“Como curar sarna de cachorro?” É o que muitos se perguntam quando veem aquelas manchas ou parte sem pelo na pele do cachorro, uma doença cutânea realmente ruim, causando coceira, feridas e até infecções nos pobres bichanos. Essa doença é originada de ácaros que se alojam na pele do animal e ali eles se alimentam e se desenvolvem.

Como curar sarna de cachorro
Como curar sarna de cachorro

Atualmente há três tipos de sarnas nos caninos, sendo duas delas contagiosas. Vamos entender como lidar com essas coisas desagradáveis, os tipos de sarnas e de qual forma podemos garantir uma pele saudável e bonita no seu doguinho para que ele e você possam viver uma vida mais tranquila e estilosa, longe de preocupações e problemas. Vamos começar entendendo sobre esse problema, você pode selecionar o que deseja ler através dos títulos de cada tópico!

Os tipos de sarnas e seus problemas

Uma dos três tipos de sarnas em caninos é a sarna sarcóptica, ela também pode ser chamada de escabiose e possui um efeito terrível. Essa sarna alternativa pode se proliferar em todo o corpo do pobre animal, ocasionando coceiras intensas e crostas na pele semelhante a cascas, ela também é transmissível para os humanos.

Como podemos ter noção, elas não são prejudiciais apenas para os cães e mantê-los longe desse mal também irá garantir sua proteção então fique atento aos sintomas de cada tipo de sarna. Outro tipo é a sarna otodécica, afetando apenas os ouvidos e essa é restrita apenas para gatos e cães, que além de coçar muito causará inflamação no ouvido do pobre animal.

Como curar sarna de cachorro
Como curar sarna de cachorro

O terceiro tipo de sarna em cachorro é um não contagioso, mas também é infelizmente um tipo incurável. Ela é chamada de sarna demodécica ou sarna negra por algumas pessoas, é uma sarna que é passado da mãe para os filhotes através da amamentação por exemplo. Esse tipo não ocasiona coceiras e, alguns animais com a doença chegam a manifestá-la, já outros podem apresentar feridas em sua pele e perdem seu pêlo durante sua vida continuamente.

Os sintomas das sarnas com mais detalhes

Como vimos, é importante tratarmos da sarna não apenas para prevenir os humanos, mas também outros animais caso os tenha. Elas tendem a causar bastante incômodo mas assim como a sarna negra, cada variação possui algumas características distintas então vamos entendê-las um pouco.

Sintomas da sarna otodécica ou sarna de ouvido

O principal sintoma que difere a sarna otodécica das outras demais é a coceira intensa na parte da orelha e no ouvido. Também é comum ver bastante cera anormalmente acumulada no conduto auditivo, essas manifestações tem um grande potencial para gerar maiores problemas no futuro.

Como curar sarna de cachorro
Como curar sarna de cachorro

Caso não seja tratado, o cachorro continuará coçando insistentemente e poderá acabar se ferindo, expondo-se a problemas maiores como infecções. Caso a coceira é associada com uma quantidade excessiva de cera não tem outra, o resultado é uma inflamação no ouvido. Caso ela progrida ao ponto de realmente surgir uma inflamação, o estado da sarna piorará muito mais e a dor que o cachorro irá sentir será muito mais intensa.

Sintomas da sarna demodécica ou sarna negra

A sarna demodécica ou sarna negra costumam apresentar duas formas diferentes de sintomas:

Em alguns locais específicos como uma mancha
Ou de maneira mais grave, como no corpo inteiro.

Como curar sarna de cachorro
Como curar sarna de cachorro

As sarnas costumam aparecer ao redor dos olhos e da boca, também podem surgir nos cotovelos, calcanhares e até nos queixos. Trazendo consigo sintomas como:

  • Infecções
  • Vermelhidão
  • Partes de pele sem pelos
  • Pelos com textura extremamente oleosa
  • Inchaço
  • Descamação
  • Uma pele áspera, grossa com manchas escuras.

Sintomas da sarna sarcóptica ou escabiose

Geralmente essa sarna surge nas orelhas, peitos e barriga. Mas com cerca de 10 dias ou até 2 meses após o contágio, seja possível notar vários sinais que apontem a presença da doença, eles são:

  • Coceira intensa
  • Vermelhidão
  • Erupção cutânea, sendo espécies de manchas e bolhas
  • Perda de apetite repentina
  • Crostas grossas e amareladas
  • Queda exagerada ou ausência de pelo no animal
  • Infecções fúngicas ou bactérias presentes no local

Embora seja algo comum, ela requer atenção e caso não seja tratada pode acabar ocasionando um caso sério de infecção. Nos seus estados mais avançados, o cachorro pode deixar de comer, passa a perder peso e a pele fica horrivelmente exposta a infecções generalizadas.

