original: Blonde Venus
Ano: 1932
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Jules Furthman, Josef von Sternberg, S.K. Lauren
Gênero: Drama
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme: A Vênus Loura

Marlene Dietrich

Helen Faraday

Herbert Marshall

Edward ‘Ned’ Faraday

Cary Grant

Nick Townsend

Dickie Moore

Johnny Faraday

Gene Morgan

Ben Smith

Rita La Roy

Taxi Belle Hooper

Robert Emmett O’Connor

Dan O’Connor

Sidney Toler

Detetive Wilson

Morgan Wallace

Dr. Pierce

Clarence Muse

Charlie

Sterling Holloway

Motivos para ver o filme: A Vênus loura

A necessidade dentro da própria casa pode levar uma pessoa estagnada, a obrigatoriamente desenvolver seus talentos, com a finalidade de alcançar recursos. Afinal nem todos o ventos são totalmente contrários.

Mulher Satânica (1935) – Marlene Dietrich

A Paramount teve problemas com o governo espanhol, que considerou algumas cenas ofensivas ao povo daquele país e exigiu que todas as cópias fossem destruídas. Dado como perdido, o filme reapareceu em uma retrospectiva de Sternberg em 1959, graças a Marlene Dietrich, que ofereceu a cópia de sua coleção particular.

mulher-1-300x239-5744273-2867800-5257189

Sinopse do filme com Marlene Dietrich – Mulher Satânica

Sevilha, Carnaval de 1890. Concha Perez é a femme fatale que atrai para sua teia o jovem militar Antonio Galván. Antonio conta para o Capitão Don Pasqual, seu amigo mais velho, que está apaixonado.

Don Pasqual, então, confessa que já se relacionou com essa mulher, que lhe arruinou a vida ao fazer dele gato e sapato e depois abandoná-lo por coisa melhor. Antonio promete se afastar do perigo, mas a essa altura já está enfeitiçado. Enquanto isso, Don Pasqual, ao trazer à tona aquela enxurrada de recordações, descobre-se ainda preso à sedução de Concha.

Curiosidades:

  • O filme é elogiado pela magnífica fotografia, assumida pelo próprio Sternberg com assistência de Lucien Ballard, pelos figurinos e pela direção de arte, que proporcionaram um clima onírico à fita. Um crítico da época definiu o resultado final como “Goya e o barroco vistos por um alemão expressionista”.
  • O fracasso comercial da película precipitou a saída de Sternberg da Paramount Pictures e marcou o fim de sua longa associação com Marlene Dietrich[1] , com quem trabalhou sete vezes.
  • O roteiro teve a colaboração de John dos Passos e é baseado no romance La Femme et le Pantin (1898), do escritor francês Pierre Louys. Essa mesma obra serviu de fonte para Esse Obscuro Objeto do Desejo, que Luis Buñuel dirigiu em 1977.

ha técnica do filme: Mulher Satânica

Título: Mulher Satânica
Título Original: The Devil Is a Woman
Ano: 1935
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Pierre Louÿs, John Dos Passos, Sam Winston
Gênero: Comédia/Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme:

Marlene Dietrich

Concha Perez

Lionel Atwill

Capitão Don Pasqual

Edward Everett Horton

Governador Don Paquito

Alison Skipworth

Sra. Perez

Cesar Romero

Antonio Galvan

Don Alvarado

Morenito

Francisco Moreno

Alfonso

Luisa Espinal

Dançarina cigana

Donald Reed

Miguelito

Motivos para ver o filme:

A sedução pode enfeitiçar, e manter na teia sua vitima, mais tempo do que se imagina! Veja esse filme, e nos diga se  concorda com a critica!

