Deuses africanos, ou mitologia africana, embora sejam conhecidos por nomes ou expressões populares, alguns personagens ou feitos,permaneceram ocultos ou não muito divulgados. Contudo, na mitologia, há menção de 600 orixás primários, divididos em duas classes, os 400 dos Irun Imole e os 200 Igbá Imole, sendo  os primeiros do Orun ( céu) e os segundos da Aiye (terra).

Na mitologia yoruba, os orixás são guardiões dos elementos da natureza, portanto, representam todos os seus domínios no aye (a realidade física em que os humanos vivem segundo a tradição iorubá).

Deuses africanos – mitologia africana

Para o yoruba, existem orixás intermediários entre os homens e o panteão africano que não são considerados deuses, são considerados “ancestrais divinizados após à morte”, porém, os orixás são cultuados no Brasil, Cuba, Republica Dominicana, Porto Rico, Jamaica,  e ainda, os Estados Unidos,México, Guiana, Tobago, Trinidad.

A crença nos deuses africanos espalhou-se com a exploração e transferências dos moradores da Africa como escravos para todo o mundo. Junto com os escravos, arrancados de sua terra e injustiçados , suas crenças difundiram-se pelo planeta.

Quem adotava?

Anteriormente os povos Africanos, principalmente os da Africa do sul. Na Africa  cada orixá estava ligado a uma cidade ou a uma nação inteira onde se tratava de uma série de cultos regionais ou nacionais. Contudo, com as colonizações e expansão das descobertas marítimas, suas crenças e costumes se espalharam por outros povos, como os do Caribe, Jamaica, Cuba e outros lugares do mundo inteiro.

O que é?

São crenças, divindades  e costumes, que deram origem a formação  religiosa cultural dos povos da Africa,mas que se espalharam pelo mundo. Portanto,para eles estas divindades representam os guardiões de toda natureza.

Quais os dogmas?

A realização das cerimônias de adoração ao Òrìsá é assegurada pelos sacerdotes, porém designados para tal em sua tribo ou cidade.

Em cada templo religioso eram cultuados todos os orixás, diferenciando que nas casas grandes tem um quarto separado para cada Orixá, no entanto, nas casas menores são cultuados em um único (quarto de santo) termo usado para designar o quarto onde são cultuados os orixás.

Suas celebrações, incluem rituais com tambores, danças, invocações, jejuns,  em alguns casos ou separação a raspagem da cabeça e sacrifícios de animais.

Sendo que na antiguidade, era adotado no entanto em alguns rituais, também com  sacrifício humano. Porém existem algumas crenças, como a de Olurun, que mostra que esta divindade não aceita oferendas.

Deuses africanos- Olurun

Para o povo de Iorubá essa divindade trata-se do criador de todas as coisas, inclusive de todas as demais divindades.

Origem do deus africano Olurun

Na crença do povo iorubá, esse é o deus supremo deles. Olorun, chamado também de Olodumare é o criador da terra, da água e de toda espécie de vida e espirito.

Poderes do deus Olurun

Poder absoluto sobre o universo e todas as coisas criadas. Não pode ser incorporado, pois é absoluto.

Parentesco do deus Olurun

Ele é o criador das outas divindades africanas, portanto pai delas.

Feitos do deus africano: Olurun

A sequencia da história dos feitos dessa divindade porém, segue parecida com o criacionismo. Mostrando que na tentativa de fazer o homem do ferro, da água e do ar, não houve exito no processo criativo, vindo portanto, a formar a criatura da lama, soprando-lhe então o folego de vida.

Deuses africanos : Ogun

Orixá do ferro, guerra, fogo, e tecnologia, deus da sobrevivência.

Origem do deus africano Ogun

Como sendo ele senhor do ferro, da guerra, da agricultura e da tecnologia,o próprio Ogum fazia suas  ferramentas, as quais serviam tanto para caçar como para a agricultura e para a guerra.

Poderes do deus Ogun

Na áfrica seu culto é restrito aos homens, e existiam templos para ele. O mesmo era representado materialmente, contudo aparecia imaterialmente no candomblé através do assentamento sagrado denominado igba ogun.

Parentesco do deus Ogun

Era o filho mais velho de Oduduwa , o fundador de Ifé, identificado no jogo do merindilogun.

