Tag: gatos

Cuidados para tomar com gatos surdos ou

Cuidados para tomar com gatos surdos ou cegos

Gatos surdos ou cegos podem existir assim como acontece com os seres humanos, os gatos podem acabar nascendo assim. 

Alguns são ainda mais desenvolvidos e ainda tem mais 2, 7! No entanto, em alguns casos, o seu protegido pode desenvolver surdez. Pode alterar sua audição ou até mesmo torná-lo totalmente surdo. Não é fácil para você saber como cuidar do seu animal de estimação. Nós trazemos-lhe o nosso conselho.

Como cuidar de gatos surdos ?

De um ponto de vista geral, seu gato é capaz de ouvir muito melhor do que um ser humano. Assim, ele pode ouvir ultrassons além de 30.000 Hz, contra 20.000 para o homem. 

gatos surdos ou cegos

Ele também pode girar seus ouvidos, o que pode permitir que ele ouça em todos os lugares ao seu redor. Acima de tudo, a menor vibração é perceptível para ele. Mas alguns gatos, infelizmente, podem ser surdos, incapacitando suas vidas diárias.

Como saber se meu gato é surdo?

Não é necessariamente óbvio detectar a surdez em seu gato. De fato, este último irá compensar a ausência desse significado com seus outros. No entanto, existem alguns meios de detecção.

 Assim, se você sente falta do seu gato chamando ele e ele não se move, não é necessariamente normal. Fique atrás dele e agite um pacote de croquete ou faça barulho com um brinquedo. Se ele não se virar, ele pode ter um problema auditivo significativo.

Seu gato também pode se assustar com um evento que ele não teria previsto. Já um grande dorminhoco, o seu gato dorme ainda mais e dificilmente consegue acordar. 

Quando ele brinca ou se mexe, ou até come, ele é muito barulhento porque não está ciente do barulho. Finalmente, o comportamento do seu gato muda . Ele se torna um pouco mais medroso, agressivo e pode não ser facilmente abordado.

Qual é o custo de um gato?

O que causa?

A surdez do seu gato pode ser definitiva ou temporária . Neste segundo caso, pode ser a causa de uma infecção bacteriana benigna ou uma sarna de ouvido. 

Por outro lado, no primeiro caso, a surdez definitiva pode ser causada por uma lesão grave da orelha, uma infecção que não tenha sido bem tratada, por distúrbios neurológicos ou mesmo por um tumor. Deve notar-se que os gatos brancos e de olhos azuis nascem muitas vezes surdos.

Como lidar com a surdez?

Se o seu gato nascer surdo, o comportamento dele não mudará. Ele nunca provou o prazer de ouvir e deve viver como se não conhecesse esse significado. Portanto, aja normalmente com ele, mas evite lugares perigosos como a rua ou o mundo exterior.

Por outro lado, se o seu gato foi subitamente surdo, permanente ou temporário, você terá que se adaptar à sua mudança de comportamento. De fato, um gato que se torna surdo desenvolve certa agressividade, causada por uma grande frustração. Seu gato tentará compensar sua deficiência através de seus outros sentidos, incluindo seu toque e sua visão muito boa.

Seu gato surdo não terá problema algum em interagir com seus pares, pois eles finalmente conversam muito pouco um com o outro. De fato, eles se comunicam mais com posturas. Além disso, se você possui um cachorro, pode ser como uma roda sobressalente para o seu gato. O cão será protetor e tentará ajudar como ele pode seu companheiro.

De qualquer forma, é importante proteger seu gato especialmente de carros e ruas movimentadas. O exterior deve ser limitado ao seu jardim e, possivelmente, para deixar na coleira ao seu lado.

Bom comportamento para adotar

Nunca se aproxime de um gato surdo por trás. Ele só vai pular e sua reação será mais agressiva. Seu gato deve sempre ser abordado pela frente. Você deve se adaptar ao novo ritmo do seu felino. Você deve analisar suas ações, suas novas rotinas, tentar respeitá-las.

Finalmente, você deve sempre continuar a falar com o seu gato como se ele tivesse ouvido você. De fato, este último apreciará o fato de ver seu mimetismo , seus gestos, sua boca se mover. Isso irá tranquilizá-lo e ele reconhecerá certas ordens ou humores . Algumas outras técnicas de treinamento podem ser ensinadas a você por um veterinário ou especialista . Você pode conversar por suas mãos ou um objeto externo.