Atire a Primeira Pedra (1939) – Marlene Dietrich

No filme original existia uma cena em que Marlene Dietrich colocava o dinheiro ganho em uma noite de apostas no seu decote. Depois que as primeiras audiências assistiram a cena, elas reclamaram e a censura americana pediu que retirassem essa parte do filme.

atire-a-primeira-pedra-210x300-7322685-3461760-8851029

Sinopse do filme: Atire a primeira pedra

Kent, o chefe inescrupuloso de Bottleneck mata o Xerife Keogh quando ele faz muitas perguntas sobre um jogo de pôquer fraudado por Kent e que lhe deu o domínio sobre os gados da região. O prefeito, que está em conluio com Kent nomeia o bêbado da cidade, Washington Dimsdale, como o novo xerife acreditando que ele será fácil de controlar.

Curiosidades:

  • O papel de Tom Destry era originalmente de Gary Cooper, mas ele queria mais dinheiro do que os produtores estavam dispostos a pagar. O papel foi então oferecido a James Stewart que o aceitou.
  • Esse acabou sendo o primeiro faroeste de James Stewart.
  • James Stewart e Marlene Dietrich tiveram um caso que durou exatamente o tempo das filmagens. Posteriormente ela declarou que teve que fazer um aborto depois que Stewart a engravidou.
  • O filme foi adaptado para a Broadway em um musical com Andy Griffith. A estreia foi em 23 de abril de 1959 no Imperial Theatre e teve 472 apresentações.

Ficha técnica

Título: Atire a Primeira Pedra
Título Original: Destry Rides Again
Ano: 1939
Direção: George Marshall
Roteiro: Max Brand, Felix Jackson, Gertrude Purcell, Henry Myers
Gênero: Comédia/Faroeste
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme : Atire a primeira pedra

James Stewart

Tom Destry Jr.

Marlene Dietrich

Frenchy

Charles Winninger

Washington Dimsdale

Mischa Auer

Boris

Brian Donlevy

Kent

Warren Hymer

Bugs Watson

Allen Jenkins

Gyp Watson

Betta St. John

Garota cantando no vagão

Motivos para ver o filme: Atire a primeira pedra

Para quem gosta de faroeste, vai se divertir bastante com esse filme! Assistam e aproveitem para darem boas risadas!

Fim

Apresentamos aqui, mais um catálogo para vocês, desta vez contudo, trazemos Marlene Dietrich. Esperamos contudo, que a apresentação desses filmes, os quais compõem, a era de ouro de Hollywood, venham ser úteis em suas pesquisas culturais. Além de aprender, que você possa se divertir bastante! Se quer mais, é só nos seguir!

Abraço e até breve!

Marlene Dietrich  foi uma atriz e cantora alemã, que recebeu diversos convites para atuação, sendo que até Adolf Hitler a solicitou. No entanto, ela decidiu se tornar cidadã americana, contrariando os planos nazistas.

Marlene Dietrich – Melhores filmes

A beleza de Marlene Dietrich era inquestionável, no entanto, há comentários sobre sua personalidade. A própria filha, alegou que a atriz, era bastante fria nos relacionamentos. Contudo, seu sucesso como atriz aconteceu, ainda que após cinco anos de anonimado no mundo do teatro.

mar-300x239-2446307-2069198-6387910

Quem foi Marlene Dietrich

Marie Magdalene Dietrich nasceu em 27 de dezembro de 1901 em Schöneberg, um distrito de Berlim, Alemanha. Ela era a mais nova das duas filhas. A mãe de Dietrich era de uma família abastada de Berlim que tinha uma fábrica de relógios e seu pai era um tenente da polícia.

Seu pai morreu em 1911, e seu melhor amigo, Eduard von Losch, um aristocrata primeiro tenente dos Granadeiros, cortejou a mãe de Dietrich e mais tarde se casou com ela em 1916, mas morreu logo depois, como resultado de ferimentos sofridos durante a Primeira Guerra Mundial. No entanto, seus parentes fugiram da guerra, indo para o Sul do Brasil.

Dietrich fez escola de artes cênicas e participou de filmes mudos até 1930. Em 1921, casou-se com um ajudante de diretor, chamado Rudolf Sieber, e teve uma única filha, Maria, nascida em 1924.

