A educação dos jesuítas no Brasil

0
567

A educação dos jesuítas no Brasil

A ordem dos jesuítas, ou Companhia de Jesus, teve papel fundamental na formação social do Brasil colonial. Criada em 1537, com o grande objetivo de converter infiéis e, tentando acima de tudo uma reação contra a recente reforma protestante, sendo formada por um grupo de seis estudantes (um português e cinco espanhóis), era liderada por Inácio de Loyola, ex-soldado basco que abandonou a vida de arruaças, enquanto convalescia do ferimento feito por um tiro de canhão.

Três anos depois de fundada, a ordem foi oficializada pelo papa, e a Companhia de Jesus acumulou poder graças às boas relações com a Coroa e ao controle da mão-de-obra nativa, sendo que sua missão era catequizar e evangelizar as pessoas, pregando o nome de Jesus.

Ao iniciar suas andanças pelo mundo,  a estranheza entre catequizador e catequizado era inevitável, aonde de um lado, eles encontravam índios canibais politeístas, que sabiam tudo de plantas, ou ainda, chineses de olhos puxados,  com poucos pêlos no corpo e conhecimentos fantásticos de astrologia e matemática e, viam poroutro ladoeuropeus barbudos e suados, completamente vestidos.

Entretanto, essa proximidade com as tribos permitiu que eles fossem os primeiros a  documentar as  diferentes culturas,como por exemplo, sendo o primeiro dicionário português-tupi escrito por Anchieta, sem o qual talvez não tivéssemos registro da língua.

Os padres também melhoraram os mapas da época, porque costumavam detalhar em cartas os lugares por onde passavam, foram eles que encontraram uma rota terrestre entre Índia e China e descobriram que Califórnia e Coréia não eram ilhas.

Dessa forma, os missionários foram à Índia, China, Japão, Etiópia, Canadá, Indonésia, entre outros países. Assim, quando os portugueses descobriram o Brasil , os  jesuítas tiveram a incumbência de vim, educar e ensinar o idioma aos novos selvagens.

Anúncios do Demonstre que vão te interessar:

Primeiro anúncio:

Estamos com o nosso aplicativo de formação de professores baseado em QUIZ já na Google Play. Baixe agora e teste suas habilidade docentes.

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.demonstre.quizapp

O aplicativo é gratuito e recebe um teste novo por semana. Ideal para quem quer revisar o conteúdo ou estudar para concurso.

Obs: o aplicativo é preparado com uma metodologia baseada em reflexão de tarefa, então, cada questão e resposta são apresentadas de maneira a validar e construir o conhecimento do usuário.

Segundo anúncio:

Compre o nosso ebook de atividades educativas para o mês de julho. Material 100 ilustrado, com atividades e roteiros de atividades únicas e focadas no ensino de leitura e escrito:

31 atividades escolares para o mês de julho

Clique aqui ou na imagem para comprar o ebook por apenas 10 reais!

Terceiro anúncio:

Continuamos com o projeto Poema de bom dia firme e forte, com mais de 30 publicações. Para ter acesso basta visitar o canal do Demonstre no Youtube: https://www.youtube.com/user/demonstrec ou clicar no play aqui na nossa playlist:

Para enviar o seu poema, basta encaminhar o mp3 + o texto para o e-mail: [email protected].

O projeto educacional dos jesuítas                      

rp

A base educacional dos jesuítas era a catequização, entretanto aqui no Brasil o projeto de educação jesuítico ia além, tinha uma base transformadora social.

O padre Manuel da Nóbrega comandou os primeiros jesuítas a chegarem ao Brasil, eles desembarcaram na Bahia, em 1549, na expedição de Tomé de Souza, enviado para ser o governador-geral da colônia.

Os jesuítas se dedicaram a propagação da fé católica e ao trabalho educativo,ensinando os índios a ler e escrever.

Indo de Salvador até o sul , em 1570, vinte e um anos após a chegada, já era composta por cinco escolas de instrução elementar (Porto Seguro, Ilhéus, São Vicente, Espírito Santo e São Paulo de Piratininga) e três colégios (Rio de Janeiro, Pernambuco e Bahia).

Assim, passados  mais de 400 anos, deve-se aos jesuítas a abertura dos primeiros colégios no Brasil,a valorização do hábito do estudo e grande parte do registro conhecido da cultura indígena.

Nas escolas jesuítas funcionavam alguns princípios que se mantiveram por mais de duzentos anos,  são eles: unificação do método de ensino por todos os professores, ênfase na concentração e na atenção silenciosa dos alunos e um processo de ensino ligado à repetição e memorização dos conteúdos apresentados.

Todos estes princípios se sobressaem na Ratio Studiorum (Ordem dos Estudos), síntese da experiência pedagógica dos jesuítas, composta de normas e estratégias, que visavam à formação integral do homem, de acordo com a fé e a cultura católica daquele tempo.

Os jesuítas não se limitaram à alfabetização; além do curso básico, eles ofereciam os cursos de Letras e Filosofia, considerados secundários, e o curso de Teologia e Ciências Sagradas, de nível superior, para formação de sacerdotes.

Para que a catequização fosse realizada, era necessário que os indígenas aprendessem a língua portuguesa para a leitura de trechos bíblicos e o ensino da prática religiosa católica, educando não somente os indígenas, mas também os filhos de colonos, principalmente dos senhores de engenho.

A educação era rígida e a disciplina era duramente cobrada, em caso de desobediência a alguma norma ou mesmo no erro de alguma lição, os alunos eram punidos com castigos, muitas vezes físicos. O mais conhecido foi o uso da palmatória, um instrumento de madeira utilizado para bater na palma da mão dos alunos.

FIM

E aí? Muito interessante saber como foi a educação dos jesuítas aqui no Brasil, não é? Não deixe de compartilhar essa informação com seus amigos e familiares. Aposto que eles vão adorar saber.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.