O filme 4 vidas de um Cachorro (do inglês, A Dog’s Purpose) foi baseado na história do livro de mesmo nome, do autor americano Bruce Cameron. O livro encabeçou a lista dos mais lidos do The New York Times durante longa data. Certamente um marco para uma publicação narrada por um cão.

4 vidas de um cachorro
4 vidas de um cachorro

Mas, o que faz dessa história tão amada e única? Provavelmente o fato dela ser contada sob o olhar de um cachorro de verdade, quero dizer, não um cachorro que entende a língua humana ou que fala com outros animais, mas um cachorro “cachorro”, se é que me entende. Tá bem, é um pouco confuso, admito, mas acredite, é exatamente isso o que dá leveza à história.

O filme é dirigido por Lasse um já renomado diretor que ainda hoje está envolvida em vários projetos, o mesmo diretor do filme Sempre ao seu lado, também estrelado por um cão, o japonês Hachiko, aquele da história real que esperava pelo dono na estação de trem.

Dessa vez, entretanto, já vou avisando, fique tranquilo, o cachorro não morre. Quero dizer, ele passa por isso sim, mas volta, reencarnando em diferentes famílias, sempre com um propósito diferente e a lembrança das lições aprendidas nas existências passadas. Essa, aliás, é a premissa do livro, a de que o cão nunca morre.

Do que se trata o filme?

Quatro Vidas de um Cachorro conta a história de um devotado cachorro que tentar dar um propósito na vida dos seres humanos que ama. Ele morre e reencarna várias vezes, mas mantém o sonho de reencontrar o seu primeiro dono, que foi o seu maior amigo. Josh Gad dubla a voz interior do cão.

4 vidas de um cachorro
4 vidas de um cachorro

Quatro Vidas de um Cachorro é exatamente isto, um filme feito para chorar. Só que o primeiro a debulhar lágrimas, como ficamos sabendo pouco antes do seu lançamento nas telas, não foram os espectadores mais sensíveis e menos criteriosos, mas, sim, os próprios cães obrigados a trabalhar na produção.

Em um vídeo divulgado secretamente sobre os bastidores das filmagens, um pastor alemão é jogado em uma piscina com água turbulenta, apesar do seu visível medo de enfrentar o desafio. Na ficção, o animal se atira em uma represa para salvar uma garota prestes a se afogar. Na vida real, no entanto, quem estava precisando de ajuda era o indefeso protagonista.

Boicote ao filme

O segundo livro lançado no Brasil pela HarperCollins começa e termina com cenas na água, mas Bruce garante que isso não será um problema dessa vez. Há um ano e meio, o lançamento do filme de “Quatro Vidas de um Cachorro” aconteceu em meio a uma polêmica por causa de uma cena com um pastor alemão.

4 vidas de um cachorro
4 vidas de um cachorro

Um vídeo em que o cão aparentemente sofre debaixo d’água durante as gravações foi vazado uma semana antes do longa estrear. Um processo de investigação foi aberto e várias entidades de defesa dos animais apoiaram um boicote internacional ao filme “Quatro Vidas de um Cachorro” liderado pela PETA (People for the Ethical Treatment of Animals).

Uma mulher na direção

Apesar de W. Bruce Cameron e Cathryn Michon seguirem como roteiristas, e Gavin Polone mais uma vez assumir a produção da adaptação, a grande mudança de “Juntos Para Sempre” acontece no principal cargo, a direção.

Quem assume é Gail Mancuso, que tem um longo histórico na televisão. Com 26 anos de carreira, ela já dirigiu episódios de séries como “Sabrina, Aprendiz de Feiticeira”, “Friends”, “Três é Demais”, “Gilmore Girls” e “Modern Family”.

Esperamos que você agora tenha entendido um pouco da história por trás desse filme que foi tão bem aclamado por todos.

4 vidas de um cachorro e muito mais!

Se você gostou de aprender um pouco mais sobre o filme 4 vidas de um cachorro e quer continuar aprendendo sobre filmes diversos e cuidados com o seu Pet, aproveite para ler mais de nossos artigos.