Feitos do deus africano: Ogun

Ogum é considerado o principal orixá a descer do céu após a criação,contudo seria um dos   semideuses visando a uma futura vida humana. Ogum foi provavelmente a primeira divindade cultuada pelos povos yorubá da Africa. Porém, acredita-se que ele tenha wo ile sun, que significa “afundar na terra e não morrer.”

Deuses africanos: Iemanjá

Ela representa a orixá feminino dos mares e limpeza, mãe de muitos orixás, sento entretanto a dona da fertilidade feminina e do psicológico dos seres humanos.

Origem da deusa africana Iemanjá

Pertence ao povo Egba, tratada como a divindade da fertilidade originalmente associada aos rios e desembocaduras. Seu culto principal estabeleceu-se em AbeoKuta após migrações forçadas, tomando como suporte o rio Ògùn de onde manifesta-se em qualquer outro corpo de água.

Poderes da deusa Iemanjá

Ela ama os homens no mar e os protege. Mas quando os deseja, ela os mata e torna-os seus esposos no fundo do mar”. Ela pode se manifestar no corpo de alguns iniciantes por meio de transe.

Feitos da deusa africana: Iemanjá

No Brasil considerado o orixá mais popular festejado com festas públicas, desenvolveu profunda influência na cultura popular como na música, literatura e na religião,conforme pode ser observado na  figura na Dona Janaína uma personalidade à parte, sedutora, sereia dos mares nordestinos.

Deuses africanos: Oxóssi

Oxóssi  é o orixá da caça e da fartura.

Origem do deus africano Oxóssi

 Oxóssi  tem seu nome  totalmente ligado ao seu campo de domínio que é a floresta, a mata, a caça, e o ato de caçar. O  seu nome vem do termo iorubá  Osoosi que é derivado de Osowusi, que significa “o guardião noturno é popular”, “caçador ou guardião popular”.

Poderes do deus Oxóssi

Guardar a mata e os caçadores e guardador popular noturno.

Feitos do deus africano: Oxóssi

Após ter matado o grande pássaros das feiticeiras Eleyés que ameaçava o povo durante a festa da colheita dos inhames apenas com uma flecha só e ter livrado o povo de Ketu do feitiço, foi nomeado como Oxóssi e ganhou também o título de deus da caça e o responsável por todo o conhecimento adquirido através da arte de caçar.

Deuses africanos : Okô

Okô era considerado o orixá da agricultura e da sexualidade

Origem do deus africano Okô

Divindade da agricultura, ligado a colheita a fertilidade da terra. Ele é pouco conhecido no Brasil. Na época em que os escravos chegaram, não deram muita importância a ele, considerando-o como ligado  a agricultura.

Tem um título: Eni duru, que significa aquele que é erigido, personagem em pé, referência a seus atributos fálicos.Em sua representação, traz um cajado de madeira que revela sua relação com as árvores, além de uma flauta de osso que lembra sua relação com a sexualidade e a fertilidade.

Poderes do deus Okô

Tem o poder de curar a malária, à qual estão expostos aqueles que lidam com agricultura. É árbitro de conflitos, especialmente entre mulheres, e não raro, juiz das costumeiras disputas entre os orixás

Feitos do deus africano: Okô

Na época da colheita do inhame, ninguém comia o inhame novo sem antes fazer uma festa para Okô. As sacerdotisas do templo do orixá se entregavam aos sacerdotes sexualmente, e todo homem que encontrava uma mulher podia ter relação sexual naquele dia.

Na ocasião, era oferecida uma bandeja de madeira contendo alimentos como oferenda. Nas festas na África, cozinha-se todo tipo de vegetais produzidos pela terra e são colocados na rua para que todos se servissem à vontade.

Deuses africanos: Airá

veste-se de branco e tem profundas ligações com Oxalá.

Origem do deus africano: Airá

Airá é uma divindade da região de Savé muito embora não existam registros de iniciação para ele nessas terras, seu culto está restrito a Nigéria. No Brasil, inúmeros mitos foram atribuídos a essa entidade que não encontram respaldo na tradição nigeriana.

Poderes do deus Airá

Airá é um Orixá relacionado a família do raio mas pode ser relacionado ao vento, seu nome pode ser traduzido como redemoinho, fenômeno que mais se assemelha a um furacão em território Africano. Airá então pode ser louvado como a divindade que rege o encontro dos ventos.