Em resumo

Seu gato estará ciente de sua deficiência. A surdez não é necessariamente um obstáculo ao seu bem-estar e desenvolvimento, mas pode causar reações mais agressivas, porque seu gato é mais medroso, mais defensivo. Por outro lado, a comunicação deve permanecer quase a mesma. Você pode confiar mais em suas mãos e objetos externos. No entanto, os passeios do seu gato devem ser mantidos a um mínimo fora de sua casa, onde você estará vulnerável.

Como cuidar de um gato cego

A visão é um dos sentidos mais desenvolvidos do seu gato. No entanto, como em humanos, não é imune ao desenvolvimento de uma forma de deficiência visual, às vezes levando à cegueira. Como isso é um problema para ele? Quais são as causas dessa cegueira? Como ele lida com isso? Como você pode ajudá-lo diariamente?

gato-filhote-olhando-1024x786-3664436-5623177-6330716-4990089

A visão do seu gato faz dele um nyctalope. Concretamente, é o fato de poder ver a noite. Seu gato pode ver, graças a suas varas, coisas até com uma luz quase ausente. Seu campo de visão também é mais amplo (260 °), mas ele permanece míope, já que ele vê apenas os objetos próximos a ele. O que está longe não é claro. Na maioria das vezes, ele também usa seus bigodes para detectar objetos. Infelizmente, durante a sua vida, seu gato pode ter problemas nos olhos e até mesmo cegueira.

Como saber se meu gato é cego?

Cego, ou em grave perda de visão, o seu gato vai começar a bater em todos os lugares. Contra objetos, brinquedos, móveis, seu sofá. Ele parecerá desorientado e terá problemas para se mover suavemente em sua casa, o que ele sabe ainda. 

Em qualquer caso, você deve consultar imediatamente o seu veterinário

Este último pode salvar o olho do seu animal se a origem da perda da visão for infecciosa. Uma doença não tomada a tempo pode ter um efeito irreversível na visão do seu protegido. 

A reatividade pode ajudar a proteger a visão de alguém, ou pelo menos limitar os efeitos prejudiciais.

Na maioria dos casos, você não percebe que seu gato está sofrendo de problemas de visão antes de ficar completamente cego. No entanto, você pode verificar a condição de seus olhos regularmente . Se eles têm pus ou não respondem à cor, preocupe-se.

gato-com-aparencia-brava-986x1024-7025067-4150780-3246224-6774855

Quais são as causas?

A perda da visão pode ser progressiva (e, portanto, muitas vezes genética) ou mais brutal. Neste último caso, requer uma resposta imediata de você, porque muitas vezes é o resultado de uma doença subjacente para tratar rapidamente. 

Tratamento que permite ao seu gato encontrar, mesmo parcialmente, a visão. De um ponto de vista mais geral, os gatos mais velhos são necessariamente os mais sensíveis a esta perda de visão, ou mesmo a esta cegueira. Pode ser declarado em ambos os olhos, ou um olho.

Como lidar com a cegueira?

Cegueira não é necessariamente uma grande preocupação para o seu gato. Certamente, ele não conseguirá encontrar o caminho através de seus olhos, mas seus outros sentidos, altamente desenvolvidos, permitirão que ele compense. 

Assim, seu felino contará com suas grandes qualidades de memória, seu olfato e seu toque. É importante, por sua vez, não mover seus acessórios para sua vida diária, como lixo, tigela de água ou comida.

gatinho-gordo-fofo-1024x1020-7407071-1473697-7568735-1653293

Por outro lado, evite arrastar objetos no chão, especialmente se eles são perigosos para a vida do seu gato. Sinta-se livre para adicionar outra ninhada para permitir que seu gato, que se move com menos velocidade, tenha algum tipo de roda sobressalente.

Acima de tudo, sua voz será mais importante do que no passado. Não hesite em se declarar quando estiver ao lado dele, para tranquilizá-lo e evitar o estresse. Evite, tanto quanto possível, os ruídos surpreendentes, que poderiam assustar seu animal. Fale com ele gentil e calmamente. Claro, ele não pode mais sair sozinho, especialmente não onde o tráfego está presente, sob pena de ser esmagado por um motorista.

