Educação na Finlândia

0

Olá pessoal, vamos falar sobre a educação na Finlândia. Vamos mostrar os pontos positivos e o diferencial do ensino nesse país. Vamos conhecer?

Educação na Finlândia

 A terra do Papai Noel e das boas escolas. Esta é a Finlândia. Quando o assunto é educação, a Finlândia é uma das maiores referências mundiais.

EDUCAÇÃO NA FINLÂNDIA

Segundo pesquisas internacionais realizadas pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), três vezes ao ano as escolas finlandesas apresentam os índices de desempenho mais altos do mundo.

Seus alunos (que são os que mais leem no planeta) ocuparam o segundo lugar em ciências naturais e o quinto em matemática. Porém, o que mais surpreende a comunidade pedagógica não é isso, mas sim que os alunos finlandeses são os que, por dia, passam menos tempo estudando.

Educação na Finlândia – estrutura e funcionamento

Primeiro, não se supervisiona o trabalho de funcionários e professores, nem lhes é dito como devem trabalhar ou como e o que devem ensinar. Existe um sistema centralizado de educação no país, mas ele só propõe um alinhamento básico e recomendações superficiais. Assim, cada pedagogo aplica a seus alunos o método de ensino que lhe parecer melhor.

Lá não existe isso de ’escola de elite’. A maior das escolas acolhe 960 alunos, e a menor, pouco mais de 10, mas todas possuem as mesmas qualidades, recursos e financiamento, proporcionalmente ao seu tamanho. Quase todas as escolas são estatais, embora meia-dúzia delas sejam em parte privadas.

O diferencial dessas escolas particulares, além das mensalidades, é que os alunos levam um ritmo mais pesado; em geral são colégios de formação especial que seguem modelos pedagógicos específicos: o de Montessori, de Freinet, de Morton ou de Waldorf. Escolas de idiomas, como de inglês, francês e alemão, também são particulares.

Os moradores da Finlândia,  não classificam os alunos segundo suas capacidades ou aspirações profissionais, tampouco há alunos ’bons’ e ’maus’. É proibido fazer comparações entre alunos. Tanto os alunos mais inteligentes quanto os que têm dificuldade para aprender estão misturados aos demais.

Os alunos com deficiências físicas estudam integrados om os demais estudantes. Apesar de que podem ser formadas classes especiais para alunos com deficiência visual ou auditiva. Os finlandeses tentam ao máximo integrar à sociedade aquelas pessoas que necessitam de atenção especial; a diferença de desempenho entre os alunos finlandeses é a menor do mundo!

Educação na Finlândia – Sistema gratuito

Na Finlândia, tudo é gratuito, incluindo todos os itens que serão citados a seguir:

  • As refeições;
  • As visitas a museus e atividades extra classe;
  • O transporte que leva e traz os alunos se a escola estiver a mais de dois quilômetros de suas casas;
  • Todos os livros didáticos e material escolar, como calculadoras, computadores individuais e tablets.

É proibido cobrar qualquer taxa dos serviços escolares para os pais.

Educação na Finlândia – Alunos independentes

Os finlandeses acreditam que a escola deve ensinar ao aluno algo muito importante: ter uma vida independente no futuro! Por isso, se ensina a pensar e a adquirir conhecimento por conta própria.

Os professores não precisam anunciar os temas de estudo já que tudo está escrito nos livros didáticos. Para eles não é importante decorar fórmulas, mas sim saber procurar nas bibliografias, na Internet, usar a calculadora, ou seja, deixar à disposição dos alunos os recursos necessários para que aprendam a solucionar seus próprios problemas.

Além disso, os pedagogos nas escolas não interferem nos conflitos entre alunos, dando-lhes assim a oportunidade de prepararem para as diferentes situações da vida e de desenvolverem sua capacidade de se defenderem corretamente.

Educação na Finlândia – Estrutura

O ensino básico na Finlândia possui dois níveis:

  • Primário (alokoulu), da 1ª à 6ª série
  • Secundário (yläkoulu), da 7ª à 9ª série

Existe ainda uma 10ª série complementar na qual os alunos podem melhorar suas qualificações, onde, depois disso eles vão ou para escolas técnicas ou continuar seus estudos nos liceus que são um tipo de escolas preparatórias.

E repetir de ano na Finlândia não é nenhuma vergonha, especialmente depois da 9ª série, pois é necessária uma preparação séria para a vida adulta e por isso mesmo é que as escolas lá têm a 10ª série, que é opcional.

Educação na Finlândia – Vídeo

Assista agora o vídeo que o professor Felipo Bellini fez em seu canal de Youtube sobre a Educação na Finlâandia:

Fim do post sobre Educação na finlândia

Obrigada por acompanhar esse post do Demonstre. Espero que tenha correspondido às suas expectativas.

Deixe suas sugestões e críticas nos comentários para podermos melhorar mais a cada dia!

Você também pode gostar de:

A educação na Antiguidade Clássica – Grécia e Roma História da Educação