Feitos do deus africano:Airá

Airá não usa coroa, mas um eketé branco. Suas comidas votivas não são temperadas com dendê, nem com sal e sim com banha de ori africana, gosta de quiabo e representa o furacão.

Deuses africanos: Oxumarê

Oxumarê é considerado a cobra do arco-iris que representa a mobilidade, o movimento.

Origem do deus africano Oxumarê

Divindade da mobilidade, e da atividade. Uma de suas funções é a de dirigir as forças que dirigem o movimento. Ele é o dominador de tudo que é alongado, do cordão umbilical que deverá ser enterrado com a placenta debaixo da palmeira. É o segundo filho de Nanã irmão de  Osanyin, Ewa e Obaluyê.

Poderes do deus Oxumarê

Rege o princípio da multiplicidade da vida, transcurso de múltiplos e variados destinos. Vinculado ao mistério da morte e do  renascimento. Seus filhos usam colares de búzios entrelaçados.

Feitos do deus africano: Oxumarê

É o símbolo da continuidade e da permanência. Algumas vezes, é representado por uma serpente  que morde a própria cauda. Oxumarê é um orixá completamente masculino, porém algumas pessoas acreditam que ele seja macho e fêmea. Porém o orixá feminino que se iguala a Oxumarê é sua irmã gêmea Ewa, que tem domínios parecidos com o dele.

Deuses africanos : Osanyin

Osanyin é conhecido como o responsável pelas ervas que curam

Origem do deus africano: Osanyin

É o detentor do axé (força, poder, vitalidade), de que nem mesmo os orixás podem privar-se. Esse axé encontra-se em folhas e ervas específicas. O nome dessas folhas e o seu emprego é a parte mais secreta do ritual do culto dos orixás.

Poderes do deus Osanyin

Adivinhação e curandeirismo. O símbolo de Osanyin é uma haste de ferro de cuja extremidade superior partem sete pontas dirigidas para o alto. A do centro é encimada pela imagem de um pássaro.

Feitos do deus africano: Osanyin

Osanyin  é representado por uma sineta de ferro forjado, terminada por uma haste pontuda enfiada em uma grande semente. A haste é fincada no chão, ao lado do osun do babalawo. Por sua presença, Osanyin traz a influência das folhas para as operações da adivinhação.

Deuses africanos: Yewá

Considerada a protetora das virgens e livra os homens da morte

Origem da deusa africana: Yewá

Era uma entidade africana a quem atribuíam a proteção de todas as virgens, e de homens que queriam se livrar da morte.

Poderes da deusa Yewá

Poderes de proteger, esconder e enganar a morte

Feitos da deusa africana: Yewá

Conta-se na mitologia na Nigéria, que de certa feita estando Iyewa à beira do rio, com um sua gamela cheia de roupa para lavar, avistou de longe um homem que vinha correndo em sua direção. Era Ifá que vinha esbaforido fugindo da morte. Pedindo seu auxílio, Iyewa despejou toda roupa no chão, e emborcou-o em cima da gamela.

Quando a morte chegou, perguntou a moça, se não viu passar por ali um homem, descrevendo-o,  Iyewa respondeu que viu, mas que ele havia descido rio abaixo. A morte seguiu no seu encalço, porém ao desaparecer, Ifa saiu debaixo da gamela e levou Iyewá para casa, a fim de torná-la por sua mulher.

FIM

Embora existam tantas outras entidades relacionadas aos deuses africanos ou seja a  mitologia Africana, entretanto, não trouxemos todos aqui. Porém,  você poderá saber mais sobre eles, acessando outros materiais com informações sobre os costumes e rituais praticados. Poderá ainda acessar o conteúdo da mitologia de outros povos como: Egípcios, ou da mitologia brasileira 

Existem ainda  a nórdica, grega  ou a romana. Desta forma, irá conhecer a origem de outras crenças e culturas. Só por meio do conhecimento é possível entender o comportamento das pessoas hoje. Portanto, sabendo como se dão as crenças  e os povos constroem seus costumes, poderemos combater o preconceito e aceitar  melhor as diferenças.

Se você gostou e esse material de alguma forma lhe foi util, curta a página ou deixe seu comentário, isso nos faz trabalhar com prazer, sempre em busca de conteúdos que tragam conhecimento.

Um grande abraço e até breve!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.