A Verdade segundo a Bíblia

A verdade pode ser traduzida como a chave para soltar as algemas da escravidão, as quais o medo, a ansiedade e aflição tiram o sono e a paz de grandes e pequenos.

Em contraponto, a mentira pode ser no momento do aperto a melhor opção, no entanto, ela torna o individuo escravo de sua própria atitude.

a verdade da bíblia
a verdade da bíblia

Portanto, estamos aqui no Reino de Deus para te falar a verdade, como ela pode te libertar do medo, insegurança e te trazer paz interior.

Verdade o caminho da liberdade

O apóstolo Paulo, considerado um doutor da lei, conhecendo que nossos pensamentos podem nos direcionar tanto ao sucesso quanto ao fracasso fez questão de apontar uma forma de disciplinar nossas ideias conduzindo-as ao caminho de paz por meio da verdade. Refletindo assim escreveu:

Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai

Filipenses 4:8

Os crimes, roubos e todo mal que aflige a humanidade, surge primeiro no pensamento do homem. Qual de nós quando pequenos, nunca pegamos um objeto e o escondemos tentando nos apropriar do que não nos pertencia?

Na verdade, embora fossemos pequenos, sabíamos que precisávamos esconder o objeto, pois já havia consciência de que era errado o que fazíamos. E como consequência de um ato desonesto, ao sermos indagados sobre o paradeiro do objeto mentíamos novamente: “Eu não sei onde está!”

Após a mentira surgia o medo de ser descoberto, e isso fazia com que a paz fosse embora. Tudo pelo simples fato de além de praticar o que não era correto, não confessávamos o erro dizendo a verdade.

Consequências dos erros – Em busca da verdade

Como consequência, o prazer momentâneo não era capaz de impedir a punição maior do que uma palmada ou castigo sem o recreio. A falta de paz causada pela mentira, era maior do que a correção após se dizer a verdade.

Pode-se dizer que a falta de verdade ocasiona

  • Medo
  • falta de paz
  • insegurança
  • Pânico
  • Estresse

Quando confessamos nossos erros e os abandonamos, alcançamos a misericórdia de Deus.

Ele não trabalha com um sistema vingativo e injusto que castiga uns e passa a mão na cabeça de outros. O Senhor é justo, e por isso sempre nos corrige, mas com amor.

mar da vida

Verdade- Atributo do Consolador

Deus quer nos abraçar como Pai Amoroso e quando nos rendemos ao seu amor sua misericórdia nos cerca. Ele perdoa nossos pecados e oferece a redenção.

Desta forma, não precisamos mais ficar nos torturando com as culpas do passado, pois, ao abandonamos a mentira e passarmos a viver com a verdade, Ele disponibiliza o Consolador para nos confortar. O consolador é o Espirito Santo que Jesus enviou para ficar conosco assim que subiu para o Pai.

“Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.”

João 16:7-8

Sim! Jesus, o próprio Filho de Deus, sobre o qual o apóstolo João Falou: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” Precisou voltar para sua casa, mas antes disso disse que não nos deixaria sozinhos, nos enviaria o Espirito Santo consolador.

Desta forma, Jesus subiu, mas o Consolador veio. Interessante que Ele além de nos confortar durante as mais profundas tristezas, também nos orienta quando precisamos tomar decisões na vida, e para que não venhamos a continuar na prática da mentira, sempre nos exorta para dizermos a verdade.

O Consolador nos ensina a trilhar um caminho de honestidade e isso pode ser feito quando seguimos os passos do Mestre.  Não foi por acaso que quando Tomé lhe falou que não sabia para onde Jesus iria, portanto, desconhecia o caminho.

Ele não sabia mesmo, contudo:

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”

João 14:6

A verdade e a justiça se abraçam

Jesus queria mostrar para eles que não conseguiriam acerta o caminho que leva para a salvação. Nem ao menos conseguiriam conviver com a verdade e alcançar a vida plena, se não seguisse seus exemplos, o qual deixou para todos.

O Mestre sempre foi justo! Os escribas e fariseus o perseguia pelo fato de nunca compactuar com as mentiras deles. Pois aparentavam para as pessoas como se fossem santos, perfeitos e representantes de Deus, contudo, roubavam, pisavam no pobre, eram orgulhosos e puniam inocentes para satisfazerem suas vontades.

Jesus, no entanto, tinha prazer em proteger os humildes. Gostava de multiplicar os peixes e pães, só para ver a multidão se fartar.

Ele fez questão de ressuscitar o filho de uma viúva, para ela não ficar desamparada e de trazer Lázaro de volta a vida para não deixar Marta e Maria sozinhas angustiadas. 

Ele fez muitas outras coisas para tornar as pessoas felizes.

