Cachorros são grandes companheiros e estão ao nosso lado o tempo inteiro. Apesar de esta ser uma ótima característica, também pode gerar o que é chamado de ansiedade de separação.

Esse é um problema muito comum e que aparece todas as vezes que o tutor precisa sair de casa e deixar o pet sozinho por algum tempo. O resultado é estresse, choros constantes e, às vezes, situações destrutivas na casa.

Tudo isso pode gerar sofrimento para os cãezinhos e muita dor de cabeça para os tutores. Sendo assim, siga acompanhando o texto e saiba como fazer seu pet superar esse problema. Boa leitura!

Sobre a ansiedade de separação

Quando o cachorro se sente sozinho, ele pode ficar com medo, sem saber o que fazer. Além disso, pode achar que o tutor nunca mais voltará e ficar desesperado.

O resultado disso são crises de ansiedade que ocorrem por meio de latidos ou uivos constantes, ações de arranhar portas ou janelas, quebrar ou morder objetos e, até mesmo, urinar e defecar pela casa inteira.

Caso seu pet apresente esses problemas, o ideal é procurar um veterinário ou especialista em adestramento. Assim, ele poderá observar detalhadamente o comportamento do cãozinho e sugerir as melhores práticas para resolver a situação.

Contudo, também é possível modificar suas ações diárias para deixar seu amigo canino menos ansioso.

Dicas para controlar a ansiedade de separação

As dicas abaixo são simples e fáceis de serem colocadas em prática.

Tenha brinquedos que ajudem na distração

Brinquedos são uma ótima forma de o animal gastar energia sem destruir nada e, ao mesmo tempo, desconcentrar-se do fato de estar sozinho. Sendo assim, compre ossos próprios para cachorros ou produtos que liberam comida lentamente.

Faça saídas de teste

Saia de casa, diariamente, por apenas alguns minutos. Você pode começar demorando cinco minutos e aumentar esse tempo de forma progressiva. Isso mostra para o cãozinho que toda vez que você sair irá voltar e ele não precisa se preocupar.

Torne a rotina da despedida natural

Não faça despedidas longas quando for sair de casa, pois isso aumentará a ansiedade do seu pet, mostrando a ele que esses momentos são ruins e dolorosos.

Portanto, apenas dê tchau e faça um carinho leve, sem tornar a partida dramática. Do mesmo modo, na hora da chegada, fale com o cachorro tranquilamente, sem fazer uma grande festa.

Brinque com seu pet antes de sair

Saia com ele para fazer um passeio ou crie brincadeiras que gastem a energia do cãozinho. Desse modo, quando você precisar deixá-lo sozinho, ele poderá ficar mais calmo, tirando uma soneca ou apenas descansando.

Encene momentos de saída

Muitas vezes, quando o pet tem ansiedade de separação, é normal ele ficar agitado a partir do momento em que você começa a se arrumar para sair. Desse modo, uma maneira de tornar esse processo natural para o cachorro é encenar o período de saída.

Sendo assim, arrume-se, pegue as chaves e apenas permaneça em casa, fazendo suas atividades diárias. Depois desfaça tudo e siga com a rotina. Faça isso duas ou três vezes por dia até que o cãozinho acostume-se com a situação.

Como você deve ter notado, existem várias técnicas que ajudam o seu pet a superar a ansiedade de separação.

Sendo assim, coloque em prática tudo o que apresentamos ao longo do texto e ajude seu amigo a ficar bem mesmo quando você não estiver por perto. Contudo, se o problema estiver em um nível mais grave, não deixe de procurar ajuda especializada.

Gostou do texto de hoje? Então, compartilhe-o nas redes sociais!