O comportamento do seu gato pode evoluir. Mas tenha em mente que apenas o medo e o estresse aumentam. O resto não evolui. Seu gato vai viver apesar da falta de visão. Ele saberá para aonde ir e continuará a se divertir. Será simplesmente diferente. Brinquedos específicos para gatos cegos estão comercialmente disponíveis. Vai comprá-lo para continuar uma vida como se nada tivesse acontecido.

gatinho-assustado-8576147-8110113-4234878-3727184

Em resumo

Um gato cego necessariamente tem menos significado, mas usa seus outros sentidos para compensar. A partir daí, você simplesmente terá que se adaptar aos movimentos mais lentos dele. 

Você também terá que falar com ele de maneira mais explícita, articular bem e nunca surpreendê-lo com ruídos surpreendentes. Além disso, tente o máximo que puder para mover qualquer um de seus acessórios, caso contrário, você será confundido mais do que já é.

Perguntas frequentes sogre gatos surdos ou cegos

Gatos cegos vivem muitos anos ?

Sim , com todos os cuidados o seu amigo vai viver muitos anos e dar alegrias.

Como ajudar gatos com cegueira?

impedi-lo de ir à rua, evitar trocas os móveis de lugar muitas vezes, facilitar seu acesso aos acessórios como a caixa de areia e mais importante, não assusta-lo.

Identificar surdez no gato

Ele pode miar mais alto que os outros gatos, não conseguem identificar quando você o chama pelo nome e eles não tem medo de aparelhos que fazem barulho.

Para mais informações sobre o seu pet, acesse nosso site

Gato siamês

Gato siamês

Considerados sociáveis e leais, o gato siamês é um dos felinos favoritos dos amantes de gatos. Siameses adoram brincar com adultos e crianças, se apegam facilmente aos humanos que fazem parte da sua vida. Além de adorar a companhia humana, eles se dão muito bem com animais de outras especieis.

Por gostarem muito de chamar atenção, estão sempre miando e pedindo por carinho. Uma característica marcante são seus olhos azul-safira.

Gato siamês deitado
Gato siamês relaxando no chão de madeira em sua casa na Tailândia

Originário da Tailândia, a raça siamesa é considerada a primeira do oriente, não se sabe exatamente quando ele surgiu porem, sabemos que era muito amado pela realeza.

Os gatos siameses possuem uma ligação com a realeza desde o seculo XIV, era comum o imperador da Tailândia usar esta especie como animais de segurança, os gatos eram posicionados nas proximidades do trono e quando alguém ameaçava o imperador, o felino pulava em cima do criminoso.

Uma antiga lenda diz que as torções presentes nas caldas dos gatinhos se desenvolveram porque era onde as princesas guardavam os anéis.

O Siamês é uma raça rara de ser encontrada, principalmente no Brasil, podemos ver muitos gatos com cores parecidas, mas dificilmente será um siames de verdade.

Pelagem do Gato Siamês

Os siameses tem pelos curtos e finos, as cores podem variar entre chocolate, preto, bege, creme ou branco. O corpo, as patas, a cauda e focinho possuem uma coloração mais clara, deixando um tipo de marca.

lindo-gato-marrom-e-bege_1715-2223-3872729-4614005
pelos finos com tonalidade única é uma marca registrada dos siameses

Cuidados com a Saúde do Gato Siamês

veterinario-verificando-a-saude-do-gato_1398-4336-7889042-1723543
apesar de atléticos podem desenvolver doenças genéticas

de um Por serem muito ativos e brincalhões, costumam ser saudáveis. Porem, como muitos animais, os siameses possuem alguns problemas genéticos que podem causar doenças. As principais estão ligadas ao trato respiratório.

Por serem considerados relativamente atléticos e saudáveis, esses gatos tem uma expectativa de vida bem longa, podem viver de 15 a 20 anos. Mas é bom prestar atenção aos problemas de saúde que esta raça pode ter.

Os problemas que podem afetar a saúde de um siames

O bichano pode sofrer com asma, bronquite, problemas cardíacos como estenose aórtica. Calculo na bexiga, doenças nos rins e obstrução nasal.