Sua entrada no teatro

Estreou no teatro aos vinte e três anos de idade, fazendo cinco anos de carreira apagada, até ser descoberta pelo diretor austríaco, Josef von Sternberg, que a convidou portanto, para protagonizar o filme Der Blaue Engel (1930), lançado no Brasil como O Anjo Azul, e baseado no romance de Heinrich Mann, Professor Unrat.

marlene-300x169-8556771-8247862-4712332

Foi o primeiro dos sete filmes, nos quais Marlene Dietrich e o diretor Josef von Sternberg trabalharam juntos. Os demais foram Marrocos (1930), Desonrada (1931), O Expresso de Shangai (1932), A Vênus Loira (1932), A Imperatriz Galante (1934) e Mulher Satânica (1935). Depois de trabalhar com von Sternberg, ela foi para Hollywood, onde trabalhou portanto, em filmes mais profundos e mais marcantes.

Foi convidada por Hitler para protagonizar filmes pró-nazistas, mas recusou o convite e tornou-se cidadã estadunidense, o que Hitler tomou como um desrespeito à pátria alemã, e chamou Dietrich de traidora Durante a Segunda Guerra Mundial, Marlene foi ao encontro das tropas aliadas, onde cantava para divertir e aliviar a dor dos soldados.

Marlene Dietrich como cantora

Condecorada com medalha após a guerra, Marlene descobriu um dom que poderia explorar: sua voz. Assim ela começou a cantar além de atuar. A partir de 1952, começa a se apresentar em espetáculos em Las Vegas, no Sahara Hotel.

mr-300x300-7689337-8970584-4251813

Em 1961, Marlene protagonizou um filme que quebraria barreiras e chocaria o mundo com um assunto que ainda assustava. O filme era Julgamento em Nuremberg, que tratava do holocausto, do nazismo, e do tumultuado julgamento que condenou os grandes líderes nazistas.

Em turnês mundiais, ela visitou inúmeros países, porém voltou para sua pátria, a Alemanha, apenas em 1962, e sua volta não agradou a todos, pois os nazistas remanescentes chamaram-na de traidora em pleno aeroporto. Marlene tinha em Berlim uma de suas melhores amigas, a também talentosa cantora e atriz Hildegard Knef.

Em 1978, Marlene protagonizou seu último filme, Apenas um Gigolô, onde contracenou com David Bowie. Porém, nesse meio tempo, ela fez várias participações em rádio e programas de televisão.

Marlene Dietrich em sua morte

Finalmente, escondeu-se em seu apartamento em Paris, onde morreu aos noventa anos de idade, de causas naturais. Porém, existem comentários de que Marlene se matou com calmantes, pois não suportava o fato de envelhecer. Outros dizem que ela tinha Mal de Alzheimer e, por isso, se matou, mas não existe nada que comprove esses comentários.

Em 2001, foi realizado um filme biográfico sobre a diva, dirigido pelo seu neto e com comentários de várias pessoas que conviveram com Dietrich, como sua filha Maria Riva, seu sobrinho, Hildegard Knef, Burt Bacharach, o filho de von Sternberg, entre outros.

Maria Riva escreveu um livro sobre sua mãe, no qual a declarava uma pessoa fria e autoritária. Foi a primeira mulher a usar calças publicamente, nos anos 1920. Encontra-se sepultada em Berlin-Schöneberg (Friedhof Schöneberg III), Friedenau, Berlim na Alemanha.

Marlene Dietrich – Melhores filmes

Confiram a seguir, os melhores filmes , lançados no cinema com Marlene Dietrich.

Marrocos (1930) – Marlene Dietrich

Em 1992 Marrocos foi selecionado para preservação no National Film Registry dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso como sendo “culturalmente, historicamente ou esteticamente significante”.

maroco-209x300-2981055-1902162-3864299

Sinopse do filme com Marlene Dietrich – Marrocos

Em plena Guerra contra os marroquinos, um legionário francês e uma cantora de cabaré se apaixonam, mas o relacionamento é complicado pois o legionário é um mulherengo e devido ao aparecimento de um homem rico que quer a cantora para si.

