O numero de pessoas alergicas a gatos é o dobro dos que tem alergia a cachorros. Identificar a alergia pode ser um problema, ja que em uma casa pode existir varios alergenos.

Para confirma uma alergia é importante consultar um alergista. Pode ser difícil aceitar que o seu bichano está causando problemas na sua saúde.

Alergia a gatos

Muitos preferem suportar a alergia do que se livrar do bichinho de estimação. Se estiver determinado a suportar a alergia para nao ter que se livrar de seu gatinho, terá que tomar algumas medidas.

Causas

A genética parece ter um papel importante no desenvolvimento de alergias, o que significa que é mais provável que você as experimente se tiver familiares que também são alérgicos.

Seu sistema imunológico produz anticorpos para combater substâncias que podem prejudicar seu corpo, como bactérias e vírus.

Em alguns casos o sistema imunológico confunde um alérgeno com algo prejudicial e começa a produzir anticorpos para combatê-lo. É isso que causa sintomas de alergia, como coceira, coriza, erupções cutâneas e asma.

Os alérgenos podem ser causados ​​pela caspa, pele morta, pelo, pele, saliva e até pela urina do seu gato.

As partículas de alérgenos de animais de estimação podem ser transportadas nas roupas, circular no ar, acomodar-se em móveis e roupas de cama e ficar para trás no ambiente transportado pelas partículas de poeira.

Sintomas

Não é preciso ter um gato para estar exposto aos alérgenos. Isso acontece porque ele pode viajar na roupa das pessoas.

O alérgeno mais comum é encontrado na saliva e na pele, nos machos em níveis mais altos. As reações começam logo após o primeiro contato. podendo causar inchaço, coceira nos olhos e nariz, inflamação ocular e nariz entupido. Algumas pessoas podem desenvolver uma erupção cutânea no rosto, pescoço ou parte superior do tórax em resposta ao alérgeno.

A fadiga é comum quando a alergia não foi devidamente tratada, outro sintoma nessa situação é a tosse contínua e gotejamento nasal.

Porém, sintomas como calafrios, náuseas, vomito ou febre podem acontecer relacionados com a alergia.

Quando uma pessoa é alergia aos gatos, os alérgenos entram no pulmão, eles se combinam com anticorpos e causam sintomas. o que pode incluir tosse seca, chiado no peito e dificuldade para respirar.

As alergias a gato podem causar um ataque de asma aguda e podem desencadear uma asma crônica.

30% das pessoas que tem asma podem sofrer um ataque se entrarem em contato com felinos. Você precisa conversar com seu médico sobre um plano de tratamento, caso os sintomas continuem causando desconforto.

Como é feito o diagnóstico de alergia a gato

Existem algumas formas de fazer teste alérgico: O teste cutâneo e intradérmico, são feitos na pele e apresentam resultados rápidos, sempre custam menos que o exame de sangue.

Alguns remédios podem afetar o resultado do exame então converse com um médico antes de realizar o teste cutâneo.

Este tipo só pode ser realizado por um alergista por causa da possibilidade de uma reação alérgica grave durante o teste.

Teste na pele

Usando uma agulha limpa, o medico irá picar a superficie da pele, geralmelnte no antebraço e deposiar uma pequena quantia de alergeno. provavelmente o teste será feito com varios alergenos ao mesmo tempo. o paciente tambem é picado com um controle de alergeno. O medico irá numerar cada ponto para identificar a alergia.

O lugar da picada ficara inchado ou vermelho. Essa reação é a prova que o teste deu positivo para alguma substancia. Geralmente os efeitos passam 30 minutos após o teste.

Teste intradérmico na pele

Este teste também é realizado no consultório do seu médico para que eles possam observar qualquer reação.

Um teste intradérmico é considerado mais sensível para detectar uma alergia do que um teste de picada na pele, o que significa que mostra mais facilmente quando uma alergia testa positivo, porem ele pode apresentar falsos positivos o que dificulta uma examinação assertiva.

Teste de sangue

O sangue será coletado no consultório médico ou em um laboratório e depois enviado para testes. O sangue é então examinado em busca de anticorpos para alérgenos comuns, como pêlos de gatos. Os resultados demoram mais, mas não há risco de reação alérgica durante um exame de sangue.

Como tratar alergias a gatos

Os seguintes tratamentos podem ajudar:

  • inibidores de leucotrieno
  • imunoterapia – uma série de doses que dessensibilizam você a um alérgeno.
  • cromolyn sódico, que impede a liberação de produtos químicos do sistema imunológico.
  • sprays descongestionados sem receita
  • sprays nasais com corticosteróides
  • anti-histamínicos, como difenidramina

Quais são os sintomas de alergia a gatos?

Congestão nasal, nariz ralo, gotejamento pós-nasal, os olhos sarnentos ou aquosos, a tosse, dor facial, e pele inchada sob os olhos

Tem como desenvolver alergia a gato?

Ninguém nasce alérgico, por isso toda alergia é desenvolvida com o tempo.

O que causa a alergia a gatos?

Os gatos são animais que fazem a própria limpeza com a língua. É durante a higiene que eles espalham por toda a pele uma proteína presente na saliva, conhecida como “FeLD1” ou “Dander”, que é o causador da alergia a gatos.

Veja mais sobre gatos aqui.