Outro problema que pode afetar o gato e necessitar de ajuda profissional é uma doença chamada amiloidose, que é provocado pela presença da proteína amiloide nos órgãos do felino.

Temperamento dos siameses

gato-de-retrato-com-olhos-azuis-no-jardim-ao-ar-livre_100800-3203-9634998-5555467
Ele pode até ser brincalhão, mas também gosta de um pouco de sossego

Geralmente, são considerados gatos amáveis, doceis, brincalhões e muito companheiros, mas assim como qualquer pessoa eles podem mudar de uma hora para outra. então é meio difícil saber se seu gato estará em busca de atenção ou apenas querendo ficar um tempo sozinho.

Inteligencia do gatinho siames

siamese-cat-2709467
lindo gato siamês de raça pura na frente de fundo branco

Essa é uma espécie muito esperta, muito curiosos e gostam de explorar a casa, o quintal ou o jardim, por isso é necessário ter muito cuidado. Eles também podem aprender alguns truques, no entanto, apesar de ser dócil, e amável, este fiel companheiro não é um exemplo de obediência.

Eles podem acompanhar seus donos durante suas atividades diárias, mas os siameses gostam de se sentir livres para fazer o que tiver vontade. Além disso, são gatos bastante expressivos e vão fazer barulho até conseguir o que querem.

Cuidados básicos para ter um gato siamês

Por serem muitos ativos, os gatos siameses precisam de constante atenção e tempo dedicado exclusivamente para ele. Para manter seu gato distraído é sempre bom ter brinquedos e arranhadores.

Outra opção seria conseguir outro gato que também seja ativo, assim eles podem brincar juntos.

No entanto por serem curiosos, eles podem acabar indo para rua ou parar na casa de algum vizinho, por isso é necessário por telas nas grades e fixar bem, para que o seu gatinho não crie um jeito de escapar.

Como cuidar de um gato siamês?

O principal cuidado é com a saúde, com a alimentação correta, varias doenças podem ser evitadas.

O que dar para comer a um gato siamês?

Alimentos frescos e saudáveis como: peru, frango, bacalhau e merluza. Outra opção é fiambre cru.

Como saber se um gato siamês é puro?

A cabeça é triangular, com o nariz levemente afinado, os olhos são azuis e a máscara ao redor da cara acentuam a beleza do felino.

Se você gostou de aprender um pouco mais sobre o gato siamês compartilhe com os amigos!

Bola de pelo em gatos é normal?

Bola de pelo em gatos é normal?

Tutores de primeira viagem podem ficar espantados quando isso ocorre. Afinal de contas, ver seu bichinho vomitando uma substância estranha gera um certo desespero, não é mesmo? Porém, depois que descobrem que a situação corresponde apenas a uma bola de pelo, eles ficam mais calmos.

Bola de pelo em gatos é normal?

Contudo, será que essa eliminação é assim tão natural? Apesar de bastante comum, ela pode gerar alguns problemas quando não observada com atenção.

Sendo assim, venha com a gente saber os principais detalhes sobre o assunto. Desse modo, ficará mais fácil garantir a saúde dos felinos.

Como se forma a bola de pelo em gatos?

Apesar de não serem muito chegados em água, os gatos são animais que adoram estar limpos. Sendo assim, eles tomam banho quase que diariamente, porém fazem isso usando a própria língua. Por isso, esta é bastante áspera, removendo pelos soltos e poeira.

Bola de pelo em gatos é normal?

Contudo, durante esse processo de higienização, muito da pelagem acaba sendo ingerida e vai parar no estômago. Assim, são formadas as bolas, conhecidas pelo nome científico tricobezoar.

Isso ocorre ainda mais em gatos de raças específicas, como persa (saiba mais sobre ele aqui), angorá, ragdoll, entre outras.

Quando ela deve ser eliminada?

De maneira regular, os pelos são eliminados gradualmente junto com as fezes. Porém, em épocas que envolvem troca de pelagem ou em raças mais felpudas (como as citadas anteriormente), as bolas tendem a ser expelidas oralmente.

O motivo é que o acúmulo de filamentos é maior, e o intestino não consegue processar tudo isso. Assim, o “vômito” pode ocorre até uma vez por semana, sendo algo normal e que não deve gerar preocupações.

Por que a bola de pelo pode se transformar em um problema?