Como essas sarnas surgem no cachorro?

Esses tipos de sarnas são causadas por tipos específicos de ácaros, que ao ver o animal moscando se instalam na sua pele. Esses parasitas podem ser transmitidos por meio do contato direto com outro cão ou até mesmo pessoa infectada, também pode ser transferido pela mãe para o filhotes.

Como curar sarna de cachorro
Como curar sarna de cachorro

Também é importante mencionar que o contato com locais ou objetos do animal contaminado, como seu cantinho de dormir também apresentam risco de contaminação. Infelizmente alguns utensílios que são usados em vários animais em pet shops durante o banho e tosa, também pode transmitir a sarna de um cachorro para o outro… Quando for escolher um local, que seja de confiança!

Como a sarna sarcóptica ou escabiose surge?

As sarnas desse tipo que pode vir a ocorrer em cachorros é proveniente do ácaro Sarcoptes Scabiei. Esses parasitas tendem a adentrar na derme e nas suas fezes, a movimentação pelo corpo provocam coceira e irritação.

Sendo uma variante da sarna altamente contagiosa, ela pode ser transmitida entre animais como cachorros, gatos e até mesmo pessoas infectadas pela doença, sendo também o único tipo de sarna capaz de se hospedar em um ser humano.

Por mais que possa atingir também outras espécies de animais, sua preferência pelo universo canino é notável, além da pele deles serem de ótima fonte de alimento, as fêmeas irão depositar seus ovos no seu cão e dentro de apenas 3 semanas a família irá crescer e seu cãozinho sofrerá ainda mais com os efeitos colaterais da sarna.

Como a sarna otodécica ou sarna de ouvido surge?

A sarna otodécica é conhecida por surgir e se proliferar apenas nos ouvidos dos pobres cães, sendo causada pelo ácaro Otodectes cynotis. Esse bichinho é um tipo de parasita que tem uma tara especial pelo conduto auditivo de animais e, só ataca os ouvidos.

Essa sarna é transmitida apenas entre cães e gatos e tem um grau bastante notável. Ela pode ser confundida com otite, por acabar provocando um acúmulo de cera, mas na verdade é uma sarna que pode ser tratada e caso não seja ela realmente se torna uma inflamação no ouvido trazendo o acúmulo de cera e eventualmente a otite (Pois a otite é o agravamento desta doença).

Como a sarna demodécica ou sarna negra surge?

Apesar de ter lido até agora sobre as outras sarnas serem contraídas de outros seres infectados ou pelo ambiente, nem toda sarna funciona assim e essa é um exemplo disso. No caso dessa sarna, a sua transmissão ocorre das mães para os filhotes, alguns cães tem a doença e nunca vão manifestá-la, já outros podem tê-la e também podem sofrer com sintomas durante toda sua vida.

As cadelinhas que desenvolvem os sintomas da sarna possuem uma espécie de predisposição genética para transmitir a doença e sua reprodução deve ser impedida. Impedindo sua reprodução, também impedirá seu cio e isso a ajudará, já que no seu período de cio e gestação sua imunidade tende a diminuir podendo agravar os sintomas da sarna. Além disso, impedir sua reprodução evita que nasçam filhotes com o mesmo problema.

Como curar sarna de cachorro
Como curar sarna de cachorro

Sendo uma doença causada pelo ácaro Demodex canis, ficando alojado em camadas mais profundas da pele. Os outros dois tipos de ácaros sempre ficam mais superficiais, mas Demodex não e, acaba tornando tudo ainda mais complicado. Para entender a variação é preciso saber que todos os animais possuem diversos microorganismos habitando sua pele, assim como nós também temos, esses microorganismos são inofensivos e às vezes até podem ser úteis, sendo constantemente controlados pelo organismo no qual habitam. Mas quando ocorre um comprometimento do sistema imunológico, isso acaba afetando sua proteção e a reprodução dessas criaturinhas aumenta e, rapidamente os sintomas começam a aparecer.

Maneiras de tratar e prevenir o cachorro dessas doenças

Em todos esses tipos de sarna para cachorro, deve ser feito exames para saber do tipo e da presença do ácaro. O veterinário irá colher amostras das suas feridas, da pele ou de sua cera de ouvido para uma análise e, quando notada e identificada a presença da sarna e a sua variação do parasita que está presente no animal, um tratamento adequado pode ser feito.

Tratamento para sarna sarcóptica ou escabiose

Quando a sarna do cachorro é notada como uma escabiose, normalmente, são recomendados os medicamentos típicos. Os medicamentos geralmente envolvem cremes e pomadas que devem ser aplicados nas áreas afetadas e, somente nos casos mais agravados e sério que o veterinário costuma indicar o uso de remédios via oral ou injetável.