Contudo, não participava dos enganos, pois Ele é a verdade! Como Justo e Santo, de sua boca procedia sempre palavras de edificação para levantar o caído e dar oportunidade a quem queria abandonar uma vida errada e trilhar o caminho da verdade.

Não era por acaso que multidões o seguiam para ouví-lo, pois:

Os lábios do justo sabem o que agrada, mas a boca dos perversos, só perversidades

Provérbios 10:32

O Senhor sempre desejou que todos que o ouviam, trilhassem o caminho da retidão. Dessa forma, com constância Jesus dizia, “pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos;” (João 8:31).

libertação 1

A verdade liberta

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”

João 8:31

O Mestre sempre gostava de deixar bem claro que o caminho da libertação estava condicionado ao conhecimento e prática da verdade. Como Ele mesmo é a verdade, torna-se claro identificar quem verdadeiramente o segue.

Uma vez que encontramos o amor de Jesus, deixamos de viver um cristianismo da boca para fora, para colocarmos em prática SEUS ensinamentos. Por isso, o Senhor nos ensinou: Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade (1 João 3:18).

 Quando Paulo falou com Timóteo: “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”, estava tentando dizer que quando praticamos o que e limpo diante dos homens e de Deus mostramos que somos verdadeiros trabalhadores de seu reino, temos a marca de legitimidade e não apenas lábia.

Aquele que anda sinceramente, pratica a justiça e fala a verdade no seu coração. Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo, mostra que em verdade conhece a Deus.

Portanto, se queres com verdade, ser conhecido como filho de Deus, “Desvia de ti a falsidade da boca e afasta de ti a perversidade dos lábios. E ainda, ande em conformidade com a Palavra do Senhor, pois

“Toda a Palavra de Deus é pura; escudo é para os que confiam nele”

Provérbios 30:5

É  filho da verdade quem em verdade é gerado

Desde que “Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas”, devemos escolher trilhar um caminho de retidão.

Quantos inocentes estão sofrendo por causa da mentira e palavras tortas de homens que lhes prometeram fazer o bem não cumpriram?

A verdade e a vida

Quando o salmista disse: “Escolhi o caminho da verdade; propus-me seguir os teus juízos” mostrou que aqueles que verdadeiramente servem a Deus fazem justiça e abominam a corrupção.  

Necessitamos viver uma vida limpa, digna de quem diz seguir a Cristo. Os tempos estão mudando e sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para que conheçamos ao Verdadeiro. No que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.

Para termos o privilégio de desfrutarmos de sua vinda como herdeiros de do Reino de Deus, precisamos segui-lo e principalmente:

  • Conter nossas palavras, pois escrito está: “Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano”.
  • Andar na Luz: “Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade”.
  • Regozijarmos com a verdade e não com a mentira: “Não tenho maior gozo do que este, o de ouvir que os meus filhos andam na verdade”.
  • Adorar a Deus em verdade: “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”.
  • Praticar a fé com verdade: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem”.

Praticando tais coisas seremos filhos da verdade

consolador

O sucesso é garantido quando abraçamos a verdade

Abraçar a verdade, significa não ter necessidade de levantar outras provas para fazer com que as pessoas confiem na gente! Quando não temos o hábito vicioso de mentir, os juramentos são dispensáveis, veja: “Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que a vossa palavra seja sim, sim, e não, não, para que não caiais em condenação.”

Já pensou se os criminosos dissessem sempre a verdade? Não seria necessário nem mesmo a intervenção de advogados ou pericias!  Mas infelizmente o crime e a mentira são aliados inseparáveis.

No entanto, para quem busca uma nova vida em Cristo deve abandonar de vez o hábito de mentir, e só assim poderá crescer na graça: “Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo”.

Já imaginou receber uma sabedoria extraordinária para aplicá-la em seu dia a dia?  Pois bem, quando vivemos com Cristo em verdade isso acontece, devido a unção que sobre nós é derramada.

“E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis”.

O que dizer ao Senhor nesse momento? “Guia-me na tua verdade, e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação; por ti estou esperando todo o dia”. Sim, nossa esperança esta Nele, “Porque a palavra do Senhor é reta, e todas as suas obras são fiéis.”

Fim

Observou como Deus ama e protege a verdade? Porque a palavra do Senhor é reta, e todas as suas obras são fiéis. Ele disse que quando vier o Consolador, da parte do Pai nos enviaria  receberíamos o Espírito de verdade, que procede do Pai. É certo que Ele que de Jesus testifica, por meio de toda mensagem escrita.

Se você gostou de nossa discussão e reflexão bíblica sobre a verdade, continue nos seguindo. Teremos estudos, mensagens maravilhosas Palavras do Reino de Deus para você! Então vai querer perder esse banquete, vai?

Um abraço e até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo Relacionado

Este é um site do grupo B20