Em alguns casos, as bolas de pelo formadas no estômago não conseguem ser eliminadas pelo gato. Aí surge um grande problema. Afinal de contas, essa pelagem ingerida acaba presa no intestino, impedindo o funcionamento regular do organismo.

Bola de pelo em gatos é normal?

Sendo assim, o seu pet pode apresentar:

  • desconforto abdominal;
  • vômitos;
  • diarreia ou prisão de ventre;
  • falta de apetite;
  • apatia.

Ao observar esses sinais, é necessário levar o gato ao veterinário. No consultório, o profissional fará exames específicos para identificar o problema.

Dependendo do caso, pode ser prescrita uma alimentação especial, algum remédio para ajudar na digestão e, em último caso, uma cirurgia. Nesta, o médico consegue remover a bola que ficou presa no organismo.

O que fazer para evitar complicações?

Para tratar o problema envolvendo as bolas de pelo, a presença do veterinário é essencial. Porém, você pode agir diariamente para evitar que essa situação se torne prejudicial.

Desse modo, vale a pena investir em rações de boa qualidade, que ajudem no processo digestivo. Petiscos com a função de diminuir a formação do tricobezoar também são muito úteis.

Bola de pelo em gatos é normal?

Além disso, escove seu gato regularmente, ainda mais se ele tiver pelo longo. Para tanto, crie o hábito no pet desde filhote, assim o mesmo não ficará arisco na hora da atividade.

Incentivar brincadeiras é outra ação importante. Afinal de contas, o exercício físico ajuda no funcionamento intestinal.

Por fim, não descuide da hidratação do felino. Isso facilita a absorção de nutrientes, ajuda a deixar as fezes menos ressecadas e contribui para todo o processo de digestão.

Depois de tudo o que explicamos, temos certeza que você estará mais atento às bolas de pelo que seu gato expele, não é mesmo? Apesar de esse ser um processo natural, ele pode gerar complicações para o pet.

Sendo assim, fique atento à saúde do animal, leve-o regularmente ao veterinário e siga as dicas mostradas aqui no post.

O que é bom para bola de pêlo?

Em lojas especializadas é possível encontrar essa planta e gramas que ajudam na regurgitação das u003cstrongu003ebolas de pelosu003c/strongu003e. Manteiga – A manteiga funciona como laxante para o gato, por isso é uma boa alternativa. Para fazê-lo comer, passe um pouco do alimento na pata que ele rapidamente irá lamber para limpar a região

Porque os gatos cospem bolas de pelo?

Vomitar bolas de pelo até quatro vezes em um mês é considerado normal, para gatos com pelagem longa, menos vezes para gatos com pelo curto. Isso acontece porque a língua do gato é áspera e não o permite conseguir cuspir o pelo, por isso ele acaba engolindo os pelos que se soltam durante a limpeza.

Para que serve Malt paste?

Suplemento alimentar que favorece a eliminação de bolas de pêlos e previne a formação de tricobezoares que podem causar vômitos, obstruções, emagrecimento e opacidade do pelame.

Veja mais aqui.

Artista russa gato gordo em diversas obras de arte famosas

Artista russa insere seu gato de estimação em obras de arte clássicas; O resultado foi hilário!

Imagine poder colocar seu bichinho de estimação em obras de arte famosas, o resultado seria muito engraçado, não é mesmo? Pois é, foi isso que a russa Svetlana Petrova fez. Com a ajuda do photoshop, ela inseriu o seu gato Zarathustra em diversas pinturas mundialmente conhecidas. Como era de se esperar o resultado ficou hilário. Além de pinturas, o gato também foi colocado em cenas clássicas de filmes, como a cena dos aviões de King-Kong. Confira o resultado desta divertida adaptação.

Artista russa insere seu gato de estimação em obras de arte clássicas

1. Leonardo da Vinci, Mona Lisa

Mona Lisa é uma das mais populares pinturas do artista renascentista Leonardo da Vinci. Também conhecida como Gioconda, foi retratada por Da Vinci entre os anos de 1503 e 1506. É uma pintura em óleo sobre madeira de álamo e está exposta no Museu do Louvre em Paris.