É importante ficar atento aos banhos e os cuidados com todos os materiais contaminados com a variação da sarna para evitar que o cachorro pegue novamente ou passe para outros cachorros ou pessoas.

Tratamento para sarna otodécica ou sarna de ouvido

Caso a sarna presente no cachorro seja a otodécica, seu tratamento também será realizados com medicamentos típicos porém com uma leve diferença nesse caso, os remédios serão específicos para os ouvidos. Também é comum que seja realizado banhos anti ácaros como forma de tratamento.

Tratamento para sarna demodécica ou sarna negra

Primeiro é preciso não haver relação com problemas no sistema imunológico para tratar da sarna demodécica, o tratamento envolve um creme anti ácaro e alguns banhos com xampus específicos para solucionar o problema rapidamente.

Quando a sarna está em estado generalizado, o tratamento chega a ser um pouco mais complexo, demorado e deve ser feito em todo o corpo do cachorro também com medicamentos orais ou injetáveis. Os casos de sarna generalizada trazem junto uma espécie de infecção bacteriana na pele do cachorro e que também deve ser tratada para não se tornar algo pior.

Como curar sarna de cachorro
Como curar sarna de cachorro

A tosa e os banhos com xampus adequados também ajudam bastante a melhorar a pele, mas também será preciso usar medicamentos e antiparasitários por meses ou até mesmo durante a vida. Além disso, castrar seu pet também ajudará bastante no tratamento pois, diminui as oscilações hormonais em todo seu corpo.

Por fim, como podemos prevenir a sarna no cachorro?

É sempre bom prevenir a sarna ao invés de tratá-la de último caso, poupando o canino de sentir dores ou trazer gastos para você. Para isso é necessário lidar com alguns pequenos detalhes para aumentar os cuidados necessários para se evitar o problema.

Manter a saúde do cão é essencial

De longe focar na saúde é um dos caminhos mais fortes para se evitar a sarna, um sistema imunológico forte em seu cachorro definitivamente irá ajudar a conter a ação dos ácaros, impedindo o agravamento da doença. Manter sua saúde e dia também irá auxiliar na sua recuperação e trazer imunidade contra outros tipos de doenças também.

Evite o contato com coisas ou seres infectados

Lembre-se que há outros tipos de sarnas que são contagiosas e perigosas também para você, evitar que o animal acabe adquirindo ela também traz segurança para você e toda sua família. Fique atento com animais ou pessoas infectadas e tente evitar locais e objetos contaminados.

Observe se o animal não possui predisposição à doença

Lembre-se que a sarna demodécica é hereditária, então antes de cruzar seus cachorros verifique na genética do animal se não há a presença da doença e poupe futuros filhotes de desenvolverem a sarna, passar para outros cachorros e sofrerem.

É importante higienizar o pet e isolá-lo por um tempo

Caso note que seu animalzinho têm sarna, ajuda bastante você isolá-lo pôr um tempo e chamar um veterinário de confiança para começar o tratamento. Com o cão isolado, evita que ele infecte outros equipamentos próximos ou passe a sarna para outros cão.

A higienização do local no qual ele ficou isolado e dos objetos devem ser feitas e realizadas corretamente com água quente e desinfetante, mas considere descartar alguns materiais mais íntimos como o cobertor do cão, para evitar ser contagiado de novo.

Caso opte, antes de jogar algum pertence do cachorro fora lembre-se de ao menos lavá-los com água fervente pois, quando for ao lixo o material irá passar na mão de outras pessoas ou até mesmo outros animais em busca de alimento correndo o perigo de contrair a doença.

Finalização e conclusão dos fatos

Por isso, é importante ressaltar que a sarna deve ser tratada para evitar que seu cãozinho sofra e que as pessoas ou outros animais sejam infectadas com a doença, siga os conselhos aqui dito e tenho certeza que sua condição de vida irá melhorar muito.

Como curar sarna de cachorro
Como curar sarna de cachorro

É importante tomar cuidado com pessoas, cachorros ou outros animais infectados. Mantenha sua saúde, cuide do seu cachorrinho e não esqueça de investir em passeios, banhos e veterinário. A qualidade de vida do seu cão influenciará na quantidade de amor que ele irá te oferecer e definitivamente eu tenho certeza que esse amor será enorme.

Obrigado por toda sua atenção até agora, espero que você consiga efetuar tudo mostrado aqui com clareza, lembre-se de cuidar bem do seu animal para que nada possa dar errado com ele, além disso se não conseguir da conta de doenças como essa sempre opte pelo seu veterinário responsável.

Quero aprender mais!

Se você gostou de nossas dicas e quer aprender ainda mais, não perca a oportunidade de ler um pouco mais sobre: Como acabar com carrapatos em cachorro.