Prêmios:

  • Foi indicado para o Óscar de 1931 nas categorias de melhor atriz para Marlene Dietrich, melhor direção artística, melhor fotografia e melhor diretor para Josef von Sternberg.

Curiosidades:

  • De acordo com Robert Osborne da Turner Classic Movies, Cooper e von Sternberg não se davam bem. Por isso Von Sternberg filmava de forma a sempre colocar Dietrich acima de Cooper, enaltecendo-a às suas custas, portanto, Cooper queixou-se a seus chefes de estúdio e conseguiu com que Sternberg parasse.
  • Quando Dietrich veio para os EUA, von Sternberg congratulou-a com presentes, incluindo um verde Rolls-Royce Phantom II, que apareceu portanto, em algumas cenas de Marrocos.
  • Marrocos foi entretanto, o segundo de sete filmes da dupla Sternberg e Dietrich.

Ficha técnica do filme:Marrocos

Título: Marrocos
Título Original: Morocco
Ano: 1930
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Benno Vigny, Jules Furthman
Gênero: Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme: Marrocos

Gary Cooper

Tom Brown

Marlene Dietrich

Amy Jolly

Adolphe Menjou

Sr. La Bessiere

Ullrich Haupt

Adjunto Caesar

Eve Southern

Madame Caesar

Paul Porcasi

Proprietário

Emil Chautard

General Francês

Juliette Compton

Anna Dolores

Motivos para ver o filme:Marrocos

É um filme considerado como patrimônio histórico, o que o torna portanto, um documentário da época. Contudo, é um filme que foi feito para divertir o público.

O Anjo Azul (1930)- Marlene Dietrich

O Anjo Azul foi o 1º dos 7 filmes em que a atriz Marlene Dietrich e o diretor Josef von Sternberg trabalharam juntos.

o-an-300x300-5128042-5314797-2035992

Sinopse do filme com Marlene Dietrich – O anjo azul

O professor Immanuel Rath (Emil Jannings) ensina inglês e literatura. Ele descobre contudo, que muitos de seu alunos estão com fotografias de Lola Lola (Marlene Dietrich), uma atriz de um cabaré local, denominado Anjo Azul, embora Immanuel não a conheça.

Ao perguntar a um de seus alunos que possuía as fotos,  ele revelou que foi ao local, e a conheceu no cabaré. Naquela noite, Immanuel vai até o Anjo Azul, para pedir à Lola que pare de seduzir seus alunos. Mas inesperadamente, ele acaba se apaixonando pela atriz.

Curiosidades:

  • O Anjo Azul é o primeiro longa-metragem alemão completamente sonoro, e é o responsável por tornar Dietrich uma estrela internacional.
  • O filme foi filmado simultaneamente em alemão e inglês. Porém a versão alemã é considerada portanto, superior em qualidade por ser mais longo e não marcado por atores que lutam para pronunciar o inglês corretamente.
  • Sternberg reestruturou a história para adequá-la aos seus gostos, simplificando temas morais e enfatizando a angústia do professor. Como resultado, a segunda metade do livro não foi muito utilizada e foi criado um final inteiramente novo.