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-1-687x1024-2306778-9911175

2. Salvador Dali, A Persistência da Memória

A Persistência da Memória é uma pintura de 1931 de Salvador Dalí. A arte está localizada na coleção do Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova Iorque desde 1934. É amplamente reconhecida e frequentemente referenciada na cultura popular.

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-2-1911818-7873668

3. Jacques-Louis David, Napoleão cruzando os Alpes

A obra Napoleão cruzando os Alpes, é o título dado às cinco versões de um óleo sobre tela pintado por Jacques – Louis David. A arte que se trata de um retrato equestre de Napoleão Bonaparte, pintado pelo artista entre 1811 e 1815 foi inicialmente, encomendado pelo rei de Espanha.

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-3-867x1024-7895672-4290163

4. Edgar Degas, A aula de dança

A arte intitulada A Aula de Dança faz parte das obras-primas do pintor impressionista e de uma série de pinturas com o mesmo tema. Edgar Degas era encantado pelo balé. Assistia tantos aos ensaios como às suas representações. Pintou inúmeras telas sobre o tema, captando em minúcias expressões e poses de cada bailarina.

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-4-6414660-5197238

5. Andrea Mantegna, Oculus

Andrea Mantegna foi um pintor e gravador do Renascimento na Itália. Foi o primeiro grande artista da Itália setentrional. Camera Degli Sposi – Oculus foi talvez uma das suas mais intrigantes obras de arte.

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-5-7499882-8203198

6. Pygmalion e Galatea, Jean-Léon Gérôme

Entre 1890 e 1892, Gérôme fez variações pintadas e esculpidas sobre o tema de Pygmalion e Galatea, o conto contado nas Metamorfoses de Ovídio . Todos descrevem o momento em que a escultura de Galatea foi trazida à vida pela deusa Venus, em cumprimento do desejo de Pygmalion de uma esposa tão bonita quanto a arte que ele criou.

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-6-2286180-1730391

7. Jacob Jordaens, The King Drinks

Em 6 de janeiro, a Epifania é celebrada na Flandres. É uma celebração de comida, vinho e alegria que é compartilhada com a família. Uma pessoa chega a ser rei para a noite, que, como Jordaens retratou pensativamente como a pessoa mais velha da sala (no caso, o gatinho Zarathustra na arte abaixo).

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-7-5663298-5566244

8. Perseus e Phineas – Annibale Carracci e Domenichino – 1597

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-8-6427611-9447676

Leia também:

9. Filme King-Kong (2005)

King Kong é um filme épico de ação, aventura e fantasia estadunidense de 2005, dirigido por Peter Jackson. É um remake de King Kong, clássico de 1933. Aclamado pelos críticos, King Kong tornou-se um grande sucesso de bilheteria.

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-9-5097738-7883270

10. O Grito de Edvard Munch

O Grito é uma série de quatro pinturas do norueguês Edvard Munch, 1893. A arte representa uma figura andrógina num momento de profunda angústia e desespero existencial. O plano de fundo é a doca de Oslofjord (em Oslo) ao pôr-do-Sol. O Grito é considerado como uma das obras mais importantes do movimento expressionista e adquiriu um estatuto de ícone cultural, a par da Mona Lisa de Leonardo da Vinci.

artista-russa-gato-gordo-em-diversas-obras-de-arte-famosas-10-8952890-1043797

Ficou curioso o trabalho da artista, não é mesmo? Qual delas você gostou mais? Comente!

Gato persa: conheça características e curiosidades dessa raça

Gato Persa: conheça características e curiosidades dessa raça

As raças de gato não são tão famosas e conhecidas como as de cachorro e isso é muito explicado pelo fato de que no Brasil a maior parte dos gatos de estimação são “vira-latas”. Mas o gato persa sai um pouco dessa realidade. A peculiaridade do gato persa vai muito além de sua beleza, que realmente chama a atenção. Eles possuem algumas características e curiosidades muito particulares. Confira.

gato-persa-02-1024x652-5775504-6094729

Uma breve história

Conhecidos por seu focinho achatado e pelos longos, os gatos persas foram importados da Pérsia (Atual Irã) para a Europa no ano de 1620 e por centenas de anos eles enfeitaram as cortes das realezas na França, Itália e Inglaterra. Foram os gatos favoritos da Rainha Vitória do Reino Unido e da Florence Nightingale (Pioneira da enfermagem) e hoje é uma das espécies mais populares do mundo.

