Santo Apolinário: herói da fé

Nascido no Séc. I numa família pagã, foi convertido por Deus em Roma, através da pregação do apóstolo São Pedro.

No tempo de Apolinário o paganismo e sincretismo estavam dominando todo o Império; por isso, todo evangelizador corria grandes riscos de vida.

Apolinário

Com a missão indicando a evangelização do Norte da Itália, foi ele edificar a Igreja de Ravena, a qual tornou-se na Itália, depois de Roma, pólo do Cristianismo.

Em nome de Cristo, Apolinário curou a esposa do tribuno, levando toda a sua família à conversão e ao batismo. Assim que o juiz descobriu, ele convocou o santo, forçando-o a fazer um sacrifício para as divindades pagãs em nome de Júpiter. Apolinário respondeu que os ídolos eram apenas ouro e prata, materiais que eram melhor destinados aos pobres. Os pagãos presentes ali, zangados com suas palavras o atacaram, espancaram e jogaram na estrada. No entanto, os fiéis o recolheram, confiando-o aos cuidados de uma viúva que, depois de sete meses, conseguiu recuperá-lo.

A Martirologia Romana o descreve como um “bispo, que, tornou conhecidas as pessoas as riquezas insondáveis ​​de Cristo, precedeu seu rebanho como um bom pastor, honrando a Igreja de Classe em Ravena, em Roma, com seu glorioso martírio.

A primeira menção do santo pode ser encontrada no documento da Martirologia Gerominiana, que remonta ao início do século V, no qual uma nota – «X kl aug. Ravennæ Apollinaris »- classifica o santo como” confessor “e” padre “e faz seu aniversário em 23 de julho.

San Pietro Crisologo (bispo de Ravena, 425-451), médico da Igreja, cita Apolinário no sermão 128, oferecendo algumas informações históricas sobre a vida do santo: ele foi o primeiro bispo de Ravena; “Ele sofreu vários tormentos pela fé”.

Por causa de Jesus Cristo e do Seu Reino, lutou contra as tentações, permaneceu fiel, com coragem sofreu e suportou até mesmo as torturas como confessor e, mais tarde, o martírio.

Conta-nos a história que diante do Édito de Milão em 313, a Igreja Católica adquiriu liberdade religiosa e com isso pôde livremente evangelizar o Império Romano, assim como venerar seus santos; é deste período que encontramos em Ravena grande devoção ao Santo Bispo, herói da nossa fé.

Basílica de Santo Apolinário em Classe

É um importante monumento da arte bizantina localizado em Ravena, na Itália. Foi construído e financiado na primeira metade do século VI pelo banqueiro Giuliano Argentario pela vontade do bispo Ursicino; foi consagrado em 9 de maio de 549 pelo primeiro arcebispo Maximiano e dedicado a São Apolinário, o primeiro bispo de Ravena. No encontram-se os restos mortais do martírio de São Apolinário.

Os retratos dos arcebispos de Ravena, pintados nas paredes da nave central, foram feitos em grande parte durante o século XVIII .

No dia 23 de julho é realizada a festa em homenagem a este santo, segue a baixo a oração realizada nesta ocasião:

OREMOS

Ó Deus, remunerador das almas fiéis, que consagrastes este dia pelo martírio do bem-aventurado Apolinário, vosso Sacerdote, concedei. Vo-lo suplicamos, a nós que somos servos vossos, que obtenhamos o perdão pelas preces daquele,  cuja festa gloriosa celebramos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20