Ficha técnica do filme: Anjo azul

Título: O Anjo Azul
Título Original: Der blaue Engel
Ano: 1930
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Heinrich Mann, Carl Zuckmayer, Karl Vollmöller, Robert Liebmann, Josef von Sternberg
Gênero: Drama/Musical
Nacionalidade: Alemanha

Elenco do filme: Anjo azul

Marlene Dietrich

Lola Lola

Emil Jannings

Prof. Immanuel Rath

Kurt Gerron

Kiepert

Rosa Valetti

Guste

Hans Albers

Mazeppa

Reinhold Bernt

O palhaço

Charles Puffy

Wirt,diretor do Anjo Azul

Eduard von Winterstein

O diretor da escola

Carl Balhaus

Erztum,aluno

Robert Klein-Lörk

Goldstaub,aluno

Roland Varno

Lohmann,aluno

Rolf Müller

Angst,aluno

Gerhard Bienert

O policial

Wilhelm Diegelmann

O capitão do navio

Motivos para ver o filme: Anjo azul

Ele mostra como uma paixão pode pegar um individuo de surpresa! Portanto, nunca brinque com sentimentos, você pode se enrolar! Quer mais motivos para ver esse filme?

O Expresso de Shangai (1932) – Marlene Dietrich

marli-3845102-3481676-7840739

Sinopse do filme com Marlene Dietrich – O Expresso Shangai

Em 1931, durante a Guerra Civil Chinesa, embarcam no expresso de Xangai o capitão britânico Donald ‘Doc’ Harvey e a notória cortesã “Shanghai Lily”, conhecida por ter arruinado financeiramente com seus caprichos, cinco homens. Doc a reconhece como Magdalen, uma antiga amante de quem se separara havia cinco anos.

Eles são surpreendidos durante a viagem quando outro passageiro, Sr. Chang, se revela um comandante rebelde e resolve tomar o comboio com suas tropas.

Prêmios:

  • Venceu o Oscar de 1932 na categoria de melhor fotografia em preto e branco (Lee Garmes)
  • Indicado na categoria de melhor diretor (Josef von Sternberg) e melhor filme

Curiosidades:

  • O roteiro foi de Jules Furthman baseado em história de Harry Hervey. Foi o quarto filme da colaboração da atriz Marlene Dietrich com o diretor von Sternberg.
  • O filme teve dois “remakes”: em 1942, com o título de Night Plane from Chungking; e em 1951 como Peking Express.
  • Inicialmente a China baniu o filme, pedindo a retirada de circulação em todo o mundo. A proibição foi retirada quando a Paramount disse que não voltaria a fazer outro filme envolvendo a política chinesa.
  • Na sua autobiografia, Marlene Dietrich disse que foi Von Sternberg quem fez a maior parte da direção de fotografia, e não Lee Garmes que ganhou um Oscar pelo seu trabalho no filme.

Ficha técnica do filme: O Expresso Shangai

Título: O Expresso de Shangai
Título Original: Shanghai Express
Ano: 1932
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Harry Hervey, Jules Furthman
Gênero: Aventura/Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme: O Expresso Shangai

Marlene Dietrich

Shanghai Lily

Clive Brook

Capitão Donald ‘Doc’ Harvey

Anna May Wong

Hui Fei

Warner Oland

Sr. Henry Chang

Eugene Pallette

Sam Salt

Lawrence Grant

Reverendo Carmichael

Louise Closser Hale

Sra. Haggerty

Gustav von Seyffertitz

Eric Baum

Emile Chautard

Major Lenard

Leonard Carey

Carey

Wong Chung

Oficial chinês

Herbert Evans

Oficil britânico

Willie Fung

Engenheiro do trem

Tom Gubbins

Oficial chinês

Motivos para ver o filme:

Emoção, romance e ação em um só filme. O Expresso Shangai é um filme  que vai mover a locomotiva dentro de você.

A Vênus Loura (1932) – Marlene Dietrich

Helen (Marlene Dietrich) já brilhou nos clubes noturnos, mas agora está casada com um cientista, Edward Farady (Herbert Marshall), diagnosticado com um envenenamento. Ele precisa conseguir dinheiro para encontrar a cura, que está na Europa. Para isto, Helen volta a se apresentar nos palcos como a “Vênus loura”, tornando-se novamente um grande sucesso.

a-venus-loira-200x300-4751428-6594273-1781484

Sinopse do filme com Marlene Dietrich –

Helen (Marlene Dietrich) já brilhou nos clubes noturnos, mas agora está casada com um cientista, Edward Farady (Herbert Marshall), diagnosticado com um envenenamento. Ele precisa conseguir dinheiro para encontrar a cura, que está na Europa. Para isto, Helen volta a se apresentar nos palcos como a “Vênus loura”, tornando-se novamente um grande sucesso.