Por terem patas curtas e com alta densidade óssea, os gatos persas preferem ficar no chão ao invés de saltitarem por aí, eles adoram ficar deitados pela casa e convivem tranquilamente com qualquer um, sejam outros gatos, cachorros ou crianças. Se adaptam perfeitamente em apartamentos, não miam muito e quando miam são discretos. Talvez seja por isso que tenham se tornado um dos bichos de estimação favoritos da família.

gato-persa-03-1024x512-6551176-1936362

Cuidados

Tanta beleza e amor precisam de um cuidado especial. Em animais de focinhos curtos, o “dreno” que fica entre o nariz e os olhos é fino e entope com facilidade, fazendo com que as lágrimas não sejam drenadas de forma correta e escorram pela face do pet, para limpar essas lágrimas é aconselhável que utilize um cotonete ou algodão com soro fisiológico, também deve-se ter cuidado com a limpeza semanal da orelha do seu gato.

As orelhas do gato são muito sensíveis, na hora da limpeza ele pode oferecer certa resistência, portanto é preciso ter muito cuidado. A limpeza também deverá ser feita com cotonetes.

Leia também:

Cuidados especiais com o pelo

Para manter a pelagem do gato persa sempre bonita, é recomendado um banho e tosa semanal. Por ter uma pelagem bem longa, a higiene que ele mesmo faz não é o suficiente, exigindo uma escovação diária do pelo, o que pode ser feito desde pequeno para acostumá-lo com o cuidado. No inicio deve ser feito apenas em locais que ele gosta, como pescoço e cabeça e depois para o resto do corpo, sempre tomando cuidado com os emaranhados que se formam facilmente, portanto o penteado do persa deve ser feito com um pente de dentes largos e de forma delicada para não machucá-lo, podendo utilizar pó de talco para desembaraçar melhor o pelo. Os nós que não forem possíveis desfazer, devem ser cortados com uma tesoura para não evoluírem para novelos. Se vierem a ocorrer, devem ser removidos por um profissional.

Por terem tendências a desenvolverem problemas renais, algumas empresas desenvolveram rações especiais para essa raça. Amáveis, bonitos, elegantes e com um pé na realeza, os gatos persas são dóceis, calmos e uma excelente companhia. Tê-los como pet exige um certo cuidado, mas não mais do que você daria para qualquer um que ama.

Outros Fatos Sobre o Gato Persa

gato-persa-01-6551301-8302376
A caixa de areia gera riscos à saúde do seu gato?

A Caixa de Areia Gera Riscos à Saúde do Seu Gato?

Você já precisou urgentemente usar algum banheiro público e se deparou com a privada suja, lixo cheio e papel usado no chão? E ai?  Você usou mesmo assim? Não é agradável né? Pois é assim que o seu gato se sente quando precisa usar a caixa de areia dele e ela ainda está suja e usada.

Então, por mais nojenta que seja essa tarefa, ela precisa ser feita com frequência para seu bem e do seu gatinho!

0022-caixa-de-areia-de-gato-01-9275183-7493460

Por que Devo Limpar a Caixa de Areia Frequentemente?

Cuidado com a Higiene:

Você já viu seu gato alguma vez “enterrando” a própria caixinha de areia do lado de fora, ao invés de apenas as fezes com a areia?

Se ele fez isso, pode ter certeza que ele não é ‘tapado’ e errou o local de enterrar, ele está te mostrando que a situação está precária na caixinha dele e que ele não quer sujar enquanto precisa enterrar as necessidades dele.

Se essa situação acontecer, corra e limpe a caixa de areia, ou logo você terá surpresas pela casa.

Muitos gatos acabam fazendo suas necessidades em locais escondidos, tapetes, só para não terem que pisar na caixinha suja. E ai, você terá o dobro de trabalho ao ter que limpar a casa também.

Cuidado com a Saúde:

Alguns gatinhos irão “segurar” suas necessidades e deixar de usar a caixinha com a frequência normal se ela estiver suja, ou seja, se durante o dia seu gato usa 3 vezes a caixinha, ele pode passar a usar apenas 1 vez.

Apesar de isso parecer bom, pois você terá menos trabalho, saiba que seu gato pode ficar doente fazendo isso. Ao segurar a urina, ela torna-se mais concentrada, originando cristais, os quais podem causar uma obstrução uretral felina.

