Como vestir o bebê

2

Bebês, como eles crescem rápido não é mesmo?

Cada fase da vida de um bebê exige cuidados específicos, portanto, cada peça infantil deve antes de tudo ser confortável, seguras e claro, adequadas às necessidades do seu bebê.

Sobre os bebês

É importante lembrar que no primeiro ano de vida, especialmente nos três primeiros meses, a pele do bebê é:

  • Muito fina,
  • Pouco resistente
  • Vasos sanguíneos estão subdesenvolvidos e desorganizados.

“Por isso, os pequenos não conseguem regular sua temperatura corporal; têm as mãos e pés mais frios do que o resto do corpo e estão mais suscetíveis a irritações e alergias”

Explica a pediatra neonatologista Graziela Del Ben, do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo.

E embora seja senso comum de que os bebês sintam mais frio que os adultos, na verdade, eles perdem mais calor pela pele fina, os especialistas afirmam que a sensação térmica é praticamente idêntica.

Sobre as roupas

Como vestir o bebê
Como vestir o bebê

Segundo a especialista, devem ser escolhidas peças que atendam os seguintes requisitos:

  • Corte largo
  • Simples
  • Sem golas apertadas
  • Sem enfeites
  • Sem zíperes
  • Sem capuz
  • Sem botões
  • Nada de ganchinhos nas costas

Como as roupinhas devem ser fáceis de colocar e de tirar, para não machucar ou irritá-los na hora do banho ou da troca, as melhores são aquelas com velcro ou botões de pressão distribuídos nas laterais ou no ombro.

Tecidos são outro fator importante: os melhores são de fibras naturais, como malhas feitas com 100% de algodão.

Diferente dos tecidos sintéticos, que impedem a respiração da pele, malhas de algodão são mais leves, confortáveis e, como permitem que a pele respire, evitam irritações e alergias. Tecidos felpudos, como veludo e moletons, além das lãs, que soltam muitos fiapos, provocam alergias e devem ser evitados.

Embora o linho também seja uma fibra natural, não é recomendado por ser áspero demais.

Nos dias muito quentes basta um body sem manga, deixando livres bracinhos e perninhas. Quando sente frio, o bebê geralmente espirra, soluça e tem as extremidades de seu corpinho mais frias. Aí é só colocar um casaquinho, meias ou uma calça.

Devido a essas “regras de vestimenta” as mães precisam estar atentas a sinais do seu filho, para saber se eles estão com algum desconforto ou irritação, ou até mesmo soando em excesso.

A roupa de cada etapa

Como vestir o bebê
Como vestir o bebê
  1. De 3 a 6 meses de vida

Embora o bebê ainda não se mantenha sentado sozinho, sem a ajuda dos pais e familiares, nesse período ele já começa a se movimentar bastante, chegando a mudar de posição no berço. O que não muda é a orientação dos especialistas: as roupinhas devem continuar práticas, folgadas, confortáveis, confeccionadas em tecidos de fibras naturais, fáceis de abrir, de tirar e de colocar.

Peças de cores claras são as mais recomendadas para uso ao ar livre, principalmente em dias de sol, porque cores escuras absorvem mais luz e, portanto, são mais quentes.

2. De 6 meses a 1 ano

Nesse período que o bebê começa a se sentar, engatinhar e andar. Portanto, estará sempre em movimento. Um motivo a mais parar continuar escolhendo roupinhas confortáveis e práticas.

O ideal, segundo especialistas, é que as peças não dificultem os movimentos do pequeno.

Por se mexerem o tempo todo, nessa fase os bebês não sentem tanto frio e precisam de menos agasalho. No verão, em regiões muito quentes, acabam ficando com fralda e camisetinha ou macacões curtos.

Com o tempo instável, é preciso sempre ter à mão roupinhas e casaquinhos extras para quando sair com o bebê.

3. De 1 a 3 anos

A partir do primeiro aninho, o bebê aprende a andar, a subir e descer escadas, cadeiras, sofás, em geral deixa de usar fraldas.

É um período de descobertas, no qual tudo é novidade. Nessa época, o uso de meias antiderrapante garantem mais conforto e segurança; as roupinhas devem ser simples, práticas de tirar e colocar e ao mesmo tempo resistentes às quedas, às frequentes lavagens na máquina e fáceis de passar.

A quantidade necessária vai depender de vários fatores. Um deles é o uso de uniforme na escolinha. Uma criança que fica na creche em período integral, usando uniforme, vai precisar de bem menos roupas.

Bem, é isso, espero que essas dicas te ajudem com seu bebê.

Quer saber mais?

Se você gostou dessa matéria e gostaria de saber sobre outras coisas sobre bebês e seus cuidados, leia também: Kit para bebê.