Curiosidades:

  • A história original “Mother Love” foi escrita pela própria Marlene Dietrich.
  • Dietrich executa três números musicais neste filme, incluindo o obscuro “You Little So-and-So” (música e letra de Sam Coslow e Leo Robin) e “I Could not Be Annoyed” (música e letras de Leo Robin E Richard A. Whiting).
  • O destaque é o infame “Hot Voodoo” (música de Ralph Rainger, letra de Sam Coslow), que tem quase 8 minutos de duração e é principalmente instrumental, com trompete de jazz e bateria.
  • A história original “Mother Love” foi escrita pela própria Marlene Dietrich.
  • Dietrich executa três números musicais neste filme, incluindo o obscuro “You Little So-and-So” (música e letra de Sam Coslow e Leo Robin) e “I Could not Be Annoyed” (música e letras de Leo Robin E Richard A. Whiting). O destaque é o infame “Hot Voodoo” (música de Ralph Rainger, letra de Sam Coslow), que tem quase 8 minutos de duração e é principalmente instrumental, com trompete de jazz e bateria.

Ficha técnica do filme: A Vênus Loura

Título: A Vênus Loura
Título Original: Blonde Venus
Ano: 1932
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Jules Furthman, Josef von Sternberg, S.K. Lauren
Gênero: Drama
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme: A Vênus Loura

Marlene Dietrich

Helen Faraday

Herbert Marshall

Edward ‘Ned’ Faraday

Cary Grant

Nick Townsend

Dickie Moore

Johnny Faraday

Gene Morgan

Ben Smith

Rita La Roy

Taxi Belle Hooper

Robert Emmett O’Connor

Dan O’Connor

Sidney Toler

Detetive Wilson

Morgan Wallace

Dr. Pierce

Clarence Muse

Charlie

Sterling Holloway

Motivos para ver o filme: A Vênus loura

A necessidade dentro da própria casa pode levar uma pessoa estagnada, a obrigatoriamente desenvolver seus talentos, com a finalidade de alcançar recursos. Afinal nem todos o ventos são totalmente contrários.

Mulher Satânica (1935) – Marlene Dietrich

A Paramount teve problemas com o governo espanhol, que considerou algumas cenas ofensivas ao povo daquele país e exigiu que todas as cópias fossem destruídas. Dado como perdido, o filme reapareceu em uma retrospectiva de Sternberg em 1959, graças a Marlene Dietrich, que ofereceu a cópia de sua coleção particular.

mulher-1-300x239-5744273-2867800-5257189

Sinopse do filme com Marlene Dietrich – Mulher Satânica

Sevilha, Carnaval de 1890. Concha Perez é a femme fatale que atrai para sua teia o jovem militar Antonio Galván. Antonio conta para o Capitão Don Pasqual, seu amigo mais velho, que está apaixonado.

Don Pasqual, então, confessa que já se relacionou com essa mulher, que lhe arruinou a vida ao fazer dele gato e sapato e depois abandoná-lo por coisa melhor. Antonio promete se afastar do perigo, mas a essa altura já está enfeitiçado. Enquanto isso, Don Pasqual, ao trazer à tona aquela enxurrada de recordações, descobre-se ainda preso à sedução de Concha.