A uretra obstruída pode fazer com que os gatos tenham pedra, cristais ou tampões de muco, impedindo-os de urinar. Além de ser muito doloroso, isso pode levar a uma falha renal temporária, distúrbios eletrolíticos, vômitos, letargia, arritmias cardíacas, e em casos graves, morte!

Parece dramático, mas é a realidade! Então para evitar esse problema, limpe a caixa de areia!

Outra razão importante é que, ao manter as caixas de areia sempre limpa, você pode detectar qualquer problema de saúde com maior antecedência.

Ou seja, se o seu gato não urinou nenhuma vez há mais de um dia ou dois, leve-o ao veterinário pois ele pode estar com algum problema. Se ele estiver diabético, ele pode urinar com mais frequência. Se ele estiver com diarreia ou urinando o sangue, ele certamente tem alguma doença.

Você só descobrirá isso tudo se mantiver a caixinha limpa com frequência e observar os hábitos do seu gato.

Por último, e muito óbvio, você deve limpar a caixinha para que sua casa ou apartamento não fique fedido e você tenha que conviver com esse odor desagradável sempre!

Mas Qual é a Frequência Correta para limpar a caixa de areia?

Primeiramente, o que você deve saber é que, quanto mais gatos você tem em casa, mais vezes terá que limpar as caixinhas.

Isso parece óbvio para você? Mas muitas pessoas não se atentam a isso e deixam acumular as fezes de vários gatinhos na caixa! Gatos são animais muito limpos, e eles certamente acham isso nojento.

0023-caixas-de-areia-de-gato-01-3846264-2318239

Segundo, independente da quantidade de gatos na sua casa, o ideal é que você limpe as caixas de areia assim que o seu pet acabar de usá-la. Isso evita que o cheiro impregne na casa.

Se você trabalha o dia inteiro fora e não pode fazer isso, limpe as caixinhas de 2 a 3 vezes ao dia (antes de sair para o trabalho de manhã cedo, ao voltar para casa, e antes de dormir, se necessário).

ATENÇÃO:

Limpar a caixinha, nesse caso, significa retirar com a pazinha as fezes e os torrões de urina. Não precisa jogar fora a areia inteira toda vez, caso contrário, isso vai acabar saindo muito caro sem necessidade. 

Certamente, retirar as partes sujas não significa que a caixa está limpa. Por isso, uma vez por semana, é recomendável lavá-la com água e detergente, e se possível, deixá-la secar ao sol.

Há pessoas que reservam a areia “limpa” em outro recipiente antes de lavar e depois depositam novamente na caixinha.

Outras preferem jogar tudo fora e colocar areia nova toda vez que a caixinha for lavada. Isso quem deve escolher é você, de acordo com o seu orçamento.

Independente do que achar melhor, a areia deve ser trocada inteiramente ao menos uma vez por mês.

Por último, e não menos importante, troque a caixinha dos seus pets anualmente, pois quando eles enterram, muitas vezes acabam arranhando-a inteira, os odores e resíduos podem acabar ficando retidos nesses espaços.

Será cada vez mais difícil lavar a caixinha e manter um odor agradável se ela estiver muito arranhada.

Qual a melhor caixa de areia?

Bandeja De u003cstrongu003eAreiau003c/strongu003e Furba Bordas que impedem u003cstrongu003eareiau003c/strongu003e de ser jogada para fora da u003cstrongu003ecaixau003c/strongu003e Praticidade

Como usar a caixa de areia?

Um modo fácil de ensinar seu gato a u003cstrongu003eutilizar a caixa de areiau003c/strongu003e é confinando-o em um espaço ou cômodo pequeno com uma u003cstrongu003ecaixa de areiau003c/strongu003e, assim que ele chegar na sua casa. 

Onde deixar a caixa de areia?

De preferência, a u003cstrongu003ecaixa de areiau003c/strongu003e deve estar em um cômodo a parte de onde fica a comida, água e caminhas. Uma solução que costuma dar certo para quem mora em apartamentos pequenos é u003cstrongu003ecolocar a caixau003c/strongu003e no banheiro.

Confira outras dicas aqui.

Este é um site do grupo B20