Curiosidades:

  • O filme é elogiado pela magnífica fotografia, assumida pelo próprio Sternberg com assistência de Lucien Ballard, pelos figurinos e pela direção de arte, que proporcionaram um clima onírico à fita. Um crítico da época definiu o resultado final como “Goya e o barroco vistos por um alemão expressionista”.
  • O fracasso comercial da película precipitou a saída de Sternberg da Paramount Pictures e marcou o fim de sua longa associação com Marlene Dietrich[1] , com quem trabalhou sete vezes.
  • O roteiro teve a colaboração de John dos Passos e é baseado no romance La Femme et le Pantin (1898), do escritor francês Pierre Louys. Essa mesma obra serviu de fonte para Esse Obscuro Objeto do Desejo, que Luis Buñuel dirigiu em 1977.

ha técnica do filme: Mulher Satânica

Título: Mulher Satânica
Título Original: The Devil Is a Woman
Ano: 1935
Direção: Josef von Sternberg
Roteiro: Pierre Louÿs, John Dos Passos, Sam Winston
Gênero: Comédia/Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme:

Marlene Dietrich

Concha Perez

Lionel Atwill

Capitão Don Pasqual

Edward Everett Horton

Governador Don Paquito

Alison Skipworth

Sra. Perez

Cesar Romero

Antonio Galvan

Don Alvarado

Morenito

Francisco Moreno

Alfonso

Luisa Espinal

Dançarina cigana

Donald Reed

Miguelito

Motivos para ver o filme:

A sedução pode enfeitiçar, e manter na teia sua vitima, mais tempo do que se imagina! Veja esse filme, e nos diga se  concorda com a critica!

Atire a Primeira Pedra (1939) – Marlene Dietrich

No filme original existia uma cena em que Marlene Dietrich colocava o dinheiro ganho em uma noite de apostas no seu decote. Depois que as primeiras audiências assistiram a cena, elas reclamaram e a censura americana pediu que retirassem essa parte do filme.

atire-a-primeira-pedra-210x300-7322685-3461760-8851029

Sinopse do filme: Atire a primeira pedra

Kent, o chefe inescrupuloso de Bottleneck mata o Xerife Keogh quando ele faz muitas perguntas sobre um jogo de pôquer fraudado por Kent e que lhe deu o domínio sobre os gados da região. O prefeito, que está em conluio com Kent nomeia o bêbado da cidade, Washington Dimsdale, como o novo xerife acreditando que ele será fácil de controlar.

Curiosidades:

  • O papel de Tom Destry era originalmente de Gary Cooper, mas ele queria mais dinheiro do que os produtores estavam dispostos a pagar. O papel foi então oferecido a James Stewart que o aceitou.
  • Esse acabou sendo o primeiro faroeste de James Stewart.
  • James Stewart e Marlene Dietrich tiveram um caso que durou exatamente o tempo das filmagens. Posteriormente ela declarou que teve que fazer um aborto depois que Stewart a engravidou.
  • O filme foi adaptado para a Broadway em um musical com Andy Griffith. A estreia foi em 23 de abril de 1959 no Imperial Theatre e teve 472 apresentações.

Ficha técnica

Título: Atire a Primeira Pedra
Título Original: Destry Rides Again
Ano: 1939
Direção: George Marshall
Roteiro: Max Brand, Felix Jackson, Gertrude Purcell, Henry Myers
Gênero: Comédia/Faroeste
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme : Atire a primeira pedra

James Stewart

Tom Destry Jr.

Marlene Dietrich

Frenchy

Charles Winninger

Washington Dimsdale

Mischa Auer

Boris

Brian Donlevy

Kent

Warren Hymer

Bugs Watson

Allen Jenkins

Gyp Watson

Betta St. John

Garota cantando no vagão

Motivos para ver o filme: Atire a primeira pedra

Para quem gosta de faroeste, vai se divertir bastante com esse filme! Assistam e aproveitem para darem boas risadas!

Fim

Apresentamos aqui, mais um catálogo para vocês, desta vez contudo, trazemos Marlene Dietrich. Esperamos contudo, que a apresentação desses filmes, os quais compõem, a era de ouro de Hollywood, venham ser úteis em suas pesquisas culturais. Além de aprender, que você possa se divertir bastante! Se quer mais, é só nos seguir!

Abraço e até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20